Moro não viola só a lei. Viola a boa-fé e faz “choque de mídia” com os autos

mafe

O Judiciário pode nos obrigar a quase todas as coisas e devemos cumprir as suas ordens.

Mas juiz nenhum no mundo pode exigir que sejamos imbecis, que nos privemos de usar aquele bom-senso do qual  Descartes falava que “inexiste no mundo coisa mais bem distribuída”.

É possível crer que Sérgio Moro tenha recebido um processo onde são citados 316 “agentes políticos”, mais da metade deles passíveis de investigação apenas em tribunais superiores” e “não tenha reparado”, deixando isso em aberto para consultas de qualquer um?

É possível que num processo que está sob mil lupas, com dezenas ou centenas de repórteres e advogados acompanhando diariamente, que isso estivesse público há quase um mês, desde que foi apreendido, dia 22 de fevereiro e ninguém tivesse notado?

Num processo em que a mídia fica sabendo de tudo antes de levantado o sigilo, algo que não estava sigiloso e, portanto – em tese – dá para acredita que uma bomba de tantos megatons encontrava-se disponível para qualquer consulente do processo?

E o juiz, coitado, “surpreendido” com aquilo que estava ali nas suas mãos e ele “não tinha reparado” corre a decretar sigilo do que já é escandalosamente público?

Desculpem, eu teria de rasgar a frase do Descartes.

E passar a ser um dos idiotas de Roland Barthes, pronto a acreditar em qualquer coisa que o “mito” Moro diga.

É obvio que estes documentos achavam-se numa zona de penumbra, numa destas esquinas escuras onde quem quer surpreender e assustar se oculta, para aparecer na “hora certa” e produzir pavor.

Tanto pavor, pelo seu conteúdo explosivo, que o Jornal Nacional decretou, ele próprio, “sigilo de golpismo” para não dizer que estavam lá Serra, Aécio, Cunha e muitos outros, mas não estavam Lula e Dilma Rousseff.

Agora o Congresso se agita, todos louco para entregar o mandato presidencial e salvar o seus.

Não houve um acaso, houve um ardil.

E ardis são a coisa mais detestável e inadmissível num processo judicial, onde a boa-fé é a regra inviolável.

Admitir que Moro possa manipular ou permitir manipular informações processuais é permitir que se viole este princípio, o decoro e a lisura do processo legal.

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

27 Respostas

  1. Carlos disse:

    Vai dar um trabalhão limpar este país de tudo que não tem serventia numa democracia quando esta palhaçada acabar. Quando conseguirmos nos livrar do estado de exceção vigente não se poderá repetir o erro cometido na “redemocratização” que não puniu nenhum dos envolvidos no golpe de 64 e na ditadura.

    • Thiago disse:

      Vai ter que punir. Todos os golpistas terão que ser punidos, políticos, como juízes, promotores, polícia federal e inclusive a própria imprensa. Nada de Lei de Anistia. A Globo vai ter que fechar as portas. Quando tudo isso acabar, todas essas entidades golpistas precisam ser punidas.

    • Onda Vermelha disse:

      Depois que isso tudo passar, TEM que passar, acho que o primeiro ato da Presidenta Dilma deverá ser instituir alguma espécie de “Olimpíadas de História!”, nos mesmos moldes da “Olimpíada de Matemática”. Quem sabe esse pessoal toma gosto das aulas de história, sociologia, filosofia, direitos fundamentais………Hehehe!

    • iSKRA disse:

      Quando passar ? Amigo, se não conseguirmos o contra-golpe imediato haverá uma longa noite de trevas , esta além de nos tragar a todos ainda irá tragar boa parte das gerações futuras.
      Seremos os maiores produtores de idiotas do mundo,um modelo infernal a ser seguido. Sinceramente, prefiro de exilar na Sibéria e viver no LIXO que nos tornaremos.

  2. titus disse:

    Agora o Congresso se agita, todos louco para entregar o mandato presidencial e salvar o seus, com essa frase Brito matou a charada da tal lista, esse e o proposito, que esta escrito na cartilha em ingles…

    • titus disse:

      Para aqueles que ainda nao conectaram os dots…………….vejam como esse moro e um verdadeiro vira lata………
      BRASILIA 00001282 002 OF 003 Gilson Dipp, who provided an overview of the legislative and political history of Brazil,s money laundering and illicit activity legislation. Brazilian Federal Money Laundering Judge Sergio Moro then discussed the 15 most common issues he sees in money laundering cases in the Brazilian Courts. U.S. presenters discussed various aspects regarding the investigation and prosecution of illicit finance and money laundering cases, including formal and informal international cooperation, asset forfeiture, methods of proof, pyramid schemes, plea bargaining, use of direct examination as a tool, and suggestions on how to deal with Non-Governmental Organizations (NGO,s) suspected of being used for illicit financing. In addition, a mock witness preparation and direct examination was presented. At the end of each day, an hour was set aside for all the presenters to answer any additional questions and allow the participants to raise additional topics. This part of the conference was always lively, and resulted in discussions of myriad topics as well as suggestions from the Brazilians on how to work better with the U.S. RESULTS: PRACTICAL TECHNIQUES USEFUL
      https://wikileaks.org/plusd/cables/09BRASILIA1282_a.html

  3. Roberto Monteiro disse:

    E os patetas que frequentam o blog do Brito aplaudem atitudes como esta do moro.

  4. Maria disse:

    Por que foi enfiado na cabeça de coxinhas para xingar de bolivariano, o que obviamente eles não sabem o que é?

    Preparando a resposta:

    1. Nem o PC do B quer comunismo hoje, mas apenas a social democracia que é o modo legal de a classe média viver bem.
    2. Não existe no Brasil nenhum plano revolucionário em nenhum partido.
    3. Obama já visitou Cuba.

    Bolivariano é um governo capitalista ao menos na Venezuela, governo que se respeita minimamente, que não permite que golpistas tomem o poder de assalto. Não permite vandalismo nas TVs.

    Entenderam?

  5. JeffBrasil disse:

    ATUALMENTE A QUEM INTERESSA DESARMAR A OPERAÇÃO LAVA JATO?

    ACREDITO QUE SEJA DE MAIOR INTERESSE DAQUELES QUE ATÉ ENTÃO ESTÃO BLINDADOS PELO MORO (FHC, AÉCIO, SERRA, PSDB, DEM, TEMER, ETC..).

    OS GOLPISTAS, TODOS – ALÉM DESSES ACIMA, INCLUI-SE: REDE GLOBO, ESTADÃO, VEJA, FOLHA, GILMAR MENDES, TOFFOLI, ETC, TEM COMO CERTO O IMPEACHMENT DA DILMA.. AFINAL TAMBÉM LÁ TEMOS UMA QUADRILHA DE GOLPISTAS..

    NÃO SEI SE ESSA ATITUDE AGORA VINDA DO MINISTRO TEORI TEM COMO PANO DE FUNDO A LEGALIDADE.. APENAS (??).. MAS TUDO PODE ESTAR MUITO BEM ARTICULADO PARA ABAFAR O LAVA JATO A PARTIR DO MOMENTO QUE COMEÇARAM A ENCONTRAR OS RATOS GOLPISTAS NAS INVESTIGAÇÕES..

    QUERO SER OTIMISTA E ACHAR QUE O STF VAI FAZER CUMPRIR A LEI E A CONSTITUIÇÃO..

    MAS…ANALISANDO TODO O SISTEMA MONTADO PELOS GOLPISTAS NO CONGRESSO, TCU, PGR, PF, STE, STF, ETC.. .

    ME RESERVO O DIREITO DE NÃO ACREDITAR EM PAPAI NOEL..

  6. Pereira disse:

    Um país sob comando da INSANIDADE!!!!

  7. maria clara disse:

    E a lista de FUrnas? tá com quem mesmo?? quando vão “divulgar” isso?

  8. Euler disse:

    Há sólidos elementos probatórios para pedir o afastamento do juiz Moro e sua prisão em função de inúmeras ilegalidades cometidas, a maior delas o grampo ilegal da presidenta Dilma e seu vazamento igualmente ilegal e imoral.

    Da mesma forma, tanto os procuradores quanto os policiais federais de Curitiba da operação lava-jato já demonstraram seu envolvimento em ilegalidades como vazamentos, comícios políticos, show midiático, atuação partidária seletiva, ação de sequestro do ex-presidente Lula – tudo isso já deveria ter resultado em afastamento de TODA a equipe da PF e de procuradores, resultando em alguns anos de cadeia para cada um deles. Não se pode justificar o combate à corrupção com práticas de ilegalidades e quebra das garantias constitucionais e ataque à segurança nacional e aos interesses estratégicos do Brasil.

    Da mesma forma, os donos da Rede Globo, diretores e editores e comentaristas dessa emissora já deveriam estar respondendo na justiça por inúmeras práticas de ilegalidades, abuso de poder, mau uso de uma concessão pública, incitação ao ódio, a negação ao estado democrático de direito e agressão diária e contumaz à democracia. Há um total abuso de poder por parte da Globo e demais emissoras sem que as autoridades constituídas tomem qualquer providência. Imaginem se a presidenta Dilma resolvesse convocar cadeia de rádio e TV diariamente durante várias vezes ao dia para responder aos ataques de que tem sido vítima praticamente sem direito de defesa? Todos diriam que ela estaria abusando do seu poder – logo a presidenta que foi eleita por 54 milhões de cidadãos e que tem a missão de garantir a governabilidade para o bem geral da Nação. A Globo age de forma irresponsável, como poder paralelo que não foi eleito por ninguém, destruindo imagens de lideranças políticas do governo, blindando os políticos de direita amigos da emissora e insuflando o nosso povo. Ora, quem deu esse poder a Rede Globo?

    Está na hora dos poderes constituídos no Brasil assumirem suas atribuições e não aceitarem mais a chantagem feita pela mídia, que tem lado, tem partido, tem interesses econômicos, sempre ligados à minoria rica interna e externa. O juiz Moro e a novela da lava-jato só existem em função deste poder paralelo da mídia, que processa a informação a seu modo e de modo a introjetar determinados chavões na cabeça das pessoas menos avisadas. Estes milhares que de repente se tornaram fascistas, intolerantes e cheios de ódio às camisas vermelhas, ao PT e a Lula não nasceram do nada, mas de uma ação midiática espetaculosa calculadamente construída para detonar um projeto de governo e criar a possibilidade de derrubada da democracia, com todos os limites do sistema vigente no Brasil. Não é em vão que emergem como alternativas figuras como Bolsonaro, um fascista de carteirinha, o juiz Moro, figura até então desconhecida do povo brasileiro, sem qualquer ligação com os movimentos em luta pelas conquistas democráticas e sociais do nosso povo. A Globo e afins querem apagar a história e as identidades políticas e culturais do nosso povo porque elas (Globo, Folha, Veja, Band) têm uma história que precisa ser esquecida, ligada ao golpismo, à ditadura, aos grupos econômicos, ao agronegócio, enfim, aos interesses de minorias que nos exploram.

    Oxalá, a resistência democrática que começa a ganhar força consiga impedir o golpe em curso no brasil.

    • José Ricardo Romero disse:

      Muito bem analisado, Euler. Mas eu, quando vi a comemoração dos indicados pelo Cunha para a comissão do impeachment, cerca de 15 deputados, brandindo para a foto um cartaz onde se dizia “Impeachment já”, quando deveriam na comissão analisar a questão e inclusive a defesa da Dilma, cheguei à conclusão que Dilma cai, Lula se torna inelegível e vão tentar também colocar o PT na ilegalidade. O complô para o crime, judiciário, mídia e partidos de oposição, estão se lixando para o povo e para os legalistas. Eles querem é partir para o saque, para a pilhagem, depois se der rolo os ratos saem correndo cada um para um canto com o butim debaixo do braço. Vai acontecer o golpe jurídico/midiático e depois a lava-jato reflui para o nada, a imprensa não fala mais nisso e os golpistas se safam das acusações. E os trabalhadores… sifu. Ah, e os coxas midiáticos voltam para o armário com a missão cumprida.

      • Onda Vermelha disse:

        Também concordo com você José Ricardo Romero, infelizmente! E acrescento que o áudio em que o Paulinho(SD) da Força Sindical faz um breve sincericídio, afirmando que tem muito dinheiro para fazer esse Impeachment, não foi devidamente analisado pela mídia alternativa. Ali, basicamente, ele estava assumindo que os membros da Comissão do Impeachment e os demais deputados da Congresso Nacional, e quem sabe até Senadores, deverão ser regiamente remunerados para depor a Presidente Dilma Roussef de seu legítimo mandato conquistado nas urnas. Lembremos que isso também ocorreu no Golpe Civil-Militar de 1964, quando não só se formou uma “grande bancada” financiada, inclusive com recursos vindos do exterior, como generais de alta patente do Exército Brasileiro, foram subornados para trair Jango, que não teve outra alternativa senão deixar o residência oficial. Assim como “ontem”, no Golpe de 2016 a poderosa FIESP e a Rede Globo, estão a frente do Golpe Civil-Jurídico-Midiático. A primeira, certamente, neste momento, está angariando “na surdina” fundos para garantir, de todas as formas, a “compra” da aprovação do Impeachment no Congresso Nacional. Já segunda, a Rede Globo, dá todo o suporte ideológico e de mídia de forma a “justificar” o apoio massivo de parte da população ao Golpe, mesmo diante de TODO o desgaste experimentado. É muita ousadia em pleno ano de 2016, temos de reconhecer, e diante também do mundo que já nos observava por conta da realização de uma Olimpíada. Entretanto, muita coisa está em jogo e os “caras” resolveram jogar pesado: Pré-sal, Petrobras, Banco Central, BB, Caixa Econômica, BNDES, Obras de Transposição do Rio São Francisco, Belo Monte, regulação dos meios de comunicação, desmonte da CLT, etc, etc, etc. Lembrem-se, por determinação do STF, da partir das eleições municipais de 2016 NÃO serão mais permitidos financiamentos de campanhas políticas por empresas privadas. O que significa que talvez esta seja a última e derradeira chance da elite poder contar com um Congresso Nacional servil ao seus interesses para fazer o “jogo sujo” de depor a Dilma, sem nenhum “crime de responsabilidade” ou acusação realmente digna de ser levada a sério. O Listão da Odebrecht não me deixa mentir! As manifestações do próximo dia 31/MAR deverão definir o tamanho da resistência que a parcela da sociedade realmente consciente deseja impor a este projeto golpista de nossa elite. Na outra “trincheira” veremos até que ponto a nossa Corte Maior, o STF, estará disposta a se curvar diante de tal ousadia destes setores, ou se irá assumir a defesa da legalidade democrática impedindo que a triste história de 1964 se repita em 2016.

        • Euler disse:

          É nessa hora que faz falta um serviço de inteligência de Estado e do governo para impedir estes abusos. O republicanismo de Dilma e do ex-ministro da justiça levou ao que estamos vivendo hoje. Ou seja, a direita agindo em várias frentes de forma descarada e impune, e o governo eleito pelo povo praticamente sem poder usar os instrumentos de que dispõe. Mas ainda acredito que as mobilizações de resistência e em favor da legalidade democrática, combinadas com a postura de alguns ministros do STF ainda podem fazer a diferença.

  9. Mário Alex disse:

    Ta entendo ministro Aragão? Com essa camarilha só no pescoção!

  10. Nito disse:

    Para o Moro os fins justificam os meios, veja-se os grampos no banheiro da PF de Curitiba, até agora não apurados pelo Ministério da Justiça. O método Moro é esse: grampear para investigar, prender para confessar e delatar, e vazar seletivamente para convulsionar a população. Passou da hora de ele ser representado junto ao CNJ pelos abusos cometidos e ser chamado à Justiça Militar por ter bisbilhotado a Presidência da República. Será que ninguém, entre os que tem poder, tem culhões? Até quando vamos ficar nesse blablablá?

  11. Dalto Domingos Rodrigues disse:

    Um deputado federal do sul de Minas, para se proteger, tão logo deflagrada a operação ‘torniquete’, saiu do PR e foi para o PSDB. A operação foi em 2007 e somente em 2013, saiu a condenação em primeira instância. Ninguém foi preso.
    Hoje, o ‘PMDB que deve’ é que pede socorro ao PSDB.

  12. Irion disse:

    Usa de todos os artifícios legais e ilegais, principalmente a tortura e a má-fé processual. Deve ter aprendido dos “patrões” em Guantânamo…

  13. nilo walter disse:

    O judiciário não possui moral para obrigar ninguém .

  14. Maria disse:

    Mais uma pessoas do judiciário recebendo prêmio de uma emissora de TV golpista.
    E justamente neste momento.

    Descompostura.

  15. Maria disse:

    Rosa Weber vai julgar o processo de sonegação da Globo?

  16. Maria disse:

    Não sejam levianos. Não especulem.

    Não ao golpe.

    Protesto dia 31. Limpeza geral nas instituições.

    Vote melhor nas próximas eleições pra não ter que protestar.

  17. revenger disse:

    Pura chantagem! “Olha aqui, seus parlamentares, se não votar o impíti cês tão ó, ferrado!”

  18. iSKRA disse:

    Pressionar pela abertura da lista e pela delação do Odebrecht. Se não for na pressão é “tiro, porrada e bomba” ! Por falar em em funk, já ta todo mundo de saco cheio do ‘show das poderosas” do Moro e Delagnol.

  19. Borges SP disse:

    Rede GOLPE e você!!!!! Nada a ver!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *