O Dr. Moro fez diferença. Fez, na vida de 250 mil operários humildes e agora desempregados

fazdiferenca

O Dr. Sérgio Moro recebeu com muita justiça o Prêmio Faz Diferença, conferido pelas Organizações Globo, outro dia.

Fez.

Os números que mostram que a construção civil demitiu 250 mil trabalhadores depois da “Lava Jato”. A quatro pessoas por família, um milhão de seres humanos que, aparentemente, não fazem diferença.

Gente que, sem sombra de dúvida, não roubava e não enriquecia, como os premiados pela delação.

E que não molhava a mão de ninguém, como os empreiteiros.

Não se tem notícia de alguma filha de Paulo Roberto Costa  ou de Alberto Yousef indo filar a bóia no vizinho, ou que alguma delas esteja pegando uma faxina na casa das madames para pagar a conta de luz.

Não existe Justiça quando, em seu olhar, não são as consequências sociais que ocupam o primeiro plano na visão de um juiz, salvo se o juiz é um obtuso.

Se milhares de famílias ocupam ilegalmente o Pinheirinho, não é o “mande a polícia expulsar imediatamente e cumpra-se a lei” a sabedoria que se espera de quem tem o poder de julgar, por maiores sejam as razões do proprietário.

Isso é algo que se espera de um energúmeno, não de alguém que recebe do Estado a missão de resolver conflitos de forma justa e humana.

A falência das empresas, sua bancarrota, está sendo o mecanismo usado para forçar as “confissões”, está evidente.

Os “confessantes”, entregando a rapadura, veraz ou fantasiosa, são soltos quase imediatamente.

Para cada preso de Sérgio Moro, porém, dezenas de milhares de homens, mulheres e crianças já são imediatamente condenados: à fome, às necessidades, ao desespero.

Não têm confissões a fazer, muito menos quem as premie por elas.

Significa que se devesse aceitar a corrupção em nome do emprego?

Não, absolutamente não.

Havia um sem-número de medidas que se poderia tomar.

Reter, por exemplo, uma parcela de seus ativos e faturamento, de forma a garantir a devolução do desviado.

Determinar a auditoria dos  contratos imputados de desvio.

Como escreveu um amigo, “Quem comete crimes são pessoas, não instituições. Torturadores eram militares, não o Exército. Corruptores eram dirigentes, não empresas”.

Empresas podem e devem ser punidas com multas, até porque é inimaginável que se possa “enjaular” uma pessoa jurídica.

Mas, quando são punidas com meses de insegurança, onde até mesmo pagá-las o contratado, por obras efetivamente realizadas, torna-se um perigo para qualquer dirigente público  que as contratou –  só deixa um caminho possível: parar.

E, parando a construção pesada no país, o Dr. Moro fez diferença.

Uma dramática diferença, não para os ricos, que viverão à farta com tudo o que lhes sobra.

Mas para os pobres, a quem não sobra nada e agora falta tudo.

Faz diferença, não é, Dr. Moro?

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

73 Respostas

  1. JorgeSP disse:

    caro amigo, produzir o colapso econômico é parte da estratégia para tirar a esquerda do poder no Brasil. então, nenhuma alternativa foi considerada.

    para destruir o PT estão dispostos a destruir o Brasil.

    irão falhar nos dois casos.

    o povo é quem mais ordena.

    em breve os trabalhadores irão se levantar.

    • Lauri Guerra disse:

      Não é que estão dispostos a destruir o Brasil para tirar a esquerda do poder.
      Alem de tirar a esquerda do poder seu objetivo ainda maior é destruir o Brasil, para que volte a ser vassalo do imperialismo e para detonar os Brics.

  2. Mario alex disse:

    O douto juiz só aparece de tempos em tempos no teatrinho com o youssef, sempre salvando a pele de tucano gordo. É bom a sociedade fi ar ciente que quem esta gerando desemprego no pais, são os coxinhas da Av. Paulista e seus seguidores pais afora. São os abastados que aparelharam as instituições durante décadas desgovernos no Brasil. Por onde passam age como gafanhoto africano, destróem tudo. Não produzem nada, são nômades, não fazem uma obra estruturante, só colhem, come e vendem.

  3. Leo Oliveira disse:

    Se ele fizesse o que o bom senso manda, não receberia prêmios da Globo.

    Agora querem atrapalhar até os acordos de leniência.

    Teorias conspiratórias à parte, o que está se fazendo é claramente um movimento para enfraquecer ainda mais a presidente.

    Todos – imprensa, MP, juízes, oposição – agindo sincronizadamente. Não é difícil imaginar quem está coordenando e dirigindo o espetáculo.

    E o governo cada dia mais acuado, mais pressionado, com sucessivas derrotas no Congresso.

    Os parlamentares da base que não conseguem reagir à altura do momento político; não conseguem nem aproveitar as contradições da oposição.

    Em momentos com estes, políticos como Renan e Cunham mostram todo o seu caráter – ou a sua falta.

    Governo deve está esperando para saber se a denúncia da PGR contra os dois caciques do PMDB será aceita pelo Supremo e sairá da fase de investigação.

    Até lá, derrotas e mais derrotas, e o governo grogue, de tanto apanhar, se equilibrando na corda bamba.

    • Ulysses disse:

      Ah, então o governo foi pego de surpresa! Descobriram agora quem eram Renan e Cunha? Faça-me o favor!!

      • Yacov disse:

        Não é que só agora se descobriu quem é renan e cunha, é que só agora eles botaram as asinhas de fora.

        moro e gilMAU são BANDIDOS TUCANOS BURGUESES de toga.

        moro faz muito bem o papel de jagunço das elites, um juiz que só enxerga mal-feitos à esquerda.

        FORA moro !!! DEVOLVE gilMAU !!!

        “O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES – O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÃO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

        • mario disse:

          Só agora botaram as asinhas pra fora? Não lembra quem era um dos principais evolvidos no mensalão? Vou dar uma pista: um tal de Renan

  4. MacCain disse:

    Destruir empresas, destruir conhecimento, tecnologia, anos de experiência… Qual País faz isso?

  5. Maria Rita disse:

    Pode ser que eu esteja enganada, mas essas empresas não trabalham para o governo só em contratos internos da Petrobrás. Existem acordos internacionais entre o Brasil e países estrangeiros, países pobres e em reconstrução. A Mendes Jr. teve até engenheiro sequestrado na Colômbia alguns anos atrás. E eles ganham muito dinheiro com isso. Os contratos fora permanecem, acredito eu, enquanto os daqui levam ao desemprego. Seria o caso de desconfiar se não houve um acordo prévio entre algumas construtoras e empresários e o processo jurídico em andamento para desmontar o governo Dilma e, consequentemente, a vida das famílias dos trabalhadores desempregados agora.

  6. Maria disse:

    De fazer chorar, esse seu post.

  7. Átila disse:

    Maringá não merece Moro.

    Moro trabalhou para Gianotto.
    Moro protege Álvaro Dias.

    Maringá não merece Moro.

  8. claudio rodrigues disse:

    Fernando Brito,

    Perfeito. O descortino da visão humanitária revelada e a coragem de fazê-lo são dignos de louvor e aplausos. Este protesto, ainda que restrito a poucos leitores, à vista da big midia, é um registro histórico de quem enfrenta destemidamente, em sem interesses econômicos, o que é bom ressaltar, o obscurantismo que turva o Poder Judiciário do país nesta lamentavel página que se escreve em nossa história.

  9. Carlos disse:

    “Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo.”
    Abraham Lincoln

  10. Messias Franca de Macedo disse:

    Pesquisando ‘*Marcio Fortes’ na “grande mídia nativa”!

    *Marcio grafado sem acento agudo na letra ‘a’!

    “Para não dar chance ao azar do equívoco!”

    1- site da ‘Folha de São Paulo’:

    resultado da pesquisa:

    On-line ou ‘in loco’, confira como os famosos estão participando das manifestações

    15/03/2015 – 14h04

    DE SÃO PAULO

    2- ‘Folha de São Paulo’, impresso

    Setubal define trio para comandar Itaú

    Como parte do processo de sua sucessão, banqueiro anuncia 3 diretores-gerais para pilotar maior banco privado do país

    Executivos se reportarão a Roberto Setubal, que continuará na presidência da holding das empresas financeiras

    DE SÃO PAULO

    Uma das mudanças mais aguardadas do mercado financeiro, a sucessão de Roberto Setubal na direção do Itaú Unibanco, começou a ganhar forma nesta segunda-feira (23), com o anúncio da reestruturação do alto comando da instituição.
    (…)
    Os novos homens fortes da instituição são: Marco Bonomi, que assume a área de varejo; Candido Bracher, à frente do banco de investimento, que cuida dos negócios com empresas; e Marcio Schettini, na área de tecnologia.
    (…)

    [Ah, o Marcio Schettini! Adendo do matuto!]

    3- Estadão

    resultado da pesquisa:

    http://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,clubes-decretam-fim-dos-altos-salarios-para-treinadores,1657228

    • Messias Franca de Macedo disse:

      4- escrota ‘veja’ da MARGINAL do Tietê de São Paulo “dos DEMoTucanos”!

      resultado da pesquisa:

      Olimpíadas 2016: Márcio Fortes ri à toa

      04/04/2012 às 16:03 \ Olimpíadas 2016
      O presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO), Márcio Fortes, voltou animado da viagem à Inglaterra. Ele visitou as obras para os Jogos Olímpicos de Londres deste ano e disse ter ficado impressionado com as mudanças de última hora realizadas na pista de ciclismo BMX após problemas na fase de testes.
      (…)

      De novo, o Marcio é outro! (sic)

      5- o Globo

      CPI do HSBC aprova convocação de sucessor de Youssef e ministro da Justiça

      Em depoimento à comissão. jornalistas destacam que ‘Swissleaks’ pode ajudar a desvendar crimes

      POR EDUARDO BRESCIANI

      26/03/2015 11:40 / ATUALIZADO 26/03/2015 21:00

      (…)

      [No final da matéria, talvez um detalhe “que pode ser retirado, se necessário for”!]

      Além de Mocarzel, outros nomes de políticos do Rio citados foram do ex-deputado federal Márcio Fortes (PSDB-RJ), do ex-prefeito de Niterói Jorge Roberto da Silveira (PDT) e o vereador do Rio Marcelo Arar (PT). Todos negaram ter cometido qualquer irregularidade. Na última semanas, o GLOBO, em parceria com o UOL, cruzou a lista de congressistas do país com a dos 8.667 brasileiros que aparecem relacionados na lista.

      CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE [“que só ‘vaza’ seletivamente!”]: http://oglobo.globo.com/brasil/cpi-do-hsbc-aprova-convocacao-de-sucessor-de-youssef-ministro-da-justica-15704797#ixzz3VXlE1YqO

      RESCALDO: I – os veículos do PIGolpista somente não atuam em ‘conexão’ quando é “pra salvar as penas rotas dos Tucanos”!;

      II- “a grande mídia nativa” é bandida, criminosa!…

      E tenho dito!

  11. Ricardo CP disse:

    Fez diferença. Não somou; diminuiu. Fez diferença, o que faz muita diferença.

  12. José disse:

    Tem cara e nome de recém ascendido socialmente, cospe no prato que comeu, o deslumbrado.

  13. antonimo anonimo disse:

    Canso de ver trabalhadores humildes reclamando da corrupção do PT. Por que não vão pra rua? Pelo visto apoiam de corpo e alma o canalha do moro. Observação: 90% é de evangélicos que acha que morrer de fome faz parte da vida. Vai fazer o que nobre jornalista?

    • André disse:

      Amigo, eu sempre votei no PT, mas a culpa disso também foi da Dilma que deveria desde do início ter tomada as rédias dessas investigações. Ela declarou varias vezes que não sobraria pedra sobre pedra, politicamente se enforcou já que ela precisa do PMDB para governar. Ela errou por ser expor numa situação que deveria ter sido um posição diferente. Permitiu que os seus adversários conduzissem essa investigação prejudicando não só o PT mas toda a população porque ela sabia como você eu qual é a intenção de operação lava jato.

  14. antonimo anonimo disse:

    Adendo: O populacho continua repetindo automaticamente a rede golpe. A internet ainda não chegou ao salário minimo.

  15. Bernardo disse:

    Não deve ser papel de um magistrado aparecer na mídia recebendo prêmio ou sorrindo com holofotes sobre ele. A prática iniciada pelo comandante do processo do mensalão fez carreira, para desmerecer e desqualificar a Justiça. Magistrado para merecer crédito deve ser discreto, atuante nos limites da Lei e Justo. Só isso basta. É difícil??? Se todos agirem assim quem julgará será a Justiça e não a mídia. Pobre Brasil!!!

  16. antonimo anonimo disse:

    Desculpe no primeiro poster a frase é: “Por que não vão pra rua quando perdem o emprego? (perdi o jeito!!!)

  17. marco disse:

    Senhor Britto!Lindo texto!Sobradas razões!Contudo…o que dizer-se dessa gente?São todos iguais,pois fazem parte de uma ELITE,que não entram nos palácios de seus Deuses,senão pela porta de serviço,mas prestam de forma TACITURNA,suas tarefas ao que desejarim ser,mas não conseguem e derramam pelos mais fracos e débeis da sociedade em que vivemos,suas frustações por não chegarem onde sonham,à riquesa e tudo que ela aparentemente oferece.São seres infelizes,mas estão no topo.Eu tenho muito medo do JUDICIÁRIO,pois podem me mandar para a cadeia,num piscar de olhos e para de lá sair,no mais das vezes,somente por milagre.Milhares de homens e mulheres,aguardam nas prisões do Brasil,ao menos serem julgadas e não o são,em face da indiferença que estes eleitos,inimputáveis,e sem outorga,lhes dedica diuturnamente.Este é um exemplo do que se assiste,e merce notoriedade partidária,nós tomamos conhecimento.Em suma,sr.Britto,DIREITO PRIVILEGIA SEMPRE,A DIREITA.O resto são sofismas para nos confortar!

    • Mário SF Alves disse:

      Perdão, mas são empregados públicos. E devem agir conforme o que determina a Lei. Fugiu a isso, ou é prevaricação, ou é corrupção ou é abuso de autoridade.

  18. Messias Franca de Macedo disse:

    … “O juiz do ‘braZil'” terá o mesmo destino do ostracismo do outro rábula psicopata!

    Em muito breve!

    Em comum, mequetrefes!

  19. Euler disse:

    É uma pena não haver veículos de massa, rádios comunitárias, TVs públicas, capazes de mobilizar estes milhares de trabalhadores e suas famílias para a porta da casa desse juiz golpista. Essa gente só vai ter um pingo de sensibilidade quando as verdadeiras panelas vazias – não as da classe média alta – começarem a fazer barulho na porta da casa dessas figuras. Mas, para isso precisa organização, politização, coisa difícil sem veículos de comunicação que dialoguem diretamente com os de baixo. A direita sabe disso e mantém toda a mídia sob seu controle. A esquerda, infelizmente, é amadora em matéria de comunicação. O governo federal do PT então, nem se fala. Nunca vi tanto amadorismo e incompetência juntos.

  20. Messias Franca de Macedo disse:

    Para entender o jogo midiático do Ministério Público Federal

    Por jornalista Luis Nassif

    Da esquerda para a direita, Camanho, Dallagnol, Moro, Janot, holofotes, Homem Aranha, Aragão, Batman, os Vingadores, todos personagens do grande show da mídia, que nem Janot nem Aragão consegue conter.

    QUI, 26/03/2015 – 19:46

    ATUALIZADO EM 26/03/2015 – 20:26

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/para-entender-o-jogo-midiatico-do-ministerio-publico-federal

  21. Anderson disse:

    Deveria receber um premio que simbolize o caráter, DNA e aptidão demonstrada !
    Sugiro Prêmio Macunaíma .Deveria ser criado e recebe-lo após expressiva votação.

  22. Manoel disse:

    É simples Fernando, estamos sendo derrotados pela pior direita!! Triste

  23. Gabriel Bendito disse:

    Moro recebe auxílio-moradia e outros benefícios. Ele não está preocupado com os desempregados… eles que se virem atrás de um novo trabalho para poderem comer e pagar o aluguel.

  24. Gabriel disse:

    Ué, o Brasil não é o país do pleno emprego?
    Sugiro que o PT crie mais algumas estatais e 250 mil cargos de confiança. É suficiente pra acomodar a todos.

  25. Messias Franca de Macedo disse:

    … Mas, esses mesmos ‘coxinhas’ de sempre louvaram o PROER do DEMoTucano FHC: bilhões do dinheiro do honesto povo trabalhador brasileiro aplicados para salvar a pouca-vergonha e criminalidade de meia dúzia de ‘banqueiros bandidos’ [desculpe o pleonasmo!]…

    E sob o argumento cínico do objetivo de “salvar o sistema financeiro”!

    Ah canalhas!

    Ah sacripantas!

    Ah energúmenos covardes!

    Irresponsáveis!

    Fascigolpistas a incitar o ódio seletivo na população!

    E pilantras remunerados com o dinheiro público!

  26. Messias Franca de Macedo disse:

    DEP. SILVIO COSTA DETONA COM A DIREITA

    Em discurso eloquente, o deputado Silvio Costa denuncia a hipocrisia da direita que fala em ‘bandido seletivo’ que abafa o TRENSALÃO de SP:
    “Vocês são irresponsáveis, levianos. Não tem moral pra falar em impeachment da presidenta Dilma que sofreu com a ditadura, apoiada por muitos aqui, principalmente do DEM que já foi ARENA, que já foi PFL, e ajudaram a torturar Dilma pois apoiaram os militares”. (em citações semânticas que me lembro dele dizer)

    VÍDEO

    https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=380790032045816&id=240568739401280&_rdr

  27. Maria Elisa disse:

    Não costumo alimentar ódio no coração pois isto faz muito mal a quem o sente, mas ultimamente tenho sentido ódio, nojo, raiva, mágoa, tudo de ruim, ao ver todos os dias nosso povo como gado, sofrendo com transporte publico precário, sem dignidade de ter um atendimento médico público decente, perdendo conquistas já adquiridas em anos de luta sindical. Nosso povo não tem noção da força que tem. Assistir esses safados sempre se dando bem tem me feito muito mal, (Moro, Agripino FHC, Aécio, Cunha, e toda essa corja da Lava Jato e até pessoas que pertencem ao PT estão contra o povo. Só pensam em seus projetos pessoais. As vezes até vomito de ver essas “latas”. Pra quem tem fé em algo, só orando pois a justiça é só a morte. Essa vem pra todos, com certeza. Desculpem o desabafo.

    • Ricardo disse:

      Se quem busca informação mais a fundo está vendo a situação dessa maneira, imagina a população em geral, que assiste o mundo somente pelas lentes do PIG. Televisão, rádio, jornal, internet, só mostram problemas, violência, crimes, escândalos. Tudo em manchetes, amplificado, repetido e martelado na mente de todos nós. Mas há muitas coisas boas acontecendo. Aécio, o da lista da lava Jato, o candidato da Globo e dos EUA, não é nosso presidente, perdeu a eleição, foi derrotado pelo povo consciente, mesmo com a mídia fazendo a campanha para ele. No fim de 2014 o Brasil saiu, pela primeira vez em sua história, do mapa da fome da ONU, não somos mais considerados um país de famintos, as crianças não estão mais morrendo por desnutrição. Até poucos anos muitos brasileiros morriam de fome por causa da seca. A concentração de renda tem diminuído ano após ano, de 2003 para cá. A saúde ainda é um grande problema no Brasil (e na maior parte do mundo) mas tem melhorado principalmente para os que estavam em situação pior, de total falta de médicos e hoje, com a contratação de 14 mil médicos, já tem ao menos o atendimento básico, direito que nunca antes haviam tido. O emprego e a renda melhoraram. O acesso à casa prória, à universidade, à creche tem melhorado. A corrupção está sendo combatida como nunca antes, embora ainda vai demorar muito para acabarmos com a impunidade dos membros da elite entreguista.
      Tem tanta coisa boa acontecendo no Brasil, mas a mídia faz parecer que só tem coisa ruim.

  28. Sérgio Rodrigues disse:

    MORRA ESSE BABACA!…

  29. SERGIO LA- ROCQUE disse:

    ÁS RUAS, POVO TRABALHADOR!..

  30. jonas sanchez disse:

    VAMOS SER UM POUCO LÓGICOS!!!!! Óbvio que só pode existir corrupção em obras publicas, se tal obra foi SUPERFATURADA.

    ORAS,quem elabora e é legalmente responsável pelos orçamentos levados à licitação NÃO SÃO AS EMPREITEIRAS, e sim agentes do órgão publico licitante, onde por LEI podem adicionar ao custo real, um BDI “lucro” MAXIMO DE 30%.

    OU SEJA, ELEMENTAR que assim como jamais qualquer empreiteira pode ser condenada por “SUPERFATURAMENTO” em orçamento que ela não elaborou, também seus proprietários jamais podem ser condenados como CORRUPTORES.

    ASSIM, NOS RESTA SER TAMBÉM LÓGICOS PARA PERCEBER O QUE ESTÁ POR TRAZ DESTA NOVELA.

  31. Renato disse:

    Enquanto as pessoas ficarem filosofando e fazendo defesas de ideologias e não de situações reais , não,podemos acreditar nem em blogs nem na grande mídia.
    Minha conta de luz aumentou quase 100% em relação ao ano passado e a culpa é de quem? De Deus que está no governo desde que o mundo é mundo?
    Para um trabalhador que ganha salario mínimo, aumento de 100 reais para 200 reais em um ano na conta de luz??????. Diga para ele que a inflação é 7%.

  32. S Rod disse:

    Da Australia onde moro ha trinta anos para o mundo, ao juizinho de merda. Moro onde nao mora ninguem. Um juiz serio nao aceitaria receber premio de televisao, pelo menos onde Moro, juiz nao aceita dar entrevistas. Juizes atrasados, juizes do seculo 16.

  33. Ricardo CP disse:

    Quem não sabe somar, faz diferença. Quem não contribui, não soma ao País, faz diferença, ou seja, diminui. Até o PIB, se preciso for.

  34. regina disse:

    Não me sai da cabeça o pensamento de que a Dilma e seus familiares estão sob ameaça. Alguem já foi até a casa da filha da Dilma? Alguem foi la pra ver se está tudo bem, já ficaram de vigia? Lembro-me de que quando a marta foi prefeita e começou a mexer no vespeiro do transporte público, usou até colete a prova de balas. E teve também aquele pistoleiro que foi contratado para matar o filho do Jose Eduardo Cardoso mas não teve coragem. Alguem poderia resgatar estes acontecimentos? Hoje, nenhum desses dois faz jus ao passado que tiveram, mas estes fatos aconteceram. São reais. Por que isso não poderia estar acontecendo com familiares da presidenta? Ela foi capturada muito cedo e muito rapidamente pela agenda da direita. Algo está acontecendo e a gente não esta sabendo. Espero que a direita não domine a narrativa na operaçao da Receita. É bom se juntar ao sindicato dos auditores. E rápido.

  35. jossimar disse:

    Depois que o Janot livrou a cara do Aécio mesmo conhecendo o teor das declarações do Youssef, ficou cristalino que há uma conspiração da direita envolvendo o Judiciário(poder constituído de funcionários públicos concursados, ou seja, não eleitos), Ministério Público( monstro, segundo seu criador) e a mídia golpista(verdadeiro partido de oposição) para tirar o PT do Poder. A estratégia é colar o selo da corrupão no PT e condenar os seus dirigentes, não importa a que preço, se tem provas ou não. Aliás, se não tiver provas eles criam, como no caso do mensalão.
    Estas pessoas não suportavam mais as derrotas eleitorais para o PT. O PT vinha crescendo em todas as eleições até 2012. Reparem, que a partir deste ano começaram os ataques dia e noite contra tudo e todos do PT. Naquela época a Dilma havia baixado os juros e sua aprovação era de cerca de 70%. A derrota era certa em 2014. Precisavam fazer alguma coisa para impedir. Usaram o mensalão até o limite e não funcionou. Os ataques se intensificaram, inventaram o petrolão ao mesmo tempo que escondiam tudo do PSDB, como provou a lava jato e o trensalão.
    Lamentavelmente parece que a estratégia deles está dando certo.. O proximo passo é alegar que as doações legais das empreiteiras da lava jato ao PT foram propina(as do PSDB são legais), alegar que a Dilma se beneficiou deste dinheirio e entrar com pedido de impeachment, Vamos ficar assistindo?

  36. niveo campos e souza disse:

    Moro, joguete da PIG, da direita e contra o povo brasileiro.
    U espertalhão.

  37. Martha Silva disse:

    A justiça brasileira, e realmente um braço da elite.Aos trabalhadores demitidos que comam brioches.

  38. Joselito disse:

    Então quer dizer que a bolha imobiliária, o estoque recorde, os distratos constantes e demais mazelas maquiadas da construção civil não têm nada a ver?

  39. Vixe disse:

    Moro é só mais um vassalo de uma força poderosa e oculta que quer destruir qualquer iniciativa social pelo mundo.
    É só mais um “servo” cumprindo a ordem de seus donos.

  40. Tomás disse:

    Saiu de Maringá mas Maringá nunca saiu dele. Precisa ter uma noção melhor do imenso país em que está a viver. Um curso completo de História do Brasil lhe calharia bem.

  41. maria arcângela disse:

    Liquidem-se as empresas nacionais e troquem-se pelas estrangeiras, que estão ali na esquina babando e esfregando as mão de tanta ansiedade para colocar as mãos no que é nosso. 1 milhão de empregos? Isso é pouco comparando ao que vem por aí. Tem ainda muitos empregos indiretos, sem contar com as outras indústrias que produzem os produtos (perdão pelo pleonasmo) afins, como a indústria siderúrgica, por exemplo. Quando chegarmos a 5 milhões de desempregados o PSDB vai pedir pra parar? Afinal, o desemprego que eles causaram de propósito durante o governo FHC estourou nas mão deles mesmos e Lula se elegeu prometendo criar 10 milhões de postos de trabalho. Tudo o que vai, volta. Uma hora vai voltar para as mãos desses irresponsáveis.

  42. Marcelo Gaúcho disse:

    Heróizinho do PiG é assim, destrói vidas e famílias.

  43. Leonardo disse:

    Brito, na minha conclusão – e acho que você poderia fazer uma análise melhor e escrever sobre – Tudo isso deve ser obra da CIA a fim de destruir o país, quebrando – é claro – com o emprego, empresas, a fim de gerar um descontentamento popular, visto que, apesar de todo o massacre da mídia, toda a covardia dos seus ataques e toda a covardia do governo em não reagir, o emprego e a renda estavam até então, intocáveis. Tudo isso é para arregimentar pobres e trabalhadores nas próximas passeatas dos coxinhas. Isso é óbvio para mim. Isso é obra da CIA e essa é a única alternativa antes de se indisporem a invadir o país com tanques e bombas em nome da democracia.

    Ver pessoas desempregadas, famintas… felicita esses fdp, porque além de colocá-los de joelho diante dos patrões que irão tratá-los numa espécie de leilão de escravos, colocam mais um tijolo na sua “obra” de derrubar o governo e levar o Petróleo do Pré-Sal, colocando um governante que os representem.

    Não pense, Brito, que a tal operação desse desgraçado desse Moro é “mal planejada”, “equivocada”… nada disso. Segue o script que a direita, as corporações multinacionais, a CIA determinou. Eles estudam, Brito. Devem até ter ameaçado Dilma de morte, daí essa covardia, mudez e vassalagem. Eles vão fazer de tudo e enquanto tivermos Graça Foster para dizer que a Petrobrás sairá mais forte após a lava-jato (ela acha, coitada, que Moro quer ajudar o Brasil!) e uma Esquerda que pouco se mobiliza, mais tempo, menos tempo, tudo será dizimado. P´ra quem invade países, destroi culturas, lares, vidas inteiras, por causa do petróleo, fazer uma operação cruel e assassina como esta que usa métodos medievais de tortura, é apenas mais uma experiência de seus laboratórios onde em vez de ratos, usa-se pessoas.

    Obrigado, Dilma! Com esse ministro da justiça, com suas escolhas para ministro das comunicações, secom, stf e pgr (vai reconduzí-lo também, Dilma?), você leva um país inteiro a experimentar a tortura a qual você insiste em reviver como se lhe fosse um orgasmo e uma vaidade.

    Moro fdp! Direita desgraçada, mesquinha e vigarista.

  44. marisa disse:

    Impressionante essa matéria. Quem causou esse desemprego todo foi a quadrilha de criminosos que se instalou no poder com o nome de PT. Esse partido só tem vagabundo ladrão. O Dr. Sergio Moro é o heroi do Brasil, vai ajudar a derrubar esse governo de merda que está acabando com o país.

  45. Ulysses disse:

    Seria sensato, não de forma vaga, detalhar que medidas, além das que estão sendo tomadas pelo Juiz, poderiam mitigar as consequências econômicas da operação.

    Vc acha mesmo que a soltura dos presos iria resolver a questão de caixa das construtoras?

    Vc acha que a manutenção das prisões é exclusiva do Juiz Federal? Já lhe ocorreu que inúmeros habeas corpus foram negados nos TJ, STJ e STF?

  46. Ulysses disse:

    Fico imaginando se os blogueiros “progressistas” fossem os donos das grandes mídias…

    Vc acha mesmo que isso não é tendencioso?

  47. Josias Souza disse:

    OS CARA METE A MÃO NO DINHEIRO PÚBLICO, ROUBA ATÉ NÃO AGUENTAR MAIS, DESVIA DINHEIRO PRA GANHAR CAMPANHA E A CULPA DAS CONSEQUÊNCIAS DISSO É DE QUEM? DO JUIZ QUE MANDA PRENDER OS CULPADOS!!!!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    • Ricardo disse:

      Ele mandou prender? Quando foi isso? Não sabia que o juiz tinha mandado prender Aécio e a turma do PSDB citada na Lava Jato!

  48. revenger disse:

    Em São Paulo, leniência com as empresas que formaram cartel! Na Petrobrás, não!

    Pau que dá em Chico não dá em Francisco mesmo!

  49. Felipe disse:

    Tudo bem, mas o que isso influencia na condução da lava jato?
    Pera lá, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.
    Pare de tentar desqualificar o juiz e vamos para os fatos.
    Aparentemente o dinheiro foi desviado, mal gasto e serviços superfaturados.
    Isso é trabalhar com fatos.
    Os fatos são esses, que sejam apurados e levados à ação penal.
    E mais, envolva quem envolver.
    Meu caro, vocês ( situacionistas) tem que entender que a maioria não odeia vocês. A maioria não quer fulano fora para ciclano entrar no lugar. A maioria quer que o dinheiro oriundo de pesados impostos, sejam bem aplicados. Que as várias horas diárias trabalhadas e todo o suor escorrido, não vá parar em bolsos de terceiros para atender a interesses escusos.
    Não sei quando a situação deixará o poder, mas pelo caminhar das coisas, quando isso acontecer não voltará nunca mais. Porque esse fantástico mundo de bob que vocês fingem viver está causando repulso nas pessoas.
    Então, por favor caro jornalista, faça, de fato, a tal mídia imparcial e desmanipulada que o senhor tanto prega. Quero informação de qualidade e não essa ladainha que o senhor escreve aqui. E antes que, mais uma vez, insista nesse ponto, estou aqui justamente por não ser adepto de certos meios de informação que não precisam ser citados. Respeite-nos, quero continuar acompanhando o blog.

    • Ricardo disse:

      As críticas ao Juiz Moro são muito bem embasadas, é só você pesquisar os inúmeros textos publicados no blog sobre ele. Nem o blog nem ninguém aqui questiona ou faz qualquer crítica a que haja investigação e punição aos culpados. É exatamente isso o que se deseja e é esse o ponto: tem de punir os culpados e não a empresa, não a Petrobrás, não as empreiteiras, mas os funcionários corruptos envolvidos, os corruptores do cartel e todos mais que tiverem alguma culpa, de todos os partidos que tiverem comprovado qualquer envolvimento. Não os empregados dessas empresas, os 250 mil funcionários da construção civil que foram demitidos, e os milhares que ainda serão, como há tempos este e outros blogs vem alertando (http://www.viomundo.com.br/denuncias/adriano-benayon-lava-jato-esta-sendo-manipulada-para-destruir-petrobras-e-empreiteiras-nacionais.html – publicado em 21 de janeiro de 2015), pela forma como a investigação vem sendo conduzida partidarizadamente pelo sr. Sergio Moro e demais autoridades, e pela espetacularização com que o assunto é tratado na mídia. O judiciário paranaense, o MP e a mídia utilizam as investigações de forma política, e isso tem prejudicado a continuidade de obras em andamento e a manutenção de dezenas de milhares de empregos. O juiz Moro, ao conduzir a Lava Jato durante o calendário eleitoral, permitiu os inadmissíveis vazamentos de informações sigilosas, e pior, de forma visivelmente seletiva, que blindaram a oposição e municiaram a mídia de forma criminosa durante a campanha eleitoral. O ápice foi o vazamento à revista Veja, que publicou capa com falsas acusações à Dilma, às vésperas do 2° turno, de forma golpista, que por pouco não mudou o resultado da eleição em favor de Aécio. A seletividade dos vazamentos chegou a tal ponto que, somente agora em 2015, o Brasil tomou conhecimento de que o candidato da oposição é quem efetivamente fora delatado na Lava Jato, e não Dilma, pelo doleiro Youssef, que detalhou, não com suposições e contradições, mas fornecendo até valores e período em que Aécio teria recebido as propinas, em pagamentos mensais, relativos à estatal Furnas, o que corrobora com documentos de denúncias anteriores de desvio de recursos públicos daquela estatal no governo FHC. Os vazamentos seletivos quase elegeram a presidente um político citado como propineiro na Lava Jato conduzida pelo juiz Moro; a espetacularização e a demonização das empresas, principalmente da Petrobrás, por questões político-partidárias e desejo de privatizar o pré-sal, tem levado às demissões em massa de empregados.

      • Felipe disse:

        Em relação a “punição das empreiteiras” é mera decorrência das disposições da lei 8.666/93 e demais atinentes à contratações viciadas. No que se refere à responsabilidade penal, essa será atribuída aos responsáveis pelas eventuais irregularidades. Vejo isso com naturalidade.
        Não acho justo você atribuir as demissões em massa pelo prejuízo causado pelas investigações em curso. Se você pegar o histórico de medidas do governo vigente, do passado e ainda do anterior, verá que a minoria de fato fomentou o setor privado, principalmente no que tange à tributação. Ao meu ver, de nada resolve você retirar um tributo A e colocar no lugar os tributos B, C e D.
        Por fim, não defendo à privatização da Petrobrás unicamente por não ter feito e não ter condições de realizar um estudo quanto a tal viabilidade.
        Sei que a Embraer, por exemplo, foi privatizada e entra ano, sai ano e os resultados são cada vez mais positivos. Se você pegar o histórico das empresas privatizadas, verá que o saldo é bem positivo. E, ao meu ver, isso está intimamente ligado a menor presença de interesses políticos escusos na condução dessas empresas.
        E o mais engraçado é que basta o Estado meter a mão, que as coisas começam a desandar. Por exemplo, o MD ainda não pagou o KC 390 à Embraer, influenciando nos resultados da empresa. Quantas vezes isso não aconteceu com a Avibrás?
        Mas por favor Ricardo, me ajude a mudar esse pensamento, por que você é tão contra uma eventual privatização da Petrobrás?
        Por fim, não sei se a Dilma ou o Lula têm responsabilidades no “Petrolão”, até ser comprovado prefiro me abster em comentar. Mas se por todos esse anos conseguiram fazer o que fizeram “sem eles terem o conhecimento”, algo precisa ser feito imediatamente, por que há um clara falha de gestão nesse ponto. Principalmente a julgar o cargo que presidente ocupou na empresa.

  50. Fabio Soares disse:

    O PT nunca teve um plano de governo, tinham sim um plano de poder. Qual era: ganhar a base da pirâmide com o tal do bolsa família, e não perder a confiança da ponta da pirâmide com juros altos. Não passaram nem perto de reestruturar o país para um crescimento sustentável. E para governar nessa coalizão maluca, no presidencialismo brasileiro, tinham que tirar dinheiro de algum lugar. Surgiu o mensalão e agora o petrolão. A corrupção sempre existiu, claro, não foi invenção do PT, mas que os caras são os melhores nisso, ah isso são!!!
    Que eu saiba não foi o Moro que nomeou os diretores da Petrobras, ou foi ??? Agora tem que tirar os esqueletos do armário mesmo… essa análise de que o Moro contribuiu para as demissões na construção civil não tem o menor cabimento. Qualquer estudante de economia lista uns dez motivos para a queda no setor civil que não incluirão o Lava-Jato. Fora PT!

  51. Luís CPPrudente disse:

    O dr. Moro é mesmo o operário padrão da famiglia Marinho. Ele já conseguiu fazer muito do que a famiglia Marinho pretende: barrar o desenvolvimento econômico do Brasil. A famiglia Marinho está se lixando para o Brasil. E o dr. Moro também.

  52. LUIS disse:

    DOIS INSTRUMENTOS DO GOLPE, NÓS INSISTIREMOS, RESESTIREMOS E NUNCA DESESTIREMOS, ENTENDEU COXINHA…

  53. Elaine disse:

    Na justiça desse país há muitos bandidos togados!!
    Sinto vergonha desse povo do judiciário.
    Vergonha!!!
    Um juiz aceitar premio de uma emissora sonegadora de imposto como a globo, bandido é!
    Este Moro não tem vergonha na cara, se acha.
    Médico pensa que é Deus, juiz tem certeza!

  54. Jose Carlos Machado da Silva disse:

    O mais interessante e que Moro esqueceu de investigar às corrupções da Petrobras no governo do fhc onde piorou a roubalheira com o fim das licitacoes

    • Jose Carlos Machado da Silva disse:

      Ligações perigosas, Roberto Marinho para adquirir a Globo de São Paulo apresentou uma procuração falsa e os amigos da justiça não julgaram o caso.

  55. Alex disse:

    Não é a toa que foi premiado pela revista FORTUNE, publicação patrocinada pelas 500 maiores empresas americanas. http://beta.fortune.com/fortune500

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *