The Guardian diz que bancos ingleses ‘lavaram’ até US$ 20 bi de russos

laundromat

O jornal inglês The Guardian publicou agora à tarde uma reportagem que pode criar um escândalo financeiro mundial.

Diz o jornal que grandes bancos da  Grã-Bretanha processaram quase US $ 740 milhões como parte de uma  operação de lavagem de dinheiro realizada por criminosos russos, que teriam ligações com o  governo russo e ao seu serviço secreto. Este é o valor que o jornal diz ter como provar, mas diz que teve acesso a documentos que sugerem um valor total de US$ 20 bilhões, ou R$ 61 bilhões.

O  HSBC, o Royal Bank of Scotland, o Lloyds, o Barclays e o Coutts estão entre 17 bancos sediados no Reino Unido, ou com sucursais por lá , que estão enfrentando questões sobre o que sabiam sobre o esquema internacional e por que não rejeitaram transferências de dinheiro suspeitas feitas em contas que eles operavam, num esquema que está sendo chamado de Global Laudromat, Lavanderia Global.

Os registros bancários da Global Laundromat foram obtidos pelo Projeto de Crime Organizado e Relatório de Corrupção (OCCRP) e Novaya Gazeta de fontes que desejam permanecer anônimas. O OCCRP compartilhou os dados com o Guardian e parceiros de mídia em 32 países.

Os documentos incluem detalhes de cerca de 70.000 transações bancárias, incluindo 1.920 que passaram por bancos do Reino Unido e 373 via bancos dos EUA.

Comentários no Facebook