A resposta de Darcy a D. Diva, da Flip e do Brasil

divanova

Aconteceu comigo o melhor que pode acontecer com quem escreve: saber que transmitiu algo de forma capaz de emocionar.

A Dona Diva, Diva Guimarães, que ficou nacionalmente conhecida por seu depoimento na Feira Literária de Parati, mandou-me, por uma amiga, uma carta, agradecendo a mensagem de Darcy Ribeiro, lá da rede preguiçosa de uma Amazônia cósmica onde descansa, enviou quando viu seu depoimento, tão espontâneo quanto emocionado e que postei aqui:

Querido Fernando Brito
DARCY RIBEIRO É MEU ÍDOLO!!
É a pessoa que mais me esclareceu sobre a etnia brasileira.
Obrigada pela oportunidade que você me deu de receber uma carta do meu ídolo, que é mais conhecido no mundo do que no Brasil.
Não tive oportunidade, mas lhe agradeço, aqui, por ter me proporcionado este emocionante encontro.
Sou a pessoa mais feliz e chorona após ler esta carta.
Um abraço fraterno, da
Diva Guimarães
Curitiba, 15/08/2017

Como o meu papel neste história é, assumidamente, o de estafeta, mandei o texto da Dona Diva para o Xingu etéreo e de lá veio a resposta, que transcrevo sem dar pitaco:

Diva, Este menino que me serve de cambono, o Fernando Brito, mandou a carta que você enviou a ele, por conta da minha carta, na qual ele nada mais fez que psicografar, com meus sentimentos e meus escritos, a emoção que você me deu.

Não fez mais que a obrigação, porque a carta não era para ele, era pra mim.

Você diz que sou “a pessoa que mais me esclareceu sobre a etnia brasileira”. Bobagem. Claro que não, Diva.

Quem te esclareceu, Diva, foram os  teus olhos. Os que olhavam tua mãe, forte e severa, os que olharam você mesma, míúda e marrenta, os que viam suas colegas, desde as meninas bem cuidadas, que pareciam bonecas de louça, de bochechas rosadas até  as de rosto ruço, envergonhado ou mal disfarçando o rancor, mais que humano, do canto, do borralho, da cozinha.

O que a sua mãe dizia sobre “ser melhor que eles” os negros deste país já são. Porque são tão poucos os que, com tantas razões à disposição, odeiam os brancos, enquanto, desgraçadamente, são muitos os brancos que, sem razão alguma, odeiam os negros.

Não seja besta de me achar um ídolo, porque a gente não precisa de ídolos que não sejam gente de carne e osso como você ou como eu era, antes de me tornar estes vapores que virei, que o vento ainda não carregou da Terra, de teimoso que eu sou. Eu não quero ser conhecido no mundo, mesmo vaidoso como eu sou (ou era). Eu quis é conhecer o mundo, para ver gentes de todas as formas e cores, apenas para saber que, altas, baixas, magras, gordas, azuis , amarelas e cor de abóbora, todas elas têm muito mais em comum do que diferenças.

Eu não esqueço o passado, Diva, tal como você. Mas saber que ele é cheio de ódios, preconceitos, discriminações, não nos torna nem odiosos, nem preconceituosos, nem discriminadores. E é por isso que o futuro nos abre a porta, Diva, porque  temos uma chance rara de ser uma coisa que o mundo ainda não conheceu.

Um povo só, o melhor do mundo, sem ser maior do que ninguém, mas que  é muito mais na sua diversidade, é a civilização do amanhã, porque é a soma de todos, das virtudes que se se agregam e defeitos que se diluem.

Pois não é, Diva, o nosso milagre como professores, o de perceber suas diferenças , tratá-los como iguais e amá-los como semelhantes? 

Quanto a encontros emocionantes, agora que eu não tenho mais a pressa que tive a vida inteira, tomo a liberdade de perguntar. Será que daqui a uns 30 anos, você tem algum compromisso aqui pela eternidade?

Comentários no Facebook

20 Respostas

  1. cristinica de cervantes disse:

    Fernando, Fernando, você emociona a gente
    Que, o Darcy Ribeiro continue a te iluminar.
    Que, a Diva Guimarães continue a te inspirar.
    Com esta trilogia, a vida fica mais suave diante do Golpe, do excesso de ridículo que é Temer o presidente em exercício roubando a nação, em tempo de juízes nefastos, egomaníacos.

  2. Luiz Carlos Bernascki disse:

    Caro Fernando,
    Não sou dado a escrever, mais a pensar, a refletir, mas a história da D. Diva me comoveu e me fez retornar às lembranças da minha infância. Viajando no tempo lembrei-me de também ter ouvido aquela infame estória da palma das mãos e dos pés e muitas piadas cretinas. Nascido e criado em Curitiba não podia ficar livre dessas imbecilidades. Minha integral solidariedade à D , Diva e a todos os negros.

  3. Luiz disse:

    Darcy vive!

  4. Lunna disse:

    Não sabia que o Fernando Brito também tem mediunidade tão aflorada rsss.

    Belíssimos textos!

  5. Ulan Bator disse:

    Bravo !!! Viva Diva !!!

  6. Lenita disse:

    Belo texto FB. Esse Brasil Real nos traz razões obstinadas para ama-lo e continuar a lutar para que muitas Divas possam levantar a cabeca com orgulho e seguir iluminando o caminho longo do encontro consigo mesmo. As utopias do Darcy alegram essa troca de cartas para além das almas digitais e para nosso bem.

  7. Eduardo disse:

    Ia escrever algo, não deu, estranha correnteza jorrando dos olhos travou computador. Tentei caneta-tinteiro, nem o Brito, criança, sabe o que é isso, Darcy e Dona Diva sabem, a escrita borrou.

  8. Lenita disse:

    “Lula pelo Brasil” : Caravana histórica pelo Nordeste do maior líder político do Brasil inicia hoje, dia 17 de julho de 2017 …

    https://www.brasil247.com/pt/247/bahia247/312089/Consolidado-na-dianteira-Lula-inicia-caravana-hist%C3%B3rica-pelo-Nordeste.htm

  9. Jorge Vieira disse:

    Fernando Brito: você me representa
    Diva: você é divina.

  10. Cravinho fom Rich often disse:

    Ainda existem.coisas boas para ver. Que bom

  11. Natan Bastos disse:

    Fernando Brito, você continuou emocionando….e esclarecendo com talento e delicadeza.

  12. Zoé Brasileira disse:

    Pure emotion.

    Diva divina darcyana-fernandiana.

  13. augusto2 disse:

    tambem sou fã absoluto de darcy ribeiro.
    É natural que a profa Diva o seja: ali encontrou o desassombro, a inteligencia ousada da mesma rebeldia, a antropologia sem ‘raças superiores’, um mundo de fatos e teses diferentes da hostilidade branca que sempre encontrara antes…
    Agora admitamos nossa responsabilidade pela divida historica: demorou tres gerações para termos uma Diva guimaraes como ela é. Demorou mas continua a doer.Lula está certo, certíssimo em sua politica interna libertadora e sua politica externa voltada ao levante dos colonizados.

  14. Tomás disse:

    Emocionante. Dona Diva merece toda esta emoção. E “um povo só, o melhor do mundo, sem ser maior do que ninguém, mas que é muito mais na sua diversidade, é a civilização do amanhã”, traduz de fato nosso destino glorioso, longe de hegemonismos manifestos que só semeiam o ódio. Depois dessa longa noite de trevas que vivemos agora, o Brasil ressurgirá mais forte e belo do que nunca.

  15. Ligia disse:

    Sem palavras só lágrimas.

  16. Nelson disse:

    Magistral, magistral. A junção da Dona Diva com o Fernando Brito e o genial Darcy Ribeiro só podia dar nisso. Algo de encher os olhos, de lágrimas mesmo, e nos traz um grande alento para continuarmos na luta. Principalmente, num momento em que afloram, cada vez mais, os que se orgulham em afirmar que querem ir embora desse nosso grande país.

  17. Nelson disse:

    Lembro do magnífico “América Latina, a Pátria Grande”. Na última frase da última página desse livro, Darcy Ribeiro nos diz: “Na América Latina ninguém engordará inútil nem se suicidará de tédio”.

    Ou seja, há muito trabalho a fazer na construção da grande nação sonhada por Simon Bolívar e Darcy nos convida a encarar esse trabalho. O convite vale para nós, brasileiros, também. Deixemos dessa onda de querer abandonar o país e arregacemos as mangas para construirmos uma nação ao nosso feitio.

  18. Henrique R disse:

    O valor moral é o respeito á vida.
    Assisti ao depoimento da Diva na Flip.
    Este valor moral foi, o que ela disse em seu discurso, ensinado por sua mãe.
    A Diva nunca fugiu das suas responsabilidades. Esta guerreira é que faz uma sociedade mais integrada e com mais respeito à vida.
    Obrigado Diva pelo exemplo.
    E Fernando, não é a primeira vez que tu me deixas tremendo de emoção.
    O que fazer com a dupla Diva e Fernando? Amá-los, segui-los, respeitá-los, agradece-los,…, e tudo o que nós temos de bom, de moral e de vida neste mundo.
    Diva e Fernando, obrigado por tudo o que vocês fazem e são.
    Muito obrigado.

  19. Fernando disse:

    Sensacional! Muita luz, Fernando Brito e D Diva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *