Juiz deu liminar contra posse de Lula em 28 segundos!

flash

Adverte-me um leitor e eu vou conferir.

O juiz Itagiba Catta Pretta Neto, que deu a liminar suspendendo a posse de Lula na Casa Civil do Governo Dilma, gastou exatos 28 segundos desde que recebeu os autos conclusos para decidir.

Mesmo que ele tenha se antecipado e pego o processo no momento em que este chegou à secretaria de 4a. Vara Criminal, como você pode ver no extrato oficial do Tribunal Federal do DF, Itagiba teve 50 segundos para refletir e redigir seu despacho de duas páginas!

Se fosse um “cite-se”, vá lá.

Mas um deferimento de liminar com esta repercussão e sobre um assunto absolutamente subjetivo – o de conter eventual desvio de finalidade no ato presidencial – em menos de um minuto?

Não só é o julgador mais rápido do planeta como também é o mais veloz digitador do planeta.

A menos que…

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

56 Respostas

  1. Danilo Stinghen disse:

    Estamos perdidos! O dê fréxe (the Flash) é a favor do golpe!

    • Irion disse:

      Não querem deixar a mulher trabalhar! Como se 54 milhões de votos não valessem nada! Qualquer coisa que a Presidenta fizer, qualquer medida, qualquer ato, os golpistas já tem uma medida para barrar no judiciário, tudo provavelmente já “pré-combinado” e com o apoio da Rede Golpe manipuladora.

      • manifestante Pró governo disse:

        AMANHÃ, SEXTA, é o dia de uma boa parcela dos 54 milhões se manifestar da forma que puder e onde puder.
        De preferência, indo às ruas

        • misael disse:

          eu não entendo é essas manifestações no meio da semana. Assim fica difícil fazer volume, já que o carnacoxinha é sempre fim de semana que pessoal tá de folga….

  2. Irion disse:

    No tempo da ditadura um mero sargento intimidava e prendia um juiz. Agora, em tempos de ditadura do judiciário, um mero juizinho quer controlar os atos de governo da Presidenta da República. Eu votei na Presidenta, não votei em nenhum juizinho golpista! Em minha opinião essa liminar não tem qualquer valor para frear um ato da Presidenta, ademais de todos os vícios que aparentemente contêm.

    • jose fernandes disse:

      Eu jamais imaginei que passaríamos por isso, o que esta acontecendo e na verdade; são as viceras dessa elite e parte do judiciário e parte da mídia. saindo pra fora..vomitando todo seu ódio contra as classe que estão tentando sobreviver e acho que ou enfrentamos isso na rua..ou esse País vai ficar refém desse corja de bandido. que quer transformar este País em Iraque. pra depois tomar ele de volta e dizer viu o que o PT fez…é isso. vamos a luta

  3. Alguém ainda tem dúvida que temos juízes bandidos articulando um golpe no Brasil ????

  4. Ana disse:

    Incrível. Gostaria de saber qual cidadão brasileiro obtém uma resposta tão rápida em um processo?! Só não vê quem não quer o que está acontecendo. Devemos também recordar da história da família Catta Preta contada pelo Luís Nassif…família infiltrada em todos os poderes da república.

  5. ROSIANE MARLI ANTONIO DAMAZIO disse:

    Tô fica.do desespera????

  6. Júnior Loyola disse:

    Vai para o guinness book!

  7. ROSIANE MARLI ANTONIO DAMAZIO disse:

    Tô ficando desesperada!!!

  8. MANREL disse:

    Já vi que esse negócio de poder é FACIM, FACIM, não precisar ter nenhuma responsabilidade, ganha se bem, e se vive no FACE no maior oba oba.
    Estou começando a tambem querer ser juiz.

    • renato arthur disse:

      Com 70.000,00 por mes e com o Merval editando as sentenças, como fez para o Joaquim Barbosa, dá p/ ir as ruas gritar contra a Dilma e viajar 3 a 4 vezes p/ Orlando e Maimi p/ fazer contrabando.

  9. Messias Franca de Macedo disse:

    Uma ‘Blat(e) Karteira Konsentida’ (sic) do DEMOTucano “juiz” Catta Preta “fez ‘vazar'” mais de *R$ 01 milhão da Receita Federal para 21 trustes que combatem a venda de medicamentos genéricos para o povo brasileiro.

    NOTA FÚNEBRE: valor não atualizado monetariamente

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    A Justiça Federal do Distrito Federal anulou decisão tomada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que condenou 21 laboratórios farmacêuticos, em 2005, por formação de cartel para impedir a entrada de remédios genéricos no mercado. Por conta da condenação, o juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, da 4ª Vara Federal do DF, determinou que o órgão antitruste pague honorários de R$ 50 mil a cada empresa, o que ultrapassará R$ 1 milhão.
    (…)

    em
    Justiça anula decisão do Cade e absolve empresas

    Por Pedro Canário – repórter da revista Consultor Jurídico.

    20 de dezembro de 2011, 16h59

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.conjur.com.br/2011-dez-20/justica-federal-df-anula-decisao-cade-absolve-acusados-cartel#author

  10. C.Paoliello disse:

    O Moro deve ter mandado tudo prontinho para ele só despachar. É a Vingança de Moro!

  11. Messias Franca de Macedo disse:

    Juiz deu liminar contra posse de Lula em 28 segundos!

    … É ou não é uma ‘Blat(e) Karteirada Konsentida’ (sic)?

    É máfia ou não é?

    Lá isso é Justiça, siô?!…

  12. mara disse:

    gente, vcs nao viram que o lula falou / chamou vcs, defensores, militantes do PT e dele próprio, de “bando de peão”???

    olhem, desculpe-me a sinceridade, se fosse comigo isso eu estaria p da vida… vcs não tem auto-estima não?????

    • Tomás disse:

      Você pode ficar até chocada, mas gente que é gente de verdade, gente mesmo, sente orgulho de ser chamado de peão. Assim como para um general não há maior elogio que ser chamado de soldado.

  13. Nilza disse:

    O despacho já estava pronto? Estava só esperando a posse do Lula?

  14. Rogério Britto disse:

    O comédia foi ao “carnacoxinha”, posto em redes sociais sua posição ideológica contrária ao governo e suspendeu a posse de Lula. Se não foi repreendido e exonerado, fica claro que o judiciário é um partido pronto a assumir o poder. Vide a declaração do Miguel “Coxinha” Reali, na Bandnews, acerca do Legislativo atual.

  15. Messias Franca de Macedo disse:

    ACABOU!

    O GOLPE ESTÁ, DEFINITIVAMENTE, DADO!

    “O [mega]SORTUDO supremo ‘Gilmar Beiços do Cão Dantas Mendes’ é, último suspiro, o sorteado para exonerar o ministro Lula e mandá-lo, enfim, para a prisão perpétua na ‘Guantánamo do Paraná'”!

  16. JOÃO ARAUJO disse:

    Alguém por acaso viu ou ouviu o tal de Aécio Neves?

  17. Messias Franca de Macedo disse:

    ACABOU!

    O GOLPE JURÍDICO-MIDIÁTICO ESTÁ, DEFINITIVAMENTE, DADO!

    “O [mega]SORTUDO supremo ‘Gilmar Beiços do Cão Abdelmassih Dantas Mendes’ é, último suspiro, o sorteado para exonerar o ministro Lula e mandá-lo, enfim, para a prisão perpétua na ‘Guantánamo do Paraná’”!

  18. Maria disse:

    Chamem os juizes suecos pra ver o que estão aprontando aqui nos trópicos.

    A OAB do Paraná se meteu a sindicato e levou uma catracada de uns sócios:não me representa.

    A OAB do Rio está corretamente esvulachando a Sujajato.

    A OAB de São Paulo, parece me, na moita estaria financiando a ida de advogados aos protestos inclusive de Brasília. Alguem pode confirmar?

  19. Carlos Roberto disse:

    Samples a r. decisão já estava pronta e a destruição do processo foi direcionada ao mm juiz

  20. Messias Franca de Macedo disse:

    ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ MAGISTRADO LADRÃO

    https://www.youtube.com/watch?v=7xbj-CIHqJo

  21. Daniel disse:

    Se desgraça pouca é bobagem.

    Em 1a mão na @GloboNews agora há pouco: mandado de segurança 34069, contra posse de Lula, foi sorteado e caiu com min Gilmar Mendes

  22. Leonardo disse:

    Por favor, alguém pode me dizer quanto tempo leva para o governo recorrer desta liminar? Brito, o que falta? O que pode acontecer?

  23. titus disse:

    Dilmaaaaaaaaaaaa ESTADO DE DEFESA JA!!!!!!!!!!!!!!

  24. Messias Franca de Macedo disse:

    Parecer de juíza do RS ‘desMOROliza’ o “juiz” Catta Preta

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    Antes de decisão em Brasília, juíza do RS negou pedido para Lula não assumir

    DE SÃO PAULO

    17/03/2016 14h39

    Um pedido de ação popular para proibir a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao cargo de ministro foi indeferido por uma juíza federal do Rio Grande do Sul na noite de quarta-feira (16).
    Na decisão, a juíza federal Graziela Bündchen, da 1ª Vara Federal de Porto Alegre, diz que a matéria “é de competência do juízo criminal, não cabendo ser tratada no âmbito da ação popular”. Graziela é irmã da modelo Gisele Bündchen.
    (…)
    “Há que se reconhecer que a matéria que eventualmente envolva a manipulação ou mesmo destruição de provas incriminadoras ainda não alcançadas pelas autoridades da investigação da operação Lava Jato (…) é de competência do juízo criminal, não cabendo ser tratada no âmbito da ação popular”, diz a juíza na decisão.

    FONTE, pasme: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1751044-antes-de-decisao-em-brasilia-juiza-do-rs-negou-pedido-proibindo-lula-de-assumir.shtml

  25. renato arthur disse:

    O ministro Teori Zavascki será o relator da ação que pede ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão da posse do ex-presidente Lula na Casa Civil. A Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) foi protocolada pelo PSB na manhã desta quinta-feira, instantes antes de o petista ser oficializado como o mais novo integrante do alto escalão do governo, e independe da decisão dada pela Justiça Federal de Brasília que barrou a nomeação de Lula no ministério. Como é esperado recurso ao despacho dado pelo juiz Itagiba Catta Preta, o caso, de qualquer forma, deve ser solucionado na corte superior.

  26. Messias Franca de Macedo disse:

    … Eu estou rezando para que os advogados do [eterno] presidente Lula e do PT já estejam entregando ao presidente do STF o farto material que comprova, documentalmente, a absoluta suspeição do “supremo” ‘Gilmar Beiços do Cão Abdelmassih Dantas Mendes’ no que concerne a julgamentos de ações direta ou indiretamente relacionadas ao PT e aos demais partidos políticos de esquerda…

  27. Alisson Souza disse:

    Se for o sistema da federal, ele não é abastecido em tempo real. Só o e-saj, o projudi e o p-je são abastecidos em tempo real. Se informe um pouquinho, antes de levantar essa lebre.

  28. alvaro disse:

    Catta Preta não é o sobrenome daquela advogada responsável pelas primeiras delações nesta força-tarefa?

  29. Messias Franca de Macedo disse:

    “… Que vergonha, o ‘juiz’ Ca(pe)tta Preta nem se preocupa com a liturgia do caso, e fica postando estas pornografias no facebook cheiroso dele e da ‘famiglia’ tão chique e prendada!”

    Eu fico imaginando o enunciado acima sendo lido pelo sensacional artista Bemvindo Sequeira

  30. Dilma Coelho disse:

    Uma das causas…
    Dilma vetou reajuste do Judiciário, agora eles se vingam do governo.
    Relembrando!!!
    Em julho de 2015, Dilma vetou aumento de 59,5% para o Judiciário. Agora eles se vingam e infernizam a vida do governo. Eles nem querem saber daqueles que ganham o mínimo, nem com a falta de recursos na educação e súde.
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/07/1658859-dilma-veta-reajuste-de-ate-78-nos-salarios-dos-servidores-do-judiciario.shtml

  31. Sérgio Rodrigues disse:

    Golpista!…Lei e rua pra ele!…

  32. Tomás disse:

    Com uma central golpista de tamanha envergadura, que até com a maior rede de televisão do país conta, não é de se estranhar se contasse também, entre seus serviços golpistas, com um grande departamento jurídico. Capaz de elaborar qualquer documento que fosse necessário em… Minutos.

  33. Messias Franca de Macedo disse:

    ATENÇÃO BRASIL DO BEM – Carta aberta ao ministro Celso de Mello

    ‘Nois’ precisamos conversar um pouco com o ministro Celso de Mello – decano do STF.
    Além do que, muito respeitosamente, devemos exortá-lo que o * PIMG também tentou ludibriar a boa fé dele no julgamento da Ação Penal 470.
    *PIMG (Partido da Imprensa Mafiosa &$ Golpista)

    O QUE PODERIA SER UM RASCUNHO DE UMA CARTA ABERTA AO DECANO CELSO DE MELLO

    Excelentíssimo ministro do STF, doutor Celso de Mello, honestamente, nós brasileiros e brasileiras estamos muito preocupados pelo fato de o senhor manifestar-se absolutamente magoado por uma declaração do atual ministro da Casa Civil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
    Declaração esta publicada mediante um vazamento criminoso perpetrado por, também estamos pasmados, um indivíduo que se apresenta sob a condição funcional de juiz…
    Permita-me fazer um breve recorte: diante de tantas turbulências e incertezas que afligem os nossos tenebrosos dias, o senhor já parou para pensar acerca da gravidade monstruosa perpetrada solenemente (sic) pelo, digamos, ‘Operador do Direito’ que responde por Sérgio Moro?
    Ademais, o mesmo magistrado não fazendo-se de rogado, ainda hoje, teve o desplante de emitir uma nota oficial [oficial!] reafirmando abre aspas que não vê nada de errado em grampear ILEGALMENTE a Presidência da República.
    Fecha aspas monstruosas!
    Voltemos.
    E ainda: a bem da verdade, impropérios, calúnias, imprecações abjetas, ameaças, ofensas indecorosas contra a Suprema Corte brasileira foram inúmeras e sucessivas vezes desferidos por reles jornalistas a exemplo dos senhores Merval Pereira, Ricardo Noblat, Alexandre Garcia, Reinaldo Azevedo, entre outros achacadores vulgares e asquerosos.
    Contrariamente, o [eterno] presidente Lula, em momento de compreensível desabafo, mencionou – apenas e tão somente – que “em face da conjuntura caótica impingida, sobretudo, pelos meios hegemônicos de comunicações de massa, até os doutos e honrados ministros do STF se veem pressionados pela tal ‘opinião publicada’”!
    E foi só!
    Doutor Celso de Mello, creia, essa compreensão é notória, revela-se senso comum no seio da, agora, conflituada sociedade brasileira.
    Por favor, ministro Celso de Mello não incorpore de forma passional e corporativista a lídima e democrática manifestação da liberdade de expressão/opinião proferida pelo ex-presidente Lula.
    Penso até que esta reflexão poderia permear o colegiado do qual o senhor faz parte.
    O senhor há de convir que – ainda que supremos – os senhores não são, felizmente, infalíveis!
    Os senhores supremos e as senhoras supremas, data venia, não são dotados do condão da onisciência e da ubiquidade!
    Se são, por obséquio, corrija-me!
    Portanto, doutor Celso de Mello, invocando e valorizando o seu saber elevado, o seu respeito absoluto à salvaguarda da nossa Constituição Federal, aos relatos magistrais dos muitos dos seus brilhantes votos e pareceres… Por todo o legado da sua obra, rogamos, convença a sua excelsa consciência e a de seus pares no sentido de que o julgamento do presidente Lula deverá ser feito RIGOROSAMENTE respeitando os autos do processo.
    Mesmo porque o honesto, sapiente e impávido povo trabalhador brasileiro não merece o desrespeito por um novo [e seletivo!] ‘domínio do fato’!
    Muito obrigado.

    Saudações democráticas, civilizatórias e nacionalistas,

    Verdadeiro povo brasileiro

    • Messias Franca de Macedo disse:

      Ofensa de Lula ao STF é torpe e típica de mentes autocráticas, diz ministro

      MÁRCIO FALCÃO
      DE BRASÍLIA

      17/03/2016 15h17
      (…)

      FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1751065-ofensa-de-lula-ao-stf-e-torpe-e-tipica-de-mentes-autocraticas-diz-ministro.shtml

      • Messias Franca de Macedo disse:

        AINDA SOBRE A CARTA ABERTA AO MINISTRO CELSO DE MELLO

        NOTA:
        adianto que as palavras seguintes não são nossas!

        ***

        (…)
        Se confiasse na legalidade de seu ponto de vista – e sinceramente confiasse no STF – o juiz simplesmente enviaria os autos ao Supremo, pois no STF seriam tomadas as medidas repressivas que reputassem necessárias.
        Ao preferir preceder o envio de publicidade midiática, tornando públicas gravações ilegais, o juiz revelou sua desconfiança na possibilidade dos Ministros do STF endossarem a prova ilícita e os apequenou, ao colocar em teste a capacidade deles de julgarem contra a opinião pública.
        Ficou evidente que para Sergio Moro os fins – que fins? – justificam os meios.
        Ao explodir o caldeirão, o juiz criminal desafiou os Ministros:
        — vocês, alguns citados nas conversas telefônicas, terão coragem de honrar seu juramento de defesa da Constituição, mesmo contra a opinião pública e eventual sentimento pessoal de decepção, e declararão a ilicitude de minha conduta?
        — ou cederão e concederão à prova ilícita o valor jurídico que ela não tem, assumindo o risco de redirecionar para o STF os protestos e a frustração de grande parte da opinião pública? “Se o fizerem, terei vencido na tese de que os fins justificam os meios.”
        Concluo que a única explicação que faz sentido, relativamente ao ato praticado por Sergio Moro, é a de que sabia que mesmo o mais tolerante Ministro do STF não concordaria em aproveitar em processo algum uma interceptação telefônica ilícita.
        Conta o magistrado, interessado evidentemente no desfecho de um caso criminal que sequer começou – não havia denúncia contra o ex-presidente, mas apenas uma investigação que tramitava no Paraná – que a revolta de grande parte da opinião pública constranja o STF a lavar uma prova de origem ilícita.
        Ao longo de todo o processo Lava-Jato o magistrado buscou apequenar as garantias constitucionais. Fez pouco caso da imparcialidade nas investigações (violando indiretamente o decidido pelo STF na ADI 1.570), decretou prisões em inquéritos porque convencido da culpa de investigados, e assim ignorou a presunção de inocência, sustentou que a prova para condenar não haveria de necessariamente excluir a credibilidade de versões defensivas, e, por fim e pelo conjunto da obra, deu crédito à tese processual penal do período pré-1988, talvez fiel ao que defendem alguns Procuradores da República: de que é necessário relativizar a proibição de uso de prova ilícita (male captum bene retentum).
        Em suma, na Lava-Jato o magistrado construiu sua própria constituição, à revelia daquela que dirige os atos dos juízes no estado de direito.
        (…)
        Se pensas, jurista, que é o teu sentimento cívico, patriótico, que te faz ignorar os deveres da Constituição, saibas que por trás de todo gesto violador há o prazer. Te encontras com este teu prazer, essa “súbita impressão de incesto”, mas não invoque o Direito e a Justiça. Eles não estão contigo.

        IMPORTANTE:
        Excelentíssimo Senhor ministro do STF doutor Celso de Mello,
        as palavras acima não não são nossas!
        As sábias, iluminadas e pedagógicas palavras acima são do jurista *Geraldo Prado
        *Professor Titular de Direito Processual Penal na UFRJ

  34. Messias Franca de Macedo disse:

    O DEMoTUCANO JUIZECO IMORAL ITAGIBA CA(PE)TTA PRETA teve que se enrolar todo para não se explicar porra nenhuma, agora há pouco, na BAND(IDA)NEWS!

    Ainda que a âncora da hora da BAND(IDA)NEWS tenha aliviado para ele, por exemplo, ao não perguntar ao tal “juiz emplumado e de bico grande e sujo” por que mandou o recato do cargo às favas postando mensagens acompanhadas de montagens apresentando a honrada presidente Dilma Rousseff paramentada de bruxa.
    Viu estropício energúmeno militante?!
    Descompreendido!
    Nojento!
    Tchan!

  35. Messias Franca de Macedo disse:

    …”Oia” gente, como essa gente IMUNDA é “cheirosa”!

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    (…)
    Olha quem é o juiz da liminar:
    Breve histórico de decisões do juiz Catta Preta, que tentou impedir a nomeação de Lula ao Ministério:
    – Impediu o governo de rever pensões indevidas a oficiais da aeronáutica
    – Concedeu liminar contra médicos de Bolívia, Paraguai e Chile no Mais Médicos
    – Foi ele que decidiu que seriam os cidadãos, e não as geradoras, que pagariam os custos adicionais de geração de energia nas termelétricas
    – Livrou as teles de pagarem imposto sobre produtos audiovisuais
    – Livrou procuradora acusada de contrabando
    – Livrou a Camargo Corrêa de pagar FGTS
    – Reverteu decisão do CADE contra cartel de laboratórios e aplicou multa ao Estado
    – Foi o juiz do caso Francenildo
    (…)

  36. Chico Vieira disse:

    Prezado Brito, esse juiz já estava com a decisão pronta só esperando que caísse uma ação dessa na vara dele, não sei se mancomunado com o autor da ação o sr. Enio Meregalli Junior, conforme pesquisa no site trf1.jus.br, processo nº 16542-54.2016.4.01.3400. Digo mais ele se apressou sabendo que existia ajuizamento de outras ações, como por exemplo as dos deputados Imbassahy e Pauderney de nº 16366-75.2016.4.01.3400 protocolada em 15/03/16 e a do senador Alvaro Dias de nº 16490-58.2016.4.01.3400 protocolada em 16/03/16, todas correndo na 22ª Vara Federal de Brasilia, ou seja, foram protocoladas antes da dele. Portanto ele não observou o disposto no § 3º do art. 5º da Lei nº 4.717/65 quanto no art.253, inciso I, do Código de Processo Civil.

  37. Dilter Folha disse:

    Eu queria falar somente para as mulheres, companheiras, do grelo duro.

    Dilter Folha

  38. Francisco de Assis disse:

    Brito analise isso,por favor,
    Acharam o contrato de compra do sitio, é claro sem assinatura, qualquer “japones da federal” poderia colocar no meio das coisas de Lula e dizer que achou no apartamento.
    Para que Lula teria um contrato sem assinatura, portanto sem valor nenhum, guardado no seu apartamento?
    Isso mereceria uma investigação.É claro que eles topam fazer investigação se o sitio é mesmo do Lula, mas jamais investigar qual maquina (computador) fez o contrato, ou se foi o “japones da Federal”, que colocou o contrato lá. Voces acreditam mesmo que estava lá o contrato? O Moro gastou meia hora para divulgar gravações da conversa do Lula, se tivessem achado aquele contrato, na mesma hora teriam “berrado” aos quatro cantos do mundo, na sexta feita mesmo, durante o dia todo e depois no Jornal Nacional

  39. Assim Falou Golbery disse:

    se fosse nos tempos de FHC iria demorar uns dez anos.Mas foi o governo Lula que fez o judiciário nosso o mais eficiente da face da terra e vamos chegar ao dia em que qualquer crime, como ocorre em Cuba, será julgado na hora.

  40. carlos disse:

    Constituição Federal do Brasil, Art. 2º:
    “São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário”.

    Uma teoria que destoa da prática.

    O Poder Executivo é o mais poderoso dentre todos e a harmonia só existe quando o dinheiro está sobre a mesa das incontáveis maracutaias.

    Legislativo e Judiciário há tempos deixaram de ser independentes. Apenas seguem o curso da história como o barquinho de papel que desliza pela água suja e enlameada da enxurrada.

    O executivo comprou parlamentares no caso do mensalão que até hoje continua sendo comprado “legalmente” com as liberações de valores milionários para as emendas parlamentares.

    A “oposição”, flácida e conivente, apenas late forte quando há câmeras e microfones por perto. Longe deles, o irritado Pinscher vira um dócil e subserviente gatinho angorá.

    O Legislativo, que usa e abusa de termos em Latim, tem o seu modus faciendi peculiar. Uma panelinha formada por Gilmar Mendes e Dias Tóffoli está sempre articulando algo para manipular resultados.

    Não faz muito tempo que Paulo Maluf foi absolvido pelo TSE, presidido justamente por Dias Tóffoli, e que contou também com a presença de Gilmar Mendes. Naquela ocasião, aproveitando-se da falta de um dos membros daquele tribunal que votaria contra a absolvição do emblemático político paulistano, Tóffoli decidiu julgar imediatamente a ação que poderia deixar Maluf sem o diploma de deputado federal.

    A ação foi julgada e a Lei da Ficha Limpa deixou de tirar do hall dos encostos políticos, o mais cara-de-pau de todos eles.

    Esta semana a dupla volta a agir. Desta vez, com a brilhante ideia de Gilmar Mendes, Tóffoli pede para mudar de turma.

  41. Pafúncio Brasileiro disse:

    Juizeco rápido, não ? Enquanto isso, outras decisões e processos no judiciário, ficam “mofados” dezenas de décadas. poder judiciário brasileiro, disparado, o pior Poder da República.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *