Miriam nega flerte do mercado-Bolsonaro. Neoliberalismo não se implanta…

implante

A manchete com a “forçada de barra” da Folha dizendo que o  “Mercado flerta com agenda reformista de Bolsonaro” , que foi tratado aqui no mesmo dia.

Publica hoje uma furiosa coluna onde diz que ” não bastará um economista liberal fazer um transplante de ideias no candidato” da extrema-direita.

Sugere que, se não fossem simples espuma, as propostas de Bolsonaro levariam a uma corrida aos bancos.

Aponta o fato de que ele não tem o apoio do “mercado”, mas de “corretores desavisados”.

” Não bastará um economista liberal fazer um transplante de ideias no candidato. Ter um economista que se disponha a representar um candidato não é o mesmo que ter um programa econômico.”

Como não há implante de cérebro, ao contrário de outros componentes humanos, fica o registro da insuficiência de Bolsonaro para a colunista de O Globo que o ridiculariza a matéria da Folha: “a avaliação de que ele possa defender um pensamento liberal porque teve quatro aulas com um economista com essa crença só pode ser feita por quem tenha uma capacidade de análise igualmente superficial”.

Hoje, em Vitória – aliás, terra de Míriam – o senador Magno Malta, bolsominion,  “roubou”um boa parte da entrevista do candidato para dizer que Bolsonaro pode não ter conhecimento, mas tem uma “lâmina” de cultura e tem “virilidade moral”.

Bolsonaro, acreditem, disse que não levava em conta Míriam Leitão, poque ela bajula o Lula e a Dilma”. Nada poderia doer tanto na moça.

A coisa está ficando difícil, para fugir de outro vocábulo, porque este é um blog “de família”…

 

contrib1

Comentários no Facebook

39 Respostas

  1. Post Gean Mavi · Coordenador de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente at Companhia de Bioenergia de Angola disse:

    Quem é a Mirian citada? Por que se for a Leitão, ela é de Caratinga, MG, pois não

  2. Marivaldo disse:

    Tanto faz de onde ela é, o importante é sabermos que ela é uma grande merda.

  3. alcides carpinteiro disse:

    Lâmina de cultura é pura maldade. É o fogo amigo na essência. Virilidade moral é o nome dado por Magno Malta para substituir o que mesmo?

    • Zenio Silva disse:

      O melhor foi a admissão, por dona Miriam, que neoliberalismo é uma crença, uma questão de fé! Sempre achei que era, só mesmo com muita fé para acreditar nesse tal ‘mercado’, mas meus amigos liberais me diziam que não; para não brigar deixava por isso mesmo… Hj, depois da confissão, viram como é religião isso, de dona Miriam, sinto-me recompensado!!!

  4. Luiz disse:

    O que me deixa intrigado é como alguém pode votar em um sujeito como essa Magno Malta. O caro nunca mostrou um único ato em favor do Brasil e, agora, aparece na mídia mandando conduzir artistas para depor em uma CPI forjada para investigar crimes contras crianças. Esse “senador” não passa de mais uma cria de dentro de “templos evangélicos”. Aliás, meu irmãos evangélicos estão de parabéns: nunca vi ter o dedo podre para eleger políticos. Eduardo cunha e Bolsonaro que o digam. Nem Jesus na causa.

    • Paulo Lima disse:

      Ricos ou pobres, mais ou menos informados ou educados, é grande a religiosidade dos capixabas e são muitas e diversas as religiões que lá prosperam desde sempre. Não obstante o profuso ambiente cristão, o sen Magno Malta,quando mui jovem, parece ter experimentado por muito tempo todos os vícios a que a carne pode se entregar. MAS, Mas, conseguiu ser salvo dentro de uma dessa igrejas de várias denominações que prosperaram no Brasil, com o fim de recuperar a saúde, a ovelha, ou algum outro bem perdido. A experiência prolongada no uso drogas, a submissão aos vícios e fraquezas da carne e seu resgate pela religião empurrou Magno Malta para a política.

  5. Everaldo disse:

    FB, pelo Wikipedia nenhuma destas duas “sumidades” são do ES
    Ela, é lá de Caratinga(MG) e ele lá da terá dê Caetano

    • Zenio Silva disse:

      Tudo bem, Miriam é mineira, o Malta é baiano, mas por que os capixabas tinham que eleger um traste desse?! O cara se entrega no nome: Malta, sf, bando de vagabundos; súcia, caterva…

  6. ernesto disse:

    Pelo jeito, se o Bolsonaro for em frente terá que fazer como outro candidato fez tempos atrás. Na penúltima hora, o sujeito lançou uma carta (aos brasileiros) em que renegava praticamente tudo que dissera antes e se comprometia a seguir a receita estabelecida pelo presidente de então, que reorganizara o país após salvá-lo do dragão da hiperinflação. E se perguntarem se isso não é estranho, o Bolso poderá responder que é uma metamorfose ambulante ou coisa similar. E ainda poderá acrescentar que não é um semianalfabeto nem lacaio de ditaduras caribenhas.

    • Ricardo disse:

      Acho que tirando você, quem mais acreditaria na carta do Bolsonário? Hahahaha… Que piada…

    • Rei disse:

      BURRICE NÚMERO 1:
      Ernesto se refere à “Carta aos Brasileiros” de Lula.
      GOSTARIA QUE ERNESTO NOS MOSTRASSE EM QUAL LINHA ESTÃO ESSAS COISAS QUE ELE AFIRMA:

      MENTIRA DO ERNESTO: “renegava praticamente tudo que dissera antes e se comprometia a seguir a receita estabelecida pelo presidente de então, que reorganizara o país após salvá-lo do dragão da hiperinflação”

      TRECHOS DA CARTA AOS BRASILEIROS DE LULA:
      “Se em algum momento, ao longo dos anos 90, o atual modelo conseguiu despertar esperanças de progresso econômico e social, hoje a decepção com os seus resultados é enorme. Oito anos depois, o povo brasileiro faz o balanço e verifica que as promessas fundamentais foram descumpridas e as esperanças frustradas.”
      “A sociedade está convencida de que o Brasil continua vulnerável e de que a verdadeira estabilidade precisa ser construída por meio de corajosas e cuidadosas mudanças que os responsáveis pelo atual modelo não querem absolutamente fazer. ”
      “Trata-se de uma crise de confiança na situação econômica do país, cuja responsabilidade primeira é do atual governo.”
      “O Banco Central acumulou um conjunto de equívocos que trouxeram perdas às aplicações financeiras de inúmeras famílias. Investidores não especulativos, que precisam de horizontes claros, ficaram intranquilos. E os especuladores saíram à luz do dia, para pescar em águas turvas.”

      LINK PARA A CARTA NA ÍNTEGRA: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u33908.shtml

      FICO NO AGUARDO PARA ERNESTO ME MOSTRAR O TRECHO QUE COMPROVA O QUE ELE DISSE… EU LI E NÃO VI NADA DISSO… ALIÁS… VI O OPOSTO!!!

      BURRICE NÚMERO 2:
      “Bolsonaro for em frente terá que fazer como outro candidato fez tempos atrás”
      O imbecil do Bolsonaro já escreveu uma “Carta aos Brasileiros” na qual dizia não ser totalitarista…

      BURRICE NÚMERO 3:
      “poderá acrescentar que não é um semianalfabeto nem lacaio de ditaduras caribenhas.”
      BOLSONARO É ABERTAMENTE DEFENSOR DA DITADURA BRASILEIRA E UM NOTÓRIO RETARDADO MENTAL COM DIVERSOS VÍDEOS ONDE SEUS CONHECIMENTOS VIRARAM PIADA NACIONAL!!!

      PESQUISE ANTES DE RELINCHAR!!!!

      VOLTA PRO 247, JUMENTO… ENTRE OS ANALFABETOS POLÍTICOS IGUAIS A VOCÊ TALVEZ SEU PAPO FURADO IMPRESSIONE ALGUÉM!!!

      • ernesto disse:

        Isto é história: Na época, a divulgação de pesquisas com Lula na frente causava turbulências nos mercados de câmbio e de ações. O panorama mudou quando ele lançou a Carta e o mercado acreditou na guinada econômica para o centro que ela prometia. Assim, existem duas opções: a) todo mundo do mercado é burro e viu o que não existia; b) o burro é o comentarista acima, que não viu o que existia.

        Claro que o Molusco não admitiria diretamente que estava errado e nem deixaria de intercalar sua propaganda em meio as partes que interessam, nas quais, ao contrário do que fizera até então, o PT deixava de ameaçar mudar radicalmente o país por decreto, se comprometia a cumprir contratos e, após anos de críticas ao Plano Real, reconhecia a importância da estabilidade econômica. Destaco trechos: “O que se desfez ou se deixou de fazer em oito anos não será compensado em oito dias. O novo modelo não poderá ser produto de decisões unilaterais do governo (…) nem será implementado por decreto, de modo voluntarista (…) Premissa dessa transição será naturalmente o respeito aos contratos e obrigações do País (…) Ninguém precisa me ensinar a importância do controle da inflação” (…) Quero agora reafirmar esse compromisso histórico com o combate à inflação…”

        Ressalto ainda que a resistência do PT à importância do controle da inflação e da manutenção da estabilidade foi abafada depois da Carta, mas nunca morreu. Ainda no governo da Jumenta havia gente dizendo que a inflação alta e controle de gastos é bobagem. Quanto ao item 2, se o Bolsonaro escreveu uma carta pode escrever outra, voltada para o aspecto econômico. E o item 3 deve ser dividido em duas partes:

        3a – Lula é semianalfabeto, Bolsonaro não é.
        3b – Bolsonaro tem elogiado um regime que já acabou e não ameaça censurar a imprensa nem nada. Lula cansou de fazer essa ameaça e sempre se mostrou um lacaio da ainda existente ditadura cubana, da qual o PT tentou (e se puder tentará de novo) se aproximar através do modelo bolivariano.

        • Rei disse:

          AJUDEM O ERNESTO!!! EIS AQUI A CARTA NA ÍNTEGRA!!! VAMOS LÁ!!! ONDE ESTÁ A PARTE QUE “renegava praticamente tudo que dissera antes e se comprometia a seguir a receita estabelecida pelo presidente de então, que reorganizara o país após salvá-lo do dragão da hiperinflação”.

          NA CARTA, LULA REDUZ O GOVERNO FHC AO QUE ELE É: UM LIXO!!!

          EIS AQUI NA ÍNTEGRA!!! AS PARTES QUE VOCÊ DESTACOU NÃO DIZEM NADA DO QUE VOCÊ AFIRMOU ANTERIORMENTE!

          “Carta ao povo brasileiro

          O Brasil quer mudar. Mudar para crescer, incluir, pacificar. Mudar para conquistar o desenvolvimento econômico que hoje não temos e a justiça social que tanto almejamos. Há em nosso país uma poderosa vontade popular de encerrar o atual ciclo econômico e político.

          Se em algum momento, ao longo dos anos 90, o atual modelo conseguiu despertar esperanças de progresso econômico e social, hoje a decepção com os seus resultados é enorme. Oito anos depois, o povo brasileiro faz o balanço e verifica que as promessas fundamentais foram descumpridas e as esperanças frustradas.

          Nosso povo constata com pesar e indignação que a economia não cresceu e está muito mais vulnerável, a soberania do país ficou em grande parte comprometida, a corrupção continua alta e, principalmente, a crise social e a insegurança tornaram-se assustadoras.

          O sentimento predominante em todas as classes e em todas as regiões é o de que o atual modelo esgotou-se. Por isso, o país não pode insistir nesse caminho, sob pena de ficar numa estagnação crônica ou até mesmo de sofrer, mais cedo ou mais tarde, um colapso econômico, social e moral.

          O mais importante, no entanto, é que essa percepção aguda do fracasso do atual modelo não está conduzindo ao desânimo, ao negativismo, nem ao protesto destrutivo.

          Ao contrário: apesar de todo o sofrimento injusto e desnecessário que é obrigada a suportar, a população está esperançosa, acredita nas possibilidades do país, mostra-se disposta a apoiar e a sustentar um projeto nacional alternativo, que faça o Brasil voltar a crescer, a gerar empregos, a reduzir a criminalidade, a resgatar nossa presença soberana e respeitada no mundo.

          A sociedade está convencida de que o Brasil continua vulnerável e de que a verdadeira estabilidade precisa ser construída por meio de corajosas e cuidadosas mudanças que os responsáveis pelo atual modelo não querem absolutamente fazer.

          A nítida preferência popular pelos candidatos de oposição que têm esse conteúdo de superação do impasse histórico nacional em que caímos, de correção dos rumos do país.

          A crescente adesão à nossa candidatura assume cada vez mais o caráter de um movimento em defesa do Brasil, de nossos direitos e anseios fundamentais enquanto nação independente.

          Lideranças populares, intelectuais, artistas e religiosos dos mais variados matizes ideológicos declaram espontaneamente seu apoio a um projeto de mudança do Brasil.

          Prefeitos e parlamentares de partidos não coligados com o PT anunciam seu apoio. Parcelas significativas do empresariado vêm somar-se ao nosso projeto. Trata-se de uma vasta coalizão, em muitos aspectos suprapartidária, que busca abrir novos horizontes para o país.

          O povo brasileiro quer mudar para valer. Recusa qualquer forma de continuísmo, seja ele assumido ou mascarado. Quer trilhar o caminho da redução de nossa vulnerabilidade externa pelo esforço conjugado de exportar mais e de criar um amplo mercado interno de consumo de massas.

          Quer abrir o caminho de combinar o incremento da atividade econômica com políticas sociais consistentes e criativas. O caminho das reformas estruturais que de fato democratizem e modernizem o país, tornando-o mais justo, eficiente e, ao mesmo tempo, mais competitivo no mercado internacional.

          O caminho da reforma tributária, que desonere a produção. Da reforma agrária que assegure a paz no campo. Da redução de nossas carências energéticas e de nosso déficit habitacional. Da reforma previdenciária, da reforma trabalhista e de programas prioritários contra a fome e a insegurança pública.

          O PT e seus parceiros têm plena consciência de que a superação do atual modelo, reclamada enfaticamente pela sociedade, não se fará num passe de mágica, de um dia par ao outro. Não há milagres na vida de um povo e de um país.

          Será necessária uma lúcida e criteriosa transição entre o que temos hoje e aquilo que a sociedade reivindica. O que se desfez ou se deixou de fazer em oito anos não será compensado em oito dias.

          O novo modelo não poderá ser produto de decisões unilaterais do governo, tal como ocorre hoje, nem será implementado por decreto, de modo voluntarista. Será fruto de uma ampla negociação nacional, que deve conduzir a uma autêntica aliança pelo país, a um novo contrato social, capaz de assegurar o crescimento com estabilidade.

          Premissa dessa transição será naturalmente o respeito aos contratos e obrigações do país. As recentes turbulências do mercado financeiro devem ser compreendidas nesse contexto de fragilidade do atual modelo e de clamor popular pela sua superação.

          À parte manobras puramente especulativas, que sem dúvida existem, o que há é uma forte preocupação do mercado financeiro com o mau desempenho da economia e com sua fragilidade atual, gerando temores relativos à capacidade de o país administrar sua dívida interna e externa. É o enorme endividamento público acumulado no governo Fernando Henrique Cardoso que preocupa os investidores.

          Trata-se de uma crise de confiança na situação econômica do país, cuja responsabilidade primeira é do atual governo. Por mais que o governo insista, o nervosismo dos mercados e a especulação dos últimos dias não nascem das eleições.

          Nascem, sim, da graves vulnerabilidades estruturais da economia apresentadas pelo governo, de modo totalitário, como o único caminho possível para o Brasil. Na verdade, há diversos países estáveis e competitivos no mundo que adotaram outras alternativas.

          Não importa a quem a crise beneficia ou prejudica eleitoralmente, pois ela prejudica o Brasil. O que importa é que ela precisa ser evitada, pois causará sofrimento irreparável para a maioria da população. Para evitá-la, é preciso compreender que a margem de manobra da política econômica no curto prazo é pequena.

          O Banco Central acumulou um conjunto de equívocos que trouxeram perdas às aplicações financeiras de inúmeras famílias. Investidores não especulativos, que precisam de horizontes claros, ficaram intranquilos. E os especuladores saíram à luz do dia, para pescar em águas turvas.

          Que segurança o governo tem oferecido à sociedade brasileira? Tentou aproveitar-se da crise para ganhar alguns votos e, mais uma vez, desqualificar as oposições, num momento em que é necessário tranquilidade e compromisso com o Brasil.

          Como todos os brasileiros, quero a verdade completa. Acredito que o atual governo colocou o país novamente em um impasse. Lembrem-se todos: em 1998, o governo, para não admitir o fracasso do seu populismo cambial, escondeu uma informação decisiva. A de que o real estava artificialmente valorizado e de que o país estava sujeito a um ataque especulativo de proporções inéditas.

          Estamos de novo atravessando um cenário semelhante. Substituímos o populismo cambial pela vulnerabilidade da âncora fiscal. O caminho para superar a fragilidade das finanças públicas é aumentar e melhorar a qualidade das exportações e promover uma substituição competitiva de importações no curto prazo.

          Aqui ganha toda a sua dimensão de uma política dirigida a valorizar o agronegócio e a agricultura familiar. A reforma tributária, a política alfandegária, os investimentos em infra-estrutura e as fontes de financiamento públicas devem ser canalizadas com absoluta prioridade para gerar divisas.

          Nossa política externa deve ser reorientada para esse imenso desafio de promover nossos interesses comerciais e remover graves obstáculos impostos pelos países mais ricos às nações em desenvolvimento.

          Estamos conscientes da gravidade da crise econômica. Para resolvê-la, o PT está disposto a dialogar com todos os segmentos da sociedade e com o próprio governo, de modo a evitar que a crise se agrave e traga mais aflição ao povo brasileiro.

          Superando a nossa vulnerabilidade externa, poderemos reduzir de forma sustentada a taxa de juros. Poderemos recuperar a capacidade de investimento público tão importante para alavancar o crescimento econômico.

          Esse é o melhor caminho para que os contratos sejam honrados e o país recupere a liberdade de sua política econômica orientada para o desenvolvimento sustentável.

          Ninguém precisa me ensinar a importância do controle da inflação. Iniciei minha vida sindical indignado com o processo de corrosão do poder de comprar dos salários dos trabalhadores.

          Quero agora reafirmar esse compromisso histórico com o combate à inflação, mas acompanhado do crescimento, da geração de empregos e da distribuição de renda, construindo um Brasil mais solidário e fraterno, um Brasil de todos.

          A volta do crescimento é o único remédio para impedir que se perpetue um círculo vicioso entre metas de inflação baixas, juro alto, oscilação cambial brusca e aumento da dívida pública.

          O atual governo estabeleceu um equilíbrio fiscal precário no país, criando dificuldades para a retomada do crescimento. Com a política de sobrevalorização artificial de nossa moeda no primeiro mandato e com a ausência de políticas industriais de estímulo à capacidade produtiva, o governo não trabalhou como podia para aumentar a competitividade da economia.

          Exemplo maior foi o fracasso na construção e aprovação de uma reforma tributária que banisse o caráter regressivo e cumulativo dos impostos, fardo insuportável para o setor produtivo e para a exportação brasileira.

          A questão de fundo é que, para nós, o equilíbrio fiscal não é um fim, mas um meio. Queremos equilíbrio fiscal para crescer e não apenas para prestar contas aos nossos credores.

          Vamos preservar o superávit primário o quanto for necessário para impedir que a dívida interna aumente e destrua a confiança na capacidade do governo de honrar os seus compromissos.

          Mas é preciso insistir: só a volta do crescimento pode levar o país a contar com um equilíbrio fiscal consistente e duradouro. A estabilidade, o controle das contas públicas e da inflação são hoje um patrimônio de todos os brasileiros. Não são um bem exclusivo do atual governo, pois foram obtidos com uma grande carga de sacrifícios, especialmente dos mais necessitados.

          O desenvolvimento de nosso imenso mercado pode revitalizar e impulsionar o conjunto da economia, ampliando de forma decisiva o espaço da pequena e da microempresa, oferecendo ainda bases sólidas par ampliar as exportações.

          Para esse fim, é fundamentar a criação de uma Secretaria Extraordinária de Comércio Exterior, diretamente vinculada à Presidência da República.

          Há outro caminho possível. É o caminho do crescimento econômico com estabilidade e responsabilidade social. As mudanças que forem necessárias serão feitas democraticamente, dentro dos marcos institucionais.

          Vamos ordenar as contas públicas e mantê-las sob controle. Mas, acima de tudo, vamos fazer um compromisso pela produção, pelo emprego e por justiça social.

          O que nos move é a certeza de que o Brasil é bem maior que todas as crises. O país não suporta mais conviver com a idéia de uma terceira década perdidas.

          O Brasil precisa navegar no mar aberto do desenvolvimento econômico e social. É com essa convicção que chamo todos os que querem o bem do Brasil a se unirem em torno de um programa de mudanças corajosas e responsáveis.

          Luiz Inácio Lula da Silva

          São Paulo, 22 de junho de 2002”

          VAMOS LÁ ERNESTO!!!

          SEGUNDA CHANCE… AGORA COM A CARTA NA ÍNTEGRA!!! NA PRIMEIRA FALHOU MISERAVELMENTE!!!

          3b – Bolsonaro tem elogiado um regime que já acabou e não ameaça censurar a imprensa nem nada. Lula cansou de fazer essa ameaça e sempre se mostrou um lacaio da ainda existente ditadura cubana, da qual o PT tentou (e se puder tentará de novo) se aproximar através do modelo bolivariano. [BOLSONARO FOI UM DOS GRANDES APOIADORES DO GOVERNO LULA DURANTE NOS 8 ANOS!!! BOLSONARO FALAVA ABERTAMENTE EM “FUZILAR” FHC DURANTE SEU GOVERNO… DEPOIS AFIRMOU QUE PODERIA SER VICE DE AÉCIO NEVES… CLARO… AÉCIO ERA O CHEFE DO ESQUEMA DE FURNAS… NO QUAL BOLSONARO FOI BENEFICIADO, COMPROVADO NA LISTA DE FURNAS… OU SEJA, AÉCIO ERA CHEFE DO ESQUEMA DE PROPINA DE BOLSONARO… DEPOIS OS DOIS AINDA ROUBARAM JUNTOS NA JBS!!! AMIGÕES DE PROPINA OS CANDIDATOS QUE VOCÊ DEFENDE!!!]

          BOLSONARO ELOGIOU DITADURAS BRASILEIRAS E DIVERSAS OUTRAS NO MUNDO TODO… ALÉM DISSO JÁ DECLAROU QUE FECHARIA O CONGRESSO… SEU PAPINHO FURANDO NÃO COLA AQUI ERNESTO!!!

          MAS EU NÃO DISCUTO COM “BOLSOMINION”… EU ACHO QUE VOCÊ DEVE MAIS É VOTAR EM BOLSONARO MESMO!!!

        • Bronco Capiau disse:

          Ernesto, cuidado ao contraiar Sua Alteza !!

          Ela anda da maus bofes e até ficou uns tempos no ostracismo, tipo Greta Garbo !!!

          Dizem as más linguas que a causa do sumiço foi um tal
          de Marcos que emparedou ela direitinho !!

          • Rei disse:

            Boa ideia Bronco!!! Apanhou e veio tentar juntar os amiguinhos!!!

            Talvez assim dê alguma pressão… junta aí você, Ernesto e esse tal Marco… vamos ver quem sai emparedado!

          • Salvador disse:

            O bom mesmo é ver uns caras que aqui só vinham pra elogiar o “intelectual da Sorbone” e agora lhes restou serem vedetes de um idiota. Viva a idiotice.

    • Zenio Silva disse:

      Lacaio de ditaduras caribenhas?! Isso não pode; agora, ficar de quatro para a potência imperialista é legal?! Então tá!!!

    • ernesto disse:

      Pois é Bronco, conheço o Rei e sei que ele fica se apegando a qualquer detalhe e colocando um texto maior que o outro para no final dizer que você fugiu do debate.

      Rei, você acha que o Lula ia dizer abertamente que não teve competência para fazer o Fome Zero e precisou adotar o Bolsa Escola do FHC, que ele antes dizia ser uma merda? Claro que não, ele mudou o nome para Família e passou a dizer que foi o seu inventor. Na Carta foi a mesma coisa, como eu falei no comentário anterior. Pegue o exemplo do que ele disse sobre os contratos e do “quero agora reafirmar esse compromisso histórico com o combate à inflação”. O PT dizia (e diz ainda) que a inflação não tinha nada demais e o Real, as privatizações e tudo o mais eram embustes que deviam ser revogados. O Lula mudou tudo o que o que dizia antes e adotou os fundamentos definidos por FHC. Só que, como no caso da Bolsa, mentiu mais um pouco e disse que sempre havia pensado daquele modo. E embalou tudo dentro de um discurso político que o favorecia, é óbvio. Mas o que interessa não é a discurseira política e sim os tópicos como os que eu destaquei.

      Essa é a minha visão particular? Não sei onde você estava em 2002. Mas foi a visão de praticamente todo mundo, tanto que a resistência a ele diminuiu sensivelmente e a dúvida passou a ser se ele cumpriria aquilo ou não. Você é que não consegue interpretar o que estava sendo realmente dito por baixo da propaganda política contida na Carta. Voltam as opções que eu elenquei acima: a) todo mundo do mercado é burro e viu o que não existia; b) o burro é o Rei, que não viu o que existia.

      Do resto, há menos ainda a discutir. O Lula é um semianalfabeto e ele e o PT tudo fizeram para colocar o Brasil no rumo dos irmãos bolivarianos da Venezuela. Não conseguiram, mas ele continua prometendo impedir a imprensa de dizer o que ele não gosta. Cito esse exemplo porque pode ser conferido em declarações recentes do já condenado em um de seus vários processos. Ei, olha aí! Descobri outra diferença! O Bolsonaro não é criminoso.

      • Salvador disse:

        Tentar explodir um reservatório da CEDAE não conta como crime né?

      • Rei disse:

        Pois é Bronco, conheço o Rei e sei que ele fica se apegando a qualquer detalhe e colocando um texto maior que o outro para no final dizer que você fugiu do debate[POR QUE OS DOIS IDIOTAS NÃO SE UNEM E ME ENSINAM AQUELA LIÇÃO??? MOSTREM PARA TODOS O QUANTO VOCÊS SÃO PREPARADOS… SÓ PORQUE EU ACABEI DE DESMENTIR SEU POST COMPLETAMENTE E AINDA COLEI A CARTA DE LULA PARA DEIXAR CLARO QUE VOCÊ MENTIU… FICOU CHATEADINHO???].

        Rei, você acha que o Lula ia dizer abertamente que não teve competência para fazer o Fome Zero e precisou adotar o Bolsa Escola do FHC, que ele antes dizia ser uma merda?[SEMPRE REPETINDO A PROPAGANDA DO PSDB… É POR ISSO QUE VOCÊ SÓ APANHA AQUI! QUALQUER UM QUE CONHECE A VERDADE FAZ VOCÊ PASSAR VERGONHA! OS PROGRAMAS SOCIAIS DE FHC FORAM UM COMPLETO FRACASSO… NENHUM FUNCIONOU!!! JÁ LULA GANHOU ATÉ PRÊMIO DA UNESCO… SÓ UM DÉBIL MENTAL ACREDITARIA NO PAPO FURADO DO PSDB QUE O PROGRAMA DO FHC FOI COPIADO: 1-O PROGRAMA DE FHC TAMBÉM FOI CHUPINHADO DE UM PROGRAMA ANTERIOR; 2-O PROGRAMA DE FHC NÃO CHEGAVA A 5% DO QUE O BOLSA FAMÍLIA SE TORNOU… ] Claro que não, ele mudou o nome para Família e passou a dizer que foi o seu inventor [MUDOU DE NOME??? E POR QUE NÃO FUNCIONAVA NA ÉPOCA DE FHC???]. Na Carta foi a mesma coisa, como eu falei no comentário anterior[NAQUELE QUE EU TE PEGUEI NA MENTIRA???]. Pegue o exemplo do que ele disse sobre os contratos e do “quero agora reafirmar esse compromisso histórico com o combate à inflação”. O PT dizia (e diz ainda) que a inflação não tinha nada demais e o Real, as privatizações e tudo o mais eram embustes que deviam ser revogados[NÃO FALAVA NADA DISSO, SEU JUMENTO… SÓ UM COMPLETO IDIOTA COMO VOCÊ ACREDITA QUE ALGUM PARTIDO É CONTRA COMBATER A INFLAÇÃO… VOCÊ É BURRO ASSIM MESMO OU TEM ALGUM PROBLEMA MENTAL???]. O Lula mudou tudo o que o que dizia antes e adotou os fundamentos definidos por FHC[HAHAHAHAHAHAAH QUAIS FUNDAMENTOS??? O PLANO REAL FOI CRIADO PELO FMI NO CONSENSO DE WASHINGTON… IMPLANTADO NO BRASIL DURANTE O GOVERNO ITAMAR POR PEDRO MALAN. RICUPERO, CIRO GOMES, PROFESSORES DA PUC… FHC SÓ DEU UMA CANETADA!!! VOCÊ É O ÚNICO IMBECIL QUE ACREDITA QUE FHC É “O PAI DO REAL???”… É POR ISSO QUE VOCÊ DEFENDE AÉCIO NEVES ATÉ QUANDO ELE APARECEU COM CONTAS NA SUIÇA… VOCE É MUITO BURRO!]. Só que, como no caso da Bolsa, mentiu mais um pouco e disse que sempre havia pensado daquele modo[MAIS UMA MENTIRA… O FOME ZERO FOI ANTERIOR AO BOLSA FAMÍLIA… SÃO PROGRAMAS DIFERENTES… VOCÊ CONFUNDIU OS DOIS… NÃO SABE NADA DO QUE ESTÁ FALANDO!!!]. E embalou tudo dentro de um discurso político que o favorecia, é óbvio. Mas o que interessa não é a discurseira política e sim os tópicos como os que eu destaquei.[O QUE INTERESSA É QUE UM PROGRAMA FOI UM FRACASSO COMPLETO E O OUTRO TIROU 40 MILHÕES DE PESSOAS DA POBREZA E GANHOU DIVERSOS PRÊMIOS INTERNACIONAIS]

        Essa é a minha visão particular? Não sei onde você estava em 2002. Mas foi a visão de praticamente todo mundo, tanto que a resistência a ele diminuiu sensivelmente e a dúvida passou a ser se ele cumpriria aquilo ou não. Você é que não consegue interpretar o que estava sendo realmente dito por baixo da propaganda política contida na Carta. Voltam as opções que eu elenquei acima: a) todo mundo do mercado é burro e viu o que não existia; b) o burro é o Rei, que não viu o que existia. EU FICO COM A C) O BURRO É O ERNESTO QUE FOI PEGO NA MENTIRA E ESTÁ SE ENROLANDO TENTANDO EXPLICAR… O MERCADO NÃO É BURRO… TEVE OS MELHORES ANOS DE TODA SUA HISTÓRIA EM QUAL GOVERNO? A)FHC B)LULA ;A RESPOSTA É BEM FÁCIL!!! ATÉ VOCÊ CONSEGUE ERNESTO!

        Do resto, há menos ainda a discutir. O Lula é um semianalfabeto[DOUTOR EM MAIS UNIVERSIDADES QUE TODOS SEUS ÍDOLOS JUNTOS] e ele e o PT tudo fizeram para colocar o Brasil no rumo dos irmãos bolivarianos da Venezuela[COLOCOU O BRASIL COMO A 6º ECONOMIA DO MUNDO, FOI HOMEM DO ANO, COM 370 BILHÕES DE DÓLARES EM RESERVAS, PAGOU A DÍVIDA EXTERNA DE FHC…]. Não conseguiram, mas ele continua prometendo impedir a imprensa de dizer o que ele não gosta[QUEM GOSTA DA IMPRENSA É AÉCIO E FHC… DEPENDE DELA PRA ENGANAR TROUXAS COMO VOCÊ]. Cito esse exemplo porque pode ser conferido em declarações recentes do já condenado em um de seus vários processos. Ei, olha aí! Descobri outra diferença! O Bolsonaro não é criminoso[O NOME DELE ESTÁ NA LISTA DE FURNAS, AQUELE ESQUEMA DE CORRUPÇÃO QUE O AÉCIO ERA CHEFE… TEM DEPÓSITOS DA JBS NA CONTA DE BOLSONARO TAMBÉM… SE SOUBER DE ALGUM DEPÓSITO EM CONTA DE LULA OU DO NOME DE LULA EM ALGUMA LISTA DE PROPINA FAVOR PUBLICAR AQUI!!!].

        TOPA UM DEBATE FHC X LULA ???

        ATÉ HOJE 100% DOS DEFENSORES DE FHC FUGIRAM DO DEBATE… PODE JUNTAR OS TRÊS PATETAS AÍ…

        • ernesto disse:

          Os objetivos e a repercussão da Carta aos Brasileiros são fatos que fazem parte da História. A única novidade sobre isso foi quando, no ano passado, o Odebrecht revelou que foi ele quem mandou o Lula assinar a Carta. Assim, não vou repetir obviedades nem tentar desmontar o mundo paralelo que você criou em sua mente. Só faço um rápido reparo sobre a questão das bolsas, na qual você também se confundiu. O Lula dizia que elas eram “esmola que deixa o cabra vagabundo” e prometia substituí-las pelo seu Fome Zero, que nem ele sabia o que era. Eleito, imaginou uma idiotice após da outra para chamar de Fome Zero, mas não conseguiu implementar nada. Então, após quase um ano, admitiu sua incompetência (não por escrito, mas por seus atos) e decidiu assumir a paternidade do que continuava funcionando e já atendia a milhões. Reuniu o Bolsa Escola a outros programas do FHC e mudou o seu nome para Bolsa Família (MP 132, de 20/10/2003, é só conferir).

          • Rei disse:

            RESUMO:
            1-ERNESTO FOI DESMENTIDO PELOS TRECHOS QUE EU COLOQUEI DA CARTA; ERNESTO ENTÃO FALOU QUE EU SELECIONEI OS TRECHOS ESPECÍFICOS DA CARTA; COLOQUEI A CARTA NA ÍNTEGRA E O ERNESTO RECLAMOU QUE EU FAZIA POSTS LONGOS. TEM COMO SER MAIS FRACASSADO QUE ISSO?
            2-ERNESTO FALOU QUE BOLSONARO DEVERIA ESCREVER UMA CARTA. QUE ELE JÁ ESCREVEU!
            3-ERNESTO AFIRMOU QUE BOLSONARO, UM DEFENSOR DE DITADURAS, NÃO DEFENDE DITADURA
            4-ERNESTO MAIS UMA VEZ FINGIU QUE NÃO VIU EU CHAMANDO ELE PARA UM DEBATE

            SE QUISER MESMO DISCUTIR O QUE LULA FEZ OU DEIXOU DE FAZER…. ACEITE MEU DEBATE…

            VAMOS LÁ ESPERTÃO!!! TENHA CORAGEM NO MÍNIMO UMA VEZ NA VIDA!!!

        • ernesto disse:

          Limito-me a corrigir o que você disse no item 1, que é o único relevante nessa discussão. Eu disse que você havia se apegado à embalagem política da Carta e não ao conteúdo que a tornou importante, composto pelos trechos em que o Lula, ao contrário do que inúmeros petistas propagaram durante anos, se comprometia a não fazer mudanças abruptas (seguindo, portanto, o que FHC deixaria), além de cumprir contratos, combater a inflação, etc. Foi isso o que praticamente todo mundo entendeu na época e ainda entende hoje. Se você ainda não conseguiu entender, paciência, toda regra tem exceção. Bom feriado.

  7. Alexandre C disse:

    Miriam leitão é petista ????? kkkk altas doses de LSD…..

  8. Thiago disse:

    Vou usar o futebol para ilustrar a sinuca de bico em que a Direita se encontra. Depois do humilhante 7 x1 da Alemnha, a torcida brasileira tinha que decidir torcer na final ou para a Alemanha que o tinha humilhado ou para o seu grande rival, a Argentina. O que seria pior, ver o time que te humilhou ser campeão ou ver o seu grande rival ser campeão no maracanã. Estou dizendo isso para mostrar que a Direita está na mesma situação. Lula lidera as pesquisas e Bolsonaro está em segundo. A Direita está desesperada atrás de um candidato de centro. O que seria pior para a Direita? Deixar o Lula disputar a eleição e ver ele ganhar no primeiro turno, ou tirar o Lula da disputa no tapetão e ver essa figura grotesca do Bolsonaro virar presidente? Qualquer um dos dois será humilhante para a Direita que planejou e executou o golpe.

  9. Guilherme disse:

    Se for realmente verdade que o PIG e o mercado “especulativo-terrorista-financeiro” detestam Bolsonaro e este realmente tirar os tucanos do segundo turno eu direi sem nenhum remorso: “até que enfim fizestes algo que preste pelo país”.

  10. renato arthur disse:

    A Globo news é uma escola de economistas das mais prestigiadas do mundo, seus participantes são os maiores gênios que a humanidade produziu nos últimos 20 séculos, os livros ali editados, como História do Futuro – o Horizonte do Brasil no Séc. XXI
    é um grandioso livro no qual a jornalista Míriam Leitão aponta tendências que não podem ser ignoradas em áreas como meio ambiente e clima, demografia, educação, economia, política, saúde, energia, agricultura, tecnologia, cidades e mundo. E adianta que o futuro será implacável para os países que não se prepararem para ele e tiverem a infelicidade de eleger um Lula. Por isso ela e seus amigos ajudaram no Golpe e colocaram Temer e o Brasil esta atingindo o ápice do sucesso graças aos conselhos de Miriam Leitão e seu Mercado financeiro.

  11. renato arthur disse:

    Almirante Othon: Não há dúvida de que a Lava Jato serviu aos EUA. Entrevista imperdível desse extraordinário brasileiro onde conta como são cafajestes esses operadores da lavajato.
    https://jornalggn.com.br/noticia/almirante-othon-nao-ha-duvida-de-que-a-lava-jato-serviu-aos-eua

  12. Milton P Neves disse:

    E esse tal de mercado não é supeeficial? vende corta gastos e lucra. Não nesta ordem necessariamente. É uma premissa bem profunda.

  13. Leandro disse:

    Conversa fiada essa colocação de que, “não bastam 4 aulas de economia” para que o Bolso se torne palatável ao mercado.

    Em não havendo viabilidade eleitoral, para qualquer dos candidatos aventureiros de um suposto “Centro” ou “centro-direita” (Huck, Dória, Cristóvam e etc) ao segundo turno, estejam certos de que o mercado e seus analistas irão migrar de mala e cuia para a candidatura Bolsonaro, se ele se comprometer com a continuidade das Reformas anti-povo. E da política externa subserviente aos EUA.

  14. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    Lâmina de cultura em Bozonazi? Só se for da espessura de 0,01 trilhonésimo de espessura. Bozo, Kim, Hollyday e Frota nem cérebro tem.

  15. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    * 0,01 trilhonésimo de milímetro.

  16. Renne disse:

    Está na hora de endireitar o nosso país. Chega de mentiras, manipulações da mídia, corrupção e criminalidade com PT, PMDB, PP, PSDB e companhia. Não acredito em salvador da pátria, mas Bolsonaro é o que melhor representa a mudança que necessitamos neste momento. Que ele tenha sabedoria para montar uma boa equipe. Além de Bolsonaro, precisamos renovar nosso congresso. Vamos votar direito!

  17. Sergio disse:

    Capiau Venha Chupar Meu Pau
    Warinha
    Arnesta
    Vocês são ridículos. Porque vocês continuam com essa idiotice de tentarem ser eruditos ?
    Vocês escrevendo e uma gata cagando , ninguém percebeu a diferença.
    TODO bolsonarista só têm BOSTA na cabeça. Vocês provam isto todos os dias aqui neste espaço.
    Otários !

  18. C.Poivre disse:

    Incrível, no mesmo ambiente dois ignorantes com QI de ameba: magno malta e boçalnaro. Como conseguiram tão pouca inteligência por metro quadrado?

  19. Francisco disse:

    Um segundo turno Lula X Ciro seria o debate de Alto nível que espero desde a década de 1980.

    Um segundo turno Lula X Bolsonaro seria o TOTAL descrédito dos militares como alternativa política democrática.

    Um segundo turno com qualquer um dos três seria sério (seríssimo!) ruina financeira da Globo.

    A última esperança da Globo continuar existindo seria… Lula, o piedoso. Sepé só…

  20. Ralfo Penteado disse:

    Pra quem joga a leitoinha ? As eleições já começaram. Vai ser aquele lixo até 2026…

  21. Ralfo Penteado disse:

    O PT foi ineficiente aos nos jogar de mansinho no colo do teme e seus companheiros… Ineficiente com.efucacao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *