Mesmo sem a mídia, as notícias voam

jatoaroeira

A Folha, mais pudica, deu um registro, reproduzido em alguns sites e jornais. No O Globo e no Estadão, o financiamento público subsidiado de  R$ 17,7 milhões para o avião particular de Luciano Huck, nem veio ao caso.

Caso por caso, o do João Doria, até agora, nem isso. Só o Poder360 registrou, confirmou com o BNDES o crédito de R$ 44 milhões para a empresa do prefeito de São Paulo comprar o Legacy com que ele diz viajar  o país inteiro “com o meu avião, com o meu dinheiro”.

Doce ilusão.

Nos tempos de internet, mesmo com o algoritmo amigo do Facebook, as notícias voam mais rápido que os jatinhos subsidiados.

Depois, os jornais arrotam que fazem “jornalismo profissional” e os blogueiros, devidamente “sujos”, produzem fake news.

O Tijolaço não tem, como já disse, nenhum orgulho em “furar” a grande imprensa.

Tem é vergonha em ver que só a fórceps se publicam fatos, enquanto, contra outros, se dão manchetes e até sentenças por suposições.

Minha profissão sempre foi mais importante que meu emprego. E como, “maldito”por ter escolhido um lado – o outro lado – creio cada vez mais acreditando nela.

A notícia é mais importante que a imprensa e ela voa, mesmo quando se abafam os jatinhos.

 

contrib1

Comentários no Facebook