Paz ou cinismo?

hipo

Hoje cedo, registrou-se  aqui o senhor Raul Jungmann anunciando que a favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro, estava “pacificada”.

Os tiroteios de hoje provaram que é apenas mais uma ilusão.

30 anos de uma pacificação falsa, hipócrita, como as capas de jornal, lá em cima, registram.

É impossível mudar isso?

Evidente.

Visitasse você em 1945 as cidades de Berlim ou Tóquio e iria ver ruínas, escombros, gente com fome, furtando o que podia para comer, com crianças sem escola ou no que restava delas.

30 anos depois, duas grandes metrópoles, ricas, pacíficas, com população extremamente educada, preparada, capaz de ser o núcleo do enriquecimento de suas nações.

Nem os japoneses são louros, nem os alemães têm os olhos puxados. Assim, ser mestiço, negro ou de origem indígena, como boa parte dos migrantes nordestinos, não deve ser razão para que não possa dar no mesmo.

Nas ruínas da guerra, porém, não eram considerados outro povo.

Não havia quem nos comentários dos jornais – as então “cartas para a redação” – escrevesse que  “clima tropical gera 3 coisas.. Rato , barata, mosca e favelado!! Joga uma bomba atômica e começa tudo do zero!”.

Mas será que alemães e japoneses antes não falavam isso? Quando o nazismo e o imperialismo japonês estava no auge, não falavam assim dos judeus e dos chineses e coreanos que estavam como seus vassalos?

Não, não tem nada a ver com o clima tropical. como diz o imbecil citado.

Tem a ver com o título do clip que o Michael Jackson gravou no morro próximo, o Santa Marta.

They don’t care about us.

*atualizado, com correção do local do clip do Jackson.
 
contrib1

Comentários no Facebook

25 Respostas

  1. Núbia Rosa disse:

    Fernando, só tenho a agradecer seus textos sempre tão lúcidos e enriquecedores.
    Letra, tradução, clip de They don’t care about us: https://www.letras.mus.br/michael-jackson/73212/traducao.html

  2. Iurutaí disse:

    Mais uma vez, na lata!

  3. Marco disse:

    Ponto!

  4. Messias Franca de Macedo disse:

    O rico se droga e o pobre leva porrada
    O traficante não vive na favela. Ali é o varejista
    FONTE: blog Conversa Afiada
    https://www.youtube.com/watch?v=W5PX81wc37Q

  5. José Ademar disse:

    Paz X Cinismo?

    Nesse caso eu apoio o cinismo.

    Em todos os estados tem os boca de aluguel pagos para elogiar as políticas de segurança dos governos de plantão.

    Alguns picaretas,salafrários da pior espécie,ainda oferece o Óscar do ano na área da segurança pública e claro que não é de graça estes salamaleques.

    Estive no final do ano passado visitando alguns amigos queridos e queridas que deixei na cidade de Manaus,terra do C.R.Flamengo,Vasco,Botafogo e Fluminense e entreposto do RJ e Fortaleza no Ceará,e vi um palhaço oferecendo o Óscarro da segurança,sugerindo que o modelo do Amazonas eracexemplo seguir pelo mundo.

    Pois bem,na primeira semana do ano de 2017 o Brasil inteiro assistiu a incompetência daqueles governantes do Amazonas e o maior massacre de presos no Brasil nos últimos tempos,e o pior:o secretário de segurança ficou intacto no cargo.

    Onde estão os cabras da peste que corta o fio do poste com um tiro,Bolsonoro e o filho Duda Bolsonaro?Não é o Duda que adora dizer que anda armado com um calibre 32?

  6. Messias Franca de Macedo disse:

    DA Série “Kadê”?!

    “Kadê” a delação do fim do mundo do CUnha do MT?
    “Kadê” a delação do frouxo ‘Carainho Boca de Jacaré’?
    “Kadê a delação [verdadeira] do antonio ‘PaLLochio’, ou seja, a entrega dos documentos (documentos) que comprovam cabalmente as megaroubalheiras da Globo e dos Bancos?
    “Kadê” o julgamento da prisão do DEMoTucano ‘Mineirinho’ por parte do STFede?
    (…)
    Ak, e “kadê” as provas contra o eterno e honrado presidente Lula?

    Viva o ‘braZ$&l’!

    • Messias Franca de Macedo disse:

      Ajuste

      … megarroubalheiras…

    • leonardo-pe disse:

      é verdade messias. quando digo que essa imprensa é IRRESPONSAVEL E DEBOCHA DA NOSSA CARA os caras acham ruim. e ainda tem imbecil(gente muito mais velha se achando inteligente)Levando Folha de São Paulo,Globo,Estado de São Paulo A SÉRIO. DIZEM QUE FAZEM O MELHOR?JONALISMO SÉRIIO?E INVESTIGATIVO?do brasil. nosso destino além da falência será uma humilhação histórica.

  7. Manu disse:

    A solução para o Rio é tão complicada que torna-se impossível. Quem vai querer perder poder e privilégio. Um exemplo, diminuição do números de municipios e fim do tribunal de contas do município do Rio, alguma chance disso acontecer.
    Fazer uma cidade administrativa fora da cidade do Rio, a assembléia do estado fora da cidade do Riobh, para desconcentrar a população e desenvolver a baixada fluminense alguma chance.
    Urbanizar, agua, esgoto, coleta de lixo iluminação publica e consequentemente pagamento de tributos, vai ter algum prefeito com coragem para isso.
    Aumentar impostos como iptu dos ricos em detrimento dos menos favorecidos.
    Proibição de carros em alguns locais, prioridade para turismo.
    A salvação do Rio é turismo, sem investimentos sério e em saneamento e segurança sem chance.
    Proibir novas construções para desconcentração demográfica.
    Complicado esses políticos enfrentar esses problemas.
    Muita gente vive do tráfico, acabar com o tráfico esse povo vai viver de que, inclusive os que realmente lucram que moram na zona sul.

  8. emerson57 disse:

    Tributo aos senhores descerebrados que vem aqui todos os dias falar do Boçalnaro2018:
    Eis o V. herói:
    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/caos-na-rocinha-o-que-bolsonaro-fez-pela-seguranca-do-rio-em-26-anos-de-camara-nada-por-kiko-nogueira/

  9. Carlos disse:

    E acabou a máfia na Itália. Político so fala política, sao frases de efeito para aparecer no jornal nacional. Sem investir em educaçao é muito dificil reverter essa situaçao.

  10. Cesar Pereira disse:

    Achei a sua comparação entre as cidades infeliz senhor Fernando. Tem uma diferença considerável entre os fatos nas cidades de Berlim, Tóquio e Rio de Janeiro. As cidades de Berlim e Tóquio foram inteiramente bombardeadas e ficaram em ruínas, os então ocupantes as reergueram e todos usufruíram e se beneficiaram de seus esforços sem esquecer que teve muito auxilio humanitário externo. Na cidade do Rio de Janeiro, tão somente a população das favelas são afetadas diretamente pelos confrontos entre trafico e exercito. Os bairros de classe media e alta do Rio estão lá lindos, intactos. O exercito não invade o Leblon, Ipanema ou a Barra e muito de seus moradores não estão interessados em condividir a cidade com o povo das favelas. Vamos perguntar pros moradores de classe media alta do Rio se eles estão dispostos a começar do zero?

    • Fernando Brito disse:

      Mas eu estou dizendo o contrário, César. Se é possivel fazer com ruínas, porque não é possivel fazer com simples carências?

  11. Messias Franca de Macedo disse:

    CONEXÃO CURITIBA !! VOCÊ ACREDITA EM COINCIDÊNCIAS??
    Por eminente e intimorato deputado federal Paulo Pimenta
    https://pt-br.facebook.com/deputadofederal/videos/1664663336959949/

  12. Alex Herren disse:

    Não tem mais ministro da justiça? Não era para ele estar mostrando a cara neste momento? Ou a função dele é outra? Proteger o chefe da quadrilha.

  13. Cláudio disse:

    :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra**S**il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta de sabujos sujos e sabujas sujas a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria, com dois c(h)ifrões, de $$ neonazista) dos e das canalhas direitistas…
    .

    PARA A ENÉSIMA PUTifARIA ( patifaria + putaria ) DA DIREITA:

    Foi com muito cálculo que se preparou mais essa para o PT (e/ou as esquerdas, o progressismo/trabalhismo). E, ao que parece, o partido não contava nem se preveniu para essa eventualidade. Aliás, é estranho o número de vezes que o PT (o progressimo/trabalhismo) é pego de calças curtas, desprevenido e perplexo. E, o que mais espanta, é que seus inimigos nem parecem ser tão espertos assim.
    .

    AS MORDOMIAS DOS MARAJÁS EM PÉ DE GUERRA:
    .
    Os 17 mil juízes receberam em média 46,1 mil por mês em 2015;
    .
    Os 1,2 mil promotores e procuradores de Justiça recebem salário máximo teórico de 33,7 mil mensais;
    .
    Magistrados e promotores têm auxílio-moradia de 4,3 mil mensais. Se morarem juntamente com um cônjuge que também tem direito a auxílio, ambos recebem da mesma forma;
    .
    Todos têm 60 dias de férias por ano e, em caso de trabalho fora do local, uma diária equivalente a 1/30 da remuneração mensal;
    .
    Pena máxima em caso de punição disciplinar: aposentadoria compulsória com salario integral (i$$o é punição mesmo ou é premiação ?…)
    ,

    E MAIS :

    Os tribunais de contas e o Judiciário são a maior fonte de corrupção

    O Judiciário do Brasil é o mais caro do mundo

    O juiz é um servidor público como o faxineiro, só que o Judiciário decide em causa própria

    Os juízes dizem “na minha vara” – a vara não é dele!

    A reforma de Previdência não vai atrás de juiz que recebe aposentadoria de R$ 100 mil: vai atrás dos pobres

    O Judiciário é uma ditadura de classe – e ditadura conservadora

    .

    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/distopia [consultado em 01-10-2016].)

    .:.

    Poema acróstico para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :

    L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor
    U m homem simples como as coisas boas da vida
    Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor
    Z elando sempre pelo bem da humanidade querida

    I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
    N ascido do povo que muito o ama e admira
    Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor
    C onsciência plena de tudo que no mundo gira
    I magem perfeita do homem de si senhor
    O humano defensor de humana lira

    L uz de nossa gente, lutador incansável
    U m verdadeiro herói do povo brasileiro
    L úcido e consciente do mais admirável
    A mor pelo ser humano e verdadeiro

    D igno e sincero, fraterno e muito humano
    A migo do povo, honesto e sempre lhano

    S eja o meu/nosso canto para te louvar
    I sso que a voz do povo já disse várias vezes
    L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar
    V itória da melhor sorte no número treze
    A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.

    Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( poeta anarcoexistencialista )

    .:.

    L uz do povo brasileiro
    U m digno e fiel lutador
    L astreando com real valor
    A honra do BraSil inteiro.

    .:.

    L ula livrou 36 milhões da pobreza
    U m feito memorável sem precedentes
    L utando contra a mídia venal, teve a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes

    .:.

    L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros
    U m feito sem igual que por si só já bastaria
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia

    .:.

    .:.

    NÓS

    A tv me promete
    o leite da moça,
    o prazer em pó,
    líquido,
    instantâneo,
    integral…

    Que faremos de nossos olhos,
    de nossas mãos?

    ………………….……………………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    B……………………………A
    …I………………………I
    …….S………………C
    ………..T………N
    …………….Â
    tele……………………..visão

    tele……………………..vazão

    tele……………………..vazio

    ………………………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)

    .:.

    ReXistência

    Não deixe que aluguem o seu pensamento:
    Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
    :
    Diga “NãO” à Rede Goebbels

    ……………………………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    Globo

    PATRÃO
    PADRÃO
    LADRÃO

    ……………………………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    Mídia cínica, mercenária, demagógica e corruta.
    .
    “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma”.
    .
    …………………..………………………………. ( Joseph Pulitzer )

    .:.

    Se você não for cuidadoso / cuidadosa
    .
    “Se você não for cuidadoso / cuidadosa, os jornais [a mídia] farão [fará] você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas e amar as [‘]pesso[nh]as[’] que estão oprimindo”.
    .
    …………………..………………………………. ( Malcolm X )

    .:.

    ( En la lucha de clases )
    .
    En la lucha de clases
    Todas las armas son buenas
    Piedras
    Noches
    Poemas
    .
    …………………………………………….( Paulo Leminski )

    .:.

    ( Não é a beleza )
    .
    Não é a beleza
    Mas sim a humanidade
    O objetivo da literatura
    .
    …………………………………………….( Salamah Mussa )

    .:.

    A existência precede a essência.
    .
    …………………………………………….( Jean-Paul Sartre )

    .:.

    * 1 * 2 * 13 * 4

    .:.

    * * * * * * * * * * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem vaselina) 2018 neles (que já tomaram DE QUATRO no PSDBosta) !!!!

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * * * * * * * * * * *

  14. Messias Franca de Macedo disse:

    Eminente e impávido jurista Eugênio Aragão: Moro age como a Justiça nazista – e os perigos do atual estado de exceção
    https://pt-br.facebook.com/deputadofederal/videos/1663971060362510/

    • Messias Franca de Macedo disse:

      DESIGUALDADE NO BRASIL É ESCOLHA POLÍTICA’, DIZ ECONOMISTA

      O economista irlandês Marc Morgan Milá afirmou que as medidas de ajuste fiscal do governo de Michel Temer tendem a elevar ainda mais a desigualdade no Brasil; “O congelamento das despesas públicas por 20 anos pode ter impacto negativo sobre a desigualdade porque são os mais pobres que dependem mais dessas despesas. Também pesam na conta a legislação sobre terras e a política fiscal, seja na criação de uma tributação mais justa, seja na retirada de renúncias que beneficiam os mais ricos”, diz Milá, está no Brasil, onde participa de estudos com economistas do Ipea

      24 DE SETEMBRO DE 2017

      (…)

      FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/318912/'Desigualdade-no-Brasil-%C3%A9-escolha-pol%C3%ADtica'-diz-economista.htm

  15. carlos disse:

    Está mais que provado que a operação federal é para justificar um governo que pelo menos no Rio não funciona, O exército se prestar há um papel de patrulhr cidades quando deveria estar fazendo treinamentos estratégico para combater as drogas nas fronteiras, aliás eu acho que esse governo é patronato pelas organizações criminosos pq que as drogas atravessam o Brasil sem que ninguém tenha notícias de como entram sobretudo nas fronteiras. Esse ministro da defesa não tem condições vejam os desvios que ele promoveu no Incra e não foi investigado aonde está o MPF?

  16. Adelmo Ribeiro da Silva disse:

    A seguir transcrição de texto de terceiro:
    “Assustadora mas imperdível a entrevista com o líder do PCC, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola , ao jornal O Globo, Estamos todos no inferno. Não há solução, pois não conhecemos nem o problema.
    O GLOBO: Você é do PCC?
    – Mais que isso, eu sou um sinal de novos tempos. Eu era pobre e invisível… vocês nunca me olharam durante décadas… E antigamente era mole resolver o problema da miséria… O diagnóstico era óbvio: migração rural, desnível de renda, poucas favelas, ralas periferias… A solução é que nunca vinha… Que fizeram? Nada. O governo federal alguma vez alocou uma verba para nós? Nós só aparecíamos nos desabamentos no morro ou nas músicas românticas sobre a “beleza dos morros ao amanhecer”, essas coisas… Agora, estamos ricos com a multinacional do pó. E vocês estão morrendo de medo… Nós somos o início tardio de vossa consciência social… Viu? Sou culto… Leio Dante na prisão…
    O GLOBO: – Mas… a solução seria… – Solução?
    – Não há mais solução, cara… A própria idéia de “solução” já é um erro. Já olhou o tamanho das 560 favelas do Rio? Já andou de helicóptero por cima da periferia de São Paulo? Solução como? Só viria com muitos bilhões de dólares gastos organizadamente, com um governante de alto nível, uma imensa vontade política, crescimento econômico, revolução na educação, urbanização geral; e tudo teria de ser sob a batuta quase que de uma “tirania esclarecida”, que pulasse por cima da paralisia burocrática secular, que passasse por cima do Legislativo cúmplice (Ou você acha que os 287 sanguessugas vão agir? Se bobear, vão roubar até o PCC…) e do Judiciário, que impede punições. Teria de haver uma reforma radical do processo penal do país, teria de haver comunicação e inteligência entre polícias municipais, estaduais e federais (nós fazemos até conference calls entre presídios…). E tudo isso custaria bilhões de dólares e implicaria numa mudança psicossocial profunda na estrutura política do país. Ou seja: é impossível. Não há solução.
    O GLOBO: – Você não têm medo de morrer?
    – Vocês é que têm medo de morrer, eu não. Aliás, aqui na cadeia vocês não podem entrar e me matar… mas eu posso mandar matar vocês lá fora…. Nós somos homens-bomba. Na favela tem cem mil homens-bomba… Estamos no centro do Insolúvel, mesmo… Vocês no bem e eu no mal e, no meio, a fronteira da morte, a única fronteira. Já somos uma outra espécie, já somos outros bichos, diferentes de vocês. A morte para vocês é um drama cristão numa cama, no ataque do coração… A morte para nós é o presunto diário, desovado numa vala… Vocês intelectuais não falavam em luta de classes, em “seja marginal, seja herói”? Pois é: chegamos, somos nós! Ha, ha… Vocês nunca esperavam esses guerreiros do pó, né? Eu sou inteligente. Eu leio, li 3.000 livros e leio Dante… mas meus soldados todos são estranhas anomalias do desenvolvimento torto desse país. Não há mais proletários, ou infelizes ou explorados. Há uma terceira coisa crescendo aí fora, cultivado na lama, se educando no absoluto analfabetismo, se diplomando nas cadeias, como um monstro Alien escondido nas brechas da cidade. Já surgiu uma nova linguagem.Vocês não ouvem as gravações feitas “com autorização da Justiça”? Pois é. É outra língua. Estamos diante de uma espécie de pós-miséria. Isso. A pós-miséria gera uma nova cultura assassina, ajudada pela tecnologia, satélites, celulares, internet, armas modernas. É a merda com chips, com megabytes. Meus comandados são uma mutação da espécie social, são fungos de um grande erro sujo.
    O GLOBO: – O que mudou nas periferias? – Grana. A gente hoje tem. Você acha que quem tem US$40 milhões como o Beira-Mar não manda? Com 40 milhões a prisão é um hotel, um escritório… Qual a polícia que vai queimar essa mina de ouro, tá ligado? Nós somos uma empresa moderna, rica. Se funcionário vacila, é despedido e jogado no “microondas”… ha, ha… Vocês são o Estado quebrado, dominado por incompetentes. Nós temos métodos ágeis de gestão. Vocês são lentos e burocráticos. Nós lutamos em terreno próprio. Vocês, em terra estranha. Nós não tememos a morte. Vocês morrem de medo. Nós somos bem armados. Vocês vão de três-oitão. Nós estamos no ataque. Vocês, na defesa. Vocês têm mania de humanismo. Nós somos cruéis, sem piedade. Vocês nos transformam em superstars do crime. Nós fazemos vocês de palhaços. Nós somos ajudados pela população das favelas, por medo ou por amor. Vocês são odiados. Vocês são regionais, provincianos. Nossas armas e produto vêm de fora, somos globais. Nós não esquecemos de vocês, são nossos fregueses. Vocês nos esquecem assim que passa o surto de violência.
    O GLOBO: – Mas o que devemos fazer?
    – Vou dar um toque, mesmo contra mim. Peguem os barões do pó! Tem deputado, senador, tem generais, tem até ex-presidentes do Paraguai nas paradas de cocaína e armas. Mas quem vai fazer isso? O Exército? Com que grana? Não tem dinheiro nem para o rancho dos recrutas… O país está quebrado, sustentando um Estado morto a juros de 20% ao ano,”

    • Raul disse:

      A multinacional do pó mostra a mega hipocrisia do sistema judiciário, polícia, senadores, generais. Tem muita gente mamando no pó;
      Que horror, que terror.

  17. Giordano disse:

    Esse Jungmann deve se sentir o Mahatma Gandhi do Brasil. Triste Brasil, com esse tipo de pacificador-caveirão alimentado com a burrice da “guerra às drogas”.

  18. Paulo Lima disse:

    La cittá dolente, la perduta gente, seriam mesmo salvas por um Exército, tais Anjos do Senhor, em caso de juros menores? Consultemos os gerentes do Bradesco ou Itaú? De boas e más pretensões, o inferno está cheio. O pão sempre sobra na cantina de oficiais saudáveis, educados , e sempre falta no rancho da tropa inculta, faminta. A luta de classes está presente em nossa natureza, no agronegócio e nas toscas mesas. A opressão por lucros, disfarçada ou manifesta, pode ser derrotada politicamente, sem mais derramamento de nativo sangue. Afinal, somos brasileiros; é luta e não guerra. Abaixo o golpe!

  19. Poli disse:

    Enquanto as forças armadas ocupam as ruas no Rio.
    A máfia internacional em conluio com o governo golpista (PMDB/PSDB/PIG) esta roubando nosso petróleo, ouro, diamantes, nióbio.
    Ou seja, as forças amadas atuam como soldados dos interesses do império capitalista nazifascista.
    Nada de proteger as riquezas nas da nação para o povo e pelo povo.

  20. Eva Angélica disse:

    Não resisto ao impulso de aplaudir Emilia W. R. Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *