Circo armado para Bolsonaro brilhar em Curitiba? O senhor sabia, Dr. Moro?

bolsocuritiba

Já que os integrantes do MP se mostram tão ávidos em apurar quem teria vazado a informação da quebra de sigilo bancário de Lula e quem, como alerta o Rodrigo Viana, partem para cima de blogueiros, bem que poderiam investigar a coincidência da presença do sr. Jair Bolsonaro soltando foguetes na frente da sede da Polícia Federal em Curitiba, na sexta-feira.

Via a informação no site Notícias Paraná , onde o jornalista Valdir Cruz diz que a “ordem  era pôr o Lula num avião e levá-lo a Curitiba.”

E essa informação era de conhecimento de centenas, talvez milhares de pessoas, tanto que havia aglomerações no aeroporto de São Paulo e no de Curitiba. Outro sinal de que havia algo no ar, além dos aviões de carreira: na frente da sede da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, na capital paranaense, onde normalmente são levados os presos da “lava-jato”, havia uma concentração muito grande de pessoas. Até o ultrarreacionário Jair Bolsonaro, com várias caixas de foguetes, estava lá.

Bolsonaro “casualmente” chegou na noite anterior, saudado por uma pequena multidão e por lutadores de MMC, eufóricos com a escolha de Curitiba como sede daquela selvageria a que chamam de UFC.

Ia ser a “estrela” do dia, soltando foguetes enquanto Lula era “conduzido coercitivamente” para a a “masmoro” curitibana. A “inteligência” da PF não sabia?

A direita “convencional” que se cuide.

São cada vez mais claros os sinais que o protofascismo brasileiro é cada vez menos “proto” e está pronto a soltar na ruas suas corjas de arruaceiros.

Depois não reclamem da “radicalização” do processo político.

Comentários no Facebook