Transcarioca inaugura nova fase para Dilma?

transcarioca

Tenho a impressão que Dilma entra, a partir de agora, numa nova fase. As grandes obras estão começando a ficar prontas. E isso faz toda a diferença, porque representa um golpe contra esse pessimismo militante que virou moda nos últimos tempos.

A inauguração da Transcarioca, por exemplo, que liga a Ilha do Governador e o Aeroporto do Galeão à Barra da Tijuca vai trazer um alívio incomensurável a todos os bairros por onde ela passa, e para o Rio de Janeiro, de maneira geral. São bairros de periferia, que ganharão visibilidade e mobilidade urbana. O choque econômico positivo nessas regiões deverá ser sentido rapidamente.

Todas as grandes obras iniciadas na era Lula começam a ganhar vida. A Copa do Mundo serviu apenas para gerar uma agenda. Como disse a presidenta, são obras para o Brasil, não para a Copa.

Parte da imprensa tenta pintar a próxima gestão como um tempo sombrio, durante o qual o governo terá de adotar medidas impopulares para ajustar a economia. Já eu acho que será o contrário. De 2015 a 2018, grandes obras de infra-estrutura estarão concluídas, dando uma importante injeção de produtividade e otimismo na economia brasileira. Hidrelétricas, aeroportos, portos, estradas, ferrovias, parques eólicos, pré-sal, refinarias, VLTs, a quantidade de obras que deverão ser inauguradas a partir de agora até 2018 é impressionante.

Os tempos mais difíceis acontecem agora, em que o governo se vê fortemente pressionado pelo enorme volume de obras em andamento, muitas das quais transtornam a rotina da população.

Por isso, como eu ia dizendo, vejo a inauguração da Transcarioca, como símbolo de uma nova era, em que começamos a sair desse período difícil de gestação e nos aproximamos da hora do nascimento da criança.

Segundo o governo do estado, o BRT Transcarioca, inaugurado hoje, começará a funcionar em etapas. A partir de amanhã (2), os cariocas poderão usar o trecho entre o Bairro do Tanque, na zona oeste, e o Terminal Rodoviário Alvorada, na Barra da Tijuca. A partir de quarta-feira (4), será aberto o trecho até o aeroporto, com apenas algumas estações abertas. Gradualmente, outras estações serão abertas. No total, são 47 estações, que se distribuem por 39 quilômetros.

Estima-se que mais de 300 mil pessoas usarão o serviço diariamente.

Comentários no Facebook