Folha confirma Guantanamo da Lava Jato

noam-chomsky

O Brasil recebeu hoje a confirmação de uma denúncia já veiculada pelo blog Conversa Afiada.

A jornalista Monica Bergamo, flor rara no pântano da nossa imprensa, revelou a rotina dos executivos mantidos presos por tempo indeterminado pelo juiz Sergio Moro.

Os presos da Lava Jato estão sendo mantidos em condições degradantes nas dependências da Polícia Federal do Paraná.

Permanecem amontoados, aos quatro, em cubículos minúsculos, usando um buraco no chão como latrina.

São obrigados a comer com as mãos.

São humilhados constantemente pelos agentes.

Agora se entende porque Sergio Moro ganhou um prêmio da Globo.

O neoliberalismo é assim. Para banqueiros, a proteção dos deuses. FHC liberou aos bancos, quebrados por incompetência e corrupção, mais de R$ 300 bilhões.

Para executivos de empresas que empregam centenas de milhares de pessoas, e que constituem um nó central da economia brasileira, o inferno dantesco.

Só quem tem vida boa na PF é Alberto Youssef, o único que foi preso e condenado diversas vezes, e que, por ser tucano e ter um advogado tucaníssimo, tem o privilégio até de receber uma bela fisioterapeuta na cadeia.

O objetivo, naturalmente, é torturá-los até que delatem o PT.

Como não aceitaram, então continuam presos, mesmo que ainda não haja nenhuma condenação contra eles.

Tem um lugar que faz igualzinho: Guantanamo, a prisão americana na ilha de Cuba.

Os delatores, como Pedro Barusco, doente terminal, ou Paulo Roberto Costa, cuja família começou a ser integralmente perseguida, optaram pela delação e receberam imediatamente liberdade.

A imprensa e seu público fascistoide aplaudem, naturalmente.

Os pobres não são barbarizados? Então democratizemos a barbárie!

A demagogia fascista encontra em nossa mídia um terreno fértil para florescer.

Afinal, como explicava Joseph Pulitzer, inspirador do principal prêmio de imprensa e literatura nos EUA: “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”.

Só nos resta perguntar: o Brasil caminha para uma ditadura midiático-judicial?

Quem virá nos salvar?

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

52 Respostas

  1. Messias Franca de Macedo disse:

    JUDICIÁRIO E MÍDIA PODEM TORTURAR UM CIDADÃO?
    Retratado na Operação Lava Jato como “chefe do clube” das empreiteiras, o empresário Ricardo Pessoa, preso há mais de três meses sem qualquer condenação, vem sendo praticamente torturado em Curitiba; neste fim de semana, a revista Veja, da Editora Abril, explicitou seu jogo, revelando o que ele deve falar para conquistar sua liberdade: basta incriminar o PT, e, ainda, inviabilizar a eventual volta de Lula em 2018…

    22 DE FEVEREIRO DE 2015 ÀS 07:29

    (…)

    FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/170760/Judici%C3%A1rio-e-m%C3%ADdia-podem-torturar-um-cidad%C3%A3o.htm

    • Léo disse:

      Eu, ja tinha conhecimento ha mais de um mes, atraves do Blog Conversaafiada, das condições desumanas em que estão os presos em Curitiba.

      Por que a OAB esta inerte?

      Por que a CNBB não se pronuncia?

      Porque os deputados ligados ao Direitos Humano da Camara dos Deputados não vão in loco ver a situação dos presos?

      Falta um Teotonio Vilela. O Menestrel das Alagoas.

      Tortura no Brasil , não é Crime?

      • Tomás disse:

        Se Dom Aluísio Lorscheider fosse vivo, essa barbaridade paranaense não teria a menor possibilidade de acontecer.

        • Jeova Nina Rocha disse:

          Com certeza, se D. Aloisio fosse vivo estaria enfrentando esse Guantanamo brasileiro. Infelizmente, o D. Paulo não tem condições físicas para desafiar essa barbaridade, essa truculência fascista… Esse é o Brasil de alguns poucos!

      • Paulo Teixeira disse:

        Ora! Se nem a OAB, nem a CNBB se manifestam não seria porque as denúncias são falsas?n Será que alguém filmou alguma coisa? Aposto que se houvesse provas cabais e robustas isso já teria vazado na imprensa ou será que estou enganado?

    • CLOVES disse:

      Não há nada de errado nas prisões desses anjinhos, tanto que as prisões foram mantidas pelas instãncias superiores, até o STF, órgão máximo. Ilegal foi a prisão do prefeito de Caracas pelo bolivariano Maduro.

      • Jurgen disse:

        Então Cloves, quer dizer que delação de um ex-militar o José Arocha Pérez não vale? Só a de um larápio assumido? Me poupe…

  2. Messias Franca de Macedo disse:

    O desabafo de um advogado, por José Carlos Dias
    DOM, 22/02/2015 – 08:54
    ATUALIZADO EM 22/02/2015 – 09:3
    Folha de S.Paulo

    O desabafo de um advogado

    Por que Kátia Rabello ainda está em regime fechado se os políticos condenados na ação penal 470 estão no semiaberto ou em prisão domiciliar?

    (…)

    FONTE: http://jornalggn.com.br/noticia/o-desabafo-de-um-advogado-por-jose-carlos-dias#comment-585212

    • Léo disse:

      As familais dos presos tem que irem até Roma, e urgente denunciar estas condiçoes desumanas, noticiadas pela midia impressa.

    • CLOVES disse:

      Porque para os políticos houve a chicana governista de atenuar as condenações. O certo ali seria extinguir o PT como prever a Lei Eleitoral para paprtido que faza caixa dois, tres, quatro…

  3. Messias Franca de Macedo disse:

    Agora, um simples matuto!

    .. No momento em que o STF desmembrou o processo atinente à *Ação Penal 536 e, em paralelo, negou o mesmo encaminhamento referente à Ação Penal 470 [o tal do Mentirão]…
    *vulgo MENSALÃO do conluio PSDB/DEMo de Minas Gerais, ali, sim, dinheiro público surrupiado, Bemge, Cemig, Copasa…
    Naquele momento…
    É importante que as pessoas saibam…
    Naquele momento estava mais do que ‘desenhado” o ‘script’ do golpe jurídico-midiático, capítulo sob a batuta do rábula psicopata, hoje no ostracismo, ‘amanhã’, definitivamente, no limbo da história…
    Naquele momento… Naquele momento, insisto, os advogados dos réus, coletivamente, deveriam ter ingressado com ações, queixas crimes, em várias instâncias, inclusive internacionais…
    Enquanto isso, ‘o [tíbio] PT da Governança’ acreditava no nosso republicanismo de araque, na nossa subdemocracia de fachada e, quiçá, na aura “suprema” dos autos dos processos dos ‘miniSTROS’ da nossa [nossa?!] corte suprema!…
    O país foi engabelado por uma fajuta e deformada teoria do ‘domínio do fato’, aplicada de forma inédita e capciosa!
    Assistimos – impávidos e incrédulos – o festival de horrores das ‘sessões da tarde’ da GloboNews sob o comando do “décimo segundo ‘miniSTRO’ do STF”, a também estrela global **Merval Pereira!…
    **”imortal” jornalista pós-doutorado em Direito Penal!
    Pausa para rir!
    Líderes petistas humilhados, execrados publicamente e presos!
    O ódio disseminado!
    Interesses inconfessáveis!
    O réu confesso Eduardo Azeredo nunca sequer mencionado pela alcunha de mensaleiro…
    Muito menos, quadrilheiro!
    E, agora, blindado pelas primeiras instâncias das Alterosas dos ‘Never’!
    Saiu o Barbosa, entrou o novo juiz do Brasil, o Moro das primeiras instâncias do Paraná do escândalo do Banestado do antanho da era FHC!
    A senhora Kátia Abreu, o empreiteiro Ricardo Pessoa…
    Quem tem mais dúvida da impiedade, brutalidade e covardia dos [eternos] fascigolpistas?!
    Viva os heróis da Casa Grande(!): Robert(o) Jefferson, Albert(o) Yousseff, Paulo Roberto Costa, Robson Marinho…

  4. renato arthur disse:

    Onde esta OAB? Qual a sua função? Ou o Golpe se travestiu de judiciário?

  5. Luís Eufrásio disse:

    Sr. Fernando Brito, diante de tantas arbitrariedades cometidas por este Dr. Moro, não tem como recorrer a nenhum órgão da Justiça brasileira ou internacional? Se a resposta for positiva, por que ainda não foi feito?

  6. Euler disse:

    Miguel do Rosário: “Só nos resta perguntar: o Brasil caminha para uma ditadura midiático-judicial?”.

    Não, Miguel, o Brasil não caminha não, ele já se encontra assaltado pela ditadura midiática-judicial. Você é uma prova viva disso, no caso Rosário x Kamel (alguém poderia produzir um livro para mostrar como este personagem-capataz age contra os blogueiros “sujos” a serviço da família mais rica do país). O texto que você nos traz, analisando a matéria da insuspeita jornalista da Folha, é outra prova: o STF está mudo, a OAB e o CNJ igualmente.

    O que a Globo e demais meios de comunicação vêm fazendo no caso Operação Lava Jato – outro nome para o golpe – não deixa dúvida. O governo federal do Brasil é uma mera formalidade, cada vez mais sem poder algum, apesar de ser praticamente o único órgão cuja titular foi eleita pela maioria do povo brasileiro. Deputados são eleitos por frações da população. Dilma foi sufragada nas urnas por duas vezes, por maioria do povo brasileiro. Mas, cada vez mais parece uma rainha da Inglaterra, sem poder algum ante aos demais poderes: congresso dominado por fundamentalistas, ruralistas e fisiológicos; justiça, MP e PF pautados pela mídia golpista serviçal das elites dominantes; e a própria mídia, que é o principal poder do país hoje, que dita a pauta do congresso, que impõe aos juízes quem eles devem condenar ou processar ou esquecer.

    Isto faz do Brasil um arremedo de democracia e de república. E o governo federal, depositário das esperanças da maioria da população brasileira, tem culpa nisso, por omissão, por escolhas equivocadas para áreas estratégicas, como: diretor da PF, ministro da justiça, procurador geral da república, ministros do STF, além das verbas publicitárias (bolsa mídia) que enriquecem cada vez mais os Civitas, os Marinhos e os Frias. Nem precisa mais que a CIA mande dinheiro para essa gente. O próprio governo federal já faz isso: financia a destruição do Brasil, que é o que sabe fazer essa mídia golpista.

    E para completar: o governo federal e o PT tentam manter essa aparência de republicanismo ingênuo, enquanto os inimigos do povo brasileiro agem abertamente contra a população, pela destruição da imagem da Petrobras, para doá-la em seguida aos grupos estrangeiros; pelo caos na economia, enfim, contra o povo brasileiro.

    • Ricardo disse:

      Isso tudo é fato até certo ponto. Há mesmo coisas ocorrendo no País que somente nas ditaduras se vê, como presos políticos, aberrações jurídicas como “domínio do fato”, “delação premiada”, arbitrariedades e seletividade nas prisões, buscando criminalizar o principal partido do governo e blindar os corruptos da oposição. E, pior do que na ditadura militar, há hoje total omissão de entidades e pessoas públicas que naquela época protestavam contra esses abusos, mas hoje estão anestesiadas, hipnotizadas, ou talvez, impedidas pela mídia de se manifestar. Há muitas características de ditadura na grande mídia, notícias sendo descaradamente censuradas (como o caso hsbc, o trensalão, etc.), manipulações de informação, demissão de jornalistas que não se submetem às opiniões políticas dos marajás da mídia. Por outro lado, a canalhada entreguista do Brasil, apesar de todo seu poder econômico e de manipulador de consciências através de seus meios de comunicação, não consegue vencer uma eleição presidencial desde o fim do século XX! Tenta, mas não consegue impedir o desenvolvimento do Nordeste e do interior do Brasil, das cidades pequenas e médias brasileiras. Não conseguiu impedir a distribuição de renda, o fim da fome, a redução da pobreza. Estão agora jogando todas as fichas em tentar impedir o fortalecimento da Petrobrás, do Pré-sal (que vai gerar recursos para mudar a Educação no País), a conclusão nos prazos previstos das inúmeras obras de infraestrutura em andamento por todo o País. Tentam isso desde 2003, mas a caravana continua passando. Mas o governo não pode ficar inerte, não pode mais ser ingênuo de nomear opositores entreguistas a cargos de comando no Judiciário e outras áreas. E precisa priorizar a questão da informação e da comunicação, que é um direito dos cidadãos, que vêm sendo totalmente desrespeitado no Brasil.

      • Aldo Pinho disse:

        Não adianta. Não vai passar nenhuma lei no Congresso para permitir a verdadeira liberdade de expressão no Brasil. O Congresso eleito é um dos piores dos últimos tempos.
        Há que se buscar a denúncia nos órgãos internacionais de defesa dos direitos dos cidadãos e da pessoa humana.
        O Executivo pode ainda se comunicar um pouco melhor com o povo, através da EBC. Há muito tempo o jornalismo da EBC tem um viés contrário ao Governo e à esquerda em geral, no mundo inteiro.

    • Léo disse:

      Caminha ou ja esta na ditadura Midiatica(liderado pela Globo/Juridica?

  7. Malú disse:

    Já estamos numa ditadura midiática-jurídica. Isso que o Moro está fazendo com esses presos chama-se tortura psicológica para atingir seus intentos ou seja, destruir o Brasil e depois devolver o que sobrar aos tucanos, simples assim. A propósito, tortura psicológica é crime.

  8. Manoel Coelho disse:

    Ainda vai aparecer um empreiteiro corajoso que vai detonar a “ética” tucana, quando isso ocorrer veremos um silêncio idêntico ao Suiçalão.
    A pergunta que não quer calar. Por que o PIG teme tanto o Suiçalão ???

  9. Manoel Coelho disse:

    Ainda vai parecer um empreiteiro corajoso que vai detonar a “ética tucana”, aí veremos um silêncio igual ao Suiçalão.
    A pergunta que não quer calar. Por que o PIG mantém silêncio em relação ao Suiçalão ??? Por quê ???

  10. Eduardo.. disse:

    Brasileiros conseguiram fazer algo pior que os nazistas da gestapo e os americanos em guantanamo fazem: morou?

  11. DESMASCARANDO COXINHAS disse:

    Miguel, concordo com grande parte do texto. Só acho que pegou bem levinho com EXECUTIVOS CORRUPTOS que agora estão phodendo a Petrobrás. Só acho.

  12. Miguel, quem nos ira defender serão os nossos fuzis, meu caro! Viva la résistance!

  13. Ozzy Gasosa disse:

    O que acontece no Paraná, é uma vergonha.
    Claro, os corruptos que tenham um julgamento justo e sejam condenados, depois, da justiça provar tudo contra eles.
    MAs como pode um juiz de pirmeira isntância ter tanto poder assim?
    Cadê os desembargadores? E o STF??? Cadê o STF?
    Os ministros não têm poderes para acabar com essa arbitrariedade? Ou estão com medo da velha mída golpista?
    Vejamos o que diz o Wiipédia:
    Habeas corpus, etimologicamente significando em latim “Que tenhas o teu corpo” (a expressão completa é habeas corpus ad subjiciendum) é uma garantia constitucional em favor de quem sofre violência ou ameaça de constrangimento ilegal na sua liberdade de locomoção, por parte de autoridade legítima.
    O habeas corpus pode ser liberatório, quando tem por âmbito fazer cessar constrangimento ilegal, ou preventivo, quando tem por fim proteger o indivíduo contra constrangimento ilegal que esteja na iminência de sofrer.

    A ilegalidade da coação ocorrerá em qualquer dos casos elencados no Artigo nº 648 do Código de Processo Penal Brasileiro, quais sejam:

    I – Quando não houver justa causa;

    II – Quando alguém estiver preso por mais tempo do que determina a lei;

    III – Quando quem ordenar a coação não tiver competência para fazê-lo;

    IV – Quando houver cessado o motivo que autorizou a coação;

    V – Quando não for alguém admitido a prestar fiança, nos casos em que a lei a autoriza;

    VI – Quando o processo for manifestamente nulo;

    VII – Quando extinta a punibilidade
    Não é necessário falar mais nada.
    Ou rasguem a Lei Penal, pois, o que vale agora é o sarcasmo de um juiz.

  14. Henrique disse:

    Presos nao tem direito a agua mineral e talheres de metal na cadeia?? Dividem uma cela em 4 pessoas e tem que fazer fila p tomar banho de agua quente? Meu Deus, que horror! Alguem chame a anistia internacional, isso é uma barbarie!

  15. Heitor disse:

    Hoje o judiciário pode sim torturar quem bem entender. A mídia legitima esta tortura.

    A justiça brasileira está com as calças arriadas para a Globo.

    Vergonha. Cadê o STF?

  16. ricardo silveira disse:

    O que esse juiz está fazendo é explicitar, com tratamento semelhante a gente poderosa, a barbárie que já se vive nas delegacias e cadeias brasileiras e que foi exacerbada com a herança dos exemplos da Ditadura Militar. Assim, as instituições e autoridades que têm poder para tanto perdem a oportunidade, em prejuízo da democracia e da formação da juventude brasileira de dar um basta nessa violência que limpa os pés na justiça com o desrespeito aos direitos humanos tão duramente conquistados.

  17. Antonio - SC disse:

    Tá difícel. Cada vez tenho menos esperança. Caminhamos para as trevas.

  18. Laura disse:

    Isso é tortura psicológica com intenções escusas. Mesmo que sejam culpados, não é admissível tão vil tratamento. Isso é tão vergonhoso para nossa justiça que causa (me desculpem o termo) muito nojo. Nem mesmo famosos traficantes tiveram tão medieval tratamento. Nossa justiça (?) voltou à idade das pedras. Onde estão os magistrados dignos e justos de nosso país?

  19. Léo disse:

    Onde estão os partidos de esquerda, incluindo o PT que não tomam nenhuma inciativa.? Esão com medo dos Tucanos? Estão co medo do PIG( Raquel Sheherazade, José Neummane Pinto do Villa)?

  20. Joca de Ipanema disse:

    Coincidência. Hoje, uma reportagem no O GLOBO, diz que as condições são dignas. Tem até plantinha dos cárceres, com privada ao ré do chão e beliches para 2 e dois dormindo em colchonetes. Segundo o jornal, eles passam só 11 horas por dia encarcerados e 1 hora do sol por dia, numa área cercada por altos muros com arame farpado no alto.
    Imagine que agora, numa magnanimidade da polícia, já pode saber as horas, pois os relógios foram liberados. Podem até comer 2t50 gramas e chocolate por semana. Toalete diário, banho? Nada foi dito. Segundo esse jornal, os detentos estão todos satisfeitos com as condições do encarceramento.Já imaginou um sexagenário, de certa corpulência, e com todas suas artrites e artrose da idade, defecara e limpar-se de cócoras.

  21. Tércio Lins disse:

    Se fosse eu, entregaria um deputado da oposição e forçaria a subida para o STF.

  22. C.Paoliello disse:

    Vejam o que a notável presidente Cristina Fernández de Kirchner declarou sobre o império da lei e dos Direitos Humanos na Argentina:

    “Puedo ir a cualquier país del mundo, hasta aquellos países que de repente tienen cárceles clandestinas y a personas detenidas sin procesos; puedo ir a países donde lanzan misiles en contra de poblaciones civiles, donde mueren niños ancianos y mujeres; puedo ir a cualquiera de esos países, pararme en frente y decir que en Argentina impera la ley y que ningún argentino puede ser encarcelado si no es por orden de juez competente o condenado por sentencia firme”.

    (Qualquer semelhança com a o Brasil submisso à gestapo da república do Paraná, é mera coincidência)

  23. Cláudio disse:

    :

    **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer.

    **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

    “O propósito da mídia não é de informar o que acontece, mas sim de moldar a opinião pública de acordo com a vontade do poder corporativo dominante.”. Noam Chomsky

    **** *************
    **** *************
    ************* ****
    ************* ****

    ************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.

    Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …

  24. andre disse:

    http://br29.com.br/em-8-anos-de-governo-fhc-mais-de-4000-processos-foram-engavetados-pelo-procurador/
    Em 8 anos de governo FHC, mais de 4000 processos foram engavetados pelo procurador
    O que é mais vergonhoso para um presidente da República? Ter as ações de seu governo investigadas e os responsáveis, punidos, ou varrer tudo para debaixo do tapete? Eis a diferença entre Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva
    Durante o governo do primeiro, nenhuma denúncia – e foram muitas – foi investigada; ninguém foi punido. O segundo está tendo que cortar agora na própria carne por seus erros e de seu governo simplesmente porque deu autonomia aos órgãos de investigação, como a Polícia Federal e o Ministério Público. O que é mais republicano? Descobrir malfeitos ou encobri-los?
    FHC, durante os oito anos de mandato, foi beneficiado, sim, ao contrário de Lula, pelo olhar condescendente dos órgãos públicos investigadores. Seu procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, era conhecido pela alcunha vexaminosa de “engavetador-geral da República”. O caso mais gritante de corrupção do governo FHC, em tudo similar ao “mensalão”, a compra de votos para a emenda da reeleição, nunca chegou ao Supremo Tribunal Federal nem seus responsáveis foram punidos porque o procurador-geral simplesmente arquivou o caso. Arquivou! Um escândalo.
    Durante a sabatina de recondução de Brindeiro ao cargo, em 2001, vários parlamentares questionaram as atitudes do envagetador, ops, procurador. A senadora Heloísa Helena, ainda no PT, citou um levantamento do próprio MP segundo o qual havia mais de 4 mil processos parados no gabinete do procurador-geral. Brindeiro foi questionado sobre o fato de ter sido preterido pelos colegas numa eleição feita para indicar ao presidente FHC quem deveria ser o procurador-geral da República.
    Lula, não. Atendeu ao pedido dos procuradores de nomear Claudio Fonteles, primeiro colocado na lista tríplice feita pela classe, em 2003 e, em 2005, ao escolher Antonio Fernando de Souza, autor da denúncia do mensalão. Detalhe: em 2007, mesmo após o procurador-geral fazer a denúncia, Lula reconduziu-o ao cargo. Na época, o presidente lembrou que escolheu procuradores nomeados por seus pares, e garantiu a Antonio Fernando: “Você pode ser chamado por mim para tomar café, mas nunca será procurado pelo presidente da República para pedir que engavete um processo contra quem quer que seja neste país.”? E assim foi.
    Privatizações, Proer, Sivam… Pesquisem na internet. Nada, nenhum escândalo do governo FHC foi investigado. Nenhum. O pior: após o seu governo, o ex-presidente passou a ser tratado pela imprensa com condescendência tal que nenhum jornalista lhe faz perguntas sobre a impunidade em seu governo. Novamente, pesquisem na internet: encontrem alguma entrevista em que FHC foi confrontado com o fato de a compra de votos à reeleição ter sido engavetada por seu procurador-geral. Depois pesquisem quantas vezes Lula teve de ouvir perguntas sobre o “mensalão”. FHC, exatamente como Lula, disse que “não sabia” da compra de votos para a reeleição. Alguém questiona o príncipe?
    Esta semana, o ministro Gilberto Carvalho, secretário-geral da presidência, colocou o dedo na ferida: “Os órgãos todos de vigilância e fiscalização estão autorizados e com toda liberdade garantida pelo governo. Eu quero insistir nisso, não é uma autonomia que nasceu do nada, porque antes não havia essa autonomia, nos governos Fernando Henrique não havia autonomia, agora há autonomia, inclusive quando cortam na nossa própria carne”, disse Carvalho. É verdade.
    Imediatamente FHC foi acionado pelos jornais para rebater o ministro. “Tenho 81 anos, mas tenho memória”, disse o ex-presidente. Nenhum jornalista foi capaz de refrescar suas lembranças seletivas e falar do “engavetador-geral” e da compra de votos à reeleição. Pois eu refresco: nunca antes neste País se investigou tanto e com tanta independência. A ponto de o ministro da Justiça ser “acusado” de não ter sido informado da operação da PF que revirou a vida de uma mulher íntima do ex-presidente Lula. Imagina se isso iria acontecer na época de FHC e do seu engavetador-geral.

  25. henrique de oliveira disse:

    O maior problema , não é um juizinho mequetrefe amigo de bandido e da mídia golpista fazer isso , o problema é o resto do podre poder judiciário do BRASIL não fazer nada.

  26. Richard disse:

    O que é isso minha gente
    Onde anda o Zé, ministro da justiça, que não interfere num crime destes?
    Desse jeito os presos vão confessar o que não fizeram,é tortura mesmo!

  27. Re disse:

    Creio que já estamos nessa ditadura, que está isolando dia a dia o governo. Nunca vi isso antes.

  28. Marcos disse:

    Porque os advogados dos presos ainda não denunciaram o juíz para as comissões internacionais de direitos humanos? Porque não denunciaram à ONU? Porque não foram ao tribunal de Haia? Porque não procuram entidades internacionais que também condenam a prisão de Guantanamo? Porque não vão ao STF?

    • Alex disse:

      Ora é muito simples! porque essa é a situação de TODOS os presos na carceragem da POLÍCIA FEDERAL. Carceragem esta mantida com VERBA FEDERAL. Se está assim, é porque o GOVERNO FEDERAL (IE, PT, LULA E DILMA) não investe em suas prisões.

  29. Alex disse:

    Eles estão presos nas mesmas condições de todos os outros presos da CARCERAGEM DA POLÍCIA FEDERAL. A carceragem é uma prisão construída pelo GOVERNO FEDERAL. As condições dos empreiteiros são as mesmas dos outros presos, acusados de tráfico de drogras, ou contrabando de armas do Paraguai, por exemplo.

    Quanta hipocrisia deste blog imundo… querem melhorar as condições da prisão? bom, que tal a Dilma abrir o cofre e melhorar as condições de nossas MASMORRAS?

    O PT acabou mesmo… não tem mais a menor alma

  1. 22/02/2015

    […] Miguel do Rosário no Tijolaço […]

  2. 22/02/2015

    […]   […]

  3. 22/02/2015

    […] Source: tijolaco.com.br […]

  4. 23/02/2015

    […] Diário do Centro do Mundo, Paulo Nogueira põe o dedo na ferida ao analisar a matéria de ontem, na Folha, relatando as condições dos executivos de empreiteira presos na “Lava-Jato”.É o método: […]

  5. 23/02/2015

    […] Diário do Centro do Mundo, Paulo Nogueira põe o dedo na ferida ao analisar a matéria de ontem, na Folha, relatando as condições dos executivos de empreiteira presos na […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *