Joesley, na Época, chama Temer de chefe da organização criminosa do PMDB

chefedaquad

É explosiva a entrevista de Joesley Batista à Época.

Vou reproduzi-la, mas destaco, antes, alguns trechos:

 [Michel Temer]Não é um cara cerimonioso com dinheiro.

Ele dizia: ‘Joesley, essa parte financeira toca com o Eduardo e se acerta com o Eduardo [Cunha]’.

O mais relevante foi quando Eduardo tomou a Câmara. Aí virou CPI para cá, achaque para lá. Tinha de tudo. Eduardo sempre deixava claro que o fortalecimento dele era o fortalecimento do grupo da Câmara e do próprio Michel.

O Temer é o chefe da Orcrim [organização criminosa] da Câmara. Temer, Eduardo, Geddel, Henrique, Padilha e Moreira. É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto. Essa turma é muita perigosa. Não pode brigar com eles. Nunca tive coragem de brigar com eles. Por outro lado, se você baixar a guarda, eles não têm limites.

A entrevista de Joesley fixa um ponto principal: Temer era o chefe e Eduardo Cunha seu agente.

Leia a entrevista, o retrato de um bandido desenhado por outro bandido:

Joesley Batista: “Temer é o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil”

ÉPOCA – Quando o senhor conheceu Temer?
Joesley Batista – Conheci Temer através do ministro Wagner Rossi, em 2009, 2010. Logo no segundo encontro ele já me deu o celular dele. Daí em diante passamos a falar. Eu mandava mensagem para ele, ele mandava para mim. De 2010 em diante. Sempre tive relação direta. Fui várias vezes no escritório da praça Pan-americana, fui várias vezes no escritório no Itaim, fui várias vezes na casa dele em São Paulo, fui alguma vezes no no Jaburu, ele já esteve aqui em casa, ele foi no meu casamento. Foi inaugurar a fábrica da Eldorado.

ÉPOCA – Qual, afinal, a natureza da relação do senhor com o presidente Temer?
Joesley – Nunca foi uma relação pessoal, de amizade. Sempre foi uma relação institucional, de um empresário que precisava resolver problemas e via nele a condição de resolver problemas. Acho que ele me via como um empresário que poderia financiar as campanhas dele – e fazer esquemas que renderiam propina. Toda vida tive total acesso a ele. Ele por vezes me ligava para conversar, me chamava, eu ia lá.

ÉPOCA – Conversar sobre política?
Joesley – Ele sempre tinha um assunto específico. Nunca me chamou lá para bater papo. Sempre que ele me chamava eu sabia que ele ia me pedir alguma coisa ou ele queria alguma informação.

ÉPOCA – Segundo a colaboração, Temer pediu dinheiro ao senhor já em 2010. É isso?
Joesley – Isso. Logo no início. Conheci Temer e esse negócio de dinheiro para campanha, aconteceu logo no iniciozinho. O Temer não tem muita cerimônia para tratar desse assunto. Não é um cara cerimonioso com dinheiro.

ÉPOCA – Ele sempre pediu sem algo em troca?
Joesley – Sempre estava ligado a alguma coisa, ou a algum favor. Raras vezes não. Uma delas foi quando ele pediu os R$ 300 mil para fazer campanha na internet antes do impeachment, preocupado com a imagem dele. Fazia pequenos pedidos. Quando o Wagner saiu, Temer pediu um dinheiro para ele se manter. Também pediu para um tal de Ortolon, que está lá na nossa colaboração. Um sujeito que é ligado a ele. Pediu para nós fazermos um mensalinho. Fizemos. Ele volta e meia fazia pedidos assim. Uma vez ele me chamou para apresentar o Yunes. Disse que o Yunes era amigo dele e para ver se dava para ajudar o Yunes.

ÉPOCA – E ajudou?
Joesley – Não chegamos a contratar. Teve uma vez também que ele me pediu para ver se eu pagava o aluguel do escritório dele na praça (Panamericana, em São Paulo). Eu desconversei, fiz de conta que não entendi, não ouvi. Ele nunca mais me cobrou.

ÉPOCA – Ele explicava a razão desses pedidos? Por que o senhor deveria pagar?
Joesley – O Temer tem esse jeito calmo, esse jeito dócil de tratar e coisa. Não falava.

ÉPOCA – Ele não deu nenhuma razão?
Joesley – Não, não ele. Tem políticos que acreditam que, pelo simples fato do cargo que ele está ocupando, já o habilita a você ficar devendo favores a ele. Já o habilita a pedir algo a você de maneira que seja quase uma obrigação você fazer. Temer é assim.

ÉPOCA – O empréstimo do jatinho da JBS ao presidente também ocorreu dessa maneira?
Joesley – Não lembro direito. Mas é dentro desse contexto: “Eu preciso viajar, você tem um avião, me empresta aí”. Acha que o cargo já o habilita. Sempre pedindo dinheiro. Pediu para o Chalita em 2012, pediu para o grupo dele em 2014.

ÉPOCA – Houve uma briga por dinheiro dentro do PMDB na campanha de 2014, segundo o lobista Ricardo Saud, que está na colaboração da JBS.
Joesley – Ricardinho falava direto com Temer, além de mim. O PT mandou dar um dinheiro para os senadores do PMDB. Acho que R$ 35 milhões. O Temer e o Eduardo descobriram e deu uma briga danada. Pediram R$ 15 milhões, o Temer reclamou conosco. Demos o dinheiro. Foi aí que Temer voltou à Presidência do PMDB, da qual ele havia se ausentado. O Eduardo também participou ativamente disso.

ÉPOCA – Como era a relação entre Temer e Eduardo Cunha?
Joesley – A pessoa a qual o Eduardo se referia como seu superior hierárquico sempre foi o Temer. Sempre falando em nome do Temer. Tudo que o Eduardo conseguia resolver sozinho, ele resolvia. Quando ficava difícil, levava para o Temer. Essa era a hierarquia. Funcionava assim: primeiro vinha o Lúcio. O que ele não consegui resolver ele pedia para o Eduardo. Se o Eduardo não conseguia resolver, envolvia o Michel.

ÉPOCA – Segundo as provas da delação da JBS e de outras investigações, o senhor pagava constantemente tanto Eduardo Cunha quanto Lúcio Funaro, seja por acertos na Câmara, seja por acertos na Caixa, entre outros. Quem ficava com o dinheiro?
Joesley – Em grande parte do período que convivemos meu acerto era direto com o Lúcio. Eu não sei como era o acerto do Lúcio do Eduardo tampouco do Eduardo com o Michel. Eu não sei como era a distribuição entre eles. Eu evitava falar de dinheiro de um com o outro. Não sabia como era o acerto entre eles. Depois, comecei a tratar uns negócios direto com o Eduardo. Em 2015, 2016, quando ele assumiu a Presidência da Câmara. Não sei também o quanto desses acertos iam para o Michel. E com o Michel mesmo eu também tratei várias doações. Quando eu ia falar de esquema mais estrutural com Michel, ele sempre pedia para falar com o Eduardo. ‘Presidente, o negócio do Ministério da Agricultura, o negócio dos acertos…’. Ele dizia: ‘Joesley, essa parte financeira toca com o Eduardo e se acerta com o Eduardo’. Ele se envolvia somente nos pequenos favores pessoais ou em disputas internas, como a de 2014.

ÉPOCA – O senhor realmente precisava tanto assim desse grupo de Eduardo Cunha, Lúcio Funaro e Temer?
Joesley – Eles foram crescendo no FI-FGTS, na Caixa, na Agricultura – todos órgãos onde tínhamos interesses. Eu morria de medo de eles encamparem o Ministério da Agricultura. Eu sabia que o achaque ia ser grande. Eles tentaram. Graças a Deus mudou o governo e eles saíram. O mais relevante foi quando Eduardo tomou a Câmara. Aí virou CPI para cá, achaque para lá. Tinha de tudo. Eduardo sempre deixava claro que o fortalecimento dele era o fortalecimento do grupo da Câmara e do próprio Michel. Aquele grupo tem o estilo de entrar na sua vida sem ser convidado.

ÉPOCA – Pode dar um exemplo?
Joesley – O Eduardo, quando já era presidente da Câmara, um dia me disse assim: ‘Joesley, tão querendo abrir uma CPI contra a JBS para investigar BNDES. É o seguinte: você me dá cinco milhões que eu acabo com a CPI.’ Falei: Eduardo, pode abrir, não tem problema. Como não tem problema? Investigar o BNDES, vocês. Falei: Não, não tem problema. Você tá louco? Depois de tanto insistir, ele virou bem sério: é sério que não tem problema? Eu: é sério. Ele: não vai te prejudicar em nada? Não, Eduardo. Ele imediatamente falou assim: seu concorrente me paga cinco milhões para abrir essa CPI. Se não vai te prejudicar, se não tem problema… Eu acho que eles me dão os 5 milhões. Uai, Eduardo, vai sua consciência. Faz o que você achar melhor’.Esse é o Eduardo. Não paguei e não abriu. Não sei se ele foi atrás. Esse é o exemplo mais bem acabado da lógica dessa Orcrim.

ÉPOCA – Algum outro?
Joesley – Lúcio fazia a mesma coisa. Virava para mim e dizia: tem um requerimento numa CPI para te convocar. Me dá um milhão que eu barro. Mas a gente ia ver e descobria que era algum deputado a mando dele que estava fazendo. É uma coisa de louco.

ÉPOCA – O senhor não pagou?
Joesley – Nesse tipo de coisa, não. Tinha alguns limites. Tinha que tomar cuidado. Essa é a maior e mais perigosa organização criminosa desse país. Liderada pelo presidente.

ÉPOCA – O chefe é o presidente Temer?
Joesley – O Temer é o chefe da Orcrim da Câmara. Temer, Eduardo, Geddel, Henrique, Padilha e Moreira. É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto. Essa turma é muita perigosa. Não pode brigar com eles. Nunca tive coragem de brigar com eles. Por outro lado, se você baixar a guarda, eles não têm limites. Então meu convívio com eles foi sempre mantendo à meia distância: nem deixando eles aproximarem demais nem deixando eles longe demais. Para não armar alguma coisa contra mim. A realidade é que esse grupo é o de mais difícil convívio que já tive na minha vida. Daquele sujeito que nunca tive coragem de romper, mas também morria de medo de me abraçar com ele.

ÉPOCA – No decorrer de 2016, o senhor, segundo admite e as provas corroboram, estava pagando pelo silêncio de Eduardo Cunha e Lúcio Funaro, ambos já presos na Lava Jato, com quem o senhor tivera acertos na Caixa e na Câmara. O custo de manter esse silêncio ficou alto demais? Muito arriscado?
Joesley – Virei refém de dois presidiários. Combinei quando já estava claro que eles seriam presos, no ano passado. O Eduardo me pediu 5 milhões. Disse que eu devia a ele. Não devia, mas como ia brigar com ele? Dez dias depois ele foi preso. Eu tinha perguntado para ele: “Se você for preso, quem é a pessoa que posso considerar seu mensageiro?”. Ele disse: ‘O Altair procura vocês. Qualquer outra pessoa não atenda’. Passou um mês, veio o Altair. Meu deus, como vou dar esse dinheiro para o cara que está preso? Aí o Altair disse que a família do Eduardo precisava e que ele estaria solto logo, logo. E que o dinheiro duraria até março deste ano. Fui pagando, em dinheiro vivo, ao longo de 2016. E eu sabia que, quando ele não saísse da cadeia, ia mandar recados.

ÉPOCA – E o Lúcio Funaro?
Joesley – Foi parecido. Perguntei para ele quem seria o mensageiro se ele fosse preso. Ele disse que seria um irmão dele, o Dante. Depois virou a irmã. Fomos pagando mesada. O Eduardo sempre dizia: “Joesley, estamos juntos, estamos juntos. Não te delato nunca. Eu confio em você. Sei que nunca vai me deixar na mão, vai cuidar da minha família’. Lúcio era a mesma coisa: “‘Confio em você, eu posso ir preso porque eu sei que você não vai deixar minha família mal. Não te delato’”.

ÉPOCA – E eles cumpriram o acerto, não?
Joesley – Sim. Sempre me mandando recados: “Você está cumprindo tudo direitinho. Não vão te delatar. Podem delatar todo mundo menos você’”. Mas não era sustentável. Não tinha fim. E toda hora o mensageiro do presidente me procurando para garantir que eu estava mantendo esse sistema.

ÉPOCA – Quem era o mensageiro?
Joesley – Geddel. De 15 em 15 dias era uma agonia terrível. Sempre querendo saber se estava tudo certo, se ia ter delação, se eu estava cuidando dos dois. O presidente estava preocupado. Quem estava incumbido de manter Eduardo e Lúcio calmos era eu.

ÉPOCA – O ministro Geddel falava em nome do presidente Temer?
Joesley – Sem dúvida. Depois que o Eduardo foi preso, mantive a interlocução desses assuntos via Geddel. O presidente sabia de tudo. Eu informava o presidente por meio do Geddel. E ele sabia que eu estava pagando o Lúcio e o Eduardo. Quando o Geddel caiu, deixei de ter interlocução com o Planalto por um tempo. Até por precaução.

Comentários no Facebook

45 Respostas

  1. Jose fernandes disse:

    Cara..quadrilha , PCC , máfia, pechelingue, ladravaz, ladravão, furtador, capoeiro, agadanhador, agafanhador, escamoteador, abafador, lapim, lapinante, ventanista, roubador, rapinador, pilhante, pandilheiro, mão-leve, malandrim, malandréu, rato, ladro, larápio, bandido, gatuno, salteador, rapace, rapinante, pilha, ratoneiro, malandro. Tudo isso é muito pouco pro Temer e sua trupe

  2. Marcelino Gonçalves disse:

    PSDB parceiro da Orcrim!

  3. Elí Mariott disse:

    ORCRIM = Organização Criminosa

  4. Tclima disse:

    ORCRIM nada mais é que “Organização Criminosa”.

  5. Luiz Mattos disse:

    QUE NÓS POVO TENHAMOS A COMPREENSÃO DE SERMOS OS PROTAGONISTAS PRINCIPAIS DESSE ENREDO DIABÓLICO QUE NOS LANÇARAM,CORAGEM E DISPOSIÇÃO PARA EXIGIRMOS E EMPENHARMOS NOSSO PAPEL,O BRASIL CORRE SÉRIO RISCO DE UMA DITADURA,NEM UM PODER MERECE DO POVO A CONFIANÇA TODOS ELES INCLUSIVE O PODER EMPRESARIAL E MIDIÁTICO NÃO SÃO MERECEDORES DE CRÉDITO,SOMENTE O POVO SALVA O BRASIL.

  6. Valdir Rocha disse:

    Meu Deus até quando vão deixar este canalha governar o País???? Que País é este????

  7. Marat disse:

    PSDB-PMDB = Orcrim. PCC é fichinha perto desse bando de canalhas!

  8. Osvaldo Murad Sobrinho disse:

    Raia ao inacreditável essa entrevista. Estamos sendo dirigidos pela mais perigosa quadrilha do Cone Sul. Que falta faz um STALIN. Poderia ser até um Hitler.

  9. José Ademar disse:

    Ele diz aí que sabia que Eduardo Cunha e Funaro seriam presos,quando na verdade será preso Eduardo Cunha,Funaro,Aécio em 20/06,Temer,Geddel Viera Lima.

    Depois ele fala que começou a fazer negócios com o Presidente Eduardo Cunha quando o mafioso assumiu a câmara em 2015/2016,quando o correto seria dizer:comecei a subornar com mais força Eduardo Cunha e o protegido do juiz Sérgio Irineu,Mishell Temer,quando estes dois imundos assumiram a Presidência da República em 2015.

    Realmente essa entrevista está bem perto da realidade,acho eu.

    Agora ninguém pode negar que Joesley Batista foi mega inteligente em procurar Janot,porque se ele cai na besteira de pegar o jatinho dele que ele emprestou para o golpista e fosse para Curitiba falar com Deltan & Sérgio ele estaria preso agora no lugar de Aécia Neves e estaria sofrendo tortura de todos os tipos sendo a mais clássica da seccional Farsa Jato de Curitiba:Irineu e Deltan disse que você só sai daqui se incriminar o PT,Lula e Dilma.Somente eles.

    Joesley diria:-Eu vim entregar Aécio e Temer.

    Farsa Jato Curitiba:-Se você fizer isso você irá pegar pena de morte,fdp!.Você não sabe que no Brasil não existe mais constituição e Sérgio Irineu é quem manda no mundo agora?

    Se Joesley vai para Curitiba era isso que iria acontecer.

    Joesley pode até ser bandido como dizem por aí,mais o bicho deu um drible na Farsa Jato Curitiba que lembra o gol de Maradona em 86 contra a Inglaterra e os dribles de Garrincha.

    Sérgio Irineu está desesperado por não poder salvar Temer e livrar Aécio da prisão e porque os 14:59 minutos de fama dele está acabando.

  10. carlos góis disse:

    acabamos de ver o relato de um empresario não muito ortodoxo, mundialmente conhecido e tido no setor como aquele que não perdoa…joga duro e sem pena…em que pese o fato de ele tambem ser criminoso, este mafioso acaba de delatar seu bando…pouco importa suas razões…ele não tem inteireza de carater, no entanto relata com riqueza de detalhes a ação criminosa da quadrilha que tomou o poder de assalto…lógico que há gente do pt e de outros aliados no esquema…isso ta claro e é até compreensivel tendo em vista que como eles mesmo afirmaram, ninguem governa sem eles…e não governa mesmo! a todos eles, o rigor da lei…a todos…todos…sem pena tambem…acho errado essa coisa dac delação porque neguin que meteu a mão e enricou vai se sair de boa, isso nós temos de resolver tambem…mas o que o senhor joesley acaba de dizer, não só desbanca a quadrilha como põe todos eles em cana…ou o país faz isso agora ou o mundo inteiro começará desmontar suas parcerias conosco e até deportar brasileiros, com se corruptos, fossem que vivem por lá…é gravissimo!

  11. Mário José disse:

    Então, o que vale mais? Denúncia ao MP, ao STF, ou à época?
    E essa entrevista… Cortada. Tem muito mais, e a reportagem não aprofunda nada, é Joesley quem dá as deixas.
    Tem caroço nesse angu, ou melhor, angu nesse caroço….

  12. Maria do Carmo Soares disse:

    De toda essa sujeirada, o que me deixa mais triste é que nós, eleitores, é que colocamos esses bandidos no poder. E se eles saírem, outros entrarão. Já vejo Doria, Bolsonaro, e Pedro, filho de Cassio Cunha Lima e outros, ascendidos pelo povo “alegre” e inocente, que fomos todos, desde sempre.

  13. Belo do Lula disse:

    Porém… isso tá mais parecendo vingança de quem teria perdido amante. No mais, o mais atingindo é o petismo, pois jamais teria Lula ou Dilma sem o apoio da turma do Temer.

  14. Onda Vermelha disse:

    Hehehe! Notaram? Quando a Kátia Abreu assumiu o Ministério da Agricultura, já no Governo Dilma, a Orcrim do Temer/Cunha o achaque à JBS diminui um pouco. Taí, certamente, mais fonte de atrito com Dilma.

    “Joesley – Eles foram crescendo no FI-FGTS, na Caixa, na Agricultura – todos órgãos onde tínhamos interesses. Eu morria de medo de eles encamparem o Ministério da Agricultura. Eu sabia que o achaque ia ser grande. Eles tentaram. Graças a Deus mudou o governo e eles saíram. O mais relevante foi quando Eduardo tomou a Câmara. Aí virou CPI para cá, achaque para lá. Tinha de tudo. Eduardo sempre deixava claro que o fortalecimento dele era o fortalecimento do grupo da Câmara e do próprio Michel. Aquele grupo tem o estilo de entrar na sua vida sem ser convidado”.

  15. Cláudio disse:

    :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra**S**il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta de sabujos sujos e sabujas sujas a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria, com dois c(h)ifrões, de $$ neonazista) dos e das canalhas direitistas…
    .

    PARA A ENÉSIMA PUTifARIA ( patifaria + putaria ) DA DIREITA:

    Foi com muito cálculo que se preparou mais essa para o PT (e/ou as esquerdas, o progressismo/trabalhismo). E, ao que parece, o partido não contava nem se preveniu para essa eventualidade. Aliás, é estranho o número de vezes que o PT (o progressimo/trabalhismo) é pego de calças curtas, desprevenido e perplexo. E, o que mais espanta, é que seus inimigos nem parecem ser tão espertos assim.
    .

    AS MORDOMIAS DOS MARAJÁS EM PÉ DE GUERRA:
    .
    Os 17 mil juízes receberam em média 46,1 mil por mês em 2015;
    .
    Os 1,2 mil promotores e procuradores de Justiça recebem salário máximo teórico de 33,7 mil mensais;
    .
    Magistrados e promotores têm auxílio-moradia de 4,3 mil mensais. Se morarem juntamente com um cônjuge que também tem direito a auxílio, ambos recebem da mesma forma;
    .
    Todos têm 60 dias de férias por ano e, em caso de trabalho fora do local, uma diária equivalente a 1/30 da remuneração mensal;
    .
    Pena máxima em caso de punição disciplinar: aposentadoria compulsória com salario integral (i$$o é punição mesmo ou é premiação ?…)
    ,

    E MAIS :

    Os tribunais de contas e o Judiciário são a maior fonte de corrupção

    O Judiciário do Brasil é o mais caro do mundo

    O juiz é um servidor público como o faxineiro, só que o Judiciário decide em causa própria

    Os juízes dizem “na minha vara” – a vara não é dele!

    A reforma de Previdência não vai atrás de juiz que recebe aposentadoria de R$ 100 mil: vai atrás dos pobres

    O Judiciário é uma ditadura de classe – e ditadura conservadora

    .

    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/distopia [consultado em 01-10-2016].)

    .:.

    Poema acróstico para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :

    L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor
    U m homem simples como as coisas boas da vida
    Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor
    Z elando sempre pelo bem da humanidade querida

    I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
    N ascido do povo que muito o ama e admira
    Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor
    C onsciência plena de tudo que no mundo gira
    I magem perfeita do homem de si senhor
    O humano defensor de humana lira

    L uz de nossa gente, lutador incansável
    U m verdadeiro herói do povo brasileiro
    L úcido e consciente do mais admirável
    A mor pelo ser humano e verdadeiro

    D igno e sincero, fraterno e muito humano
    A migo do povo, honesto e sempre lhano

    S eja o meu/nosso canto para te louvar
    I sso que a voz do povo já disse várias vezes
    L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar
    V itória da melhor sorte no número treze
    A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.

    Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( poeta anarcoexistencialista )

    .:.

    L uz do povo brasileiro
    U m digno e fiel lutador
    L astreando com real valor
    A honra do BraSil inteiro.

    .:.

    L ula livrou 36 milhões da pobreza
    U m feito memorável sem precedentes
    L utando contra a mídia venal, teve a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes

    .:.

    L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros
    U m feito sem igual que por si só já bastaria
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia

    .:.
    .:.

    Mídia cínica, mercenária, demagógica e corruta.
    .
    “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma”.
    .
    …………………..………………………………. ( Joseph Pulitzer )

    .:.

    Se você não for cuidadoso / cuidadosa
    .
    “Se você não for cuidadoso / cuidadosa, os jornais [a mídia] farão [fará] você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas e amar as [‘]pesso[nh]as[’] que estão oprimindo”.
    .
    …………………..………………………………. ( Malcolm X )

    .:.

    NÓS

    A tv me promete
    o leite da moça,
    o prazer em pó,
    líquido,
    instantâneo,
    integral…

    Que faremos de nossos olhos,
    de nossas mãos?

    ………………….……………………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    B…….…………………………A
    …..I…………………………I
    …..….S……….………C
    …….……T………N
    ……..……….Â
    tele……………………..visão

    tele……………………..vazão

    tele……………………..vazio

    ………………………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)

    .:.

    ReXistência

    Não deixe que aluguem o seu pensamento:
    Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
    :
    Diga “NãO” à Rede Goebbels

    ……………………………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    Globo

    PATRÃO
    PADRÃO
    LADRÃO

    ……………………………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )

    .:.

    ( En la lucha de clases )
    .
    En la lucha de clases
    Todas las armas son buenas

    Piedras
    Noches
    Poemas
    .
    …………………………………………….( Paulo Leminski )

    .:.

    ( Não é a beleza )
    .
    Não é a beleza
    Mas sim a humanidade
    O objetivo da literatura
    .
    …………………………………………….( Salamah Mussa )

    .:.

    A existência precede a essência.
    .
    …………………………………………….( Jean-Paul Sartre )

    .:.

    * 1 * 2 * 13 * 4

    .:.

    * * * * * * * * * * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *

    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem vaselina) 2018 neles (que já tomaram DE QUATRO no PSDBosta) !!!!

    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * * * * * * * * * * *

  16. Ruy disse:

    E a pergunta inevitavel e’: O que o PT estava pensando, para se aliar a este partido e chamar este ‘poderoso chefao’ para ser vice nas suas chapas. Explica ai PT, ou algum companheiro deste forum, por favor..

    • Carlos de Souza disse:

      Ruy, onde estava a Policia Federal nos anos pregressos dessa quadrilha? O noivo trai a noiva desde o namoro. Eles se casam, ai ela descobre a putaria …e a culpa é dela?

  17. Nilson disse:

    Se A Globo vai pra lá eu vou pra cá.

  18. Nilson disse:

    A Globo quer diretas já????

  19. Nilson disse:

    O Josley é mentiroso. Bandido são os tucanos de São Paulo.

  20. José Ricardo Romero disse:

    Mentira: o maior chefe de quadrilha que existe é o Serra e o psdb abriga os principais quadrilheiros.

  21. Márcio Martins disse:

    Novidade seria se Joesley confirmasse que Temer é o ET de Varginha…o que ele contou, para mim, foi chover no molhado!

  22. Bronco Capiau disse:

    Parece que alguns mortadelas estão caindo na real !!!

  23. Bronco Capiau disse:

    E Lula ??? Bem, fiel ao seu estilo, o ex presidente de nada sabia! Político ingenuo e de boa fé desconhecia o carater de certas raposa matreiras que habitam o cerrado, e quando deu por si, coitado viu Temer ser eleito vice de Dilma Rousseff na chapa COM
    A FORÇA DO POVO com mais de 54 milhies de votos !!!

    • Salvador disse:

      Falou o eleitor do purismo. O eleitor que com certeza não votou no Lula em 2002 porque não concordou com a aliança com o PL, haja vista ter sempre votado no PT quando ele ainda não se aliava com ninguém. Votou no PT em 89, em 94 e em 98. Depois disso, nunca mais votou no PT, sempre no PSOL. Só que não, em 89 votou no Collor, 94, no FHC com aliança com PFL, PMDB do (adivinhem) Temer, em 98 de novo, em 2002, no Serra, em 2006 no Alckmin, 2010 no Serra, e 2014 no Aécio. Com esse histórico de votos vc realmente só faz um raciocínio na hora de apertar os botões: se roubou não importa, contanto que não seja vermelho. Parabéns, eleitor de Aécio!

  24. Bronco Capiau disse:

    incluindo votos de alguns ilustres tijolófilos…

  25. Tina disse:

    Pois é,
    mesmo sabendo disso ele bancou o impeachment da Dilma.

    Esse país não tem jeito.

  26. Maria disse:

    Esse joesley é bandido da pior espécie, se faz de coitado e aponta o dedo para a orcrim como se ele não fizesse parte. Ele é o corruptor. Ele dava dinheiro em trova de quê? Salafrário. Interessante, que ele cita o PT com os 35 milhões, sem maiores informações e nem cita o PSDB, quadrilha mais profissional que o PMDB. Essa entrevista é orquestrada. Não dá pra confiar nesse escroque.

  27. fernando disse:

    PILANTRA !
    QUE APODREÇA NA CADEIA JUNTO COM O TEMER !
    PODE DEIXAR QUE CUIDO DA TUA MULHER CORNO !

  28. Cunha e Silva disse:

    Faltou o caju , Romero Jucá , dentre outros financiados por Cunha com dinheiro de propina em 2014 para se eleger presidente da câmara . Empresas financiadoras : JBS , Odebrecht , OAS , Settal , Andrade , Camargo , e uma dezena de obras . Com essa ajudinha tem mais 300 ladrões que votarão com Temer contra seu afastamento .

  29. Ninguém disse:

    Joesley é um GOLPISTA CALHORDA de primeira hora. Não dá para confiar em nenhum golpista.

  30. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    Aos poucos as melancias vão se ajeitando… essa quadrilha roubou na Caixa, no BNDES, no Banco do Brasil, na Petrobrás… e fizeram um crime quase perfeito, pois tentaram jogar toda a culpa no PT. Alguns individuos sem massa encefálica, conhecidos por coxinhas, ainda não perceberam a total ausência de provas nas acusações ao Lula e a abundância de provas materiais contra os verdadeiros chefes dessa ORCRIM comandada por Temer, Cunha, Geddel, Moreira Franco, Jucá, Renan e Eliseu Quadrilha. A Papuda vai ser pequena para essa gentalha toda.

  31. jr disse:

    Começou a entrevista dizendo que a corrupção institucionalizada começou nos anos do PT. Antes, o Brasil era uma Finlandia tropical…mas a “corrupção institucionalizada” que levou o grupo JBS ao topo do mundo só tinha o Mantega como interlocutor…depois ele diz que Temer e Cia são uma quadrilha perigosa. Mas encheu o rabo de meio mundo de dinheiro pra ajudar a derrubar a Dilma…tá difícil entender a logica disso tudo.

    • Joaquim Ferreira disse:

      Armado junto com a globosta, não é a toa que a entrevista foi exclusiva para uma sucursal dos marinhos….

  32. Katana disse:

    Já dizia o Mestre Jesus! “Não se deve por remendo novo em odres velhos.” A renovação total e completa desse congresso corrupto, que dará manobras para se proteger ao invés de votar leis que ajudem o povo e o país ‘e necessária e imediata!

  33. Luiz Carlos P. Oliveira disse:

    ANDRE SOUZA, Coxinha trouxa: Nós votamos no PT e em seu plano de governo. Tu votou no Aécio, o partido que dá sustentação à esta quadrilha, pois são quadrilheiros também. Está gostando de ver o seu bandido queridinho ser comido antes de todos? Chora, trouxinha, chora. Este teu papo de que votamos no Temer só se sustenta entre teus pares, todos imbecilidados pela Globosta. Vai trabalhar para se aposentar aos 80 anos, trouxa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *