Conjur: MP omitiu depoimento de Paulo Roberto Costa para incriminar Odebrecht

prc

Do site jurídico Conjur:

“Ao transcrever a delação de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, na operação “lava jato”, o Ministério Público Federal deixou de fora trecho no qual ele diz que Marcelo Odebrecht nunca esteve relacionado à corrupção investigada na Petrobras. “Nunca tratamos de nenhum assunto desses diretamente com ele” e “ele não participava disso”, diz Costa, quando questionado sobre Odebrecht”.

A fala do delator está registada em video reproduzido no site e que eu reproduzo ao final do post.

Nabor Bulhões, advogado de Marcelo Odebrecht, está pedindo acesso a todos os vídeos dos depoimentos de Costa e outros delatores para verificar se o que disseram está transcrito nos relatos do Ministério Público ou se houve, como neste caso, omissões que bem poderiam levar o apelido de “podemos tirar, se achar melhor”, como ficou ridicularizado na matéria de agência Reuters onde se faziam referências a Fernando Henrique Cardoso.

Na sua petição, Bulhões reproduz o termo de depoimento apresentado do MP onde Costa diz que teve contatos com dirigentes da Obebrecht mas  omite o que disse sobre Marcelo Odebrecht, embora tenha sido diretamente inquirido sobre isso:

 Trecho do vídeo (omitido na transcrição do termo):

“Procurador: Com a Odebrecht tinha contato com…

PRC: Marcio Faria e Roberto Araújo…

Procurador: Mas e o Marcelo Odebrecht?

PRC: Uai, eu conhecia ele, tive algum contato com ele, mas nunca tratamos de nenhum assunto desses diretamente com ele…[balança a cabeça em sinal de negativo]

Procurador: Não?

 PRC: Eu conheço ele porque fui do conselho da Braskem que é uma empresa da Petrobrás e da Odebrecht, ele era o presidente e eu o vice-presidente do conselho… então, eu conheço ele, mas nunca tratei de nenhum assunto desses [refere-se a propina] com ele, nem põe o nome dele aí porque com ele não, ele não participava disso… 

Alguém ainda precisa de esclarecimentos sobre a razão do manifesto dos advogados reclamando de arbitrariedades na Lava Jato?

 

Posts relacionados...

Comentários no Facebook

30 Respostas

  1. Gengiva disse:

    Zr bundao precisa.

  2. Gengiva disse:

    Ze Bundao precisa.

  3. Nelson disse:

    E eu que imaginava que manipulações deste tipo acontecessem em ditaduras tipo as de Chávez/Maduro, na Venezuela, e as do Iran.

  4. Ronaldo Braga disse:

    Como diz o PHA: É uma esculhambação!

  5. titus disse:

    Omitir fatos relevantes e mentir! portanto um ministerio publico mentiroso! isso e muito pior que bandido mentiroso pois se trata de uma instituicao mentirosa.. e pior retirando 1.8% do PIB nacional..pagamos uma fortuna para eles mentirem…tipico dos meia verdades messianicos.. no entanto nada disso importa porque o objetivo real e destruir as empresas brasileiras para vender a preco de banana….esta na cartilha escrita em ingles…

  6. Joselito disse:

    “esclarecimentos sobre a razão do manifesto dos advogados”

    Sim, a razão é:

    Os advogados usaram das técnicas de sucesso de HC´s intermináveis no STF que, com a técnica canguru, liberava os clientes em 48h.
    Ocorre que há uma mudança de paradigma, e com o insucesso da técnica antiga, resta apelar para novas técnicas, como “manifesto” publicado na Folha de São Paulo.
    Vale lembrar que esses mesmos advogados têm conhecimento e competência para ajuizarem ações cabíveis com relação à alegada “parcialidade do juiz”. Por que será que não o fazem, e preferem páginas de jornais?

    • Francisco de Assis disse:

      Uai, Barbacena, não é na Folha, em O Globo, no Valor e no Estadão que os Intocáveis dão expediente e entrevista todo dia? Os advogados apenas foram no escritório deles reclamar.
      .
      Além do mais, você quer tirar a liberdade de expressão deles? Repare que eles até pagaram para publicá-la, enquanto os Intocáveis fazem isso de graça todo dia. Quer dizer, de graça não, pagam em vazamentos seletivos ou outras moedas ou cachorradas, né?
      .
      E o salário, ó?

    • Danilo Stinghen disse:

      Então quer dizer que prisão sem acusação por meses a fio é bão então… O fato é óbvio e ululante: lava rato é regime de exceção. Se os dotores procuradores consideram que a legislação de prisão preventiva é restritiva, tribunal e operações da importância da lava jato não são o lugar para fazer testes de novas metodologias. Que batalhem pra mudar a lei onde ela tem de ser mudada, candidatem-se a deputados federais. Não a batman.

      • Joselito disse:

        Bom, sobre “prisão sem acusação por meses” existem os casos de relaxamento da prisão preventiva, devidamente corroborados pela jurisprudência (roubo, sem arma de fogo, por exemplo, uns 6meses, homicidio, 24meses)….

        O que estou comentando é que em outros tempos, ao contratar advogados de respeito (não estou sendo irônico, respeito bastante o trabalho e reconheço – até invejo – a competência dos mesmos), a prisão de endinheirados era passageira, se viesse a ocorrer.

        Agora, está sendo quebradas algumas barreiras e, vendo o STF mantendo as prisões (Zavascki), os advogados não tinham outro local senão a mídia para recorrer.

        Eu ressaltei que a “parcialidade” do juiz é causa de suspeição, passível de anulação total do feito. Contudo, quem anularia não seria a mídia, mas o judiciário. E os advogados sabem muito bem disso, sem contar o fato de que somente os próprios seriam legítimos para fazerem tal feito (atividade privativa da advocacia, quero dizer).

        Se há um erro, a meu ver, é essa politização estúpida dos ladrões. Ladrão é ladrão, e rouba para PT PSDB EU e VOCÊ – dá até poesia.

  7. marco guerra disse:

    Vergonha na cara eles nap tem ne? Cambada de sem vergonha! Voces dormem bem cretinos?

  8. Eduardo dos anjos disse:

    É simples, “não vem ao caso”. Não precisa nem desenhar, todos já entendemos!

  9. Eduardo Pereira da Silva disse:

    Caríssimo Brito. Eu já havia comentado da possibilidade desse tipo de procedimento (transcrever diferente do que foi dito) no seu artigo “O incrível interrogatório sem perguntas”. Vou repetir meu comentário daquele tópico e só acrescento que depois surgiu “a delação oficial do Cerveró” na qual não continha mais as menções a Dilma e Lula… Seria porque se atentaram que se alguém fosse buscar o áudio notariam discrepância entre o áudio e o que foi transcrito? Digo isso porque já participei de audiências e, não é raro, que os presentes assinem o termo sem ler tudo, pois confiam que a transcrição será fidedigna ao que foi dito… pode ser que, às vezes, a transcrição não seja tão fidedigna assim…. Segue meu comentário, já naquele artigo:

    “Caríssimo Brito, existem perguntas sim, apenas não as transcreveram para transparecer que o depoimento é totalmente espontâneo e sem direcionamento.

    OBSERVE, no começo do termo consta “INDICAÇÃO PARA “A DIRETORIA DA BR DISTRIBUIDORA e DISTRIBUIÇÃO DE ATIVIDADES NA BR DISTRIBUIDORA, RESPONDEU:” (repare que o “RESPONDEU ESTÁ GRIFADO e que após segue-se os dois pontos). Ora, se respondeu é porque lhe foi perguntando. Mas depois note QUE EXISTE APÓS CADA “RESPOSTA” UM PONTO E VÍRGULA E OUTRO “QUE”. Isso significa que aquele “RESPONDEU” seguido de dois pontos é o início de uma série de PERGUNTAS que são omitidas, mas cujas respostas iniciam nos inúmeros “QUE”, existente nos termos. Se divulgarem os áudios do termo se verá a infinidade de perguntas que existiram mas que não foram transcritas no termo.

    Além disso, não é de se descartar a possibilidade que todo o depoimento e perguntas (omitidas) já estivessem previamente acordados com a defesa e que a audiência de realização do termo de colaboração já estivesse previamente acertada, inclusive com as perguntas e respostas (“declarações”), sendo a referida audiência apenas para formalizar o que já estava acertado.”

  10. Messias Franca de Macedo disse:

    Eichmann: assim funciona a delação premiada
    Ou delata ou tua mulher vai em cana!

    publicado 19/01/2016

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.conversaafiada.com.br/brasil/eichmann-assim-funciona-a-delacao-premiada

  11. Messias Franca de Macedo disse:

    “Nós estamos, amigo navegante, num regime totalitário, de exceção, numa DITADURA em que o ‘centro da cebola’ é o zé da Justiça.
    ‘Centro da cebola’ foi a expressão que Hanna Arendt usou para definir o papel do Eichmann na reportagem sobre a ‘banalidade do mal’.O nazismo é a cebola.
    O regime totalitário.
    Mas, isso não interessa à PF do zé.”

    Por egrégio e intrépido jornalista Paulo Henrique Amorim

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/eichmann-assim-funciona-a-delacao-premiada

  12. Messias Franca de Macedo disse:

    Exatamente. Uma cela fica ao lado da outra.
    Eu ia segurar um pouco este texto, mas o Paulo Henrique já adiantou.
    No filme de hoje, o “Conversa Afiada” apresenta um fato relevante.
    Assim como nos crimes de corrupção o crime de vazar dos autos sob segredo de justiça também tem dois polos.
    O polo do vazador e o polo que incorre no artigo 180 do Código Penal, que é o crime de receptação.
    Já me consultei com dois eminentes advogados criminalistas aqui em Brasília … a ação é viável do ponto de vista técnico.
    A ação somente será inviável se o ponto de vista político-ditatorial do Poder Judiciário imiscuir-se e mandar a inicial direto para o arquivo.
    Aí, caberá interpelação da sentença, pois o conjunto probatório será inequívoco, robustíssimo …
    Solicito contato para agrupar o maior número de pessoas possível. ( [email protected] )
    Não fique com medo de ser brasileiro. Não contribua , para que as próximas eleições não se transforme em ( mais uma terrível torrente de adrenalina e de cortisol )
    Adira ! Já !
    Mesmo que ação popular dê em nada, servirá para que façamos o contraponto, nas trincheiras da internet, ao que fazem com um projeto de nação mais profícuo às futuras gerações.
    Unamos a esquerda. Diante e longe das telas e dos teclados de computador. Peço a sua ajuda cidadã.

    Por Sergio Govea.

    em
    Vídeo: “não põe o nome do Marcelo Odebrecht aí!”
    Janot omitiu! E agora, Moro?

  13. Marcos Aiam disse:

    A omissão de fatos, que é uma outra face da mentira, pois uma meia verdade é pior que a mentira, Parece ser uma prática oriunda do MPF, haja vista a omissão do inquérito, que esclarecia muita coisa, por Joaquim Barbosa, figura oriunda do MP, no mensalão.

  14. Zé Ruela disse:

    Eu não acompanho o processo nem sou advogado de defesa do acusado, mas se é devido a omissão desse depoimento que ele esta preso, me parece que de fato há um tribunal de exceção.

  15. Cézar disse:

    Como penalista há 35 anos, não vejo nada de anormal na postura do Ministério Público. Serenamente, deve-se lembrar que o promotor é parte, tanto que nos Estados Unidos da América o promotor é chamado de ADVOGADO DE ACUSAÇÃO, ou seja, é parte e tem todo o direito de defender o seu cliente com PARCIALIDADE (a sociedade), nada de errado. O ERRO ESTÁ EM SE TER ENDEUSADO O MINISTÉRIO PÚBLICO AO LONGO DOS SÉCULOS COM A IDÉIA DE “FISCAL DA LEI”, “MAGISTRATURA DE PÉ” E TANTAS OUTRAS ASNEIRAS.
    Inclusive, sempre advoguei que o promotor deveria ter assento ao lado do advogado de defesa, tal qual ocorre nos USA, lá o promotor não fica ao lado do juiz, como aqui, INDEVIDAMENTE, se dá aqui nessa pindorama desvairada do século 18.

  16. Vicente disse:

    Alguma dúvida de que está havendo manipulação?
    Como pode uma investigação omitir um trecho tão significativo de um depoimento?

  17. Messias Franca de Macedo disse:

    O manifesto do advogados e a reação de juízes e procuradores federais, por Percival Maricato

    POR PERCIVAL MARICATO

    TER, 19/01/2016 – 13:09

    Muitas perguntas e poucas respostas

    (…)
    Se mantida a tal “quebra de paradigma” mais a “teoria do domínio do fato”, teremos que dobrar as vagas nas prisões, doravante para os poderosos, que a nota promete punição…doravante…Mas seria positivo para o país.
    Outra conclusão interessante é que foi preciso governos de esquerda tomarem o poder, alguns de seus membros fazerem o que sempre se fez no país), para a Justiça finalmente ser ágil e rigorosa. Pode-se dizer que a eleição do PT teve então mais um fator importante, acabar com a omissão da Justiça, se é que esse rigor com poderosos será mesmo mantido.
    (…)

    [Não seria interessante investigar porque tantas falhas anteriormente e agora tantos acertos, até para mantê-los também para os governos posteriores???]

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/o-manifesto-do-advogados-e-a-reacao-de-juizes-e-procuradores-federais-por-percival-maricato

  18. Mark disse:

    A cada dia que passa, e a cada nova informação sobre a tal de Lava Jato, fico mais enojado em relação à justiça(??) e MP, seus métodos e processos investigatórios no Brasil. Para mim, aposentado da iniciativa privada, a primeira demonstração de seriedade desta máfia seria a renúncia ao auxílio-moradia de 4.400 reais mensais, e outras mordomias que nos remetem à Nomenklatura russa nos tempos do regime comunista. A segunda, seria a condução de investigações isentas e apartidárias, sem coação, sem coerção, no verdadeiro sentido do “doa a quem doer”. Mas, isso essa canalhada não consegue fazer, porque não consegue sequer encarar um cidadão de bem nos olhos.

  19. Tomás disse:

    Porca miséria! E há pessoas que se dizem do bem e que ainda acreditam na lisura e nos bons propósitos destes ferozes representantes da maldade humana.

  20. Messias Franca de Macedo disse:

    “O Sérgio Moro não é um juiz! Ele é um personagem à procura do autor”, segundo o doutor Paulo Sérgio Leite Fernandes decano dos advogados criminalistas do estado de São Paulo

    Especificamente, a partir dos 11h15 do vídeo abaixo

    https://www.youtube.com/watch?v=2waWqNhK29s

  21. sertanejo disse:

    E o nosso STF serve para quê? eu respondo nada.

  22. Messias Franca de Macedo disse:

    BOMBA ANUNCIADA – Ou, para os golpistas o ‘golpe jurídico-midiático’ não tem volta, não tem retorno! É questão de sobrevivência, estúpido!
    Ou ainda, mate o réu, e vá chorar a inocência na exumação do cadáver!
    Entenda a Inquisição pós moderna sob os auspícios da [IMUNDA] Casa Grande nativa e festiva!

    #######################

    Moro ignora omissão do MP e Odebrecht fica preso

    Advogado denuncia “deslealdade processual”

    Moro rejeita pedido de Odebrecht: ‘processo é uma marcha para frente’

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.conversaafiada.com.br/brasil/moro-ignora-omissao-do-mp-e-odebrecht-fica-preso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *