O “exército islâmico” dos Estados Unidos.

saudita

Recebo, do meu velho professor Nílson Lage, um interessante resumo das práticas do governo da Arábia Saudita, maior aliado (militar, inclusive) dos EUA no Oriente Médio.

Apenas sete pontos, que não causam escândalo na mídia mundial.

Todos práticas oficiais do Rei Abdullah, pranteado pelo Ocidente como grande governante.

1. Nada de eleições, nada de partidos, nada de oposição.

2. Decapitação, amputação de membros ou chicoteamento público de acusados de crimes, “infiéis” ou opositores políticos e religiosos.

3. Nepotismo oficial, com bons empregos e renda  garantidos para os 7.000 parentes da dinastia Saud.

4.O poder passa de pai para filho ou de irmão para irmão e as brigas de família levaram até a uma revolta de sobrinho e um assassinato real “familiar”.

5. A tortura é legal, na polícia e na Justiça. Tanto que, em 2013, um homem foi condenado a ficar paraplégico como punição.

6. 5. As mulheres não têm direitos, até pouco tempo eram “legalmente” espancadas e até dirigir um automóvel lhes é proibido.

7. Financia, nas palavras de ninguém menos que Hillary Clinton, o terrorismo internacional: “Al Qaeda,  Taleban,  LeT [o grupo Lashkar-e-Taiba, sediado no Paquistão] e outros grupos terroristas”, disse ela.

Alguma diferença com o “Estado Islâmico” que os EUA e a Europa bombardeiam, literalmente, nas areias da Síria?

Só o fato de serem os melhores amigos dos EUA.

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

21 Respostas

  1. Francisco disse:

    O mais “divertido” nisso tudo é Obama, que rebarbou as homenagens no caso “Charlie”, interromper seu giro pelo oriente para genuflexar, de corpo presente e homenagear a tão “justo”, querido e imprescindível amigo saudita.

  2. Audrey Laiosa disse:

    kd a CIA pra incentivar mais uma etapa da primavera árabe?

    afff… hipócritas cretinos…

  3. renato arthur disse:

    Washington tem uma concepção particular de “democracia”. Países que não se alinhar a política Americana são taxados de “autoritários”. Mas após a II guerra os USA já intervieram em 35 países (dados oficiais) derrubando governos legítimos por meio de golpes de Estado, apoiando ditaduras ou participando de massacres e genocídios. A Arabia Saudita é só mais um exemplo de como proceder para assegurar a hegemonia do mundo.

  4. Carlos Salgado disse:

    O Bambu dessa rapaziada vai quebrar no meio!
    E aí eu quero ver!

  5. niveo campos souza disse:

    A política americana é totalmente conduzida pelo embuste, mentiras e cinismo a toda prova.

  6. Pedro disse:

    Por isso mesmo é que são amigos do império.

  7. Jaide disse:

    O Estado Islâmico bombardeado pelos EUA e UE nas areias da Síria? Pode ser. Mas, segundo a imprensa alternativa estrangeira, os terroristas do tal ISIS não sofrem muitas baixas e nem perdem território, embora sejam constantemente alvejados com chuvas de armamentos, municões, alimentos e remédios, “caídos” de aviões das forças que os combatem. Por engano, dizem.

  8. Evaristo disse:

    Os Estados Unidos são os maiores inimigos da humanidade. Finalmente a hipocrisia do regime estadunidense caiu e não sustentam mais a tese de invasão e carnificina contra povos, principalmente do Oriente Médio, para estabelecer a democracia e a liberdade. Eles destruiram o Iraque, a Síria, a Líbia, o Iemên e apoiam regimes fascistas como o da Arábia Saudita, que a imprensa-empresa mundial esconde como um dos regimes mais retrógrados do mundo. Para a Globo, Folha, Veja, Estado, Band, SBT e outros, aliados dos Estados Unidos nunca cometem nenhum erro e mesmo regimes autoritários são protegidos, a mesma prática que fazem com o PSDB. Viram como estão tratando a Cristina Kirchener por conta da morte do juiz? Repararam que eles aumentam o som da televisão quando a matéria está passando para gerar mais ódio contra a presidenta da Argentina? Enquanto isso protegem o genocida que de Israel Netaniahu que assassinou mais de 2000 palestinos ou o Obama que se advoga no direito de assassinar qualquer ser-humano em qualquer país, se esse possivelmente se postar contra interesses dos Estados Unidos.

    • yacov disse:

      A ONU É DOS ‘eua’ …

      “O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES – O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  9. Yacov disse:

    Só uma observação: A famiglia ‘BIN LADEN’, talvez a mais rica da Arábia Saudita, depois do Rei Abdul, tem negócios bilionários e de longa data com a Famiglia Bush… Capice !?

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES – O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  10. MARCOS FERREIRA disse:

    Teve petroleo para vender para eles o regime é democrático.

  11. MARCOS FERREIRA disse:

    E aqui no Brasil tinha uns esquizofrênicos fazendo passeata pedindo regime de exceção.

  12. nem me diga disse:

    O mesmo acontece praticamente igual em Cuba e por aqui se defende que safado é o povo, pois se não quiser é só se lançar ao mar e ir nadando para Miami

  13. re disse:

    O Chomsky define a Arábia Saudita como um dos “estados mercenários” dos EUA

  14. Maria Helena disse:

    Alguem sabe dizer por que o Cafezinho está fora do ar?

  15. Luciano Machado disse:

    E ainda tinham a cara de pau de chamar Hugo Chaves de ditador. Um homem eleito pelo povo democraticamente e que respeitava as mulheres e os direitos humanos.

  16. Heitor disse:

    Novamente tentarão derrubar Assad sob pretexto de combater o terror do Estado Islâmico. Espero que a Rússia esteja à postos.

  17. antonimo anonimo disse:

    Prezado jornalista,
    Mensagens do estilo:
    “nem me diga disse: 26/01/2015 às 7:33 pm
    O mesmo acontece praticamente igual em Cuba e por aqui se defende que safado é o povo, pois se não quiser é só se lançar ao mar e ir nadando para Miami”
    São robôs do psdb. Estão frenéticos na internet. Entram em todos os sites e repetem sempre o mesmo ramerrão, os mesmos clichés e as palavras de ordem que aparentemente são produzidas no instituto milênio (ou millenium…segundo eles)ou seja CIA (já que a cambada de direita aqui é incompetente a ponto de não saber formular os próprios argumentos. Algumas vezes um leitor do blog acredita que isso é gente e tenta responder, ou seja banca o bobo. Por isso sugiro ao blog cortar esses robôs para não fazer seus leitores de bobos. É fácil de reconhecer, tudo o que fazem é repetir slogans, sempre as mesmas idiotices do tal instituto milênio. Cuba é o prato preferido até hoje porque esse pessoal é tão ignorante que a geografia deles não vai além de miami e arredores.
    De resto tem que ser muito retardado ou idiota ou fdp (que parece ser o caso mais comum) pra dizer que em Cuba mulheres não tem direitos e se degola, chicoteia e condena gente a ficar paraplégico. Por outro lado, pelo que se sabe, quem faz isso são os “bonzinhos” (e canalhinhas!) americanos em Guantánamo.

  18. Iskra disse:

    Simples assim, se é a favor dos EUA tá tudo liberado ! Se contra os interesses do Império, fogo neles.

    Por falar nisso , esse Oriente Médio já encheu.

  19. Mário disse:

    Comenta-se que os principes sauditas amparam a família dos homem-bomba palestinos, após a morte destes. Dessa forma os sauditas acabam apoiando o terrorismo, ou seja, o assassinato de pessoas inocentes.

    Por mais justa que seja a causa palestina, não justifica a morte de civis inocentes em Israel.

  20. Isabela disse:

    Os EUA não tiveram remorso de fabricar o ataque de 11 de setembro, quanto mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *