Datafolha: Brasil de verdade não esteve na Paulista. Vamos levá-lo à rua dia 18?

perfil

Quem ainda tiver dúvida sobre que “voz das ruas” o Dr. Sérgio Moro pretende que seja ouvida e se imponha, veja os números da pesquisa Datafolha sobre o perfil dos manifestantes da Avenida Paulista.

É o desmonte numérico do discurso hipócrita da mídia de que “o país não está dividido, está unido”.

Se o Brasil – ou mesmo São Paulo – tivesse um perfil de renda e instrução semelhante, eu fechava este blog e ia me dedicar a escrever apenas sobre literatura, costumes, talvez escrever um romance.

Quatro entre cada cinco manifestantes (77%) têm curso superior, o triplo do indicador do Município de S. Paulo, que dirá do Brasil.

Dois terços 63%) têm renda superior a cinco salários mínimos, o triplo da capital paulistana, o que dirá – e põe o que dirá nisso- do Brasil.

O melhor governo que o Brasil já teve? FHC, para 60%. Dispensa comentários, não é?

Essa é a verdade que emerge dos dados concretos, não do desavergonhado coro midiático que se formou, onde os interesses das elites arrastam duas multidões: os que desejam o Brasil todo para as elites e os incientes, que não o percebem.

Aí está o caminho, que exige, para ser atingido, uma capacidade de superação de nossos próprios “eus” de classe média, sempre pronto a transformar nossos próprios mundos em centro do universo.

É urgente que sejamos capazes de, muito além do “institucional” deixemos – tardiamente – claro que o alvo de tudo isso são as conquistas parcas que teve o povo brasileiro.

Não porque o povo brasileiro odeie suas elites, ao contrário. São as elites deste país  – e os que se deixam arrastar no seu caudal que odeiam o povo brasileiro – a quem acham indolente, vagabundo, sempre disposto a fazer filhos e nunca a trabalhar.

Mas o povo brasileiro está parado, perplexo, avassalado diante da tempestade de mídia e, pior, de nossa incapacidade de dizermos que é com ele, acima de tudo, que temos compromissos e enxergamos a riqueza deste país.

Não haverá costura política, acordo parlamentar, composição de forças que possa ser costurado sem que o povão aguilhoe este coro.

Em lugar de nos perdermos, agora, discutindo erros do passado, cuidemos de que exista um futuro para a democracia e para o direito do povo brasileiro tem ao menos a voz do voto direto para ser ouvido.

Temos uma batalha a travar. Parece impossível, certamente é dificílima. Mas é a única que pode reposicionar o país no rumo da normalidade democrática.

O resto, infelizmente, será a caminhada para uma sociedade de ódio, de autoritarismo, de mandonismo que, como em 1964, começa com a classe média abrindo-lhes as portas e, como se viu logo depois, sendo por ele devorada.

 

 

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

32 Respostas

  1. Marco St. disse:

    Cansei de ver ontem Mercedes e BMW com bandeiras do Brasil. Pela primeira vez na história nossas elites “assumiram ” os símbolos nacionais. Mesmo que seja de “mentirinha”…
    A verdade é que os fascistas dividiram a direita. Moro e Bolsonaro são os heróis dessa turma. O PIG e os tucanos perderam o controle das massas acéfalas.
    Chegou agora a hora da esquerda unida esmagar os coxinhas definitivamente na sexta feira. A bola está quicando na frente do gol.
    É agora ou nunca.

    • Vitor disse:

      A questão é que o tal “Brasil de verdade” não tem a menor chance de alcançar os números das manifestações do “Brasil de mentira”…
      Os principais motivos são dois:
      1º – O “Brasil de verdade” consegue ser ainda menos politizado que o de mentira…
      2º – Esses acéfalos marcam manifestação para um dia útil…

      • Tania disse:

        Se fosse num domingo, o Alckmin por ex. , assim como franqueou o metrô para que muita gente comparecesse, poderia dificultar o transporte , criar outros empecilhos de mobilização, sabe-se lá o que podem fazer quando o tudo é premitido está chegando a um nível muito alto, então numa sexta as cinco isso não ocorreria e afinal a manifestação irá até mais tarde, e dá pra chegar depois das seis e será um anoitecer muito especial com muita alegria e movimentação.

        • Vitor disse:

          Vc está querendo justificar uma decisão com uma possibilidade que imagina acontecer…
          Sou a favor de testar, monitorar e se realmente acontecer algo, jogar no ventilador…

    • Alisson Souza disse:

      Engraçado, será que alguém sabe aqui quais são os carros de Lula, Dirceu, Palofi? São fiat unos? palios? gol 1.0?

      • José Luis Pereira disse:

        Pra um idiota, até mesmo a tentativa de ironia resulta em uma idiotice sem graça.

      • Lenita disse:

        Nossa Alisson, agora vc se entregou e nem percebeu?! Pense bem no que vc acabou de escrever… Tente de novo porque esse nivel ai de critica nem com crianca de cinco anos. Deve ser a ressaca do amor contrariado, vc nao fala coisa com coisa. Da um tempo pra organizar os neuronios ja esgotados.

  2. Messias Franca de Macedo disse:

    ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃO BRASIL DO BEM

    A Operação Lava Jato é dos golpistas e os mesmos golpistas se cagam de medo da mesma Operação Lava Jato!
    Perdão pela má palavra!
    E tentando entender o que não é nenhum paradoxo…

    MAIS UM CRIME DENTRO DO HEDIONDO [MEGA]CRIME MIDIÁTICO-JURÍDICO

    Um tal Gaudêncio Torquato &$ um âncora da vez na *BAND(IDA)NEWS convergem em mais uma premissa:
    Por volta das 16h00, 13/03/2016

    Vomitou o Gaudêncio Torquato:
    “As manifestações que estão acontecendo durante todo o dia de hoje são mais plurais. Além da deposição da presidente Dilma [Rousseff] e a condenação do ex-presidente Lula, nós vemos faixas e gritos dos manifestantes pedindo a saída de políticos a exemplo do… Fernando Collor de Mello (sic)!
    E mais: deste momento crucial necessariamente emergirão novas lideranças que darão um novo norte ao país!”

    Ah, para o fascista *Gaudêncio Torquato “o STF está sendo cauteloso em punir o Eduardo Cunha porque afastar um presidente de um parlamento é algo muito sério e delicado”.
    *um dos convidados escolhidos a dedo imundo para colaborar na narrativa golpista da BAND(IDA)NEWS

    EM TEMPOS FASCIGOLPISTAS:
    são ou não energúmenos mafiosos golpistas réus confessos?

    • Messias Franca de Macedo disse:

      [Da Série ‘Nenhum paradoxo nos paradoxos dos fascigolpistas’!]

      COM A PALAVRA UM CATEDRÁTICO, JURISTA HONRADO

      MORO SE DESLUMBROU, DIZ DALMO DALLARI SOBRE EMAIL DO JUIZ

      13 de Março de 2016 – 16h30

      (…)

      FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.m.vermelho.org.br/noticia/moro_se_deslumbrou_diz_dallari_sobre_e_mail_do_juiz_a_imprensa/277606-1

      • Messias Franca de Macedo disse:

        “O juiz Sérgio Moro perdeu de vista os limites e responsabilidade da magistratura e se deixou influir pela publicidade”, avalia o professor emérito da USP e jurista Dalmo Dallari ao comentar o email enviado por Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, à jornalista Cristiana Lobo, da Globonews, para pedir que as forças políticas “ouçam a voz das ruas”

  3. felipe disse:

    O melhor governo foi o de “THC” pra 60%. Nem precisa dizer ,sem comentários, é só colocar a carinha de assustado do whatzapp. Essa turma ainda está lombrada na viagem do THC. kkkkkkkkk

    Misericórdia !!!!!!

  4. Messias Franca de Macedo disse:

    TEXTO LAPIDAR, PEDAGÓGICO E HISTÓRICO I
    Segue abaixo um excerto acachapante

    ***

    (…)
    5. Nesse contexto, a contribuição objetiva da Operação Lava Jato– voluntária ou não, mas essencial para os fins político-eleitorais das classes hegemônicas organizadas no PSDB, no PPS, no DEM e outras siglas – ocorre na forma de contínua violação do devido processo legal, com o espetacular cancelamento dos princípios do contraditório, da ampla defesa, da proteção contra a autoincriminação, da presunção de inocência e outras conquistas históricas da civilização – apesar da reconhecida competência técnico-jurídica de seus protagonistas. A justiça criminal no âmbito da Operação Lava Jato produz a sensação perturbadora de que o processo penal brasileiro não é o que diz a lei processual, nem o que afirmam os Tribunais, menos ainda o que ensina a teoria jurídica, mas apenas e somente o que os dignos Procuradores da República e o ilustre Juiz Sérgio Moro imaginam que deve ser o processo penal. A insegurança jurídica e a falta de transparência dominante na justiça criminal da Operação Lava Jato levou o Ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, a reproduzir antigo conceito de Rui Barbosa: “a pior ditadura é a ditadura do Poder Judiciário”.
    (…)

    Por eminente e impávido jornalista Luis Nassif

    em
    O xadrez da política no dia D

    DOM, 13/03/2016 – 00:03

  5. Vicente disse:

    Foi apenas a “Casa Grande”. Nada de novo.

  6. Nelson disse:

    Hilário tentar desqualificar as manifestações contra o desgoverno petista, somente pelo fato de que a maioria participante, não representar, segundo as pesquisas, o retrato fiel do Brasil. Os manifestantes, são, na sua grande maioria conscientes da importância de sua participação no momento atual pelo qual o país atravessa; além do mais, entendem que as decisões tomadas pelo governo, principalmente no que tange a economia, nos trouxeram a este estado de penúria pelo qual passamos. Não vale a pena tocar no assunto da corrupção. Já os defensores desse câncer, na sua grande maioria recebedores de algum benefício governista – governo bom é governo que dá algo – não tem a mesma consciência; pensando somente em sobreviver mais um dia. Embora o peso da inflação, desemprego, falta de expectativas, etc, seja infinitamente maior para essa parcela da população; os quais seriam motivos suficientemente fortes para irem nos protestos, se contentam com o churras na laje e o pancadão na esquina no final de semana. Triste retrato desse nosso país.

    • Roberto Monteiro disse:

      Estado de penúria, Nélson? Tu sabes o significado da palavra penúria? Vou te ajudar: estado de extrema pobreza; miséria.
      Concordo que estamos passando por dificuldades econômicas, mas daí à situação de penúria?
      Gente, vamos fazer uma vaquinha e comprar uma cesta básica para o NÉLSON PENÚRIA!

    • Danilo Stinghen disse:

      Você interpreta esta análise como uma tentativa de desqualificação? Lamento te informar, mas você se enquadra na categoria dos incientes – que não percebem estar fazendo o jogo da elite.

  7. Messias Franca de Macedo disse:

    Comentário aterrador postado por Alexandre E. M. Meloni – seg, 14/03/2016 – 02:48
    em
    O xadrez da política no dia D
    DOM, 13/03/2016 – 00:03
    Por jornalista Luis Nassif

    O comentário aterrador

    Leitura imprescindível. Leiam pelo menos as 120 primeiras páginas!
    Richard J. Evans lecionou nas Universidades de Columbia, Londres e está em Cambridge.
    A página 53 dá uma mostra de como o mesmo jogo sujo e conservador da polícia, promotores e juízes contribuiu para a ascensão do Nazismo.
    Até parece que [Rodrigo] Janot et caterva estudaram como o nazismo subiu ao poder. usam a mesma metodologia.

  8. José Ricardo Romero disse:

    Corrupção é uma cortina de fumaça que esconde o que está por trás e o que está oculto, disfarçado, é o pré-sal e o conteúdo nacional. A fumaça existe, mas estas manifestações, abrindo uma brecha nela para passarem os que anseiam pelo poder mas não têm votos, fecha-se novamente escondendo o que interessa: o assalto das multinacional e das elites às nossas riquezas. Autoridade em corrupção do ministério da justiça nos EUA, estudando a lava-jato, concluiu que a corrupção naquele país é maior que a do Brasil (claro, lá tem muito mais dinheiro. É diretamente proporcional: dinheiro e corrupção). Não está aí o principal. O PIG, os neoliberais (intreguistas), os partidos de oposição vassalos aos interesses empresariais multinacionais, fazem a cabeça dos cochas midiótas fazendo-os acreditar que combater a corrupção deste governo resolve o problema ou, doce ilusão, o combate continuará depois com a oposição chegando ao poder através de golpe jurídico-midiático. Esta obtusidade tem um único protagonista que media e ferramentaliza esta lavagem cerebral: a/o Globo.

  9. Bernardo disse:

    Apesar do ufanismo de alguns o que se viu foi o mesmo do mesmo de 1 ano atrás. Não houve muito mais ou menos gente. Se tivesse lista de presença bastava repetir; os presentes eram os mesmos. A novidade foi que os que procuravam tirar vantagem dessas manifestações foram por ela engolidos e expulsos; o monstro virou-se contra seus criadores. Quem pariu mateus que o embale. O risco agora é que os corruptos dos outros partidos estão com medo da lava jato pois não há como não chegar até eles; a globo não vai segurar a barra; os outros do PIG também não. A saída deles é tentar acelerar o impeachment mas não têm moral. A PGR e o STF estão com a faca e o queijo na mão para acabar com a farra; processem e condenem o Cunha, investiguem os demais delatados na lava jato e acabem com as atitudes midiáticas e oportunistas de procuradores e juízes. O Brasil precisa de paz para andar; 2018 está um pouco longe. Se a oposição quer ter o poder que ganhe no voto; será direito deles.

  10. Alisson Souza disse:

    Ou seja, se você estudou e tem um bom emprego ou é empresário, você não é povo. Se você dá 10, 20, 30 empregos, contribuindo para o desenvolvimento do país, você não é povo. Se você vive a sua vida sem precisar de subvenções sociais, você não é povo. Se você paga uma fortuna de impostos, mas tem que pagar novamente por educação, saúde e segurança, você não é povo. Se você não concorda com o PT, você não é povo. Se você não diz amém para a doutrinação marxistas nas universidades públicas, você não é povo. Se você é um dos 3,6 milhões que foram às ruas no domingo pedir a prisão do iluminado, você não é povo. Para ser povo brasileiro de verdade, você tem que ser “mortadela”, balançar bandeiras vermelhas e queimar a bandeira verde e amarela.

    • JOSÉ disse:

      Gabaritou meu caro!? Os mortadelas estão desesperados! Vai ter que ter muito balão pra encobrir o fracasso dessa reunião de alienados na sexta.

      • ernesto disse:

        Eu queria que eles fizessem no domingo para o vexame ser maior, com as ruas vazias e a meia dúzia de zumbis pagos balançando bandeirinha sob o comando dos capangas profissionais da CUT. Mas eles já fazem na sexta e em locais movimentados para se confundirem com a população normal e dificultarem (um pouco) a comparação.

    • Salvador disse:

      Ah é povo sim seu Alisson, mas não é com certeza o Povo (no sentido de integralidade), ainda mais quando a única saída que encontram é viver de pregar o golpe contra um governo que foi eleito pelo O Povo (agora sim no sentido integral). Quer vc queira ou não, o Povo falou e falou por intermédio de 58 milhões de votos em outubro de 2014. Pra vcs que agora se atacaram de defender as “instituições” o que vc acha desse ataque que em nome delas vcs fazem à mais essencial INSTITUIÇÃO DEMOCRÁTICA: O VOTO POPULAR? Não Alisson, vcs mereceriam crédito se soubessem respeitar. No entanto o que se vê é esse reiterado discurso da superioridade que beira ao arianismo – nós contra os burros dos nordestinos, por exemplo. “Nós” que estudamos, que viajamos e conhecemos outros países. Nós que temos a condição de ter em casa um semanário informativo (SIC), nós que consumimos as novas traquitanas tecnológicas vindas de fora, nós que por conta disso tudo SABEMOS VOTAR. Nós contra eles, os dentes pobres, os de sorriso banguelas, aqueles que não sabem nem pronunciar triplex sem enrolar a lingua. Acorda, coxinha, o Brasil não está dividido agora não, ele sempre foi dividido. O que agora aconteceu é que essa divisão não pode mais ser escamoteada, ela emergiu das profundezas dos dados do IBGE ( e neste caso do DATAFOLHA). Ninguém tá dizendo que vcs não são brasileiros, estamos dizendo apenas que vcs são ignorantes politicamente (por que facilmente manipulados por meios de comunicação cujos interesses são mais que escusos), são egocêntricos, e arrogantes. SIMPLES ASSIM.

    • Vargas disse:

      Alissu, alissu, desta vez vc se passou.
      Aliás, tenho a dizer que seu discurso mudou bastante nos últimos dias.
      Até parece que esta mente não pertence à este corpinho.
      Mas, que seja assim.
      Sua narrativa toda é catastroficamente errada, errática e preconceituosa.
      Mas esta última frase merece um reparo.

      ” balançar bandeiras vermelhas e queimar a bandeira verde e amarela.”

      Balançar bandeiras vermelhas, amarelas, verdes, rosas, roxas e o escambau não é crime.

      Mas afirmar que quem balança bandeira vermelha queima a bandeira verde amarela é de uma falta de memória (para não dizer de caráter) abismal.

      Temos visto, cada vez mais, desrespeito pela bandeira do Brasil é pelos golpistas, alissu.

      Tem “nega” nua aí, que é considerada “Musa” (licença: kkkkkkkkkkkk) colocando a bandeira do Brasil até no chão (e em outras coisas também).

      Ah, alissu…. Aprendeu com o Salvador o que é “POVO” ?

      Se não aprendeu, vc não tem recuperação, menino.

    • Lenita disse:

      Marx deve estar rindo mesmo… Oh Alisson, descansa um pouco e tente colocar as ideias dentro de um raciocinio logico, vc vai conseguir um dia.

  11. Eliane disse:

    Ernesto e Jose, vcs são que nem Cruzeirense aqui em Minas, dizem ser cruzeirenses, mas não perde um jogo do Atlético, sabem toda a formação do time…kkkk Que fazem aqui? vão postar na VEJA, que dão mais ibope.

  12. Lenita disse:

    Estes punching balls (alisson, nelson, ernesto…) sao trolls ja em fim de linha. Eh preciso reciclar, que tal irem morar em Miami ? Pls give us a break !

  13. carlos disse:

    O brasil de verdade nunca esteve nas ruas, o que explica por exemplo se pintar um bandido como esse japones da lava-jato, o que se explica por exemplo um bandido envolvido no caso banestado, e que é procurador da lava-jato, conclusão : ladrão que rouba ladrão tem que ser perduado. e assim caminha o Brasil, e olhem eu não citei aqui partidos porque são todos, os pequenos que não passam de siglas de aluguel, e os grandes que são coopitados por agentes tipo yoseff, e intituições envolvidas com bicheiros. a quem apelar. só nos resta dizer que os tanques já estão passando da hora de sairem as ruas e começando por curitiba, e terminando em sampa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *