Temos uma empresa eficiente, que bate recordes seguidos? Vendam-na!

RECVENDE

O Estadão publica agora cedo que a Petrobras, pelo terceiro ano consecutivo, bateu recordes de produção de petróleo e gás.

2,65 milhões de barris de óleo equivalente (petróleo+gás natural) por dia.

Como petróleo não é “fast-food”, que se produz de uma hora para outra, isso é o resultado dos investimentos que foram feitos anos atrás.

E, como se apontou ontem aqui, a elevação dos preços do petróleo a valores em torno de 70 dólares o barril – depois de uma temporada na qual caíram abaixo de 30 – mostra até a uma criança o tamanho que isso representa para o Brasil.

Como até um criança percebe que entregá-lo é, mais que uma estupidez, uma traição nacional.

No entanto, o que se lê no outrora combativo Fatos e Dados, o canal de comunicação da Petrobrás?

A Petrobras e Total informam que finalizaram um marco importante na realização de sua Aliança Estratégica, anunciada em 01/03/2017, com a conclusão das seguintes transações:
 – Cessão de direitos de 35% da Petrobras para a Total, assim como a operação, do campo de Lapa no bloco BM-S-9A, no pré-sal da Bacia de Santos. A nova composição do consórcio passa a ser: Total como operadora (35%), Shell (30%), Repsol-Sinopec (25%) e Petrobras (10%). O campo de Lapa iniciou produção em dezembro de 2016, por meio do FPSO Cidade de Caraguatatuba, com capacidade de 100 mil barris por dia.
 – Cessão de direitos de 22,5% da Petrobras para a Total da área de Iara, que contém os campos de Sururu, Berbigão e Oeste de Atapu, no bloco BM-S-11A, no pré-sal da Bacia de Santos. A nova composição do consórcio passa a ser: Petrobras como operadora (42,5%), Shell (25%), Total (22,5%) e Petrogal (10%). A produção em Iara está prevista para iniciar no segundo semestre de 2018 nos campos de Berbigão-Sururu, por meio do FPSO P-68, com capacidade de 150 mil barris por dia, seguido de um segundo FPSO, em 2019, no campo de Atapu.

Não é preciso por legendas, não é? O entreguismo dispensa as longas explicações sobre alavancagem, desmobilização de ativos e outros nomes bonitos para a rapinagem sobre nosso pré-sal.

contrib1

Comentários no Facebook

27 Respostas

  1. Tomas disse:

    Isso mesmo, “vendam-na!”. É esta a essência da política golpista e entreguista de Temer. E quando mais barato venderem-na, melhor para a pureza da Doutrina Temer.

  2. Sérgio disse:

    Cambada de entreguistas filhos da puta !
    Putas que os pariram !

  3. Paulo Nogueira disse:

    Sra. Cleusa Pozzeti;
    Não é só falta de visão. Falta caráter, falta patriotismo, falta inteligência, falta vergonha, etc..

  4. JoApaS disse:

    O caminho do “BRASIL OFICIAL” NÃO NOS LEVARÁ DE VOLTA À PLENA DEMOCRACIA” , CIDADANIA, SOBERANIA, INDEPENDÊNCIA, enfim ao ESTADO DE DIREITO como DEFINIDO na CONSTITUIÇÃO FEDERAL de 1988.

    O “REFERENDO REVOGATÓRIO” NÃO RESOLVE A QUESTÃO TODA POIS O GOLPE JÁ FOI LONGE DEMAIS e o mesmo SERIA APENAS um tipo de “desabafo coletivo” !
    O POVO de BEM do BRASIL TEM QUE AGIR POR OUTRO CAMINHO de LUTAS ORGANIZADAS PERMANENTES: para empreender uma RETOMADA na “marra” até haver a REDENÇÃO do BRASIL !!
    O CAMINHO DAQUI PRA FRENTE TEM QUE SER OUTRO: o “BRASIL PARALELO” !!

    MAIS ou MENOS ASSIM COMO SEGUE…

    DAQUI para FRENTE tem que ter LUTA ORGANIZADA PERMANENTE até a REDENÇÃO DEMOCRÁTICA do BRASIL

    (só criar COMITÊS POPULARES não resolve nada; tem que complementar com outras ações)
    “QUANDO MAIS NADA RESTA, TEM QUE LUTAR”
    (É ILUSÓRIO PENSAR QUE A NOSSA DEMOCRACIA SERÁ RESGATADA SOMENTE PELA JUSTIÇA E DIÁLOGO)

    O POVO de BEM do BRASIL tem que AGIR e PROVIDENCIAR:
    – CRIAÇÃO dos “COMITÊS POPULARES PERMANENTES de DEFESA da DEMOCRACIA BRASILEIRA” – (CPP-DDB) espalhados por todo BRASIL;
    – CRIAÇÃO do “GOVERNO CENTRAL PARALELO do BRASIL”, fora do território BRASILEIRO – (GCPB);
    – MOBILIZAÇÕES CONTINUADAS e ORGANIZADAS em CADEIA via COMITÊS de DEFESA da DEMOCRACIA ligados ao “GCPB”;
    – LUTA INTERNA POPULAR PERMANENTE SEM TREGUAS;
    – AÇÕES INTERNACIONAIS via “GCPB” no EXTERIOR;
    – BLOQUEIOS GENERALIZADOS e CONTINUADOS por TODO o PAÍS;
    – ENFRENTAMENTOS de RUAS via BLOCOS do EXÉRCITO do POVO;
    – DESOBEDIÊNCIA CIVIL GENERALIZADA em TODOS OS NÍVEIS;
    – OCUPAÇÕES e BARRICADAS por TODO CANTO do PAÍS;
    – BOICOTES e CANCELAMENTOS de TUDO e de TODOS que FINANCIAM e APOIAM os GOLPISTAS (empresas, produtos e serviços), principalmente MULTINACIONAIS e BANCOS;
    – SONEGAÇÃO FISCAL GENERALIZADA do SISTEMA OFICIAL;
    – CRIAÇÃO de SISTEMA FISCAL PARALELO dos AGENTES POPULARES;
    – CRIAÇÃO do “FUNDO CENTRAL PROVISIONAL POPULAR (FCPP)” ligado e suportado pelos COMITÊS POPULARES espalhados pelo PAÍS;
    – CRIAÇÃO do “PARLAMENTO do POVO” sob o “GOVERNO CENTRAL PARALELO do BRASIL (GCPB) e interligado aos COMITÊS POPULARES;
    – CRIAÇÃO do TRIBUNAL do POVO;
    – CRIAÇÃO do “EXÉRCITO do POVO LIVRE, INDEPENDENTE, SOBERANO” (EPLIS);
    – CRIAÇÃO do “BANCO COOPERATIVO CENTRAL(BCC)” em substituição ao BACEN;
    – CRIAÇÃO DO “BANCO do POVO(BcooP)= COOPERATIVA de CRÉDITO FINANCEIRO” atrelado aos COMITÊS POPULARES, regionalizados;
    – CRIAÇÃO MASSIVA de COOPERATIVAS espalhadas pelo BRASIL: de PRODUÇÃO, CONSUMO, CRÉDITO, etc. atreladas aos COMITÊS POPULARES;
    – MIGRAÇÃO de tudo que é do “POVO de BEM e de LUTAS do BRASIL(PBLB)” para os novos órgãos e sistemas populares (Cooperativas, Bancos Cooperativos, Sistema Fiscal Popular, etc.);

    E ASSIM VAMOS até a VITÓRIA FINAL contra os GOLPISTAS e ENTREGUISTAS, TRAIDORES da NAÇÃO BRASILEIRA.

    OBS.:
    (o “POVO de BEM e de LUTAS (PBL)” do BRASIL tem que MATAR o GOLPE FINANCEIRAMENTE, senão não há saída viável).

    Estejam cientes que daqui para frente haverá sempre DOIS(2) BRASIS até a retomada final da DEMOCRACIA BRASILEIRA, sendo:
    – o BRASIL OFICIAL dos GOLPISTAS CRIMINOSOS e TRAIDORES da PÁTRIA (financiados pelos empresários e banqueiros, principalmente estrangeiros) e,
    – o BRASIL PARALELO, financiado e mantido pelo POVO de BEM e de LUTAS (PBL) do BRASIL.

  5. Tissó Kavara disse:

    A Petrobras, caso não seja gerida por um esquedista, é deveras eficiente. Não precisa ser privatizada, basta deixara a esquerda longe de sua gestão.

    • Sérgio disse:

      Alícia/Kawarinha/ Lulinha/ Qualquer Porra

      Você é mesmo uma vagabunda de marca maior!
      Sua candidata se fodeu ? A Bolsonara brocou você ? Brocou sua bundinha ?
      Sua prosa está enjoativa menina. Mude o disco é talvez alguém se interesse em ler sua MERDAS!
      Sua mãe e sua mulherzinha estão boas. Fale com elas que estou MORRENDO de saudades. Elas sabem do que falando.
      Otária !
      Cadelinha vadia !
      Vagabinha !
      Impala de Thompson

    • Carlos disse:

      Só diz merda…

    • Carlos disse:

      A Petrobras cresceu justamente durante os governos do PT. A gang demo-tucana a estava sucateando para entrega-la a preço de banana, mas foi impedida. Com a derrota de serra, em 2002, o plano foi interrompido, houve investimento na empresa, o pré-sal foi descoberto. a empresa se valorizou e os bandidos entreguistas, a tua gang, deram o golpe de 2016 para poder levar adiante a entrega da empresa e do petróleo. Você se lembra da tentativa de mudar o nome para “Petrobrax”, para facilitar a venda? Você se lembra do desastre da P36? Você se lembra destas coisas ou ainda estava em fraldas? Para de falar merda, babaca!

    • Caetano te acha burro disse:

      Você é mesmo um imbecil. FHC naufragava plataformas, Lula, o execrável esquerdista, deixou a empresa ser transformada numa das sete maiores produtoras mundiais de petróleo. Sete é um número mágico na história do petróleo, pois eram sete as empresas que rapinavam todo o petróleo mundial no auge da Guerra Fria.

      • mr. stein disse:

        A Petrobras no tempo do PT chegou a ser a segunda maior petroleira do mundo em valor de mercado e ainda hoje é a empresa que oferece o maior lucro dentre todas as petroleiras do mundo. Tudo se resume aos interesses geopoliticos dos EUA, que pagam seus servicais e corruptos lesa-patria para destruir a maior empresa da América Latina e consequentemente as bases da soberania brasileira. Os Estados Unidos assim reforçam sua política intervencionista e garantem o acesso aos recursos naturais, tendo como aliados os parceiros Europeus, nacoes com escassos recursos naturais. Nao é a toa que nenhum país Europeus se pronunciou contra o golpe.

    • Caetano te acha burro disse:

      E tem outra. Enquanto a Petrobrás ainda bate recordes de produção, essa empresa falida que vocês falam tanto, o que os pelegos que a ela controlam hoje comemoram é a entrega do patrimônio produtivo brasileiro a uma petrolífera gringa. O julgamento da história não vai ter piedade destes traidores do país. Já quanto a você, você é só um idiota que será logo esquecido, quando dias melhores chegarem.

    • mr.stein disse:

      A Petrobras no tempo do PT chegou a ser a segunda maior petroleira do mundo em valor de mercado e ainda hoje é a empresa que oferece o maior lucro dentre todas as petroleiras do mundo. Tudo se resume aos interesses geopoliticos dos EUA, que pagam seus servicais e corruptos lesa-patria para destruir a maior empresa da América Latina e consequentemente as bases da soberania brasileira. Os Estados Unidos assim reforçam sua política intervencionista e garantem o acesso aos recursos naturais, tendo como aliados os parceiros Europeus, nacoes com escassos recursos naturais. Nao é a toa que nenhum país Europeu se pronunciou contra o golpe.

    • Salvador disse:

      Assim o Ernesto te “passa a vara”, onde já se viu, dizer que o Estado pode ter atuação na atividade econômica? Assim vc urina na “água benta” do liberalismo econômico. Só que não né? No mesmo instante em que alguém mudar o nome dela pra Petrobrax aí tu terás coitos anais ininterruptos de de extremo “prazer liberal”.

    • Adelmo Ribeiro da Silva disse:

      Ô corno Kishu Pavara, vai sentar num bambu bem grande, que deve ser o que estimula seus dois neurônios entreguistas!

  6. alvaro disse:

    Há lavagem de dinheiro mais descarada do que fazer acordo com justiça americana para pagar DEZ BILHÕES para fundos abutres numa ação que nem foi julgada ? Pagamento para FUNDOS que ninguém saberá quem serão os beneficiários, como aqueles do ‘kúnha’.

  7. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    Coxinha só repete as merdas que o Olavo de Carvalho e o Merdal Pereira passam para eles como “verdades”. Nem vale a pena responder para indivíduos com deficiência intelectual.

    • Bronco Capiau disse:

      Falou o inteligentão que votou serelepe na chapa Dilma/Temer “Com a Força do Povo” e agora vai repetir ate a morte que “não vota em vice”…

      kkkkkk

  8. Carlos disse:

    Notícia de dezembro de 2000. Tinha gente que ainda usava fraldas e não deve nem saber disso.

    Nova marca comercial melhoraria participação internacional; custos para refazer logotipo chegam a US$ 50 mi

    Petrobras muda de nome para PetroBrax

    Nelson Perez/Valor
    O presidente da Petrobras, Philippe Reischtul, em frente ao novo logotipo da empresa

    CHICO SANTOS E
    ISABEL CLEMENTE
    DA SUCURSAL DO RIO

    A estatal Petrobras, maior empresa do país e terceira maior da América Latina, está mudando seu nome comercial (marca) para PetroBrax. Segundo o presidente da companhia, Henri Philippe Reichstul, o objetivo é unificar a marca e facilitar o seu processo de internacionalização.
    Reichstul disse que a mudança, estudada durante oito meses e já aprovada pelo conselho de administração, ganhou na semana passada o aval do presidente Fernando Henrique Cardoso. Embora o nome da empresa continue sendo Petrobras, ele não entrará mais na logomarca.
    O novo nome foi escolhido pela agência paulista de design Und SC Ltda, contratada sem licitação. Segundo Reichstul, desde que deixou de ser monopolista, a estatal obteve flexibilidade legal para esse tipo de contratação.
    Segundo Alexandre Machado, consultor da presidência da Petrobras, a estatal está pagando R$ 700 mil à Und por um contrato de um ano, iniciado em abril.
    Machado disse ainda que a mudança da logomarca em todas as instalações da empresa deverá custar US$ 50 milhões à Petrobras, num processo previsto para durar seis meses.
    Reichstul disse que não haverá uma campanha publicitária específica para divulgar o novo nome, mas que a novidade “aparecerá no contexto” das propagandas. Ele disse que os investimentos incluem a revitalização dos postos BR, que agora exibirão o nome PetroBrax BR. No exterior, a sigla BR não será usada ao lado da nova marca.
    A decisão de mudar a marca foi tomada após a aprovação do plano estratégico da Petrobras (1999-2005). Um dos argumentos favoráveis foi que o sufixo “bras” estaria, internamente, associado à idéia de ineficiência estatal.
    “Perdemos o monopólio em 1997, mas o nome (da empresa) continuava associado a ele”, disse Reichstul.
    Outro argumento, também relacionado com o mercado interno, foi o de que a marca Petrobras tornou-se, nos últimos anos, praticamente virtual, escondida pelas iniciais BR que integram o atual logotipo.
    A marca BR aparece, associada ao nome Petrobras ou não, nas diversas unidades da companhia e isso estaria diluindo o nome da empresa.
    Além disso, a marca BR, adotada por toda a empresa em 1993, estaria excessivamente baseada no braço de distribuição de combustíveis, enquanto o novo foco seria tecnologia.
    O nome do óleo lubrificante Lubrax, do qual foi tirado o sufixo da nova marca, seria a forma mais correta de associar a empresa ao seu novo foco. Brax, segundo Reichstul, chegou a ser cogitado também como marca, “mas sem muita força”.
    O novo logotipo tem também um símbolo branco, parecido com uma chama ou uma folha, dentro de um quadrado verde, amarelo e azul. O símbolo representaria o compromisso da empresa de desenvolver fontes de energia limpas, como a solar, a eólica, o gás, o hidrogênio e outras. Reichstul disse que a empresa gostaria de chegar a 2010 reduzindo a participação do petróleo entre os itens que produz dos atuais 95% para 60%.
    No front externo, um dos argumentos para a mudança da marca é o de tirar a associação excessiva que o nome Petrobras tem com o Brasil. Segundo Norberto Chamma, diretor da Und, que apresentou a nova marca ontem para jornalistas, a desvinculação é importante para que a empresa não seja obrigada a arcar com os ônus dessa ligação.
    Um dos ônus, para o caso de expansão na América Latina, seria o de passar a idéia de um imperialismo brasileiro invadindo os países vizinhos.
    Até uma suposta dificuldade fonética dos falantes do inglês e do espanhol com a palavra Petrobras foi incluída entre os argumentos favoráveis à mudança. A logomarca da estatal já foi mudada antes, em 1978 e 1993, mas sempre se manteve nela o nome original.

  9. Rui disse:

    Estes kawaras, capiaus, ernestos & tantos outros do mesmo quilate devem ser do tipo ” vivo de aplicações na Bolsa e outros papéis ” e não querem de forma alguma que o maior incentivador do sucesso pessoal através do trabalho volte a reinar. Devem ser um bando de atirados nas cordas que vivem de rendas e de aplicações. Só na Bolsa eles devem ter faturado em torno de sessenta por cento de bonificações desde a derrubada de Dilma. Assim fica fácil ganhar dinheiro. Por isso todo este ódio ao trabalho e aos trabalhadores. Ou não?

  10. Hoilton Moreira disse:

    Ainda vai merecer um estudo o papel que a queda do preço do petróleo e a ação dos países exportadores tiveram na derrubada da Presidenta Dilma. Foi só consumarem o golpe e a entrega das reservas pras empresas estrangeiras que o preço do barril voltou aos seus valores históricos. Coincidência? Claro que não!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *