Temer é de hena, mas cicatrizes vão ficar

nomore

O palhaço Wladimir Costa, que exerce um mandato de deputado federal, confessou hoje que era de hena a tatuagem de amor a Temer que exibiu semana passada.

Nada a estranhar. Nestes amores movidos a interesse, lava-se as marcas da paixão exibida e tudo está novo.

Wladimir Costa é uma insignificância bípede (hoje estou com boa vontade) que tem como mérito (se assim se pode dizer) fazer o strip-tease de boa parte do parlamento brasileiro.

De alguma forma, porém, expressou uma verdade,

Temer é uma tatuagem de hena na história do Brasil.

Daqui a pouco tempo, será apenas um borrão e, mais alguns anos, apenas uma vergonha constrangedora. Depois, um nada, mesmo, condição que  lhe corresponde, de verdade.

Pena que, ao contrário da tatuagem de hena, ainda fará mal a este país por um longo tempo.

Deixará cicatrizes mesmo depois que se apagar a sua pálida figura.

Mas deixar-nos-á, para usar suas mesóclises, marcas duradouras: a crise, o desemprego, o corte dos gastos sociais, a desorganização da administração pública, o déficit, a dívida, a alienação de nossas riquezas petrolíferas e, sobretudo, a vergonha de termos sido governados por um personagem tão sórdido.

 

Comentários no Facebook

6 Respostas

  1. alcides carpinteiro disse:

    Nada que nossa elite e classe média não pediram e não trabalharam para realizar. Merecemos cada pedaço desse desastre e o que ainda há por vir, pois uma parcela considerável ainda acha que vale a pena para retirar os petistas do poder.

  2. Romão Pombo disse:

    Assisto muito a programação dessa radio para relembrar a época em que estudava aí na EESC. sinto muita saudade dessa bela cidade. Sou Romão Pombo. sou muito amigo de Airton Garcia e Emerson Leal.

  3. Rui disse:

    Imperdível e necessário a leitura do texto do Juremir hoje no Correio do Povo sobre a hipocrisia dos Paneleiros de ontem e dos conformados e satisfeitos de hoje. Um verdadeiro poema todo dedicado a eles. Vejam: http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/2017/08/10119/batedores-de-panelas-eram-hipocritas/

  4. Messias Franca de Macedo disse:

    Dodge deveria ser afastada antes de assumir

    Por jornalista e escritor Alex Solnik

    9 de Agosto de 2017

    Não tenho mais dúvida que a chefe nomeada da PGR, Raquel Dodge vai ser uma marionete de Temer, tal qual Rodrigo Maia o é na presidência da Câmara dos Deputados.
    (…)
    Ditadura é o regime em que o Executivo controla o Legislativo e o Judiciário.
    É o que já está acontecendo.
    (…)
    É um presidente que não preza nem a democracia nem a sua honra.
    Numa democracia de verdade nenhum presidente governa com 3% de aprovação da população porque a constituição diz que todo poder emana do povo e ninguém pode governar um país com 3% de poder.
    Só num momento de trevas como esse uma chefe da PGR não cai depois de fazer o que fez.

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/blog/alex_solnik/310874/Dodge-deveria-ser-afastada-antes-de-assumir.htm

  5. Beto São Pedro disse:

    Brito, brilhante. Compartilho com a tua indignação, sempre. Estou com a disposição do Maradona.

  6. Gil Teixeira disse:

    Só uma coisa me desgostou no texto: chama-lo de “palhaço” logo de saída, a não ser que essa seja sua profissão de origem. Sou profissional de artes cênicas, e meu genro é Palhaço e uma das pessoas mais dignas que conheço! de resto foi na mosca. Essa excrescência não vale as fraldas usadas de minha neta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *