Atenção, palermas: o anúncio é grátis. Há gente que não é feito mosquito

zika

Seria desnecessário o aviso, se estivéssemos vivendo num país civilizado. Infelizmente, no clima de ódio e de segregação que  virou epidemia espalhada pelo mosquito da mídia, esclareço, para evitar (ou ao menos reduzir) o número de palermas que vai dizer que o anúncio aí ao lado, onde se baixa uma história em quadrinhos para ajudar a combater o Aedes Aegypt é publicado gratuitamente, por minha iniciativa. Como é o de baixo, da campanha contra o crack. O blog não recebe dinheiro algum que não seja dos cliques que os leitores dão nos anúncios do Google e das contribuições com que horam esta publicação e de um ou outro raro anunciante. Nunca do Governo Federal, e não porque não pudesse. Infelizmente, o cinismo da mídia brasileira, que entope as burras com anúncios do poder público, se apressa a dizer que os blogs de esquerda são sustentados pela publicidade oficial. Só conseguem pensar em jornalismo como atividade de mosquitos: dar picadas para sugar o sangue de alguém.

 

Comentários no Facebook