O MP “garante” que não foi gravado o depoimento onde nem estava presente

depoim

O delator Fernando Moura, como se sabe, disse que não disse o que o Ministério Público disse que ele disse sobre o ex-ministro José Dirceu.

Seu advogado, Roberto Podval, requereu a gravação original, tal como fez antes o defensor de Marcelo Odebrecht, Nabor Bulhões, quando da omissão, na transcrição de declarações de Paulo Roberto Costa, de que o presidente da empreiteira jamais tratara com ele qualquer questão de propina.

E recebeu do juiz Sérgio Moro a negativa, desta vez sob a a alegação de que o Ministério Público informou que o depoimento de Moura não foi gravado, segundo ele foi informado pelo Ministério Público e, assim sendo, era impossível oferecer o original à defesa.

Vamos esquecer o fato absurdo de, no meio do festival de vídeos quase pornográficos exibidos pela Lava Jato falte um, tão importante e justamente o que está dando margem a controvérsias.

Vamos esquecer que os equipamentos de gravação são padrão em salas de interrogatório, ainda mais nestes casos onde o que vai ser dito pode botar uma pessoa na cadeia e tirar outra de lá, a que delata.

Vamos esquecer que nem sequer se informa a razão de não ter sido gravado – o equipamento quebrou, houve defeito técnico, o “rapaz” esqueceu de apertar a tecla “rec”.

Fica, então, uma única pergunta: como é que o Ministério Público diz que não foi gravado se não havia, como se pode notar no termo de declarações de Moura, nenhum procurador presente no depoimento que o MP diz que não foi gravado?

Estavam no depoimento e o assinam: a delegada federal Érika Marena, os advogados do declarante – Pedro Ivo Iokoi e Adriano Scalzaretto – o próprio declarante, por óbvio, e, servindo como testemunha, o agente  da PF Luiz Carlos Milhomem que serviu de escrivão ou, não o sendo, mais alguém que reduziu a termos o que era dito.

Não há menção alguma a nenhum integrante do Ministério Público aqui no depoimento oficial, devidamente vazado à época.

E ainda assim o MP garante que não foi gravado, mesmo não estando lá? Ou será que informa – e Moro não registra que a PF alega que não foi gravado, mesmo sendo praxe fazê-lo? Praxe e, aliás, orientação formal há 15 anos, desde que a Instrução Normativa 11/2001, em que se recomenda (item 95) o uso de “meios eletrônicos para registrar o ato, de acordo com a conveniência e importância dos fatos investigados.”

Não era, pois não, uma investigação “sem importância”, mas uma transação penal especialíssima, a da delação premiada.

Mas é assim, na Lava Jato, não tem gravação, nada tem de ser explicado, não encham o saco, o processo marcha para frente.

A passos de ganso, feito aquelas tropas que nem é bom lembrar o nome.

 

 

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

32 Respostas

  1. renato arthur disse:

    Enquanto a Dilma e seu ministro da justiça não se manifestam frente a todas essas arbitrariedades que estão ocorrendo, julgo que estamos em um estado de exceção pior que no A5 do tempo da ditadura, não há mais justiça no Brasil. Realmente a Mídia e judiciário pautaram o Brasil e são eles que dão as cartas, e o restante se acovardou. De minha parte não tenho mais nada a comentar.

  2. Fábio Rodrigues disse:

    Muito Moro(sa) essa operação.

  3. C.Paoliello disse:

    Evidentemente que a gravação existe, só que a “transcrição” provavelmente é bem diferente para incriminar J.Dirceu, como no caso do Marcelo Odebrecht.

  4. Vicente disse:

    É que se mostrarem a gravação serão desmoralizados quando todo mundo saber que inventaram uma delação que não aconteceu com o único intuito de levar a direita de volta à presidência da república, coisa que pelas urnas não conseguem.

  5. Heitor disse:

    BANDITISMO.
    Não há outra palavra para essa operação.

  6. Pereira disse:

    Toda DITADURA em sua esseência é PURA CRUELDADE!

  7. Joel Miranda disse:

    Amigos, tá ficando descarado de mais, PF e MP são o que?
    Nossa salvação em termos de obter a verdade, está no Supremo e se não der, bau, bau democracia brasileira!

    • Dinio disse:

      Discordo, caro Joel Miranda…não esquece de nós -o povão- conosco não aconselho esta elitizinha togada e cagada meter a mão não. Aí o buraco é bem mais embaixo. Não pensa que meia dúzia de soldadinhos pau dágua do rei do Paraná ou do Picolé de Xuxu Paulista nos mete medo não…somos milhões e tenho certeza que a “tropa verde” tá conosco e não com a elite togada, sem falar do resto da América Latina. Eles vão cagar fora do pinico enquanto tivermos sem Ministro da Justiça, mas logo logo -se esta farra do Moro continuar- vem o troco dos que estão sifu por esta falsa op. vaza a jato, aguardemos tranquilos.

  8. renato arthur disse:

    Realmente o Triplex X que enlouqueceu o Moro e a Mídia é Lula 2002, Lula 2006, Lula 2018. É Lula lá.

  9. Reginaldo Paiva disse:

    Caiu de vez a máscara… Essa investigação é apenas perseguição política, que tinha como objetivo desestabilizar e colaborar para derrubar um governo democraticamente constituído… Agora que isso não é mais possível, o objetivo da investigação é incriminar e prender o ex presidente, para o delírio da casa grande…

    • Ricardo disse:

      Assim como os golpistas sabiam desde o início que não tinham base jurídica nem cacife para derrubar Dilma, mas queriam, e conseguiram, desgastar sua imagem e popularidade, também sabem que não têm cacife, nem base jurídica, para acusar o ex-presidente Lula, que é o mais popular da nossa história, o mais popular do mundo (segundo o Obama) e o melhor presidente que o país já teve. O que querem, portanto, apoiados por uma imprensa doente e “acabrestada” pelos donos do cartel da mídia, é desgastar a imagem e a popularidade dele, visando 2018.

  10. Maria Rita disse:

    Nossa, tá ficando muito difícil explicar essas situações…A mentira já nem tem pernas curtas. Está tetraplégica.

    • Nelson disse:

      Permita-me discordar, Maria Rita.

      Já não importa que a mentira tenha pernas curtas. O monstruoso aparato de propaganda do sistema a faz perdurar, muitas vezes ad eternum. Os órgãos da mídia hegemônica e seus (de)formadores de opinião seguem à risca o mandamento de Goeebbels: “uma mentira repetida cem vezes torna-se uma verdade inquestionável”.

      Então, como o aparato citado oferece espaço quase nulo ao contraponto – mui democrático, por supuesto – a mentira prospera e se perpetua.

  11. Ricardo disse:

    Quando prenderam Dirceu, sócios e familiares dele, além de Vacari e outras pessoas na Operação Golpe a Jato, os procuradores tucanos do MP apresentaram uma série de acusações contra eles, colocando Dirceu como membro de um “núcleo político do esquema” referente aquela fase da operação. Acusações estapafúrdias, ligando a empresa de consultoria que ele abriu, após ter deixado o governo devido às perseguições políticas na farsa do mensalão, à corrupção na Petrobrás, como se ele tivesse influência sobre a empresa, ainda mais naquele momento em que estava sob bombardeio diário da imprensa de oposição. Mas talvez para justificar a acusação de que o dinheiro pago pelo serviço de consultoria seria de propina, e justificar toda a estória acusatória, alegou-se que o tal Fernando Moura teria dito que Dirceu teria indicado Renato Duque para uma diretoria na Petrobras. Mas ao que parece, o tal delator não citou Dirceu coisa nenhuma. A suposta indicação desse diretor por Dirceu é uma acusação, como todas as outras, sem provas, mas imprescindível ao roteiro do Golpe a Jato, pois a prisão de Vacari também está baseada nessa suposta diretoria que seria “ligada ao PT”. Só que Renato Duque é mais uma herança do governo FHC, onde já detinha cargo de confiança, tendo ocupado cargos de gerência a partir de1995 (http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2014/11/ex-diretor-da-petrobras-renato-duque-ja.html). Como se vê, a estorinha dos procuradores tucanos e delegados aecistas é muito mal contada. Querem fazer-nos crer que o tal Renato Duque é ladrão e que seria ligado ao PT, mas o sujeito já “atuava” na empresa no governo FHC, do PSDB, que aliás, os mesmos procuradores tucanos e delegados aecistas não querem saber de investigar. Então o Renato Duque era honesto no governo do PSDB e tornou-se ladrão no governo do PT? E o FHC colocava petistas em cargos de confiança na Petrobrás? ………. O Vacari, tesoureiro do PT foi preso por receber doações de campanha de empresas da Vaza Jato, mas o tesoureiro do PSDB e dos outros partidos, que também receberam doações das mesmas empreiteiras não foram presos ! ……….. Para esses partidos, as doações foram feitas por ideologia?

  12. Sebastião disse:

    Como brasileiro e cidadão, temos que nos indignarmos de verdade, com tais procedimentos dessas autoridades custeadas com recursos públicos para honrarem a CF, defenderem a democracia e o Estado de Direito e, promoverem e fazerem justiça de forma imparcial e justa. Observamos que a maioria de tais agentes públicos, que certamente, se fortaleceram e progrediram com o advento da democracia, envaidecidos, a maioria ao que parece, se acham maior e superior ao seu criador, o Povo Brasileiro, uma vez que mal agradecidos e sem terem trabalho algum ou participação na conquista e valor da democracia para nossa nação, se acham acima da lei e agem como crianças mal educadas que tendo tudo e só direitos, chega no momento em que seus pais e/ou tutores, querendo corrigi-los tardiamente, corta-lhes os privilégios e então, àqueles se voltam contra os que lhes ajudaram e matam-nos, transformando-se em criminosos.
    Para esses últimos, os filhos rebeldes que não conheceram o valor dos benefícios que tinham, a lei atual lhes impõe limites e cadeia mas, para esses agentes que se acham acima da lei o que fazer, se ao que parece, até o poder judiciário perece temeroso em dar-lhes um basta , antes de males maiores atraiam para nosso país.
    Será que não chegou a hora do povo mostrar quem é que manda? Será que não sera a hora, já atrasada, do Poder Legislativo Federal (Câmara Federal e Senado Federal), legítimo representantes do povo e do Estado, atrair para si a discussão e solução desse impasse constitucional que só tende a se agravar? É a nossa sugestão.

  13. Teo Ponciano disse:

    Se não houve a gravação, com houve a transcrição? Ou eu perdi alguma coisa?

  14. Ligia disse:

    Essa operação Lava Jato, já encheu o saco.

  15. Borges SP disse:

    De va : veja o filme ” o dia que durou 21 anos”, que exibe documentos, entrevistas, relatos, tem no youtube, e você vai descobrir que está rindo de sí mesmo, infelizmente.

  16. JURIDICO disse:

    Talvez esteja com Deus já que um dos Procuradores fala em wi-fi com jesus.

    SS em ação

  17. titus disse:

    O juiz almofadinha mentiroso, cagou e sentou em cima…essa operacao ja nao passa em nenhum tribunal no mundo(exeto o brasileiro que nao e tribunal mas sala de inquisicao)O janot ja perdeu as calcas faz tempo desde o momento em que engavetou ( aecin, FHC100,),o stf tambem se revelou incriminado pelo delcidio…quer dizer tudo que decidirem nao mais e valido !!!

  18. Luís CPPrudente disse:

    A milícia fascista do Homem de Preto da Vara de Guantánamo faz o que quer com as normas e leis. Se é para prejudicar alguém não existe o áudio, se é para beneficiar o PIG o áudio é divulgado “vazatoriamente” de acordo com os interesses do PIG.

  19. Ricardo disse:

    Bem, enquanto a nossa presidente “nadegona” não dispensa o Rolando Lero teremos que conviver com essa esculhambação. Todavia, a não ser pelo valor legal (desconheço o valor jurídico), as gravações deste depoimento e do Paulo Roberto Costa, estão todos no Youtube.

  20. Alexandro Souza disse:

    Acho q quanto mais corda derem ao Moro, mais ele se lambuzará!!!

  21. João Ferreira Bastos disse:

    Se o zé não fosse covarde ou traíra, demitiria todos por incompetência.

  22. Helbert Fagundes disse:

    Boa tarde,

    de duas, uma ou já quer aposentar igual ao do Eike ou é péssimo de serviço. Melhor evitar problemas com aposentadoria e mandar embora logo. RUA MORO, POR SERVIÇOS NÃO PRESTADOS A SOCIEDADE BRASILEIRA!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *