Ir ver imóvel é “alto grau de suspeita” de crime? Lula, arranjo um apê melhor aqui…

ridiculo

Fica-se sabendo, pelo Estadão, que o “alto grau de suspeita” sobre o apartamento do Guarujá pertencer a Lula e ter sido objeto de transações espúrias se deveria ao fato – se é que houve – de sua mulher, Marisa Letícia, ter visitado o imóvel e “elogiado a vista” (que, aliás, pelo vídeo mostrado pelo jornal, é só o que presta no tal triplex, de resto bem mixuruca).

Que tenha visitado, e daí? Que tenha pedido para Lula ir ver, e daí?

Ir olhar um apartamento é “prova”?

Mesmo que pretendesse comprar, um apartamento de R$ 1 milhão ou R$ 1,5 milhão (dizer que vale, aliás, é fácil, difícil é vender) não está ao alcance de quem recebeu, por oito anos, vencimentos de mais de R$ 33 mil, em valores de hoje, como presidente da República?

Joaquim Barbosa ter comprado um apartamento através de uma empresa de fantasia, por US$ 480 mil (R$ 2 milhões, ao cambio de hoje) num condomínio de novo-rico em Miami é “honestíssimo”, e nunca despertou os furores do MP ou da Polícia Federal. Nem mesmo para ver como ele remeteu este dinheiro ao exterior.

A única coisa questionável em ter ido ver apartamento no Guarujá, nisso é, perdoem-me os paulistas, o bom gosto de cogitar em comprar um troço daqueles.

Se Lula quiser, arranjo um muito melhor e bem mais barato aqui onde moro, e a apenas 34 km do Rio, pertinho da praia de Camboinhas, de areia branca e sem poluição.  Dá pra levar o isopor no ombro, presidente, numa boa, porque a cerveja no quiosque é cara: R$ 4 a latinha.

Ainda assim, publico, em homenagem ao ridículo dos tempos em que vivemos, a nota do Instituto Lula com os fatos.

Que, como se sabe, no Brasil do fascismo midiático, policial e judicial, não vem ao caso.

Lula repudia tentativa
de envolvimento em Lava Jato

O  ex-presidente Lula não foi sequer citado na decisão do juiz Sérgio Moro e repudia qualquer tentativa de envolver seu nome em atos ilícitos investigados na chamada Operação Lava Jato.

Nos últimos 40 anos, nenhum líder brasileiro teve a vida particular e partidária tão vasculhada quanto Lula, e jamais encontraram acusação válida contra ele.

Lula foi preso, sim, mas pela ditadura, porque lutava pela democracia no Brasil e pelos direitos dos trabalhadores. Não será investigando um apartamento – que nem mesmo lhe pertence – que vão encontrar uma nódoa em sua vida.

Lula nunca escondeu que sua família comprou, a prestações, uma cota da Bancoop, para ter um apartamento onde hoje é o edifício Solaris. Isso foi declarado ao Fisco e é público desde 2006. Ou seja: pagou dinheiro, não recebeu dinheiro pelo imóvel.

Para ter o apartamento, de fato e de direito, seria necessário pagar a diferença entre o valor da cota e o valor do imóvel, com as modificações e acréscimos ao projeto original. A família do ex-presidente não exerceu esse direito.

Portanto, Lula não ocultou patrimônio, não recebeu favores, não fez nada ilegal. E continuará lutando em defesa do Brasil, do estado de direito e da Democracia.

Comentários no Facebook