Juiz desobriga a Samarco de fornecer água limpa a cidade atingida pela lama

agua

No blog do Marcelo Auler a decisão “Maria Antonieta” de um juiz, que desobriga a Samarco de fornecer água potável aos habitantes de Colatina, pelas desconfianças de que a água do Rio Doce ainda pode ter traços do metal despejado sobre ele com o rompimento da barragem de rejeitos da empresa, em Mariana, MG. É que fica caro para a empresa.

Mass é compreensível que os colatinenses recebam a decisão como uma sentença a la Maria Antonieta: “Não têm água? Porque não bebem lama?”

O  que Auler relata.

“Para evitar que a Samarco Mineração – responsável pelo maior desastre ambiental que se tem notícia – venha a perder dinheiro doando dois litros de água mineral diariamente a cada um dos 122 mil moradores de Colatina (ES), o juiz federal substituto da 2ª Vara Cível da cidade, Guilherme Alves dos Santos, não quis obrigá-la a manter a distribuição iniciada em novembro.

Como os moradores não confiam na água oferecida a partir da captação no Rio Doce – atingido pelo rejeitos de mineração que escapuliram com o rompimento da barragem em Mariana (MG) -,  terão que arcar com o gasto do próprio bolso. “E quem não puder comprar, vai beber água do Rio Doce?”, questionou Efigênia Martins, uma senhora de idade, ouvida pelo ES-TV, da TV Gazeta, no último dia 24.

A decisão do juiz, que colide com outras deliberações judiciais, é de terça-feira (02/02), em uma Ação de Execução proposta pelo Ministérios Públicos Federal e do Trabalho, Na Execução, os procuradores tentam manter a distribuição da água, como acertado, em novembro, em um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que a mineradora, a prefeitura e os MPs assinaram.

Para o juiz Santos, como o município já voltou a captar e fornecer à população a água do Rio Doce, a manutenção da distribuição da água mineral provocará prejuízo à empresa.

Siga lendo no blog do Auler.

PS. Este blog, obvio, não vai discutir a qualidade da água nem a dos laudos aos quais a Samarco se refere. Mas é obvio que persistam as desconfianças de que pode haver contaminação por metais na água do Rio.Para quem tem bebês, por exemplo, é absolutamente normal que as pessoas tenham medo de usar a água do rio, mesmo fervida, porque fervura não retira metal. Eu teria e acho que o leitor também. Isso tem de ser feito gradualmente, com comunicação e retabelecimento da confiança e, claro, completo rigor técnico, de órgãos independentes e com transparência.

 

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

19 Respostas

  1. Eder disse:

    O seu PS foi bem colocado. Mas, é óbvio que se a água atend

    • Eder disse:

      Se atende aos requisitos depois potabilidade da anvisa, a Samarco não necessita mais fornecer a água mineral. É importante sabermos mais sobre as provas apresentadas pela Samarco para obter está decisão do judiciário.
      Não vamos sugerir erro da Juíza antes de termos mais informações; afinal, se a água do rio Doce estiver com os indicadores sanitários iguais ao anteriores ao dia do acidente, porque manter o suprimento se agua? Por medo?

      • Adriano Matos disse:

        Por medo, claro! Quem não tem medo que beba a água do rio. Até pra dar o exemplo, o fórum da cidade, prefeitura, câmara dos vereadores deveriam, todos, consumir apenas água captada do Rio Doce. Seria possível uma deliberação com força de lei nesse sentido?

        • Luís CPPrudente disse:

          O juiz que tomou essa decisão para beneficiar a Samarco deveria ser o primeiro a passar a consumir da água do Rio Doce, já que ele verificou pelas informações da Samarco que a água é bebível.

      • Adriano Matos disse:

        E a planta da Samarco também, pra consumo interno.

  2. Vinicius disse:

    O judiciário brasileiro é um escárnio. Uma vergonha.

  3. Helbert Fagundes disse:

    Boa tarde,

    sabe quando a samarco vai pagar e recuperar as áreas? NUNCA!!!! Aposto com quem quiser.

  4. fernandes disse:

    Onde está o paladino da justiça senador por Minas Gerais aécio neves que, s.m.j., até hoje não se manifestou a respeito dessa tragédia toda provocada pela Vale/Samarco?

  5. Irion disse:

    Coisa terrível! Mas o que esperar de uma casta que tem coragem de receber o tal de imoral “AUXÍLIO MORADIA”!

  6. renato arthur disse:

    Deveria dar o exemplo tomando a agua e dando para sua família.

  7. Ivan disse:

    Acho que caberia uma única pergunta ao juíz: o sr. tomaria esta água? Se responder que sim, começa-se a abastecer o gabinete dele com água do Rio Doce.

  8. Cunha e Silva disse:

    Na primeira instância como na segunda e nos tribunais superiores até o STF tá tudo dominado com raras exclusões e bem raras mesmo.

  9. titus disse:

    E preciso levar litros de agua do rio doce para os magisterios de minas e ES e distrito federal
    para que seus magistrados bebam em frente de todos nos.

  10. Profeta disse:

    Se todo o sistema judiciário ou quase todos esta contaminado pela água dos Zelotes piguentos como os normais poderiam continuar a beber água tratada e com sais minerais.?

    Alguém disse que que este pais não sério. continua acertando.

  11. Profeta disse:

    Se todo o sistema judiciário ou quase todos esta contaminado pela água dos Zelotes piguentos como os normais poderiam continuar a beber água tratada e com sais minerais.?

    Alguém disse que este pais não é sério. continua acertando.

  12. Luiza disse:

    Brito, isso é só o começo do que vem pela frente…
    O Brasil e o seu povo receberá tratamento de gado barato…
    Estao derrubando o governo, entregando o país e colocando a nossa dignidade sob os pés dos senhores que vao se apoderar de tudo..
    É só o começo das dores..

  13. Luís CPPrudente disse:

    Provavelmente esse juiz decidiu depois que algo sobrenatural aconteceu ($$$$$$$). Esse juiz não vai beber e nem tomar banho de água vinda do Rio Doce, mas a população que se dane, pois a Samarco não pode perder dinheiro.

  14. carlos disse:

    Um juiz desse podemos chama-lo de por uma questão de ética, na verdade ele é um promiscuo, que deveria ser investigado,por quem de direito e de fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *