Marcelo Auler, exclusivo: Chico processará também fazendeiro que o insultou

Guilherme

“Dinheiro não lhe emprestei/Favores nunca lhe fiz/Não alimentei o seu gênio ruim/Você nada está me devendo/Por isso, meu bem, não entendo/Porque anda agora falando de mim.”

É assim, com os versos do samba “Injuriado” que o advogado João Tancredo inicia as duas ações que está promovendo em nome de Chico Buarque de Hollanda. Porque são duas: além do  colecionador e “jornalista” João Pedrosa, que foi fazer ofensas no Instagram da  filha do cantor, Silvia Buarque, o outro alvo de processo judicial será  fazendeiro paulista Guilherme Gaion Junqueira Motta Luiz, um dos que estiveram metidos naquela provocação feita ao canto no Leblon vai ser acionado por publicações ofensivas no Facebook.

A notícia, exclusiva, está no blog de Marcelo Auler, que mostra que o rapaz  – que “acusa” Chico de receber benefícios da Lei Rouanet, de incentivo à cultura – é herdeiro de uma fazenda e usina de açúcar que, além de empréstimos concedidos durante a ditadura também recebeu, em pleno Governo Lula (2009) financiamentos do BNDES.

Leia no blog do Marcelo Auler toda a história e declarações exclusivas do advogado do Chico, João Tancredo, que protocola as ações na quinta feira, com o fim do recesso do judiciário.

 

Comentários no Facebook