O culto à polícia encobre barbaridades

salgueiro

Não recomendo que se visite as páginas de comentários sobre a ação policial e militar de sábado, no Morro do Salgueiro, em São Gonçalo, no Grande Rio, onde há a suspeita de que PMs ou soldados do Exército tenham entrado atirando num baile funk.

É porque a histeria e a brutalidade chegaram a tal ponto que vários sujeitos dizem que só de estar às 3 da madrugada na rua já era razão para ter morrido e que “essa gente prolifera igual barata”.

O culto à ação policial – e este tipo que temos não leva a nada, porque neste mesmo local 3,5 mil militares e policiais fizeram uma imensa operação e saíram de lá sem sequer uma arma apreendida – encobre as ações mais bárbaras e incivilizadas, que seriam uma tragédia nacional se acontecessem às mesmas 3 da manhã, numa rua do Leblon ou dos Jardins. Ou em Belo Horizonte

É de lá, da capital mineira que  Marcelo Auler traz, em seu blog, uma história terrível: policiais militares espancando e torturando traficantes (ou supostos traficantes) para extorquir-lhes armas e dinheiro, na rua e em plena luz do dia.

O caso, se não tivesse “vazado” para as redes sociais, teríamos, diz Auler, era possível que tivesse sido uma versão mineira do “Caso Amarildo”, o pedreiro torturado e morto pela PM na Rocinha.

As vistas grossas para este tipo de monstruosidade, sob a desculpa de que a criminalidade é uma praga na sociedade, só ajuda a ampliar a criminalidade fardada, aquela que mostra os dentes para os pobres, mas que logo estar´mordendo a classe média também.

Leia no blog do Marcelo Auler.

Comentários no Facebook

9 Respostas

  1. renato arthur disse:

    Em governo advindo do Golpe e da corrupção com a destruição da democracia e da transparência, com ausência da justiça e por vezes com sua conivência voltamos a Barbárie. No Brasil se mata mais que todas as guerras do Oriente Médio, e isso não causa nenhuma indignação, nenhuma CPI, e nem o ministério da justiça manda apurar. Talvez quando um filho de dono das nossas Mídias ou governador ou do Judiciário for atingido a justiça irá despertar enquanto isso continuamos no país da escravatura. Pobre não é ser humano.

    • Elisa disse:

      A pobreza é fruto (resultado) da incompetência dos governantes mais recentes. Depois de tanta gastança irresponsável, usando recursos que deveriam ter sido destinados a investimentos sociais e patrimoniais, temos que conviver com esse quadro, até que as coisas retornem ao caminho do qual nunca deveriam ter saído. Governos “populistas” só prestam para fazer “mis-en-scene”, com o objetivo de se constituírem em “ídolos” e permanecerem no poder “ad-aeternum”!!!

  2. Arthur disse:

    Pessoal, estou fazendo uma pesquisa sobre confiança do brasileiro em relação aos partidos. Quem tiver um tempinho pra responder, vai ajudar muito! É pouca coisa, em menos de 10 minutos você responde tudo! Se puder compartilhar, melhor ainda!
    http://goo.gl/forms/uMT9xysOxCiVg6jw2

  3. HOCUS POCUS disse:

    DONA ELISA AURELIO (comentário facebook) VC É MAIS UMA AMOSTRA QUE INSTRUÇÃO SEM QUESTIONAMENTO TEM O MESMO VALOR QUE UM PAPEL HIGIÊNICO USADO. A NATUREZA LHE DEU UM CÉREBRO ,POR FAVOR NÃO DEFEQUE POR ELE.

    NOS POUPE ,CONTINUE SENDO ALIMENTADA PELA SHEIRA-AZEDO ,MAS EVITE O USO DE BLOGS DE GENTE PENSANTE.

  4. HOCUS POCUS disse:

    O CULTO AS SOLUÇÕES “FINAIS” COMO AS APREGOADAS PELAS DITADURAS DOS 60/70 ESTÁ DE VOLTA !!!!
    ALIMENTADA PELOS IMORAIS NAS TVS DE CONSUMO DA CLASSE Z, E PELA GENÉTICA FASCISTA E RACISTA DA CLASSE MÉRDIA ,É HOJE A “SOLUÇÃO” AO PROBLEMA DA VIOLÊNCIA NO BRASIL.
    PENSAMENTO RASO DE PRIMATA,SIMPLIFICA NUMA DEMONSTRAÇÃO DE TRUCULÊNCIA A COMPLEXA PROBLEMÁTICA DE UM FLAGELO SOCIAL.
    —–MORTO O CÃO,EXTERMINADA A RAIVA—– ,ESTAMOS NESSE NÍVEL DE DEGRADAÇÃO E O FUNDO DO POÇO AINDA NÃO É PERCEBIDO.
    O GOLPE DOS MELIANTES CONTINUA LEVANDO O BRASIL AO INFERNO E NESSE PERCURSO,SERÁ O LULA A CONTENÇÃO DE TAMANHA BARBÁRIE ?????????????

  5. andrade disse:

    “Ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante “, Constituição Federal – Artigo 5 – inciso 3.

    Até numa simples abordagem policial dá pra sentir o quanto a lei é desrespeitada.

  6. Frede69 disse:

    Rita:
    uma parte aplaude faceira, outra se cala de medo, e uns 10% ficam indignados!

  7. Alexandra Cabral disse:

    Por tudo isso é cada vez mais que necessário colocar em discussão, e votar no congresso, a lei Cancellier, do sen. Requião, contra abuso de autoridade, já que policiais civis e militares são os agentes públicos da justiça mais visíveis pela população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *