Não chame a Folha para fazer sua casa. Sai nove vezes mais caro!

custodaobra

Eu não sei quem fez ou porque razão fez as obras no sítio frequentado por Lula e – estando ele fora do Governo (o que não ocorreu com a nova casa feita por FHC na Fazenda Córrego da Ponte) e não ocupando áreas públicas  (como as praias e ilhas de Parati e Angra) – não tenho porque querer saber, já que sou jornalista e não fofoqueiro.

Mas fazer casa eu sei, porque fiz uma, há mais de 20 anos, quando eu aguentava virar concreto.

Por isso, fico admirado cada vez que vejo os cálculos da Folha sobre os custos da construção do “puxadão” no tal sítio.

Hoje, a ignorância desce a detalhes, publicando as metragens, composição e custos da tal obra.

E o custo é…mais de R$ 1 milhão por uma – cito literalmente o jornal – “edificação com quatro suítes” com tamanho de 110 m²!

Deus do céu, será que não ocorre a ninguém ir olhar quanto custa o metro quadrado de uma edificação?

Será que o promotor que se dedica a esta investigação sobre o “crime” (crime de quê, alguém sabe?) de Lula, os repórteres que escreveram a matéria  e o editor se preocuparam em saber se estes valores correspondem a qualquer coisa semelhante à verdade?

Alguém mostrou nota ou depósito comprovando estes valores?

Será que procuraram na internet para ver se uma casa de 110 metros quadrados, com terreno e tudo, vale algo sequer perto disso, salvo em locais onde o ponto é nobre e valor até maior que a edificação em si?

Eu vou ajudar o promotor e os repórteres: vocês sabiam que existe um índice, elaborado pelo IBGE e pela Caixa, para estabelecer preço da construção civil?

Chama-se Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil – SINAPI – e traz o custo médio por metro quadrado de área construída.

Em janeiro, no Estado de São Paulo, estava em R$ 1.048,69 por m².

O que dá, para uma edificação de 110 m²  exatos R$115.355,90, não mais de um milhão de reais

Bote aí 30 ou 40% a mais, em homenagem à ideia do luxo – que a imagem desmente, não é? – porque 30 ou 40% é dobrar o valor do acabamento, de vez que tijolo, areia, cimento, mão de obra e telhado custam o mesmo – e você terá no máximo R$ 170 mil.

Ponha aí mais 30% pela piscina e churrasqueira, R$ 220 mil.

E botando lá em cima, viu?

Conclusão: construir com a Folha ou com o Ministério Público é uma maravilha para quem quiser superfaturar.

 

Comentários no Facebook