A Receita tem medo de falar na Globo?

globola

Na Folha, a Receita Federal diz que investiga fraudes no futebol brasileiro há mais de uma década.

Diz que foram feitas três operações especiais desde 2002, em que foram investigadas 96 pessoas e empresas ligadas ao futebol no país. Essas auditorias resultaram na cobrança de R$ 4,47 bilhões em tributos, multas e juros.

Mas contra quem, pessoas físicas e empresas, a Receita silencia, alegando sigilo fiscal.

Todo mundo pode saber quem roubou uma galinha, um pote de margarina, uma repartição pública e a Petrobras.

Quem roubou do dinheiro público R$ 4,5 bilhões, não.

Por que?

Será que nenhuma destas bilionárias sonegações virou processo criminal?

Ou sumiram todas na bolsa daquela moça que deu “Doril” ao processo da Globo?

E pior, muitos destes crimes se deram em concurso de outros, como falsidade documental, falsidade ideológica, simulação (declaração de vontadereal, em conluio entreas partespara, em geral, livrar-se de obrigações) e outros.

Só que, mesmo que a Receita pegue o meliante – não é o que erra de boa fé no recolhimento – nada vira crime se o cidadão, apanhado, pagar.

Como tem Refis para recuperar débitos, acaba saindo barato.

É uma lei, enviada por Fernando Henrique ao Congresso, em 1995, dizendo que o recolhimento exclui a responsabilização penal do sonegador. Em tese, para proteger quem não fez por dolo; na prática, um salvo-conduto para o “se colar, colou”.

E como cola.

Agora, no velho vício cartesiano ( que os antigos exprimiam dizendo que se A = B e B=C, então, A=C), permitam-me perguntar:

Se as propinas envolviam, em grande parte, direitos de transmissão e patrocínio de competições e a Globo é a dona de quase tudo em direitos de transmissão e patrocínios, é possível achar que a santinha do Plim-Plim não está nestas maracutaias?

 

Comentários no Facebook

19 Respostas

  1. Luís Eufrásio disse:

    É a Receita Federal e a Polícia do Zé Cardozo, só chegam depois… Aliás, (está na Folha de hoje)a CBF e a PF são são bem chegados. Quem diria!!!!

  2. Laure disse:

    Espero que o FBI acabe chegando aos Irmãos Marinho, porque no Brasil a Justiça e a Polícia Federal só funcionam quando se trata de criminalizar petistas.

  3. andre disse:

    Ricardo teixeira com medo do FBI:
    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/teixeira-poe-a-venda-casa-de-r-22-mi-em-miami-por-temer-confisco/

    Teixeira põe à venda casa de R$ 22 mi em Miami ‘por temer confisco’

    Da folha:

    O ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira decidiu vender sua mansão de mais de 600 metros quadrados em Miami. O cartola anunciou a propriedade em corretoras de imóveis da Flórida após saber, no ano passado, que o empresário J. Hawilla começou a colaborar com investigação das autoridades norte-americanas.

    Parceiro da CBF em negócios na gestão de Teixeira, Hawilla, dono do Grupo Traffic, uma das maiores empresas de marketing esportivo do mundo, fez acordo com a Justiça dos EUA. Ele confessou crimes de extorsão, fraude eletrônica, lavagem de dinheiro, obstrução da justiça e vai pagar multa de US$ 151 milhões (pouco mais de R$ 475 milhões).

    O ex-cartola teme perder a mansão durante o desdobramento das investigações nos EUA. José Maria Marin, seu sucessor, foi preso na quarta pelo FBI.

    O imóvel de dois andares, com sete quartos e oito banheiros, entrou no catálogo de imobiliárias especializadas no mercado de alto luxo dos Estados Unidos há cerca de seis meses. Em 2012, ele pagou cerca de R$ 22 milhões pela mansão localizada num do condomínio de alto padrão em Miami. A casa conta com uma marina particular.

    Teixeira quer vender a residência abaixo do valor para tentar se livrar do negócio. A antiga proprietária da casa, a ex-tenista russa Anna Kournikova, demorou quase nove meses para negociar o imóvel.

    Em 2013, a Folha revelou que o ex-cartola comprou a propriedade após renunciar ao cargo de presidente da CBF.

    VIDA PÓS-CBF

    Teixeira comandou a CBF por mais de duas décadas e decidiu deixar o poder após as denúncias de corrupção no Brasil e no exterior. Ele saiu do país às pressas em março de 2012, pressionado pelas investigações sobre suspeita de desvio de dinheiro público na realização do amistoso entre Brasil e Portugal, em Brasília.

    Ricardo Teixeira e a mulher, Ana Carolina Wigand, no jantar que o empresário José Victor Oliva e a mulher, Tatiana Sanches, ofereceram em homenagem ao locutor Galvão Bueno e sua mulher, Desiree Soares, em 2011
    Teixeira redigiu sua carta de renúncia nos Estados Unidos e só voltou ao país no ano seguinte. Mesmo assim, o ex-cartola articulou a posse do sucessor José Maria Marin, preso na quarta-feira (27), e continuou recebendo salário da CBF –mais de R$ 100 mil mensais.

    Neste período nos Estados Unidos, ele aproveitava a vida dirigindo carros de luxo ou navegando um barco de 65 pés avaliado em cerca de R$ 6 milhões.

    Em 2013, Teixeira sofreu dois golpes. Terminou o seu segundo casamento e correu risco de morte por causa de uma crise renal.

    O ex-presidente da CBF voltou ao país para se submeter a um transplante. Seu irmão doou o rim. Abatido, o ex-cartola ganhou peso e decidiu voltar novamente ao Rio. No país, ele era visto com frequência num restaurante no Leblon.

    Ele voltaria a deixar o país na véspera do início da Copa do Mundo de 2014. Temia ser alvo de protestos. Alugou um iate e ficou por dois meses viajando pela Europa, onde gostava de encontrar com Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, que renunciou ao cargo após suspeitas de irregularidades no clube catalão.

    Na última semana, ele voltou ao Rio depois de um período em Mônaco. No mês passado, Teixeira fez outra mudança. Ele viajou ao Uruguai, onde registrou o país como seu novo domicílio fiscal.

  4. PT2016-2018 disse:

    Hum… E o Gavião Bueno? Bem, amigos do plim plim…. Esse tambem deve estar atolado até o pescoço. !!!!!

  5. Ricardo disse:

    “a Receita silencia, alegando sigilo fiscal.”
    Se a Receita Federal não pode informar por causa do sigilo fiscal, o Judiciário pode, se já houver processo judicial. Mas será que alguém conseguiria, por exemplo, descobrir no Judiciário se a Globo pagou o darf da sonegação fiscal? Será que os órgãos do Judiciário cumpririam sua obrigação de informar, no caso de a cobrança ser feita judicialmente? E será que a Receita cobra, sem demora, na Justiça os grandes sonegadores, ou fica aguardando anos e anos a boa vontade deles em quitar as dívidas?

  6. Jacques noronha maia disse:

    O PT se tornou um partido masoquista, quanto mais apanha, menos reage. Quanta decepção!

  7. Flavio Fernando vasconcelos Costa disse:

    Pergunta-se: quem nomeia esse Diretor da Receita Federal?
    Resposta: A Dilma!

  8. Desídia disse:

    Ou incompetência , duas décadas? Estes diretores da receita tem de serem exonerados das funções por completa incompetência. Descobriram o que? Eu desconheço….Imaginem se dever, uma baixa de uma pequena empresa, e um ajuste de irpj de menos de mil reais, me levou meses para ser ajustado , e me trouxe uma série de problemas. Outro exemplo um cabra para matar a fome rouba uma margarina e é execrado. E estes mafiosos devem bilhões e ninguém fica ou pode saber nada……ah maldita legislação..e Ah, maldita casa fgrande e seus capitães de mato. Estes são os capitães de mato, …..bandidos….

  9. Carlos Roberto disse:

    Note o quão a emissora de televisão se envolveu com a Fifa:

    https://www.youtube.com/watch?v=dZLHlio62O4

  10. a disse:

    Os petista,adoram quebrar ovos com a vênus platinada.

  11. mario disse:

    Toda vez que um auditor-fiscal da Receita se depara com uma situação que configura, em tese, um crime, ele é obrigado a fazer uma representação ao MPF. Estes processos são denominados Representação Fiscal para Fins Penais. O sistema Comprot (http://comprot.fazenda.gov.br/e-gov/default.asp) permite verificar a existência desses processos, mas não o conteúdo que está protegido pelo sigilo fiscal.

    Uma vez que o MPF decida fazer a denúncia e encaminhar o processo para a justiça o conteúdo pode se tornar público pois em tese também os processos judiciais não estão cobertos pelo sigilo.

    O que ocorre é, como o texto relata, quando o Estado resolve punir criminalmente o sonegador ele paga ou parcela o débito e evita a punição. Certamente isso não o que ocorre nos países mais civilizados mas por aqui a Casa Grande segue impondo seus privilégios.

    Tudo isto pode ser mudado por lei, inclusive o sigilo fiscal, mas para isso é necessário um Congresso Nacional mais progressista.

  12. NALDO disse:

    Todos os orgãos de fiscalização, de repressão, governos, tem medo não só da globo, de politicos influentes, de grandes empresas, dos homens bons e de madames, são uma piada, são firmes só contra o zé povinho infelizmente.

  13. J.Carlos S. Pereira disse:

    EUA QUERIAM TIRAR A COPA-2018 DA RÚSSIA

    JORNALISTAS DOS EUA ESTAVAM DE PLANTÃO NO HOTEL ANTES MESMO DA PRISÃO DOS CORRUPTOS DA FIFA.

    http://actualidad.rt.com/actualidad/176196-rueda-prensa-fifa-blatter

    (Como no Brasil, onde a Globo recebe informações privilegiadas da PF, ou melhor, da milícia tucana).

  14. Messias Franca de Macedo disse:

    Escândalo no futebol: Ricardo Teixeira, o homem-bomba que a Globo não quer ver indiciado

    publicado em 30 de maio de 2015 às 14:33

    (…)
    Agora, o ex-presidente da CBF perdeu seu refúgio na Flórida. Ele não obteve a cidadania definitiva que buscava no refúgio fiscal de Andorra, onde ficaria livre de extradição. Agora, como definiu meu colega Leandro Cipoloni, Teixeira se parece com aquele rei que, no xadrez, anda de lado uma casa por vez, para escapar do xeque-mate que fatalmente virá.
    Se for indiciado nos Estados Unidos e, consequentemente, acossado por autoridades brasileiras, vai respeitar a lei do silêncio?

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.viomundo.com.br/denuncias/escandalo-no-futebol-ricardo-teixeira-o-homem-bomba-que-a-globo-nao-quer-ver-indiciado.html#comment-910283

    E o matuto emocionado:

    Parabéns, conspícuo e intrépido jornalista Luiz Carlos Azenha!
    Texto jornalístico histórico!
    A nação brasileira agradece, penhoradamente!
    E o bom jornalismo!

    Felicidades!

    Messias Franca de Macedo
    Feira de Santana, Bahia
    Brasil

  15. mauro silva disse:

    seria cômica se não fosse trágica a postura do judiciário brasileiro: o bnds deve expor seus contratos com a Friboi “porque é uma empresa pública” patati, patatá.
    só que a receita federal NÃO pode divulgar dados de sonegadores porque estão brigados pelo sigilo fiscal.
    e ainda alguns levam essa gente a sério.

  16. Ozzy Gasosa disse:

    Para pegar a Globo só investigação lá fora … e cadê o DARF?
    Vocês notaram como a Globo está repercutindo a prisão do Marín?
    Nesse caso ela tratou de exorcizar a CBF, rapidamente, mas no caso do Swissleaks e da Zelotes, um silencio estrondoso.
    Fica se esquivando da parceria de décadas …
    Nada espantoso para um jornalismo de ocasião da Globo.

  17. Milton Murilo disse:

    A passividade do governo federal diante das reiteradas e flagrantes manipulações na condução de processos que ameaçam o “andar de cima” , ao que consta na internet, acho que beira o crime.
    O cidadão nomeado ministro da justiça – tudo no minúsculo – assiste com naturalidade os acontecimentos.
    Rever procedimentos, acompanhamento de processos, proposição de legislação corretiva, NEM PENSAR.
    A condução coercitiva de idosos sob algemas tudo bem, senhoras idem. Deve ser uma nova faceta do republicanismo.
    Na hora de apresentar a conta para ajustes simplesmente jogam-se ao fogo o salário e os empregos, mas não o SAGRADO DINHEIRINHO DA TIURMA.
    Impostos sobre fortunas, que pagariam uma grande parte do ajuste, NEM PENSAR. O próprio ministro fazenda, um tal Levy, já disse que não dá para inventar impostos ( claro, sobre os ricos ). Mas sempre tem jeito de aumentar o desemprego – fragilizando o trabalhador.
    Para fechar a roda o BACEN vai aumentado os juros SELIC promovendo uma grande transferência do TESOURO – isto é, dos pagadores de impostos, a turma do CARF está fora – para os que já tem milhões e bilhões.
    Deve ser uma maneira “sui generis” de promover a proteção do trabalhador.
    Então o governo federal vai juntando a crise externa, com a contração da economia via SELIC e o tal “ajuste”.
    Resultado: menos empregos, menos dinheiro para os mais necessitados mas MAIS DINHEIRO PARA A TURMA DA FINANÇA.
    Como se as agências de risco, americanas interessadas em obstar o desenvolvimento brasileiro e envolvidas na quebradeira de 2008, algumas sob inquérito na justiça, tivessem conhecimento e ética para conduzir alguma coisa, salvo os próprios lucros.
    Antes que me acusem, digo-me esquerdista, votante em Lula e Dilma, mas não sou burro.

  18. carlos disse:

    A pergunta que não quer calar: quem inventou a história de que o ministro da Fazenda se ausentou do evento por discordar da decisão da presidente da República, e que estaria até cogitando se demitir?

    Por que essa especulação teve mais credibilidade nas redações do que o fato de o ministro ter se referido a esse corte dias antes, em conversas com empresários registradas pela própria imprensa?

    A resposta é simples: em sua cruzada contra o governo, a mídia hegemônica joga perigosamente no limite da irresponsabilidade.

  19. mineiro disse:

    nuncaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa que investigou , é tudo balela , ninguem nunca investigou o pig ou qualquer poderoso no brasil. vamos deixar de hipocrisia , o brasil quem manda é o rico e fim de papo. quem tem dinheiro no brasil manda ate no governo, e nesse desgoverno dessa m………………………………que esta no poder hoje , ainda é mais facil. quem manda mesmo no brasil hoje ou sempre mandou , mas ta nitido agora. é o pig e o judiciario , esses mandam mesmo e nao pedem , depois vem esse fantoche metido a ditador, mas na verdade ele come na mao desses dois aqui citado. nao temos governo , nao temos ninguem para enfrenta-lo , hoje a direita facista , nada de braçada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *