Maia diz que vota terceirização amanhã

maiancham

Na base do “vamos lá, enquanto ainda é possível”, Rodrigo Maia prometeu hoje   – em lugar bem adequado, aliás – na Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, colocar em votação amanhã a liberação da “terceirização ampla, geral e irrestrita” das relações de trabalho.

Maia vai “esquecer” o projeto aprovado pela Câmara em 2015 – durante o reinado de Eduardo Cunha – para ressuscitar um projeto aprovado pelo Senado ainda no governo Fernando Henrique, há 15 anos.

É tudo a toque de caixa, na ânsia de “mostrar serviço” ao mercado.

Preocupação com não precarizar as relações de trabalho, em não criar passivos trabalhistas, em garantir o depósito dos direitos previdenciários (inclusive o FGTS) dos terceirizados? Necas…

Maia tem de tocar o rebanho, rápido, enquanto ele está apenas assustado e o resto de autoridade do Governo Temer, agora “peitado” pela Polícia Federal, não acaba de se dissolver.

Comentários no Facebook