Só não temos “apagão” porque agora “estocamos vento”

ventoestocado

A burrice extrema só se alcança com a pretensão.

Uma das “zoações” dos coxinhas (zoação, como se sabe, é o “espirituoso” desta camada que despreza  o pensamento e bate palmas para os deboches sobre a suposta incultura alheia, incapaz de ver a própria) em relação a Dilma Rousseff é a tal história de “estocar vento”.

Lamento informar aos guapos rapazes e lindas moças que a Dona Dilma estava certíssima e vocês só não estão enfrentando agora um apagão por causa do “vento estocado”, sob a forma de água, nos reservatórios do Sistema Elétrico Nacional.

Não? Vejam os números.

Primeiro, olhem o gráfico que a Folha – afinal despertada para o problema que há dias já se apontava aqui – mostra para comparar os níveis de reserva de água nas barragens geradoras de eletricidade.

É só olhar a curvas e ver que a coisa está quase chegando ao patamar de 2014, soleira do caos elétrico, e dos níveis do “apagão” de Fernando Henrique, o caos em si.

Quase chegando, mas já teria passado se o Governo Dilma Rousseff não tivesse ampliado fortemente o investimento em geração eólica, espetando torres pelo país afora.

Há três meses são elas que estão ainda “segurando a peteca” dos reservatórios assolados pela estiagem de mais de 100 dias.

No dia 22 de setembro de 2014, as usinas hidro elétricas geraram – e para gerar deixam sair água aos montes! – 43 mil Megawatt médios. As eólicas, ainda engatinhando, 1,2 MWmed, o que  era 1,5% dos 70 mil MWmed consumidos.

Dia 21 de setembro deste ano, quinta-feira passada, as eólicas produziram 7 mil Mwmed, equivalentes a 10,5% dos 66,2 mil MWmed da carga total de energia do país. Com essa pequena redução de demanda (basicamente, a crise) de – 4 mil MWmed e com a energia eólica, as hidrelétricas puderam fechar um pouquinhos as comportas, guardar água e gerar apenas 35 mil MWmed, 20% menos que há três anos, gastando, obvio, cerca  de 20% menos da vazão das represas.

No Nordeste, no dia 21, 59,2% da energia foi gerada pelas eólicas.

Aquela água guardada, tolinhos, é o vento que gerou energia.

Estocadinho ali, para você poder usar seu ar condicionado, o seu computador, poder asistir o festival de luzes do Rock in Rio, etc, etc, etc

Então, só por um minutinho, pare de “zoar” e pense.

Dói um pouquinho no início, mas depois faz bem à  saúde.

contrib1

Comentários no Facebook

29 Respostas

  1. Frede69 disse:

    não adianta Fernando, coxinha é como o pior cego, ou ainda pior. mesmo que veja, não acredita.

  2. Heitor disse:

    Sem falar no gás que deixou de ser queimado nas termoelétricas, substituído por essa energia limpa.

  3. Márcio Martins disse:

    E o que diz o ONS? NÂO há risco de racionamento. Será? Mas também na sua análise falta os fatores das novas usinas construídas na amazônia: Jirau, Santo Antônio e Belo Monte e a ampliação de Itaipu, que estão ajudando a segurar o tranco…e os “ecologistas” da fraudinha da floresta, que lutaram contra, terão tanta auto-crítica quanto os coxinhas? Decerto, ou seja, nenhuma.

  4. renato arthur disse:

    Dilma que jovem já se interessou por política, aos 17 anos foi presa e torturada pela ditadura ( não dedurou ninguém, pois sabia que seriam mortos, questão de caráter), sempre foi culta, amiga das artes, assídua leitora de livros, conhecedora de obra de arte, especialista em energia, não concluiu o doutorado pois sempre esteve militando na política, fundadora do PDT após se uniu ao PT, suas considerações sobre energia ( estocar vento) assim como o alimento que sustentou as nações indígenas, a mandioca, foram alvos de zombaria pela Mídia e os coxinhas. Como não sabem o que falam, pois não leem, não é possível debater com esse pessoal. Dilma assim como Lula foram os nossos melhores presidentes, hoje nos deparamos com essa calamidade que nos governa fruto de um golpe, se algo de bom ainda esta de pé nesse país agradecemos ao Lula e a Dilma.

  5. jose carlos vieira filho disse:

    Fernando, pensar não é um ato espontâneo que sai do nada. É uma habilidade que precisa ser desenvolvida desde a mais tenra idade. É mais difícil que aprender música ou matemática (são aprendizados relacionados).
    Quem não começou na hora certa já perdeu o bonde, não tem recuperação.
    Triste, mas acho que é essa a nossa pior doença.

    • italo rosa disse:

      você tem razão. mas tenho esperança de que quem qyiser aorender a pensar pode conseguir, se de fato estudar.

  6. Messias Franca de Macedo disse:

    Da Série “No escurinho das surubas protofascistas da CUritiba do ‘mor(T)o'”!

    ***

    PIMENTA DENUNCIA ‘CONEXÃO CURITIBA’ PARA INVIABILIZAR LULA

    (…)
    Conforme Pimenta, o desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª região João Pedro Gebran Neto, responsável por julgar recursos de pessoas condenadas em primeira instância na Lava Jato, é natural de Curitiba, onde se formou e fez carreira no meio jurídico. Já no Superior Tribunal de Justiça (STJ), o relator dos processos da Lava Jato é o ministro Felix Fischer, que também tem forte ligação com Curitiba e região, onde foi professor de diversas universidades de Direito ao longo da década de 1970, 1980 e 1990 até ser nomeado por Fernando Henrique Cardoso (PSDB) para o cargo de ministro no STJ.
    (…)
    De acordo com Pimenta, o episódio “Fachin” fecha o ciclo da “Conexão Curitiba”, que segundo ele foi montado estrategicamente para afastar Lula das eleições de 2018. “Não são coincidências, são evidencias de que há um rearranjo dentro do Poder Judiciário que está sendo cumprido. Essas relações pessoais e profissionais que se misturam entre o juiz Sérgio Moro, o desembargador Gebran Neto, e os ministros Félix Fischer e Edson Fachin beiram o repugnante, assim, como por outro lado, revelam os riscos para o Direito brasileiro das decisões que serão tomadas e referendadas, uma vez que, ao que parece, não serão baseadas em provas ou nas leis, mas muito mais sustentadas por uma lealdade de uma “confraria de amigos” dessa Conexão Curitiba”, denunciou Pimenta.

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/rs247/318786/Pimenta-denuncia-'conex%C3%A3o-Curitiba'-para-inviabilizar-Lula.htm

  7. Messias Franca de Macedo disse:

    SINGER EXPLICA POR QUE DEPUTADOS ARRISCAM REELEIÇÃO PARA SUSTENTAR TEMER 3%

    Cientista político e professor da USP André Singer afirmou neste sábado, 23, que a segunda denúncia do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra Michel Temer dá conta de uma sistemática ocupação de espaços –tanto no Legislativo quanto no Executivo– com vistas à obtenção de dinheiro; nos rincões do País, no entanto, esta narrativa pode não ser suficiente para derrubar o peemedebista; “Nos rincões do país, o eleitor não sabe quem é o candidato a deputado no qual votará em 2018. Receberá do prefeito um número, digitará na urna, apertará o confirma e acabou. Está reeleito mais um dos que sustentou o quadrilhão”

    23 DE SETEMBRO DE 2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/318788/Singer-explica-por-que-deputados-arriscam-reelei%C3%A7%C3%A3o-para-sustentar-Temer-3.htm

  8. José Ricardo Romero disse:

    Por duas vezes eu expliquei a um ex-colega o que significa stock wind (pelos blogs afora eu já postei estas referências aos montes), dei as referências a ele, retruquei que a Dilma tinha razão. Na segunda vez fui agressivo e chamei-o de ignorante além de coxinha, o que ele é. Não adianta. Ele continua me mandando piadas completamente sem graça, mas cheia de preconceito sobre o tal “engarrafamento de vento”. Faz mais bem à saúde deixar que esses idiotas morram na sarjeta agarrados uns com os outros, babando com a boca cheia de formiga, ou pelo menos é isto o que eu desejo.

  9. Pereira disse:

    Caro Brito, você é muito pedagócico com esses paneleiros inconsequentes!

    Um excelente trabalho. Vale a pena!

  10. Pereira disse:

    Vida Longa Presidenta Dilma!

    Saúde Presidenta Dilma!

  11. Comendador Prof. Dário Longati disse:

    Trabalhei na Educação Paulista e paulistana, inclusive SENAI Umberto Reis; criando cursos e escolas, presencial e de longa distância com a finalidade de dar oportunidades àqueles que não tiveram condições de estudar na faixa etária correspondente e, que o PT destruiu, só porque foi criado pelo Paulo Maluf, quando prefeito. Odeio o radicalismo do PT, ou seja, de Marina Silva e Marta Suplicy. Falei seríssimo.

  12. Comendador Prof. Dário Longati disse:

    Se é do PSDB é do Peru, uma calamidade pública que só sabem vender, administrar que é bom, não sabem, ou se sabem, são CANALHAS. Fala sério!

  13. Messias Franca de Macedo disse:

    Cunha diz que, se Temer tivesse gastado 10% da energia que gastou para salvar a própria pele, ele ainda estaria na Câmara

    Postado em 23 de setembro de 2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/cunha-diz-que-se-temer-tivesse-gastado-10-da-energia-que-gastou-para-salvar-propria-pele-ele-ainda-estaria-na-camara/

    • Messias Franca de Macedo disse:

      QUADRILHA – perdão, Drummond

      Temer que tem ciúme do CUnha,
      que tem ciúme do Funaro,
      que socou o ciúme do CUnha
      no CUnha do Temer
      (…)
      E, no final,
      as recatadas Cláudia &$ a Marcela ficaram solteiras
      – até serem delatadas pelas vizinhas bisbilhoteiras e linguarudas!

  14. Bernardo disse:

    A coxinhada treme só de ouvir os nomes Lula e Dilma. No fundo sabem que estão errados mas não dão o braço a torcer. Ultimamente tenho visto alguns exemplos no meu círculo de relacionamento. Talvez aprendam pela dor e pelo mal que causaram ao país. Uns tolos.

  15. Messias Franca de Macedo disse:

    O RICO SE DROGA E O POBRE LEVA PORRADA
    O traficante não vive na favela. Ali é o varejista
    FONTE [LÍMPIDA!]: blog Conversa Afiada
    https://www.youtube.com/watch?v=W5PX81wc37Q

  16. dinio disse:

    Querer que Paneleiro além de “zoar” pense…é pedir a ele um “APAGÃO MENTAL”…não força, Brito !!!

  17. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    Sobre a mandioca, os paneleiros não sabem que o Brasil produz 20 milhões de toneladas ao ano. E ela não é usada só como alimento humano e animal, pois tem inúmeras aplicações industriais. Os comentários deles são fruto da ignorância cultural. Brizola chamava essa gente de “intelectualóides”.

  18. Pedro disse:

    Dilma foi boicotada….. Fato! Não mostraram nada que ela fez e fez muito… Ver a imprensa se estribuchando agora para mostrar o vácuo, não tem preço.

  19. Guilherme disse:

    Se acontecer um apagão, é capaz do PIG tocar o berrante para a coxinhada, insinuando culpa do PT.

  20. Wagner Carlos disse:

    Então quer dizer que diminuir o fluxo de água nas comportas das Hidroelétricas e estocar vento agora…Então me explica como é feito para liberar esse para uma torres de Energia Heolica situadas em outros Estados? Será que vai ser transportado em carro pipa?

    • Fernando Brito disse:

      Wagner, você por ódio, pratica o mesmo tipo de falta de raciocínio que relatei no post. Vou desenhar para ajudar, ok? Se a geração do vento substitui a energia que seria gerada por 20 metros cúbicos por segundo vertendo da usina hidrelétrica, esta água não verte e fica estocada lá. Isto é, graças ao vento, você guardou água e, portanto, energia. Como água e vento, neste caso, se convertem em energia, dá no mesmo. Lembra do ginásio? Se A é igual a B e B é igual a C, então A igual a C. De leve… O carro pipa só entra para você esfriar a cabeça com seu mau-humor.

  21. serralheiro velho disse:

    Entender um sistema de geração e distribuição de energia como o brasileiro não é um atributo comum . Zoar uma economista que se dedicou e se ocupou desta tarefa por boa parte de sua vida, cuidando da confiabilidade do sistema, da diversificação de fontes, da conservação ambiental, da modicidade dos preços da energia, da universalização do atendimento a população deste bem, isto sim cabe na cabeça de qualquer imbecil. Muito fácil, só fazer uma gracinha em rede.

  22. Orlando gusela disse:

    Não sei se me engano, mas não teve um jornalista que eu gosto, que escreveu a biografia do Garrincha, que zoou a Dilma qdo ela falou sobre estocar vento. O

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *