A “orgia comunista” de Trump e o inconformismo do “establishment”

trumptweet

Precisamos perder tempo com toda a antipatia pelas posições racistas e discriminatórias de Donald Trump? Não, certo?

Mas é inacreditável o ponto de confronto que a elite norte-americana está fazendo chegar seu inconformismo com a eleição o “orange cowboy” republicano que, gostemos ou não, elegeu-se por aquelas bandas.

Essa notícia, reproduzida no mundo inteiro de que a inteligência russa teria um dossiê – inclusive com imagens gravadas de uma suposta orgia de Trump durante uma visita à Russia, três anos atrás, vai além de tudo o que se possa imaginar.

Colocar o presidente eleito dos EUA como sujeito a uma chantagem sexual russa vai além do que qualquer escritor de ficção imaginaria.

E Trump respondeu, pelo Twitter – que ameaça fechar suas contas – desmentindo a história e perguntando se os norte-americanos estavam vivendo na Alemanha nazista.

Estamos vivendo tempos inacreditáveis e não é só aqui nos trópicos.

Não sei se teremos um duelo de morte a partir de 20 de janeiro, mas que vai haver tiroteio pesadíssimo no mercado, isso é certo.

E a gente aqui finge que não vê.

Comentários no Facebook