Joaquim, abandonado, diz não ser candidato

joaqdesert

Depois de até Merval Pereira tê-lo abandonado, na  sua coluna de ontem em O Globo, recusando “a teoria da conspiração que denuncia um plenário manipulado” da maioria “sob medida” que  com que ele, Joaquim Barbosa, insultou seus pares no Supremo Tribunal Federal, o nosso “salvador da Pátria” parece ter jogado a toalha”.

Numa entrevista dada “sob medida” para o reacionaríssimo Diego Escosteguy, da Época, o presidente do STF diz, de novo, que não será  candidato a Presidente:

“É lançar-se, expor-se, a um apedrejamento.”

Curioso. O homem que expõe todos ao apedrejamento acha ruim ser apedrejado.

Joaquim Barbosa parece não ter entendido que não pode, na sua miopia, fazer o que veda o artigo 345 do Código Penal: “Fazer justiça pelas próprias mãos, para satisfazer pretensão, embora legítima, salvo quando a lei o permite”.

Mesmo que a pretensão fosse legítima – e não é –  a confissão de Barbosa de que manipulou uma condenação e uma cavilosa interpretação da lei  para conduzir como quis a ação penal 470, o chamado mensalão.

Embora Joaquim Barbosa continue servindo à direita como fonte de desgaste a um governo de esquerda, já não serve  mais à direita como candidato contra este governo.

Passou dos limites, com antes Jânio Quadros e  Fernando Collor passaram, ao representarem o moralismo de ocasião.

E, como Barbosa, foram descartados pelas elites a que serviram.

A diferença entre o demolidor e o construtor, é que deste resta a obra – material, política ou social – e daquele, após a fúria, só poeira.

 

Comentários no Facebook

23 Respostas

  1. jofra disse:

    O que mais me espanta não é exatamente o Capitão do Mato, mas seus colegas e pares ( os não holofotistas ) e até o próprio Senado federal permanecerem INERTES, MORTOS, ACOMODADOS!!!!!!! Viva o Brasil, o Lula e a Dilma!!!!!!

    • RicardãoCarioca disse:

      Você acha simples mobilizar 41 senadores, no mínimo, para o impeachment do JB? Com a Globo nas jugulares da maioria? Apostando numa decisão coletiva que dificilmente aconteceria, JB faz o que quer.

      • Ronaldo Curitiba disse:

        Sem o querer não existe a ação.

        A simples intenção de atuar contra o BlackBatman teria um efeito extraordinário no conhecimento do povo sobre o processo e o STF.

        Além disto, as razões para o impeachment não teriam como ser ignoradas pela mídia canalha e a verdade afloraria.

        Mantenho a minha opinião – o partido e o Senado foram, como eu diria? omissos? nesta questão.

  2. Mauricio disse:

    Deve ter pensado! ‘Se me candidato a Presidencia, de onde vira o dinheiro pra minha campanha’? Ah!!!!!!!.

  3. Taiguara disse:

    Aberta a temporada de tiro no escuro.

  4. marcos augusto disse:

    Sem dar demonstração de qualquer “convencimento”, devo dizer que eu disse isso num dos blogs de esquerda, por volta do mês de outubro ou novembro passado, ou seja, que num futuro próximo Barbosa iria ser descartado pelos mesmos que o aplaudiam! Basta dizer que, naquela época, o Aécio Never, mineiramente, ao ser indagado se o aceitaria como vice, respondeu que “o ministro já disse que não será candidato”… Mas a pergunta foi outra, é claro. Prevejo mais: o Barbosa que, ainda, é procurado nos aeroportos para dar autógrafos aos idiotas, com certeza, num futuro próximo vai ser vaiado… Como em algumas ocasiões recentes já foi!

  5. m.a.p disse:

    MP paulista é uma verdadeiro prostíbulo, é a casa da prevaricação.
    Porra ! Será que que não existe um que esteja no compadrio?

  6. grorge everton linhares oliveira disse:

    Tudo culpa deste Senado omisso, mandado pela Sonegadora Globo.

  7. José Ricardo Romero disse:

    O que importa mesmo é ele fora do STF, porque eleições ele não ganha. Para tanto tem que sair às ruas e pedir votos e, no caso do senado, milhões de votos. E ele sabe, como disse, que será apedrejado se sair às ruas e tiver contato com o povão. Barbosa fora, é hora de cobrar duramente a responsabilidade pela omissão criminosa e pela cumplicidade infame dos demais ministros do stf, os atuais e os que já saíram. O ideal é a renúncia coletiva de todos os ministros. Porque não começarmos já uma campanha visando este fim? Seria o início de uma purga que poderia atingir todo o judiciário, incluindo aí a não menos responsável PGR. Quem sabe assim teremos, no futuro, uma justiça digna deste nome…

  8. Luis Vasconcelos disse:

    Joaquim Barbosa alimentou um MENTIRÃO para lhe servir de plataforma para ser presidente da República. Agora a farça foi desnudada. Mesmo assim tire a toga que lhe serve de couraça e vem para a disputa política em campo aberto e em igualdade de condições. Vem enfrentar o povão que não é bobo como a direita pensa! Essa é a hora da verdade, Joaquim raivoso e prepotente.

  9. Acabou pro Quinzinho. No máximo será deputado, algum dia.

  10. Giovanni disse:

    Não creio que a Globo tivesse intenção de apoiar Barbosa. Jamais ela aceitaria um negro de origem pobre na presidência. Duas lepras para a Globo, preto e pobre. Apenas num último e desesperado ato.

    O plano deve ser lançá-lo para senador e torná-lo presidente do Senado para complicar toda e qualquer votação que um possível novo governo Dilma envie para aquela casa. Mensalão são águas passadas, agora ele vai servir para atrapalhar o governo diretamente. No STF era para melar a (re)eleição, mas esta, agora, parece irreversível. É preciso mudar os planos.

  11. Luís CPPrudente disse:

    O Babosão desceu do salto Luiz XV e percebeu que não é o Sol que ilumina a nossa justiça?

  12. Messias Franca de Macedo disse:

    … As chantagens perpetradas pelas ‘mãos invisíveis’ [de sempre GOLPISTAS!] vergaram e desancaram de morte o Barbosa! De modo que o destino do ‘Caifás dos Trópicos’ a serviço dos brancos escravagistas já está traçado: em novembro, uma baita aposentadoria precoce; instalar-se, definitivamente (ufa!), no ap. em Miami dos estadunidenses escravocratas; nas esporádicas visitas ao Brasil, ‘um rolezinho’ em alguma gafieira do projac – e se “as pedras perdidas”(!) dos morros vizinhos não o ameaçarem!…

    República de ‘Nois’ Bananas
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

  13. Valdonier borret disse:

    É interessante ver tantos petistas malhando o JB. Gostaria de saber a opinião deles sobre essa roubalheira, corrupção sem medidas e manobras políticas obscuras que se instaurou no pais no reinado do PT. Votei no Lula aos 16 anos, um sindicalista revolucionário que queria mudar o país,hoje aos 40 vejo que ele conseguiu. Todos do PT daquela época se tornaram milhonarios, salvo os que saíram do PT é claro. Lula e seus filhos então, nem se fala.
    Há se arrependimento matasse.

  14. Jaime Iglesias Serral disse:

    E o capitão-do-mato esperava que os senhores brancos da Casa Grande fizessem o que, após o serviço sujo? Queria ser homenageado, queria casar-se com a sinhazinha branca? Queria a alforria e o status de ‘enbranqueado’? Quanta pretensão passou pela cabeça vaidosa do senhor JB. Acreditou que, pendurando os petistas no tronco, seria elevado à condição de amigo incondicional das elites. Errou feio, porque e elite corporificada no PIG, é preconceituosa, racista e utilitarista. JB será poupado, terá algum crédito ainda, enquanto houver ainda alguma utilidade na repetição exaustiva da ação penal 470. Quando a eleição tiver passado, quando o PT novamente tiver dado uma surra nessa direita asquerosa, JB também será pendurado no tronco, e quem sabe queimado na fogueira.

  15. Romu disse:

    O papelão do Quincas é pior. O sujeito vai ser candidato sim, mas ao senado. A Casa Grande manda, o capitão do mato obedece. Afinal, se saísse candidato a presidente dividiria tanto os votos da direita que corria o risco do candidato tucano desaparecer. Uma coisa é o psdb lançar o aécio para fazer boca de aluguel contra a Dilma e assim, torcer para que tenha um segundo turno contra a presidenta e negociarem seu apoio ao eduardo campriles. Outra coisa, é não ter cacife nem para isso. É o risco que o psdb corria com uma possível candidatura do Quincas. Aí o fhc foi a mídia e ordenou: “capitão do mato, não se candidate a presidente, mas sim a senador”. A Casa Grande manda, o disciplinado capitão do mato obedece.

  16. Zé Augusto disse:

    Brito, o caso é bem pior. Diego Escosteguy não entrevistou. No texto está claro que ele narrou o que diz “ter ouvido falar” de interlocutor mantido no anonimato, sem a revista ouvir diretamente JB. Significa que a revista da Globo está dando um “pé-na-bunda” ao namoro com Barbosa na política, à revelia dele. Motivo? Diz que seria um desastre para o julgamento do mensalão (ou seria para a Globo?) se ele fosse candidato. Abraços.

  17. Edi Passos disse:

    Eu sempre achei que ele não largaria o cargo vitalício de Ministro do Supremo, com o maior salário da república, acrescido das “verbas de representação” e das viagens mundo afora,pra se aventurar numa eleição. Mas no fundo eu torcia para que o fizesse, não só por questão de higienização da justiça, como também para que fosse desmascarado num debate político em igualdade de condições. Ficava a imaginá-lo, por exemplo, tendo chilique de frente a frente com o Ciro Gomes,ou com o Requião!

  18. Isidoro Guedes disse:

    Fernando Brito tem toda razão:

    ” Embora Joaquim Barbosa continue servindo à direita como fonte de desgaste a um governo de esquerda, já não serve mais à direita como candidato contra este governo”….

    E isso ocorre porque ele mostrou-se inábil politicamente falando, botou os pés pelas mãos depois que deixou a mostra a estratégia de manipular o julgamento do mentirão, depois a confissão que fez essa manobra abjeta ficar completamente a nu. Considerando essa derrapada como um verdadeiro tiro no pé, a verdade é pegou mal, muito mal “… a confissão de Barbosa de que manipulou uma condenação e uma cavilosa interpretação da lei para conduzir como quis a ação penal 470, o chamado mensalão”.

    Assim sendo Barbosa “…passou dos limites, com antes Jânio Quadros e Fernando Collor passaram, ao representarem o moralismo de ocasião”, que acabariam por desmoralizar com suas ações intempestivas e inábeis. Barbosa foi intempestivo e inábil antes mesmo de ser tornar uma opção viável para a direita, o que por si só já não seria uma tarefa das mais fáceis, por ser ele um negro de origem humilde.

    Barbosa ao confessar ter manipulado o julgamento do mentirão deixou a mídia direitista, sua parceira nessa patranha, mal na fotografia. E isso irritou essa mídia, que jamais o perdoará por esse erro crasso. Por isso ele continua como aliado, mas como candidato é mesmo carta fora do baralho. Pensou que podia tudo, e acabou percebendo, amargamente, que só era mais um joguete nas mãos da turma da casa grande. Bem feito!

  19. Gilson disse:

    Na frente do Requião e Ciro, esse Sr defecava sangue

  1. 09/03/2014

    […]   […]

  2. 09/03/2014

    […] Joaquim, abandonado, diz não ser candidato […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *