A previsibilidade do caos

ajcong

Hão de se recordar os leitores deste blog que, ontem mesmo, escreveu-se aqui “A “batalha” da meta agora é no Congresso” e que começaria “se tanto, na semana que vem”.

Já começou, claro e a Folha dá manchete para o processo de chantagem que começou sobre um governo que, carente de qualquer legitimidade, precisa “acochambrar” despesas que crescem inexoravelmente, apesar das tesouras impiedosas sobre os gastos que são a razão de ser do Estado e receitas que encolhem como roupa da má qualidade, arrochando e sufocando o infeliz que está dentro dela.

Nenhum mérito na antecipação: tudo o que é feito erradamente, dá errado.

Tal como a situação de um sujeito que ganha cada vez menos, a solução de cortar despesas é necessária, mas está longe de ser o suficiente.

Um gráfico da edição de hoje da Folha mostra com clareza solar o que está acontecendo com nossas contas.

Olhe aí ao lado: repare que a receita começa a cair quando o PIB, retrato da atividade econômica, perde força e embica para baixo.

Como isso é uma proporção, não vale o argumento de que é assim mesmo, que quando se produz menos riqueza é natural que se arrecade menos impostos.

Sim, isto é correto, mas como explicar que a queda fiscal seja mais acentuada que a queda da economia como um todo? Há várias causas, com as quais os economistas poderiam encher páginas, desde o crescimento da sonegação fiscal até a concentração das fontes de receita sobre setores que caíram mais que a média (a indústria) e a pouca oneração naqueles que menos sofreram, ou até se expandiram (o agronegócio).

resprimComo o gráfico evidencia, “o pato é relativo”, porque a carga tributária efetiva caiu de perto de 20% do PIB para algo em torno de 17%, Não é pouco, convenhamos: uma sobre outra representa uma redução de 15%.

O que acontece, porém, é que pagar um pouco menos quando se ganha menos dói mais que pagar um pouco mais quando se ganha mais e, sobretudo, quando se tem a expectativa de ganhar ainda mais.

E que pagar menos quando os serviços pelos quais se paga (saúde, educação, mobilidade urbana, para nós, mortais; infraestrutura, logística, obras, para os empresários) decaem ou se anulam, tirando de pessoas e empresas a perspectiva de bem-estar ou progresso acentua a ideia da inutilidade do pagamento.

Agora tempere isso com o bombardeio diário, minuto a minuto, de que a causa da decadência da economia e da precarização do Estado é a roubalheira dos políticos e os privilégios de servidores (e ambos, de fato acontecem, mas estão longe de ser a causa deste processo), tudo sancionado por uma matilha de justiceiros erigidos em heróis nacionais,  e você terá transformado o país num pântano que, não por acaso, define sua natureza pela própria estagnação.

No pântano, a fauna que prospera são os jacarés, as cobras e os mosquitos.

Não sairemos desta situação com “medidas administrativas de gestão”. É preciso abrir os diques financeiros que fizeram a água econômica parar de correr no Brasil.

De um lado, travando o sorvedouro da dívida pública, que avança celeremente. Quanto mais se o adiar, mais severo ele terá de ser. Bobagem dizer que está esgotado o modelo de crescimento pela elevação do consumo, porque o consumo está deprimido e é ele quem mais rapidamente responde em arrecadação e emprego. E a equação se fecha com a mobilização de parte dos recursos que temos represados em nossas reservas cambiais para repor o caminhão dos investimentos públicos em movimento.

Mas nada disso se faz e ficamos na inglória tarefa de cortar do essencial e ter de ceder no que é irrelevante, fisiológico e socialmente iníquo.

Romper estes diques não é obra para anões espertos, é para gigantes teimosos.

É por isso que jacarés, cobras e mosquitos o importunam e tentam destruir o único que temos disponível para essa tarefa hercúlea.

Comentários no Facebook

20 Respostas

  1. beth disse:

    Crescem apenas as despesas do governo com a maracutaia geral de compra de apoio, de votos e troca de favores. Cresce também o gasto com perdões a dívidas de grandes bancos e setores cada vez mais ricos, como o agronegócio. Tudo em decorrência do pagamento aos favores que levaram ao golpe. Lavagem de dinheiro, ganhos especulativos enfim o céu é o limite depois que se estuprou a Constituição. Tudo será possível. Combater a corrupção nunca foi uma questão real, sabemos disso desde o início dessa pseudo histeria nacional. Como não é a corrupção a responsável pela situação econômica, bem lembra o Brito. Estamos no regime que redistribui riqueza para os mais ricos, Febraban e Fiesp aplaudindo, entre outros representantes da verdadeira elite. Até o limite em que esse processo estourar e levar ao calote geral. Adivinhem quem serão os mais prejudicados pela brincadeira?

  2. mario disse:

    A cegonhologa ( da previsão do TEMPO ECONOMICO) , a que sabe tudo, deveria ORIENTAR os economistas e colocar o BR no rumo certo. Mas pelo jeito uma dona de casa é mais economista que certas DIVAS da telinha.

  3. Cunha e Silva disse:

    A previsão de 20 a 30 bilhões para o ” centrão” aprovar o que for necessário para manter Temer no governo embutido no defict , foi feito comentário esta semana que a turma do “centrão” estava achando pouco . E com toda a razão o governo se esqueceu dessa negociação.

    • Leo F. disse:

      Definitivamente, a economia as principais instituições do Gov. Federal estão a caminho de um shutdown.

      Os penduricalhos às despesas correntes ivres de manejo, como a farra da Anistia a dívidas, a liberação tresloucada de emendas parlamentares e etc, apesar de não serem determinantes para o impacto no déficit, inflaram demais a perspectiva do rombo.

      Se entrar o novo contigenciamento previsto por Meirelles, nesse segundo semestre, mais o PDV em estatais, a máquina vai parar.

  4. Rui disse:

    Resumindo: A coxinhada se iludiu e o meu Brasil varonil, com este baita céu de anil, faliu. Desordem e regresso virou o lema dos governantes. A camiseta verde amarela, fardamento dos imbecis, virou fantasia de carnaval e segue o baile.

  5. betinho disse:

    Os servidores públicos não são culpados da situação ter chegado no ponto que chegou. Privilégios do serviço público são apenas para algumas castas de “iluminados” do Judiciário e do Legislativo. Os demais servidores ganham mal (porém as vezes mais q na iniciativa privada), e vivem numa penúria desgraçada!
    O que levou o país a essa situação de FALÊNCIA (oa PATOS tinham medinho de virarmos uma segunda Venezuela, porém viramos uma segunda Grécia), foi a SONEGAÇÃO GIGANTESCA e a roubalheira desenfreada para sustentar o golpe!
    Agora, o pobre de direita q apoiou essa MERDA finge que não é com ele! Bando de hipócritas canalhas!

  6. Messias Franca de Macedo disse:

    VALOR, DA GLOBO, APONTA HERANÇA MALDITA DE TEMER

    [Detalhe: enquanto governou, Dilma produziu superávits fiscais de R$ 292,5 bilhões]

    [mas, para a ‘Cegonhóloga’ Mirian Suína dos mafiosos Marin(ho)…
    A Miriam já sabe: o calote vem aí!
    (…)
    Ou seja, para a Miriam, a culpa é da Dilma…
    Seja lá o que for, a culpa é da Dilma.
    Até da desclassificação do Usain Bolt no 4×100.
    Por emérito e impávido jornalista e escritor Paulo Henrique Amorim
    17/08/2017
    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.conversaafiada.com.br/economia/a-miriam-ja-sabe-o-calote-vem-ai

    • Messias Franca de Macedo disse:

      O ajuste fiscal prometido por Michel Temer e Henrique Meirelles, que foi o pretexto usado para a derrubada da presidente Dilma Rousseff, ficará para o próximo governo, aponta o jornal Valor Econômico, controlado pela Globo, que apoiou o atentado contra a democracia brasileira; “O peso do ajuste foi empurrado para o próximo governo, a ser eleito em outubro de 2018. O futuro presidente é que terá de transformar um déficit primário de R$ 159 bilhões, que herdará do governo Temer, em superávit primário ao longo de seus quatro anos”, diz a reportagem principal do jornal; detalhe: enquanto governou, Dilma produziu superávits fiscais de R$ 292,5 bilhões

      17/08/2017

      (…)

      FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/312227/Valor-da-Globo-aponta-heran%C3%A7a-maldita-de-Temer.htm

  7. Batista disse:

    SUDERJ informa:

    Chamem Lula ou pra Miami, antes que tardia.

  8. Márcio Martins disse:

    O que ainda não fez o caldo entornar de vez é que a economia mundial está em melhor situação do que no ápice da crise…se não fosse isto…mesmo assim é um equilíbrio fugaz! A balança comercial já começa a sentir o peso da crise doméstica, vamos aguardar.

  9. Ulan Bator disse:

    Engraçado é que quando os números não deixam margem à imbecilidade , nossos coxinhas de estimação desaparecem daqui.

    Nada além de provocação barata !!! Argumentação abaixo de zero.

  10. Messias Franca de Macedo disse:

    MUITO OBRIGADO, MEU BOM DEUS!
    Uma MULHER de verdade para ‘DESmoroLIZAR’ estes covardes juizecos de merda!

    ***

    HERDEIRA DIZ QUE VAI DOBRAR DOAÇÃO A LULA APÓS PROIBIÇÃO

    Juiz paulista determinou que Roberta Luchsinger, herdeira de um ex-acionista do banco Credit Suisse, pague um débito de R$ 62 mil com uma loja antes de doar dinheiro a alguém; Roberta havia anunciado a doação de R$ 500 mil ao ex-presidente Lula, após ele ter os bens bloqueados por Sergio Moro; ela define a decisão contra ela como “perseguição”; “Depois de quererem bloquear a doação ao Lula, eu decidi dobrar”, anunciou ainda, pelo Twitter

    17 DE AGOSTO DE 2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/312292/Herdeira-diz-que-vai-dobrar-doa%C3%A7%C3%A3o-a-Lula-ap%C3%B3s-proibi%C3%A7%C3%A3o.htm

    • Messias Franca de Macedo disse:

      “É uma doação simbólica”, disse à TV 247; “Estava todo mundo só batendo no único homem que pegou e fez alguma coisa pelo Brasil”, declarou; ela também fez críticas ao governo Temer, admitiu ‘adorar pão com mortadela’ e descreveu desta forma a classe social a que pertence: “A elite brasileira, em sua maioria, é mesquinha”; assista à íntegra da entrevista em TV 247

      TV 247 – Entrevista com Roberta Luchsinger
      https://www.youtube.com/watch?v=_KTJ6oeEhhs

  11. Messias Franca de Macedo disse:

    MAIS UM ESCÂNDALO SUPREMO!

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    QUER SUBIR NA VIDA?
    ESTUDE NO IDP!

    E quem é o dono do IDP?
    O Ministro Gilmar Mendes deve estar muito orgulhoso!
    Ele é dono de uma instituição de ensino de Direito que consegue preencher cargos da maior relevância na Justiça!
    E com a unânime aprovação do Supremo Tribunal.
    Como se sabe, o Ministro Gilmar honra o Supremo como Ministro, e o Tribunal (sic) Superior (sic) Eleitoral, como Presidente!

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.conversaafiada.com.br/brasil/quer-subir-na-vida-estude-no-idp

  12. Messias Franca de Macedo disse:

    Os IMUNDOS togados do golpe jurídico vagabundíssimo estão em polvorosa!
    Perversos, covardes, desumanos, canalhas…

    ***

    JUIZ FEDERAL SUSPENDE TÍTULO A LULA NA BAHIA

    A Justiça Federal deferiu pedido liminar do vereador do DEM Alexandre Aleluia e barrou a entrega do título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Lula, a ser concedido pela Universidade Federal do Recôncavo Baiano; a cerimônia estava marcada para esta sexta-feira, em Cruz das Almas, mas o juiz Evandro dos Reis, 10ª Vara Federal Cível SJBA, determina a suspensão do evento para esta “ou outra qualquer data”; segundo a decisão do magistrado, “a solenidade encontra-se marcada para o dia 18/08/2017 e sua realização frustra a prestação jurisdicional, porquanto, acaso procedente a pretensão, não será possível retroceder no tempo para desconstituir a solenidade”

    17 DE AGOSTO DE 2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/bahia247/312328/Juiz-federal-suspende-t%C3%ADtulo-a-Lula-na-Bahia.htm

  13. Jotage disse:

    No andar da carruagem, a dívida que já abocanha metade do orçamento e está em 60% do PIB, com a continuação deste descalabro golpista, logo chegará a 120% do PIB e todo o orçamento será destinado ao pagamento de juros.
    Portanto a coxinhada terá que sair do país e enviar dinheiro para cá para poder pagar os políticos, juízes, procuradores, meganhas.
    Aí teremos um país perfeito, sem povo e com a casa grande e seus puxa-sacos sustentados com dinheiro que os coxinhas enviarão de fora.

  14. Maria Rita disse:

    Penso que só posso afirmar uma coisa diante disso. O Brasil desce a ladeira e a ira sobe nos brasileiros atingidos. A brincadeirinha que travou o governo da Dilma, o segundo governo, começou com o carinha do mercado financeiro, aí disseram que a presidenta deu calote nos eleitores. O carinha não fez nada, só falava: reajuste fiscal, reajuste fiscal, reajuste fiscal. Um ano depois, mais ou menos – Levi alguma coisa, nem lembro do nome do infeliz, pediu demissão e disse em entrevista coletiva que ia para Shangri-la, na maior desfaçatez. E sem cumprir quarentena foi chefiar alguma coisa no Banco Mundial. Missão cumprida premio recebido. Logo, logo, Dilma caia. Veio o usurpador, o velho conhecido Meirelles volta com a mesma lenga-lenga. E não faz nada, não resolve nada. Ri de nós, que pagaremos a conta.

  15. A Globo tá assim: dia todo, metem o pau no Governo Themmer, e a noite na Globo News defendem um governo que já foi pro saco.
    Quanto de $ estará levando esta turma para mentirem. Estes “Economistas” de Xepa. já não sabem mais u q fazer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *