Na visita ao RS, só “curral” livra Temer das vaias

esteio

Deu na Folha: um palco cercado, montado a um quilômetro do local onde ficam as pessoas no Parque de Exposições de Esteio, no Rio Grande do Sul, livrou Michel Temer de vaias em seu discurso na entrega de ambulâncias.

esteio1Assim mesmo, com a ajuda da briosa Brigada Militar, cassetetes e bombas de gás lacrimogêneo, lançadas contra cerca de 150 manifestantes, segundo o jornal. A Polícia Rodoviária Federal também deu uma mãozinha, disparando gás de pimenta, de pertinho, no rosto de mulheres, como bons valentões que são, como você vê na foto, que se amplia ao clicar.

O homem que ia “unir o Brasil” só pode andar através de bretes.

E ainda trocou as bolas – digo, as moedas – dizendo que Ricardo Barros, o ministro da Saúde, tinha feito uma economia de 800 milhões de “cruzeiros”, mortos e enterrados há 22 anos.

Como bom conselho de outro especialista, ouviu do Governador Ivo Sartori, o que não paga os servidores gaúchos, o conselho de ser (mais) impopular.

É algo que Michel Temer não tem nenhuma dificuldade em fazer.

 

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

43 Respostas

  1. Marco disse:

    Só para constar, como sou gaúcho, Sartori paga os servidores como pode, visto que o Tarso Genro (PT) deixou o estado com uma dívida de 4,4 bilhões de reais. Isso depois de ter pego os Estado da Governadora Yeda (PSDB) com 650 milhões em caixa. Isso são dados, comprovados. O resto é paixão e invencionices petistas. Como sempre!

    • Manu disse:

      Em dois anos não resolveu nada…ele

    • Paulo Guedes disse:

      Caixa não significa solvência. Yeda Crusius deixou R$ 1 bilhão em restos a pagar e mais R$ 150 milhões de déficit. O caixa único estava negativo R$4,6 bilhões. Dona Yeda, ainda em dezembro de 2010, se gabava de ter deixado para o sucessor uma herança com R$ 3,6 bilhões em caixa para investimento imediato. Só que estes valores referiam-se aos depósitos judiciais, cujo uso é, a priori, vedado ao executivo.

      • Marco disse:

        E o que vc poderia me dizer dos empréstimos que o Tarso realizou? Do uso desmedido dos depósitos judiciais? Não venha com esse papinho, pois conheço o Estado de dentro, há muitos governos. Tarso afundou um Estado que Yeda a duras penas estava conseguindo endireitar!

        • ernesto disse:

          Grande verdade. Podem falar da Yeda o que quiserem, mas foi das poucas a ter responsabilidade fiscal. E o pilantra do Tarso era o desastre anunciado, rapou até os depósitos judiciais.

    • Roberto G. Teixeira disse:

      Também sou gaúcho e não sou funcionário público. Mas alguém vir aqui e defender o Sartori, é na certa eleitor dele que não quer admitir o erro de ter colocado um sujeito totalmente despreparado e sem qualquer plano de governo. Está fazendo o que previa o seu plano(ou falta dele), ou seja nada. Apenas quebrando o RS com privatizações e sucateamento do estado, mas a RBS e o judiciário estadual, não tem nada a reclamar. Só para constar, o Tarso Genro nunca atrasou ou parcelou um único salário, não fechou nenhuma fundação, e além disso foram feitos muitos investimentos em obras públicas para o estado…Basta entrar no portal da transparência e comparar. Outra coisa, esse discurso de que o Tarso endividou o estado, é discurso da mídia golpista regional… a RBS (afliada da globo)

    • Marcelo Nepomuceno disse:

      A velha história da herança maldita. Isso dá um sooooono

    • Nelson disse:

      Amigo. Este teu discursinho copiado da RBS/Zero Hora não cola. Antônio Brito, Yeda Crusius e agora José Sartori são excrescências que foram parar no Palácio Piratini graças à monstruosa propaganda mentirosa da RBS e do restante da mídia do Rio Grande do Sul.

      Os dois primeiros fizeram de tudo para entregar o Estado em definitivo nas mãos do grande empresariado. Sartori foi financiado para terminar o trabalho que Brito e Crusius não conseguiram finalizar.

      “Sartori paga os servidores como pode”, mas aos grandões do Estado ele oferece isenções fiscais a rodo. A renúncia fiscal do Rio Grande do Sul chegou a nada menos de R$ 16,4 bilhões no ano passado.

      Com tamanhas benesses ao grande empresariado, é óbvio que não pode sobrar para pagar os minguados salários que a grande maioria dos servidores públicos recebem.

      E o outro, lá em cima, ainda tem coragem de afirmar uma sandice tipo “Sartori, o Salvador dos Gaúchos!”

    • Aécim Pódemais. disse:

      Pelo amor de Deus essa Yeda quebrou o RGS por 20 anos , pergunte a qualquer funcionário público ou vá ao site do TCU , ser mal informado é uma coisa ser idiota é outra.

  2. Manu disse:

    4 bi não é nada, aecio deixou um rombo de 20 bi

  3. mz disse:

    Veja bem, a impopularidade derrubou a Dilma e sustenta o Temer.

  4. Renato Arthur disse:

    Temer em visita a esse estado governado pelo mais impopular político, Sr Sartori, anuncia a construção de mais presídios É inacreditável. Quebraram o polo naval da cidade de Rio Grande que produzia plataformas , sucateia todas as novas universidades federais lançadas no gov. Dilma-Lula. Por outro lado o gringo Sartori, totalmente incapaz de governar o estado o lançou em estado falimentar, demitindo cidadão pais de família, aumentou o ICM de forma absurda o que provocou a debandada das indústrias. Parcela salário em várias vezes. O seu objetivo é o mesmo do Temer quebrar o estado e privatizar tudo para satisfazer o anseio da mídia que o apoia. Os dois não conseguem ir as ruas, quando aparecem são escoltados por força militar, bombas e helicóptero. O Brasil saiu de sonho de esperança para um pesadelo pavoroso quwe parece não ter fim.

  5. Rei disse:

    O QUE FALTA PARA ESSE GOVERNO APRESENTAR ALGUM RESULTADO???

    …com toda imprensa a favor e muito bem remunerada para elogiar o governo!
    …com todas as acusações que envolvem o presidente e seus ministros devidamente engavetadas após aumento bilionário para o judiciário!
    …com a maioria absoluta do congresso e apoio incondicional do PSDB e dos movimentos pseudo-populares como MBL e Vem pra Rua!
    …sem nenhuma pauta bomba ou oposição travando todos os projetos!

    NEM ASSIM ESSA PORCARIA DE GOVERNO CONSEGUE DECOLAR???

    Imagina se a imprensa fizesse seu papel de cobrar e questionar… e se o judiciário investigasse Temer, Serra, Aécio e os outros ministros bandidos???

    ESSE GOVERNO SÓ SE MANTÉM GRAÇAS AO ESQUEMA MIDIÁTICO MANIPULATIVO QUE CONSEGUE PRENDER PARTE DA POPULAÇÃO… POR ISSO AS VERBAS PARA IMPRENSA DEVEM AUMENTAR!

  6. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    MARCO: como sou gaúcho e moro em Porto Alegre, posso chamá-lo de cínico. A Yeda Cruz Credo Crucius entregou o Estado, segundo ela, com 550 milhões em caixa. Mas ela “esqueceu” de dizer que o caixa do Estado não tinha UM ÚNICO REAL. Os 550 milhões eram de depósitos judiciais, não era dinheiro do Estado. O RS já está quebrado há anos e o Brito, quando governador, terminou de quebrá-lo. Colocar a culpa no PT é, no mínimo, burrice sua. Ou má-fé. Estamos pagando, como o RJ e o resto do Brasil, pela guerra fiscal entre os Estados, que abriram mão de arrecadação através das isenções fiscais. O Olívio Dutra alertou sobre isso quando comprou briga com a Ford, que levou 250 milhões do RS e foi para a Bahia. Em 2016 o Estado recebeu esse dinheiro de volta, com juros, por que o PT meteu a Ford na justiça e ganhou. Só para sua informação, já que és gaúcho: a Souza Cruz recebeu incentivos fiscais do BRITO. Em fevereiro de 2016 ela fechou a fábrica em Cachoeirinha e foi embora para Uberlância e Cuba. Por 2 motivos: terminou o incentivo dado pelo Brito e por que o Sartori (ambos do PMDB) aumentou os impostos dizendo que era a única maneira de pagar os salários em dia. Passados dois anos, não só NÃO PAGA EM DIA como também perdeu arrecadação. Esse é o jeito liberal de governar: aumentar impostos.
    Aguardo sua contestação do acima exposto.

    • Nelson disse:

      É o jeito de governar “engordando porco gordo”.

      Na época do embroglio Ford, eu conversava sobre o caso com um feirante aqui da minha cidade que vendia carne de porco. Procurava explicar a ele que era um absurdo injetarmos centenas de milhões ou alguns bilhões mesmo em empresas já milionárias ou bilionárias.

      E usei uma analogia. Disse a ele que, como criador de porcos, certamente, ele já não dava tanta ração depois de os animais terem engordado. Isto porque, ia criar mais e mais banha e a banha valeria bem menos que a carne. Ele concordou; para que ficar gastando mais em ração?

      Então, eu falei pro criador que é justamente isso que os gaúchos estávamos fazendo ao subsidiarmos grandes empresas como a Ford, a GM, a Gerdau e outras: estávamos “engordando porco gordo”. Ou seja, empresas com altíssimo faturamento, que auferem altos lucros, recebendo fartos subsídios de um Estado pobre. Absurdo.

      Para termos uma ideia do quão pequeno era nosso Estado diante dessas megaempresas, na época, final da década de 1990, o lucro mundial da GM era mais ou menos equivalente à receita líquida de impostos do Rio Grande do Sul

      E hoje, praticamente 20 anos depois, a coisa não mudou. Volta e meia vemos prefeitos, vereadores, governadores e deputados gestionando a concessão de subsídios a “porcos gordos”. Aqui na minha cidade, a nova (?) Câmara de Vereadores, junto com a nova (?) Prefeitura estuda a concessão de incentivos a uma empresa “pequenininha”, a BS Bios.

      Enquanto isso, centenas ou mesmo milhares de micro, pequenos e até médios empresários, que precisariam de um “empurrãozinho” têm que pagar regiamente os impostos. Esta política do “engordando porco gordo” perniciosa também porque funciona como um desincentivo a quem paga seus impostos em dia.

    • Marco disse:

      Luiz, se é pra conversarmos nesse nível, eu topo. Porque antes você já saiu me ofendendo. Tbm admito que fui meio grosseiro e peço desculpas. Bem, eu concordo em parte com vc. Temos visões dissonantes sobre capital e Estado. Fora isso, em relação a situação financeira do Estado, como falei em outro post, começou a se agravar há mais de 3 décadas irremediavelmente. A questão da polêmica da Ford, vc deve lembrar, tem as mãos do falecido Antônio Magalhães e toda aquela história que vc tbm deve conhecer. Eu pessoalmente sou contra essa guerra fiscal e ainda bem a Lei (a LC101 especialmente) tratou de melhorar um pouco essa situação. Mas ainda não o suficiente. Sim, a Yeda tbm se utilizou dos famosos depósitos judiciais, como o Sartori tbm já fez. Isso virou moda no nosso Estado, ou necessidade peremptória… Porém ela havia tomado importantes medidas com vistas a sanar e tentar equilibrar nossas finanças, que infelizmente o Tarso descontinuou drasticamente. Na verdade o, Tarso tentou manter as aparências até onde pode apostando em uma renegociação da dívida do Estado com a União, que responde por uns 75% ou mais do todo. Porém não foi exitoso. E essa luta por se manter ideologicamente bem com os sindicatos de classes, professores e sabe-se lá mais quem custou muito caro. Agora não adianta a gente ficar aqui discutindo, pois nós sabemos que as coisas aconteceram assim porque há todo um sistema político errado por trás que conduz a isso. Não adianta mesmo, não tenho visões positivas sobre esse assusto. As pessoas nem conseguem mais discutir assuntos com racionalidade hj em dia. Eu gostaria de discutir certos assuntos com a esquerda às vezes, mas sem paixões. Mas quando vejo, eu mesmo me deixo envolver por elas e daí vai tudo por água abaixo. Para encerrar, quero te dizer que, na minha visão de Estado, acredito que o Sartori está tentando acertar os ponteiros e estou torcendo para isso. Gostaria de discutir com a esquerda de forma cientifica certas medidas, que muitas vezes tbm tenho dúvidas sobre a eficácia e se irão de fato tornar nossa sociedade gaúcha no médio e longo prazos mais desenvolvida e com melhor qualidade de visa. Objetivos que acredito serem de todos os cidadãos que gostariam de viver num país melhor. Mas essa conversa é impossível hoje, como já te falei. O Sartori tem mais 2 anos para mostrar que as medidas foram acertadas, não sei se conseguirá em tão pouco tempo, até pela situação caótica em nível federal e o caos econômico do país. O ideal é que a solução para uma crise como essa fosse discutida e acertada em um acordo suprapartidário, envolvendo todos. Mas você acredita que alguém sentaria com outro alguém. Se o PT voltar ao poder, voltaremos atrás novamente em todas as medidas e recomeçaremos do zero novamente. E o ciclo todo de disputas se reiniciará e assim seguirá da mesma forma eternamente. Que digam as urnas em 2018…

  7. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    E o Temer veio entregar 60 ambulâncias para 59 municípios. 2 para Porto Alegre e 58 para outros 50 municípios. UMA mísera ambulância por município. Sabe o que vai acontecer? A maioria vai apodrecer nos pátios por que as prefeituras não vão contratar motoristas e para-médicos para operá-las. Já vi este filme antes.

  8. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    Leia-se 58 municípios e não 50.

  9. Renato Arthur disse:

    Sartori ( governador do RGS) , diz que Temer não deve se preocupar com Popularidade ( da mesma forma que ele), a frase é uma falácia, são impopulares frente a população, principalmente a mais humilde, poque tudo o que fizeram foi no sentido de tirar renda e direitos do trabalhador. Mas são muito populares p/ a Mídia, a medida que jogam rios de dinheiro em anúncios, são populares com a oligarquia ao transferir bens do estado p/ mais ricos , são populares com os empresários ausentando-os de impostos. São na verdade uma fraude ao concentrar renda em um país de enorme desigualdade social. Mas a história os julgarão.

  10. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    Empresas do RS que receberam incentivos no Nordeste e estão demitindo: Grendene, Azaléia e outras. Fácil receber incentivos e depois demitir, né? Em que governo se dava incentivos fiscais em contra-partida? Errou quem respondeu PT. Foi no governo tucano do FHC que as facilidades para as empresas corria solta. Vide Ford na Bahia: 1 bilhão do FHC e 400 milhões do ACM. Depois colocaram.a culpa no Olívio quando a Ford foi prá Bahia. Mas os gaúchos sabem quem mandou a Ford embora: Brito, Proença e Rosado. Estes são inimigos do RS.
    Memória curta dos coxinhas? Não. Mal informados mesmo.

  11. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    O Sartori é outro canalha. Até a Fundação Zoobotânica ele fechou, além de institutos de pesquisas. Inclusive o de TI, que foi responsável pela implantação do polo de TI em São Leopoldo, junto à Unisinos. Canalha, canalha, canalha.

  12. Tonho disse:

    Temer chama real de cruzeiro…kkkkkkkkkkkkkkk
    E os retardados da grande mídia acham que o presidente é um homem culto, que pensam muito antes de dizer algo.
    Este desgoverno é uma corja de analfabetos fascistas.

  13. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    MARCO, ou como um coxinha é manipulado. A divida do RS em dez/2010 era de 41 bilhões e não 4 bilhões. Veja a evolução do endividamento do Estado, segundo a Receita Estadual:
    1970 – 1,476 bilhões
    1974 – 3, 230 bilhões
    1978 – 5, 914 bilhões
    1982 – 10,590 bilhões
    1986 – 14,704 bilhões
    1990 – 14,677 bilhões
    1994 – 18,176 bilhões
    1998 – 40,406 bilhões (Brito PMDB)
    2002 – 40,300 bilhões (Olivio PT)
    2006 – 41,067 bilhões (Rigotto PMDB)
    2010 – 41,068 bilhões (Yeda PSDB)
    2014 – 41,058 bilhões (Tarso PT).

    Analise os dados acima e diga quem endividou o Rio Grande do Sul. Os números são claros. É nisso que dá acreditar em mentiras da imprensa, sem citar números. Por isso que tu és um maldito coxinha manipulado e manipulador. Nem o Tarso, nem a Yeda e nem o Olívio aumentaram a dívida do Estado. Quem aumentou então?
    Collares, Simon, Brito, Rigotto. Todos do PMDB, o único partido que não paga salários em dia.
    Quer mais? Posso te dar mais informações para que saia das trevas midiotas. Comigo é assim, jogo números verdadeiros na cara. Tu és tão mal informado que pensas que a dívida do RS é só 4 bilhões. Vai pesquisar para não dizeres merda.

    • Marco disse:

      Esse números seus são apenas manobras contábeis. Estão descartadas muitos outras despesas daí. Falo isso com conhecimento de causa. Vc não pode me iludir. Eu tenho acesso aos números e sei bem do que falo. Não aceite os dados que o PT te passa. Informe-se imparcialmente. Peça ajuda de um contador se vc for ignorante no assunto, antes de tentar ludibriar os outros.

      • Rei disse:

        O QUE VOSSA SENHORIA, COM ACESSO PRIVILEGIADO AOS NÚMEROS MÁGICOS, ESTÁ ESPERANDO PARA NOS ILUMINAR COM SUA SABEDORIA ESCLARECEDORA???

        COLOQUE AQUI OS MALDITOS NÚMEROS REAIS QUE VOCÊ ALEGA TER ACESSO.

        • Marco disse:

          A dívida consolidada atingiu quase 60 bilhões no governo do Tarso. Só durante o governo dele subiu quase 15 bilhões. Tá bom para vc?

        • Marco disse:

          É claro que a culpa não é só dele, vem desde a década de 80 o problema. Mas a Yeda tinha conseguido com muita dificuldade recolocar as coisas nos trilhos e o Tarso pôs tudo a perder com sua irresponsabilidade. Eu não apoio o PMDB, sou do PP, votei na Ana Amélia, mas não há como ser cego para o óbvio. Estou torcendo muito para que o Sartori acerte as finanças e a contabilidade deste Estado. Porque chega de pedaladas para parecer que não aumentou a dívida quando na verdade aumentou em mais de 20%.

  14. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    Correção: em 2014 a dívida era de 41,068 bilhões. Um milhão a mais que 2010, para ser exato. Considerando inflação e juros de 4 anos, na realidade a dívida diminuiu tanto nos governos PT quanto do governo da Yeda, do PSDB.

  15. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    Coxinha é igual a mulher de malandro: gosta de apanhar. Eles jogam suas “verdades” nos blogs sem pesquisar em fontes confiáveis e sem dar números. Que otários. E eu estou aqui para bater neles, igual a malandro.

  16. Cleiton do Prado Pereira disse:

    Infelizmente não tem mais retorno. O PT e os progressistas estiveram no governo por 13 anos, fizeram muito pelo povo e pelo país mas, acreditaram que os demais eram partidos políticos. Mesmo sabendo que eram quadrilheiros, trataram-nos como se políticos fossem. Desde a saída de FHC todos sabiam quem eram Temer, Quadrilha, Gedel Jucá, Renan, Cunha, Maia, Serra, alkimim, Aécio, Aloisyo, Gereissat, Cássio Cunha Lima, Sarney, Collor, Caiado, Meirelles, e todos os outros. Não fizeram o que deveriam ter feito, tendo elegido presidentes da câmara por 2 vezes, João Paulo e Marco Maia. Deu no que deu e só as forças armadas, por mais paradoxal que possa parecer, teriam condições de tirar esta quadrilha do poder, se elas não estivessem, como o MP, PGR, STF e TSE no meio do golpe.
    Vale lembrar da gravação do Sergio Machado, onde o Jucá disse: “estou falando com ministros do supremo e com as forças armadas” eles nos apoiam.

  17. L'Amie disse:

    Aliás, as Policias Rodoviárias Estaduais e a Federal são conhecidíssimas, principalmente às vésperas de Natal, Ano Novo, Carnaval, Semana Santa etc. A preocupação deles não é a segurança e o bem estar das pessoas. Não, não é mesmo ! Eles acham que são mal remunerados para fazer tudo certinho. Pergunta-se : Estão lá obrigados? É só procurar trabalho em outra área. Tá bom!

  18. Bronco Capiau disse:

    Hummm, parece que tal qual a fascinante historia do Negrinho do Pastoreio, essa historia do povo gaúcho ser “altamente politizado” não passa de lenda !!!

    Que decepção…

    • Nelson disse:

      “E votei na Ana Amélia Lemos.”

      Pelo menos ele tem coragem. Faz as cagadas e assume. O certo é que o Marco deve ter feito outras grandes cagadas, como a de votar no Antônio Brito, que doou a CEEE e a CRT, na Yeda Crusius, no Sartori, no Lasier Martins e outros indicados pela Rede Bunda Suja.

      Isso é que ter consciência política… vazia, bem vazia.

      • Marco disse:

        Nelson, poderia iniciar uma longa discussão com você sobre consciência política, decisão de voto e ideologia partidária. Mas não vou. Seria inútil. Vou te pedir apenas respeito ao meu direito de cidadão. Saiba que penso de seu voto em Lula o mesmo que você pensa do meu em Ana Amélia. No entanto não me acho superior a vc, simplesmente acho vc ignorante, assim como vc tbm me acha que sou. E assim ficamos. Então, para que possamos conviver em paz em sociedade, vamos guardar nossos achismos (ou convicções) para nós mesmos e respeitar a ignorância do outro. Ah, quando Brito foi eleito governador do RS eu estava ainda no ensino fundamental, só para vc saber. Viu como achismos e prejulgamentos são estúpidos? Conheça antes de julgar.

    • Nelson disse:

      Nessa você acertou, Capiau. No ano passado, o Marquezan Júnior, deputado federal, foi até à Câmara e votou a favor da PEC 241, que vai ferrar com 3/4 dos brasileiros, no mínimo. Pois, poucos dias depois, no segundo turno da eleição para prefeito de Porto Alegre, os portoalegrenses, que se arvoram politizados, deram a prefeitura da cidade de presente para o Marquezan, votaram em massa nele.

      É mais ou menos como meu saudoso pai, que estudou uns dois anos na vida, apenas, dizia: “é como você criar um corvo e depois de grande ele vir e comer teus olhos”.

  19. Rogerio Maestri disse:

    Não considerando tudo que foi discutido, déficit, não pagamentos de funcionários e outros assuntos há algo que ninguém se dá conta. Sartori faz uma política de desestímulo de qualquer atividade produtiva. Ele simplesmente se preocupa com o caixa do Estado que cada vez fica pior e transmite uma insegurança a tudo e a todos, realmente podemos dizer que Sartóri é uma espécie daqueles magos da autoajuda ao contrário, ninguém se anima com ele, parece um sério concorrente ao Temer, com uma desvantagem, como elegemos Sartori nem dá para gritar “Fora Sartori”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *