Desenhando, para até o pessoal do complexo de vira-latas poder entender

planeta1

A ilustração que retirei do Facebook da comunidade Planeta Fascinante é daquelas que quase dispensam legenda.

Ainda assim, é só olhar quem são os países que somam território, população e riqueza econômica.

Os cinco que ocupam a área de intersecção dos três conjuntos.

Deveria ser o que bastasse para entender que o Brasil é um país com destino próprio, não o de ser um satélite.

Como para ver onde estão nossas sinergias.

Repare, não disse ideologias.

Disse oportunidades.

Embora assim tão obvio, a elite brasileira não consegue enxergar.

Tem na cabeça que o Brasil deveria ser uma sub-Miami.

A burrice é uma coisa muito difícil de combater, porque prescinde de argumentos e sustenta verdades que ouviu de alguém e as repete.

Quem sabe assim, desenhando?

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

67 Respostas

  1. João Lima disse:

    Muito interessante. BRIC e EUA. Say no more…

    • Mário SF Alves disse:

      Exato. Você viu a chave. Pena que a relação entre os seis não seja de tipo enzima/substrato.

  2. Irion disse:

    Louvável a iniciativa! Mesmo assim não sei se é suficiente para “convencer” os coxinhas vira-latas, principalmente os habitantes do Tucanistão e de sua província ao sul (o Tucaná), com profundo complexo de inferioridade em relação aos povos que consideram “desenvolvidos”.

  3. Forest Gump disse:

    Então só há 5 países com PIB mais de 600 bi, e ao mesmo tempo, mais de 100 milhões de habitantes, e ao mesmo tempo mais de 2 milhões de KM quadrados. Agora vou dar três batidinhas no meu peito.

  4. janio ieso disse:

    Dias desses.participando da conversa de amigos no trabalho.Só presenciei conversa negativas sobre o BRASIL.Um disse que: queria morar na terra dos gringos por lá as leis,a segurança,o sistema de saúde,as estradas,e oportunidades são inigualáveis.O BRASIL é um PAÍS de “SAFADO” outro dizia que iria embora por que o BRASIL pra ele “já deu o que tinha que dá”.Todo,são funcionários públicos,recebem seus salarios todos os meses,tem casa própria,outros moram em próprio nacional.Tem carros novos.Filhos cursando UNB,ou particulares.Sempre estão reclamando dizendo que o BRASIL está “QUEBRADO”.É certo que estamos atravessando o cabo das tormentas.Mas vamos atravessa-lo.Eles não conseguem ver que os que moravam na pobreza extremas,hoje estão tem oportunidades,mas eles,os reclamadores nunca estão satisfeitos.Eles, não tem muita culpa,pois a mídia criminosa não os informa.Eles tem medo de conhecer os fontes.

  5. Tamosai disse:

    O vira-lata nunca vai entender, mesmo desenhando. Ele tem um complexo de inferioridade ancestral, de várias gerações. É capaz de comprar água mineral francesa e tomar café colombiano, porque se recusa a acreditar que alguma coisa boa possa sair de seu próprio país. Vive amargurado, com a cabeça baixa e sem autoestima.

  6. Eliana disse:

    Coxinha desesperado: não entendíiiiiiii.
    I love Miame!

  7. Bernardo disse:

    Quem não entende ou é mal informado ou intelectualmente deformado; os segundos não se perdoa; os primeiros talvez se convençam pelo desenho.
    Caso não sejam convencidos caem na categoria dos segundos e aí não tem perdão, é melhor que vão para Miami mesmo. O destino do Brasil é ser grande e a batalha ainda vai demorar um tempo; as próximas gerações verão um país mais altaneiro e de raça, sem esses vira latas!!

  8. Marco Antonio dos Santos disse:

    Concordo com o colega que disse que muitos não compreenderiam o desenho. Vamos lá: em cada circulo estão agrupados países com determinada propriedade. Das três propriedades em questão, alguns só possuem um delas. Alguns países possuem duas delas, por exemplo o Japão, se encontra no grupo dos que possuem PIB superior a 600 bilhões e também ao grupo com mais de 100 milhões de habitantes. Apenas aquele pequeno grupo ao centro, Brasil é um deles, atende às três propriedades. Espero ter auxiliado.

  9. Jose Medeiros disse:

    Temos todo o potencial do mundo para sermos um dos cinco da intersecção, a menos um fator retardador sem comparação entre os demais, a péssima elite de que dispomos. Não há mentalidade de trabalho científico em uma elite acomodada em uma Casa Grande que só consegue enxergar a perpetuação da gigantesca e miserável senzala de que se serve da forma mais inescrupulosa. Não há condições para se desenvolverem os Einsteins, Bohrs, Freuds,, Jungs, Mozarts, Beethovens, Shakespeares e tantos e tantos, nas ciências e nas artes. A elitizinha não permite aos novos entrantes tomarem de assalto as suas fortalezas ou zonas de conforto no ócio improdutivo. Preferem o entreguismo em troca de vantagens imediatas.

  10. Leo disse:

    Dá pra notar perfeitamente porque os EUA morre de medo do BRICS.

  11. marco disse:

    ñ querendo mas já…, se no grupo dos 5 ainda se for colocar filtro de recursos minerais tipo água! área agricultável, aí que a coisa vai se complicar mesmo.

    • Oscar Müller disse:

      Água, recursos minerais, área agricultável, só?
      E petróleo, biodiversidade, potencial eólico e solar…
      Isto para falar de algumas poucas entre tantas coisas que temos, e o que não temos? Como nevascas, terremotos, vulcões ativos…

  12. renato arthur disse:

    Quando se conversa com pessoas escolarizadas que se acham a “elite”, se constata a profunda ignorância, sobre a história do Brasil, desconhecem as oportunidades que temos em nosso pais. Há um profundo preconceito com tudo que tenha conotação “made Brasil”. Muitos não sabem o significado do pré sal, outros atribuem a propaganda do PT e que o Brasil está todo dominado pela corrupção. O que presta está no exterior, daí muitos se acharem que são de origem alemã, italiana, francesa e por aí vai. O que preocupa é que a mentalidade de vira-lata, cada vez mais é incentivada tanto na mídia como nas redes sociais. A Dilma poderia nesse 1 de maio exaltar o orgulho de ser Brasileiro ressaltar as oportunidades que o Brasil oferece e se pronunciar contra a terceirização.

  13. pedro pinho disse:

    PROJETO BRASIL

    Meus botões não tem a qualidade dos botões do grande jornalista Mino Carta. Mas também faço indagações a eles. O que une o projeto de revogação da Lei Áurea, denominado terceirização, a tentativa de massacre dos jovens brasileiros pobres e pretos, proposta na redução da maioridade penal, a desestruturação, se não for possível a extinção, de uma engenharia brasileira, com ação penal intitulada Lava Jato, e o projeto, de mais de meio século, dos interesses estrangeiros para inviabilizar a empresa nacional que se tornou detentora de tecnologia e independência na área do petróleo? Poderia ainda acrescentar a campanha de ódio e o insucesso de passeatas convocadas pelo maior partido da oposição ao atual Governo.
    Em recente artigo, procurei mostrar que a questão do petróleo, nos dias de hoje, se prende, majoritariamente, à mudança geográfica das reservas provadas e prováveis, que suprirão as futuras demandas, da Peninsula Arábica, dominada pelos interesses anglo-americanos, para uma área de influência dos BRICS (Rússia, Irã, Venezuela e Brasil). Está aí, a meu ver, a questão política da redução do preço do barril de óleo cru, atingindo até empresas estabelecidas naquelas potencias coloniais.
    Voltemos aos meus botões.
    Os Governos de Lula e Dilma, com todas as inseguranças, contradições e erros, conseguiram trazer para condição de cidadania milhões de brasileiros. Estes passaram a reivindicar direitos até então exclusivos de uma minoria que se escorava numa relação patrimonialista com o poder no Brasil e na submissão aos interesses coloniais no plano internacional. A foto ridícula, mas real, desta afirmação está no ingresso do “filho do porteiro” na Universidade, nas viagens dos pobres, “tranformando os aeroportos em estações rodoviárias” e, como a cereja do pudim, pondo fim legal ao regime de escravidão das empregadas domésticas.
    Um ponto que agora assusta é de conseguir, pela proliferação de universidades e escolas técnicas, a criação de uma tecnologia brasileira, no que a Petrobrás desempenhou e desempenha um relevante papel. Para aqueles que questionem de algum modo este afirmativa, gostaria de lembrar que o conceito de ciência e técnica não é universal. Faço minhas as palavras do poliemérito Professor Ivan da Costa Marques da UFRJ, no artigo “Revisitando o discurso mobilizador da reserva de mercado dos anos 1970 à luz dos Estudos CTS”: “O conhecimento científico moderno não é em si um conhecimento universal, como ainda tenta se popularizar, mas é, sim, um conhecimento que se universaliza à proporção que o processo histórico de colonização do mundo pela civilização européia (Ocidental) é bem sucedido”.
    Com o Brasil, pátria educadora, o segundo Governo Dilma orienta para mais um passo em nosso processo de cidadania: o conhecimento nacional. E, assim, não apenas as elites nacionais, mas os interesses estrangeiros se unem mais uma vez contra o Brasil. Este conhecimento brasileiro se dará, primordialmente, com o conhecimento de nossa realidade, física, humana, social e, em especial, pedagógica.
    Acreditamos que o Ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, há de preferir ter seu nome na nossa história do que em prêmios da Globo ou da Editora Abril. E o seu êxito poderá ser acompanhado pelos ataques e injúrias que sofrer na midia.
    Pedro Augusto Pinho, avô aposentado

  14. runas waldan disse:

    Se colocassem o quesito clima estável e área agricultável o Brasil seria o melhor de todos.

    • Paulo Henriques da Fonseca disse:

      Isso mesmo, o território todo ele aproveitável em termos ambientais, econômicos e de fixação de populações: o melhor e MAIOR país do mundo.

  15. Bobby disse:

    Mais do que isso: quem sabe agora eles entendam a importância política e econômica dos BRIC’s, pois muitos deles acham que isso é besteira…

  16. anac disse:

    Coxinha é um fugido do Mobral. Não sabe o que é interseção, nem desenhando.

    Olha lá: Brasil, Índia, Russia, China e USA.
    Qu seja, quase todo o Brics. Não é por acaso, nem a união dos quatro, formando o Bric, nem a oposição do único império por significar ameaça a hegemonia a essa união.

  17. revenger disse:

    A imagem diz tudo e é impressionante!

    Mas, pra um coxinha lobotomizado, acho que nem desenhando.

  18. Rodrigo disse:

    O que adianta ser um país rico e ser pessimamente administrado?

  19. JURIDICO disse:

    Eles sabem disto… São escravocratas na essência e por isto acham que devem ficar submissos aos países centrais…Os cabeças de camarão ainda estão na geopolitica da 2* guerra…lá os militares brasileiros ficaram subordinados e foi um dos motivos de 64

  20. Ricardo Rodrigues disse:

    Os midiotas insistem em repetir que estamos em uma ditadura comunista,a sorte deles é que nunca estivemos,pois faltaria paredão para tantos entreguistas,traidores e internacionalistas sem amor e respeito a patria.

  21. EUGENIO disse:

    Never! , quem acredita em Veja não entende isso nem que a vaca tussa! “Manipulação de dados dos comunopetistas”, dirão os mais informados…

  22. José Carlos Vieira Filho disse:

    Não adianta, não vão entender porque não podem entender.
    É uma “elite” criada e cevada para intermediação colonial (ver Faoro).
    O “elite” está entre aspas porque o termo tem uma conotação de qualidade absolutamente ausente da dita.

  23. André LB disse:

    Interessante notar que, dos 5, somos os únicos a INFELIZMENTE não possuir a bomba atômica.

    E graças a acordos, fica quase impossível o que já era difícil. Mais um “favor” prestado pelo mais poderoso flagelo do entreguismo já visto nesse país, o sr. FHC.

  24. Ramiro Conceição disse:

    Ah, agora entendi… Percebe-se claramente na ilustração que a bandeira brasileira está adjacente àquelas da Rússia (ex-URSS) e da China, logo, o governo Dilma e o PT estão corretos em transformar o Brasil em uma ditadura comunista, tal qual acredita o filósofo-astrólogo Olavo do Catralho, digo, de Carvalho… Não é isso, Brito?

  25. Adilson disse:

    Quero fugir do post para prestar um serviço de utilidade pública.
    Verifique o cúmulo da hipocrisia, Lobão afirma: “não vou mamar no Governo”.
    É mesmo…alguém acreditou, tire sua dúvida no link a seguir: https://luizmullerpt.files.wordpress.com/2015/04/11167575_10204156301816810_1003066316_o.jpg?w=500&h=354

    • Ramiro Conceição disse:

      Pô, Adilson,
      sacanagem com o Lobão… Os “selinhos” do Banco do Brasil e do governo Dilma foram colocados – pelo Lulinha!, que é o sócio principal do Bourbon Street (saiu na capa da “Oia” e no blog do Einald Pigii).

  26. renato arthur disse:

    Olha a Dilma ai Gente! Pacote de 150 bilhões.O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), disse na tarde desta segunda-feira, 27, que a estimativa inicial de orçamento do pacote de concessões em infraestrutura preparado pelo Palácio do Planalto é de cerca de R$ 150 bilhões. As propostas que serão colocadas em leilão pelo governo foram alvo de reunião de dez horas da presidente Dilma Rousseff com ministros no sábado, 25.
    “Acredito que tenha sido a reunião mais importante nos últimos três meses (de governo). Esse grande pacote está orçado inicialmente em torno de R$ 150 bilhões nas concessões de aeroportos, portos, ferrovias, etc.
    Guimarães disse que conversou com ministros que participaram da reunião para chegar ao número do que ele chamou de “grandioso pacote de infraestrutura para o País”.

  27. José disse:

    Vejo um monte de pseudo intelectual falando dos coxinhas, vamos as considerações.
    1> Em teoria os “Coxinhas” que são a “Elite Branca” estudou nas melhores escolas então essa matemática básica com certeza eles sabem.
    2> Os Esquerdistas vulgo “comunas” que são da classe baixa e vivem brigando por “direitos iguais” frequentam escolas somente até o nível básico, portanto os eles dificilmente terão conhecimento para entender.
    3> Nesse post somente vi “Esquerda Caviar” falando um monte de asneira.
    4> Do que adianta ter um país enorme, tanto dinheiro e o governo “comuna” roubar tudo além de uma incompetência história na gestão.
    5> Quem sustenta o país é quem paga imposto, que diga-se abusivos, não quem recebe bolsa.
    6> O Brasil sonha um dia ter um minimo de organização e eficiência que pode se conferir nos países desenvolvidos.
    7> Faço um desafio a todos. Postem um exemplo onde o comunismo/socialismo está implantado e que o país é tido como desenvolvido e exemplo na administração?

  28. Vitor disse:

    Tudo muito bonito, o Brasil é realmente especial… Mas o que me preocupa é que dentre os países com as características parecidas com as do Brasil, não há nenhuma opção boa a ser seguida…

  29. luka disse:

    Falta aí a idade da população e a futura mão de obra.

  30. José Alves disse:

    Na verdade tanto esquerda quanto direita tem complexo de vira-lata. Na verdade, a direita tem complexo de cão de raça, aquele que deve ficar pianinho, obediente ao seu dono (EUA). A esquerda tem complexo de vira-lata mesmo, botando toda a culpa dos males nos outros, que só fazem te chutar (EUA).
    O que nem um e nem outro entendeu até agora é que podemos tratar os EUA de igual para igual, crescermos, sermos um grande parceiro comercial e uma das potências mundiais. Não precisamos ser um cachorrinho obediente e nem cortar relações com esse “ser maldoso do mal que só faz nos chutar”. O que temos de errado no Brasil foi culpa dos brasileiros, das nossas escolhas, e não de um plano maquiavélico dos EUA de destruir o Brasil e comer as criancinhas.
    Mas um lado (direita) acha que nada presta aqui, e o outro lado (esquerda) perde seu tempo fazendo guerrinha de classe com empresários e empresas. Enquanto o Brasil for esse país extremamente difícil de se abrir e crescer uma empresa, não sairemos dessa situação, onde os grandes continuam grandes (e dependentes de empréstimos subsidiados do governo) e os pequenos continuam pequenos e nunca poderão crescer para fazer concorrencia aos grandes, a não ser que façam favores aos políticos.

  31. Milton Murilo disse:

    Entendo a frase, ou parte dela, ” a elite não consegue enxergar” como uma discreta ironia tua, Brito.
    Para mim está mais do que claro que, por isso mesmo, ela se diz “elite” como pretendendo fazer parte da “metrópole” .
    Mente colonizada é outra coisa.
    Abraço

  32. Paulo Bastos disse:

    Só faltou o círculo dos países que possuem arsenal de armas nucleares para o Brasil sair daquele centro. Será que temos chance ?

  33. LEONARDO BARBOSA disse:

    Boa noite! … Interessante o desenho … mas numa análise mais aprofundada podemos verificar a falta de dois grupos: Os com superávit e os com défict … (Regras dos novos grupos = O Balanço tem que respeitar a legislação, não contempla contabilidade criativa e não é permitida pedaladas fiscais). Pergunto: Quais países compõem os novos grupos?

    • Fernando Brito disse:

      O seu argumento é a prova da mediocridade mental de um elite que não é proprietária, é contabilista, guarda-livros. Isso se desmonta com uma única pergunta: que empresa de sucesso começa seus negócios com balanços positivos?

      • LEONARDO BARBOSA disse:

        … Sou empresário … e graças ao meu trabalho e empreendedorismo, venho obtendo sucesso a mais de vinte anos …

        • Leo disse:

          Mas e a crise? Pensei que o país estava em crise. Porque para maioria dos empresários é assim: se os negócios estão bem é graças ao meu esforço e trabalho, mas se estão mal é por causa da Dilma e do PT.

  34. Edgar Rocha disse:

    Já passou da hora de parar de usarmos o termo “elite” pra designar um tipo d gente que nada tem a oferecer ao povo, ao país, ao próximo ou, em última instância, a si próprio.

    Elite é quem toma a frente. Elite era o lanceiro que se ferrava primeiro durante uma batalha. Elite é quem se sacrificava em nome de algo, em defesa, sobretudo, do que acredita e do que mais ama.

    Esta gente entreguista não ama nada. Não ama a ninguém. Não ama nem a si própria. São como aquele idiota, papagaio de pirata, que fica tentando entrar numa conversa, mostrar-se próximo aos que lhe desferem um jogo de controle mental e caem como patinho. São aqueles que dão um braço em troca de um aperto de mão de alguém admirado. Eles têm orgasmos ao receber a atenção de qualquer gringo, mesmo não entendendo picas do que lhe é falado, podendo ser até mesmo um sonoro palavrão. É a gente que difunde a mentalidade adotada pra si, de que ser próximo do rei é o mesmo que ser rei. E o que alcançam pra si é fruto unicamente deste mimetismo, ou parasitismo, sobre a imagem dos que são eleitos vencedores.

    Esta gente é a verdadeira malandragem, a picaretagem encarnada. Há que se usar uma nova terminologia que não corrobore a ilusão histórica a qual a casta dos cafajestes do país conseguiu inculcar em nosso imaginário. E entreguemos o termo elite aos que sempre se mostraram detentores dos pré requisitos para merecê-lo: a grande maioria que se sacrifica por algo que ama e não os que sacrificam a tudo que detestam, sendo o que detestam, tudo.

  35. Ozzy Gasosa disse:

    Fernando, nem desenhando eles entenderão.

  36. Felipe disse:

    Quero ver PIB per capta e PIB/km2…
    Gráfico completamente ridículo e indutivo…onde já se viu que ser um país territorialmente grade e com muitos habitantes é algo nexessariamente positivo?

  37. Christiano Almeida disse:

    Homem de Deus, tu achas que eu, do alto de minha formação teórica, com as palavras, já tenho dificuldades em entender um texto, vem você agora, com esta figura – difícil, por sinal – dificultando mais ainda as coisas? Ora… e depois vem me alcunhar de coxinha! Um troço difícil destes em entender e ficam tripudiando que não entende. Ora, vão prá um hospício! (DESABAFO DE UM TROLL/COXINHA/ZUMBI)

  38. ia vinhas disse:

    Quem nasce para bobo da corte nunca chegará a majestade.Comparem as dezenas de entrevistas daqueles que se tornaram empreendedores e microempresários graças ao seu próprio esforço, mas, como eles próprios fazem questão de afirmar, graças sobretudo ao incentivo das políticas sociais dos governos Lula e Dilma, a esses rufiões que se acham os maiorais, mas na verdade carecem de amor próprio e patriotismo.
    Mudando de assunto, gostaria de saber se mais alguém está sofrendo a censura constante do Google e do Firefox, que neste momento estão me impedindo de acessar plenamente o blog do Paulo Nogueira, sobretudo a matéria sobre o JB.

  39. Godinho disse:

    Não acredito em destino manifesto.
    Nem dos EUA nem nosso.
    Digo isto pra introduzir uma preocupação enorme. Dos cinco, em apenas um existe, na atualidade, o sentimento disseminado do ‘coxinhismo’. Os EUA nasceram sem isso. É um país de classe média e ricos ignorantes, arrogantes e egoístas, e talvez por isto mesmo nunca se deram ao desfrute de deixar vicejar o ‘coxinhismo’. Na Rússia e na China, pelas vicissitudes das Revoluções comunistas e os pesadelos vividos na II GM, os coxinhas, que foram abundantes no século XIX e início do XX, forma simplesmente eliminados da sociedade. Houve uma tentativa de retorno na Rússia imediatamente após o fim da URSS, mas hoje estão praticamente sepultados (a despeito dos esforços das inteligências ocidentais em fomentar seu crescimento). Não conheço muito da Índia, mas parece evidente que o nacionalismo dos tempos de Gandhi ainda não se dissipou, e o ‘coxinhismo’ não prospera por lá. A Índia dá frequentes demonstrações de independência e consciência dos próprios interesses, desenvolvendo tecnologias estratégicas como mísseis, submarinos e aviões, cuja utilidade vai além dos usos militares.
    Temo pelo Brasil. Sei que não deixaremos de ser um país capitalista nos próximos anos, quiçá décadas. Mas nossos capitalistas, e seus consorciados, a classe média média e alta, nossos burgueses não pensam como tais. Um legítimo burguês deseja uma economia crescendo sempre, consumidores para seus produtos, acumulação ilimitada. Nossos burgueses parecem detestar tudo isso. Parecem querer apenas serem os capitães do mato das burguesias euro-americanas. Como poderemos crescer tanto quanto é o potencial do país, com essa elite?

  40. Alex disse:

    Quantos pseudointelectuais discutindo o assunto, achando o máximo interpretar a teoria dos conjuntos. Pena que com interpretação pífia e com um conjunto mínimo de informações que, por si só, não dizem nada. Mas tudo bem, só com esse mínimo de informações, os melhores países seriam com PIB elevado e população menor, logo com alto PIB per-capita, como já está desenhado, espero que consigam interpretar.

  41. Danielle disse:

    Acho que nem se precisa ir para a escola para saber que o Brasil é um país, grande, populoso e rico. Que análise pobre! O problema do Brasil não é por causa de nenhuma dessas características. Mas pela péssima distribuição de renda entre a população, pelos serviços públicos (saúde, educação, etc) que são horrivelmente administrados. E o que agrava seriamente este cenário, é a corrupção desenfreada, que sempre existiu, mas o PT levou esse hábito vergonhoso para um outro nível, que é de se admirar como o ser humano consegue não ter um mínimo de escrúpulo ou vergonha na cara. Sou apartidária. Não porque eu queira, mas porque, infelizmente ainda não temos nenhum partido sério, competente e que tenha interesse em melhorar o país.
    Mas o que eu não consigo entender, não entra na minha cabeça, é a necessidade de agredir dos petistas. Não que outros não façam isso, mas entre os defensores deste partido, chega a ser imbatível.
    É lamentável que não sejamos cidadãos capazes de respeitar as diferenças.
    Finalizo dizendo que o Brasil tem absolutamente TUDO para dar certo, menos interesse. E sem este, vivemos naquela daninha de “um passivo pra frente e dois pra trás”.

  42. Alex disse:

    Ou seja, pode roubar a vontade petralhada que sempre sobra…

    ou…
    do que adianta ser um elefante no oasis mas com o instestino cheio de vermes

  43. Madruga disse:

    Já vi essa figura em relatórios do Banco Mundial, desde 2010 eles a fazem.
    É o óbvio que todo o mundo sabe…..menos os brasileiros com síndrome de vira-latas.

    • Madruga disse:

      Corrigindo…
      É óbvio que todo mundo sabe que o Brasil é top….menos os brasileiros com síndrome de vira-latas.

  44. Selcone disse:

    Os vira latas e coxinhas são apenas massa de manobra. Não influenciam ninguem.
    São todos imbecilizados pelo falso discurso da direita. Só fazem número.

  45. alex disse:

    Falta só fazer o mesmo com os dados sobre os desvios e corrupção; e quanto é investido em educação, saúde e saneamento básico em comparação com os mesmos países.

  46. Sérgio disse:

    Godinho, complementando o seu ótimo comentário lembrei-me do que o Grande Mino
    Carta diz: O brasil tem a pior elite do mundo. É a mais pura verdade.

    Abç

  47. Carlos Eduardo Bello disse:

    Não deveria haver outros indicadores, como renda per capita e IDH? Será que quem não concorda que o Brasil é uma maravilha deve ser taxado de coxinha, burro, que não entende operações básicas de matemática é sofre de síndrome de vira-lata?

  48. sou coxinha com muito orgulho,meu sonho de consumo é ser cidadão Americano mas infelizmente nasci no Paiz errado,mas tenho fé de que o Brasil ainda vai ser um estado Americano então serei feliz sendo cidadão Americano

  49. Marcos Maurílio de Oliveira disse:

    Eis uma importantíssima informação, suficientemente didática e sobre a qual os que têm complexo de vira lata e os urubólogos de plantão devem se debruçar para, definitivamente, entenderem que o BRASIL é um dos poucos países do Mundo que possui sinergia bastante para caminhar com suas próprias pernas e não ficar dependente aos interesses de outra Nação, obviamente, em detrimento do nosso POVO!!! …

  50. Carmem disse:

    “o Brasil é um país com destino próprio, não o de ser um satélite.” O Brasil representa apenas 1,3% no comércio mundial. Não somos satélites? E conseguiremos sair de satélites sem competir para ganhar competência? É o Brasil umas das 10 maiores economias do mundo ou é a Elite Brasileira entre as 7 ou oitava maior economia mundial que não abre mão de suas riquezas fechando suas economias e tributando o povo cada vez mais pobre iludido por bolsas demagogias??? Pena que ninguém responderá sobre isso e possivelmente não será publicado por aqui!

  51. João disse:

    Por isso os governantes do Brasil tem que parar de enganar o povo com esse discurso de socialismo e ir em direção a liberdade econômica. Enquanto tiver uma economia que cresce menos que a população e precisar de meia dúzia de brasileiros para ter o mesmo PIB que países de menor população e área isso aqui vai continuar sendo território para político safado.

  1. 27/04/2015

    […] Brito, via Tijolaço em […]

  2. 27/04/2015

    […] DESENHANDO, PARA ATÉ O PESSOAL DO COMPLEXO DE VIRA-LATAS PODER ENTENDER […]

  3. 28/04/2015

    […] Do Fernando Brito no Blog TIJOLAÇO […]

  4. 28/04/2015

    […] Por Fernando Brito, para o Tijolaço –  […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *