O fim da Universidade Pública. Agora com aval do Banco Mundial

univp

Que a Universidade no Brasil é cheia de distorções, isso é conceito mais velho que a Sé de Braga e a instituições universitárias, no mundo inteiro e ao longo da história, privilegiam os grupos mais abastados das sociedades onde se inserem.

Universidades, embora os papagaios de asneiras digam  que são “antros esquerdistas”, à parte de sua produção de ciência pura e aplicada, são reprodutoras  dos mecanismos de dominação, reciclando-os para formas mais  modernas e com uma roupagem socialmente mais aceitável.

Reduzir o debate da democratização  da universidade a traçar o perfil de renda de seus alunos é de uma pobreza atroz. Até porque está na mão da sociedade criar critérios mitigadores da predominância dos mais ricos entre seus alunos.

Cobrar mensalidade, certamente, não é um deles. Porque isso só fará aprofundar o sentimento de que a educação é algo que se compra, pelo quanto ela irá render, na compreensão mais estúpida de que “educação não é gasto, é investimento”, porque reduz seu retorno (lucro) ao individual, como individual  ou familiar foi a inversão de recursos para cursá-la.

Em que pagar torna algum serviço – e um caro, como a educação superior – “mais democrático”.

O Banco Mundial, porém, sugere, com aplausos de nossa mídia, este caminho, comercializando, pela via de bolsas, o acesso ao ensino superior público.

Os que pagarem, diz a consultora do Banco Mundial, “vão cobrar mais”.

Os donos fazem assim.

É o mesmo que acabar com a Universidade Pública.

Ela passa a ser o mesmo que uma privada que concede bolsas de gratuidade a parte de seus alunos.

A política de cotas sociais e raciais afirma o sentido público do ensino.

A cobrança de mensalidades, ao contrário, elege seu conteúdo elitista.

Renasce nelas, com sofisticação tecnocrata, aquilo que dizíamos  nos anos 60 e 70, dos colégios privados: PPP: “papai pagou, passou“.

 

Comentários no Facebook

22 Respostas

  1. Sérgio disse:

    Sobre o Roubo descarado do Pré-Sal, tem que denunciar o Loby/Intervenção Inglesa na ONU , pois houve envolvimento do Ministro da Economia e/ou Energia, diretamente no Ministério e Parlamento Brasileiro, além dos Lobistas da Shel e BP dando as cartas na Comissão da Câmara, que sacramentou, na cara de todo mundo, à Luz do dia, o Roubo/Lesa-Pátria do Brasil. Não basta denunciar na PGR pois não acontecerá nada. Foi preciso o Jornal Inglês denunciar para que algo chamasse a atenção. Pois a Mídia ordinária brasileira continua escondendo o assunto.

  2. Eloan disse:

    Nossa como a grande mídia dá tanta importância para o que o banco mundial diz. Como se esses tipos de relatórios não fossem patrocinados por interesses privados.

  3. Messias Franca de Macedo disse:

    … Somente uma guerra civil nos salvará!
    Ou morrer bovinamente!
    Mesmo porque os golpistas sabem que golpe não tem retorno!

  4. C.Poivre disse:

    O banco mundial é apenas mais um instrumento da tentativa de dominação mundial da dupla EUA-Israel, não é neutro, nem imparcial. A sorte da humanidade é que o Grande Satã está em longa mas inevitável decadência.

    • Nelson disse:

      É isto mesmo Poivre. Não há surpresas na recomendação do BM. Afinal, o objetivo das receitas desse banco e do FMI sempre foi abrir espaços para que a empresa privada – a grande ou mega, é óbvio – possa ampliar seus lucros. A privatização foi pensada com este intento.

      Redução de preços e tarifas e produtos e serviços de melhor qualidade só existem ou existiram, realmente, na avassaladora propaganda pró privatizações feita para enganar incautos e iludir inocentes.

  5. James Gressler disse:

    Com o Brasil atual governado de fora nada mais é impossível.
    Se não fôssemos um povo acoelhado eles não se atreveriam.

  6. Benedito disse:

    Com Lula, o Brasil se livrou da intromissão desses mandões do norte, inclusive do FMI, tirado o país do mapa da fome e criando a oportunidade do pobre estudar.
    Com esses golpistas, o Brasil está assistindo sua soberania morrendo, a fome voltando e suas riquezas sendo retiradas de forma humilhante.
    Alguém sabe pra onde foi a nossa Justiça?

  7. roubrdario diniz valerio disse:

    Sou contra a privatização das universidade publicas. Entretanto acredito necessário que os beneficiários tenham que dar um retorno , ao final , a sociedade que bancou seu estudo até então. Um tipo de Serviço Civil prestado no âmbito da FFAA (exercito, marinha, aeronáutica, PM, Bombeiros Militares) por um tempo equivalente ao custo. Um percentual do soldo seria retido para este pagamento. Quem não se dispuser a prestar o serviço que pague em dinheiro de uma vez( os ricos fariam assim certamente) . Entendo para quem não tem dinheiro e nem “quem indica” no inicio da carreira profissional seria uma excelente oportunidade para adquirir experiencia . Não teríamos tantos recém formados em busca de trabalho e regiões longínquas teriam profissionais a disposição. Não pode é os filhos dos privilegiados serem ainda mais privilegiados como a realidade demonstra. Formou? pode pagar paga. Não pode? vai servir na amazônia, pantanal, sertão nordestino, periferias da grandes cidades etc. o estado maior das forças armadas acha lugar para todo mundo. Em tempo: sou de esquerda, petista, eleitor do Lula, ex militante da ALN.

  8. Homem das Borgas disse:

    O banco mundial faz parte da máfia anglo-sionista que corrói o mundo , corrói os estados nacionais e respectivas soberanias, duro é ter que replicar aqui a opinião desses canalhas, cupins do homem desde que o mundo é mundo, mas o Brasil voltou a ser a cloaca do planeta com a tropa de asnos batendo panelas de verde-amarelo e a quadrilha hedionda que assumiu o poder num golpe parlamentar/midiático/judicial.

    Volta a fome, volta com força pedintes em todos os quadrantes das cidades brasileiras, destroços da economia em todos os estados, soberania sendo apenas uma ficção, desemprego grassando, sub-emprego agora amparado pela “lei”, universidade é um luxo quando não se tem acesso ao prato de comida.

    Panelas caladas, POVÃO calado, talvez ainda comemorando o hepta do curíntia e o framengo na libertadores ( que eles sequer sabem o que significa )…..simplificando….ta FODA.

    E ainda tem mariposas de bordel com aquele eterno mimimi sexista neste espaço, não perceberam ainda o tamanho da guerra que vivenciamos.

    São muito mais nocivas que os trolls.

    • Zoé Brasileira disse:

      E aí Sr. Fernando Brito, o que o senhor fará com esse iSKRA Borgas de fazer inveja ao Alexandre Frota? Esse espaço aqui comporta isso aí? Faz parte dos valores sem ética e sem civilidade desse espaço? Gostaria de compreender.

      iSKRA Borgas, como ja foi dito aqui muitas vezes, você é um senhor muito doente. Um machista misogino raivoso e frustrado. Você é digno de pena. Nem os trolls jamais se atreveram a desrespeitar as mulheres aqui como você desrespeita. Você é o único mitomano doente de pedra que não larga o pé das mulheres aqui nesse espaço. Por que não briga com um homem? Mas você tem medo de homem e vem aqui falar de “mariposas de bordel”? Confunde tuas mulheres com as mulheres que aqui escrevem? Cara, você é caso sério de polícia e de hospício. Você não tem vergonha de ser COVARDE?

      O Sr. Fernando Brito compactua com esse comportamento? São pessoas como você iSKRA Borgas que estão destruindo o país. São seres assim cheios de ódio, histéricos, preconceituosos e doentes como você que continuam a massacrar esse país. Ainda não entendeu nada do que acontece no Brasil? Leia teus posts. Tuas análises são rasas, você tem valores de vira-lata, tua cultura é limitada, teu nível cognitivo mediano, mas o pior é você gostar de se dizer de esquerda. Isso não é verdade, você tem desprezo pelo povo pobre, você despreza valores de igualdade e respeito entre mulheres e homens, ou seja, valores progressistas que estão longe da tua realidade. Você só fala em ódio e só traz ódio quando troca idéias com as pessoas. Leia teus posts.

      Como disse o outro : VAZA iSKRA Borgas e vai se tratar ! As mulheres aqui são pessoas resolvidas, inteligentes e saudáveis, todas dispensam tua presença asquerosa e desagradável. CALA TUA IMENSA BOCA E VAZA!!!

      • Zoé Brasileira disse:

        Veja iSKRA Borgas que tua violência descontrolada é fruto direto da tua reatividade acrítica. Aprenda de uma vez que até agora você não entendeu o momento que vivemos no mundo e no Brasil. Ao citar a “ideologia de gênero” em post recente, você mostra sua imensa ignorância nefasta e nociva!

        Leia e aprenda antes de sair por aí feito um troglodita histérico cego aos tempos atuais.

        Aprenda, volte para a escola e abra os livros. Ou se interne para tratar tua patologia de misoginia exacerbada. A América Latina vai ser toda feminina e nenhum dos teus palavrões de pátio de colégio infantil mudará esse movimento social transformador. Existem milhões de Homens progressistas que abraçam essa causa junto às suas companheiras. É o caso do meu companheiro e do meu pai, para ficar nos exemplos próximos.

        http://justificando.cartacapital.com.br/2017/11/21/desideologizar-ideologia-de-genero/

  9. Oblivion disse:

    Vale a pena perguntar para os sem vergonhas do Banco Mundial se eles sabem qual o custo em bilhões da implantação do governo golpista no país. Os R$ 13 bilhões anuais que, segundo reportagens, seria o valor máximo de economia é merreca comparado ao gasto para salvar a quadrilha da cadeia nas votações no parlamento. Isso sem contar nas renuncias fiscais que dizem chegar na casa dos trilhões… É muito lobista “esperto” e muito vira-lata corrupto, principalmente os do poder judiciário para assinar em baixo em toda pilantragem . Por fim, o tal “conselho do banco mundial” seria uma pesquisa mal feita, um mau assessoramento, ou velha má intenção do grande capital? Nesse momento vir com uma coisa dessa? 13 bilhões? Uma dúvida que surgiu neste momento, qual o custo das regalias do poder judiciário?

  10. Sepa disse:

    Universidades federais: “dois terços do quadro de alunos, ou seja, 66,19% têm origem em famílias com renda média de 1,5 salário mínimo, o que caracteriza uma alteração radical no perfil dos estudantes após as cotas.”
    http://www.andifes.org.br/politicas-de-expansao-e-inclusao-contribuem-para-que-as-classes-d-e-e-sejam-a-maioria-dos-estudantes-das-universidades-federais/

    Na contramão: Luta no Chile contra o ensino pago vence. Alemanha, todas gratuitas.
    http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/01/1728059-chile-passa-a-ofertar-ensino-superior-gratis.shtml
    http://cartacampinas.com.br/2016/07/por-justica-todas-as-universidades-da-alemanha-sao-gratuitas/

    As universidades públicas já são pagas pelos impostos. A formula correta é imposto progressivo. Aumento das aliquotas de imposto de renda para camadas de renda mais alta. Cobrança na Universidade somente interessa aos bancos. Veja casos do Chile, Reino Unido e Estados Unidos, com alunos endividados por até 30 anos após formatura.

  11. Assim Falou Golbery disse:

    convenhamos. O Banco Mundial sempre recomendou que universidade pública fosse só sustentada pela cobrança de mensalidade dos seus alunos e todo gasto público fosse feito via subsídio para universidade privada. Agora esse ainda se lembraram dos mais pobres, portanto com renda familiar mensal menor do que R$ 200,00

  12. Romanelli disse:

    Esse raciocínio é tão simplista quanto o dos privateiros

    ..os privateiros, ao INVÉS de defenderem a melhor gestão dos monopólios públicos a bem do país e da economia, da eficiência e da vantagem competitiva ..em verdade, analfabetos e/ou mal intencionados, eles defendem a liquidação dos ativos e a entrada de oligopólios particulares e estrangeiros

    A SAÍDA pra Universidade Pública chama-se COTA SOCIAL, aonde o patrimônio público deve servir aos maiores estratos da sociedade (os pobres e necessitados ..de maioria negra, automaticamente, claro)

    A saída pra Universidade Pública esta na criação do currículo Nacional ..na melhoria da qualidade de ensino público básico e secundarista ..no melhor preparo dos alunos carentes

    Vdd é que enquanto a Corporação dos Professores só ficar se pedindo aumento todo ano (e nada de qualidade de ensino) ..ou as cotas RACISTAS estiverem a solta ..vai ser isso ..um circo sem fim (circo mesmo) ..um pingo no oceano, e a coisa só piorando

  13. Ralfo Penteado disse:

    Ontem a eliane catingueira da gloebbels news estava babando peçonha ao defender a universidade pública e universal paga.

  14. lando carlos disse:

    EU GOSTARIA QUE AS FORÇAS ARMADAS AQUELA QUE E DE FATO DEFENSORA DO BRASIL COMO PAIS E DA CONSTITUIÇÃO QUE ESTA SENDO BURLADA TODOS OS DIAS POR UM SUPREMO RIDÍCULO E ELITISTA TOMASSE O PODER PARA EM NO MAXIMO 6 MESES FAZER ELEIÇÃO DEMOCRÁTICA MANDASSE ESSES JUÍZES PRINCIPALMENTE DO SUPREMO EMBORA SEM RECEBER APOSENTADORIA PORQUE ELES ESTÃO TODOS RICOS,OS PARTIDÁRIOS DA PF,MPF A VELHACARIA PRÓ AMERICANA DAS FORÇAS ARMADAS PRISÃO PARA OS TRAIDORES DA PÁTRIA DEPUTADOS E SENADORES TAMBÉM GOLPISTA,SERGIO MORO QUE AGE COMO AGENTE DAS CIA E ACABOU COM AS EMPRESAS BRASILEIRAS,E QUE NADA ESTRATÉGICO COMO ÁGUA, PETRÓLEO,MINÉRIOS ALCÂNTARA ETC PODE ESTAR NAS MÃOS DE ESTRANGEIROS.

  15. Estudei em uma Universidade Publica no Norte de MG, uma porcaria, tinha mais aulas vagas que aulas normais, professores faltavam muito, prédio e banheiros deteriorados, os reitores só eram escolhidos os que pertenciam a maçonaria, poderia ser o ultimo da listas tríplice, que o governador indicava o “bode” velho da MAÇONARIA.
    professores faziam greve, só que iam curtir a greve em viajes e sítios, a elite prepara seus filhos em escolas privadas no ensino fundamental para eles se formarem em Universidades Publicas a custa do pobre.

  16. Carlos disse:

    Em casa que as organizações criminosa mandam falta pão e feijão e ninguém tem razão: é o caso do congresso, da quadrilha que se instalou palácio do Planalto em todos os níveis no judiciário e etc…

  17. Ronald Marques dos Santos disse:

    Olá, Fernando Brito. Retirei o trecho abaixo de uma reportagem do JB de hoje, 22/11/2017. “Uma pesquisa do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (FONAPRACE), publicada em 2016, revela que, em 2014, 51,4% dos estudantes de graduação nas Universidades Públicas Federais pertenciam a famílias com renda bruta de até três salários mínimos. O estudo do Fórum revela ainda que apenas 10,6% integravam famílias com renda bruta superior a dez salários mínimos. ”
    Ainda não chequei este relatório, mas tenho visto na prática a mudança que ocorreu no perfil dos estudantes universitários a partir do estabelecimento das políticas de cotas. Sou docente da Universidade Federal Fluminense a 17 anos, coordeno o Curso de Biomedicina desde 2011, participando de diversas colações de grau e tenho notado, com grande alegria, um número cada vez maior de familiares de origem humilde nestas solenidades. Como coordenador posso afirmar que o desempenho destes estudantes cotistas, que a partir deste ano começaram a preencher 50% das vagas disponíveis da UFF, não deixa nada a desejar em relação aos estudantes da ampla concorrência (os não-cotistas). Para quem duvida, basta fazer uma busca no google de arrigos acadêmicos sobre este assunto para se surpreender e deixar de lado o discurso preconceituoso, que confesso envergonhado também ter tido. Peço, encarecidamente que você, como jornalista que respeita e cumpre o juramento que prestou em sua formatura, cheque as informações deste relatório do FONAPRACE e que faça uma matéria para divulgar estes dados, que esta “grande imprensa” jamais vai fazer. Muito obrigado!

    • Renata disse:

      Eu já li estudos que mostram que os alunos do PROUNI, têm melhor desempenho acadêmico. Há muitos anos, pouco depois que a Unicamp estabeleceu cota para escola pública, ela fez uma pesquisa e constatou isso que você está falando sobre o desempenho desses alunos. Depois fizeram uma experiência – selecionaram alunos de escola pública de Campinas e do entorno que haviam tirado boas notas no Enem e colocaram na universidade sem vestibular. Foi na época de um reitor que defendia o fim do vestibular. Lembro que no artigo se falava que era uma turma com a qual os professores da Unicamp gostavam muito de trabalhar. Não sei o desdobramento dessa experiência.

      • Renata disse:

        O programa da Unicamp chama Profis – é oferecida vaga para os 1º e 2º melhores estudantes (notas do Enem) de cada escola pública de Campinas. Eles fazem dois anos de curso integrado com várias disciplinas; terminado esse ciclo podem ingressar numa faculdade sem vestibular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *