A Bolsa Mídia, em números

safe_image

O blog Conversa Afiada obteve acesso a números da publicação “A mídia pública no Brasil, 2014”, editado pelo Grupo de Mídia, Brasília.

O leitor que enviou os dados ao blog se diz revoltado.

É para ficar mesmo.

Em plena era de declínio acentuado da TV aberta (cada vez mais brasileiros, quando vêem TV, assistem canais fechados, incluindo aí a nova campeã, Netflix), o governo aumentou o percentual de recursos públicos destinados à TV aberta (leia-se Globo).

A SECOM tornou-se inimiga da democracia e da pluralidade política.

Inimiga, sobretudo, da internet.

E olha que a SECOM lançou números que mostravam o forte avanço da internet no Brasil.

Não foi suficiente, porém, para convencer à entidade a apostar nas novas tecnologias.

Preferiu continuar alimentando a Globo.

O “Messias” de que fala o Paulo Henrique Amorim, com acidez, é Roberto Messias, o secretário-executivo da Secom, o homem que comanda, de verdade, a burocracia da instituição.

*

TOTAL DO GOVERNO FEDERAL
Poder Executivo

2004 – R$ 1,5 bi
2011 – R$ 1,9
2012 – R$ 2,2
2013 – R$ 2,3

Aumento entre 2004 e 2013, 53%

Investimento do Governo Federal em mídia (“política” da SECOM de um Dr Messias – PHA)

TV aberta

2004 – R$ 853 milhões (60% de toda a verba)

2009 – 1,4 bi

2012 – 1,4 bi

2013 – 1,5 bi (64%, ou seja, a SECOM do Dr Messias aumentou o investimento numa midia que CAIU entre 2004 2 2013 !!! – PHA)

Jornal

2004 – R$ 187 milhões (13% de toda a verba)

2013 – R$ 162 milhões (7%, o que explica a situação fulgurante da Fel-lha, do Estado comatoso e do Globo – PHA)

Radio

2004 – R$ 150 milhões ( 10%)

2013 – R$ 176 milhões (7,6%, o que explica o comportamento isento e imparcial da CBN, Band e Jovem Pan – PHA)

Revista

2004 – R$ 147 milhões (10%)

2013 – R$ 147 milhões (6,6% o que explica por que ninguém quer comprar o detrito sólido; nem de graça, o Waldir Macedo quer – PHA)

Internet

2004 – R$ 19 milhões

2009 – R$ 79 milhões

2013 – R$ 139 milhões (6% e, mesmo assim, o Dr Messias da SECOM inclui aí os investimentos no Google, esse gigante da internet genuinamente brasileira – PHA)

Vamos agora às empresas estatais e sua política de mídia, que tem de ser aprovada pela SECOM do Dr Messias:

Petrobras:

TV aberta – 67%

Caixa

TV aberta – 70%

Banco do Brasil

TV aberta – 58%

Correios

TV aberta – 54%

Investimentos em mídia das estatais:

TV aberta – 64%

TV fechada – 7%

Internet – 4%

jornal – 6%

rádio – 5%

revista – 7%

Comentários no Facebook

21 Respostas

  1. Sérgio Rodrigues disse:

    O que esse “apolítico” faz aí?….Presidenta tome tento!…

  2. André disse:

    Dilma, põe esse cara no olho da rua. Tá alimentando o monstro.

  3. Manu disse:

    Netflix para mim é a melhor coisa que lançaram, não tem propaganda, tem filme, séries, você vê a hora que quer. Preço R$ 19,OO reais.
    Adeus tv a cabo…
    http://zh.clicrbs.com.br/rs/entretenimento/noticia/2014/10/crise-a-vista-na-tv-paga-canais-americanos-investem-em-servicos-de-streaming-4623208.html

  4. Heitor disse:

    “Mulher de malandro”, é a melhor maneira de classificar o governo.

  5. Daniel disse:

    É uma vergonha o PT fazer isso com a gente dando dinheiro a rodo p esses golpistas! Dilma tome uma atitude e termine com isso! p isso que votamos em vc

  6. Jane Pita de Souza disse:

    Acordem, minha gente !
    Ganhamos a eleição POR UM TRIZ !
    Foi por pouco, muito pouco !
    Procurem imaginar o que estaria acontecendo com os petistas, com a imagem do PT, com a imagem de Dilma e Lula, se ELES tivessem ganho as eleições.
    Imaginem a quantidade de piadas, de ridicularização, de desmoralização que esses entes estariam sofrendo e sofreriam nos próximos 4 anos.
    Imaginem o que esses caras estariam aprontando com os programas humorísticos prá cima de nós.
    Imaginem a campanha de desmoralização que seria desencadeada contra tudo que fosse ligado ao governo do PT
    Arrisco a dizer que a campanha seria tão grande que até petistas se convenceriam de que “PT NUNCA MAIS ” seria a coisa mais natural.
    O partido iria desaparecer !
    Lula e Dilma estariam em apuros seríssimos, correndo risco de prisão e total desmoralização.
    Os PT e aliados teem que rever seus modos de lidar com essa gente.
    Estamos lidando com um MONSTRO PODEROSÍSSIMO, SORRATEIRO, PACIENTE E TRAIÇOEIRO.
    Menos ingenuidade, pelo amor de Deus !
    Eles não são de brincadeira !
    Eles trabalham com anos de antecedência e o PT tem de agir assim tambem.

  7. José Neto disse:

    É esse mala que detonou o Pizzolato, indicado por FHC ainda recebe as benesses do governo. O PT está no governo, nunca esteve no poder, pois nunca teve coragem de desaparelhar o poder tucano que vige em pleno governo do PT nos 1, 2 e 3o escalões, se continuar assim serão mais 4 anos em vão.

  8. Ronaldo Curitiba disse:

    Algum incomPTente leu este post?

    Não ficou envergonhado ou revoltado?

    Nas sessões de puxasaquismo com a Dilma ninguém toca neste assunto?

    É síndrome de Estocolmo ou é imbecilidade mesmo.

    A coração valente disse que em 2015 (provavelmente em dezembro) vai propor a regulamentação econômica da imprensa. Aí o Eduardo Cunha põe na gaveta. Aí se passam mais quatro anos.

    Quantos minutos para demitir o Messias da SECOM e colocar o Franklin Martins? Tem que dar satisfação a algum político safado? Precisa de reforma política? Precisa de plebiscito?

    O PT tá todo assanhado propondo a Lei da Mídia. Que tal propor uma faxina na SECOM? E no novo governo, a m…a do hibernardo fica? O zé porquinho também fica?

    Meldels, quanta incomPTência! Não é à toa que ganhou raspando.

    Enquanto isso as famiglias donas da imprensa estão se borrando de rir.

  9. Ivoni Coelho de Souza disse:

    Jane Pita de Souza (08/11/2104 às 2;27 PM): faço minhas as suas palavras.

  10. Alberto disse:

    Ta, e alguém acha que é a toa, que o atual governo não tem excelentes motivos para adoçar o bico da Globo, ahã, sabe de nada, inocentes!

  11. Carlos Roberto disse:

    Sem dúvida, a Secom preferiu alimentar os maiores algozes do governo federal, ou seja,a manipuladora rede globo, sbt e sua raquel, veja , folha , rádio que troca noticia, rádio transamérica e tantos outros inimigos mortais, por isso a Secom caminhou e caminha na contramão.

  12. renato disse:

    A VEJA….A VEJA….eu só quero a VEJA…
    O fim da VEJA…

  13. Christiano Almeida disse:

    Assim não dá!
    Versão comparativa do momento: Na esquina da rua em que moro, todas as manhãs, tardes e começo da noite, tem um sujeito que me aborda e diz: Vou dizer a todo mundo que você não presta. E diz! Não só pela manhã, à tarde e à noite. Incluiu também a madrugada! Detalhe: Todos o final de mês tenho que ir à sua casa pagar (entregar-lhe uma verba) para que ele faça isso, ou seja, falar mal de mim! Plagiando o reizinho do Viva o Gordo: “Que qui eu sou, que qui eu sou?” IDIOTA, MASOQUISTA! Para não usar outros adjetivos.

  14. Dr. Dias disse:

    Petrobrás, Correios, Banco do Brasil, Caixa e o próprio Governo Federal financiando a Globo para torturarem a Presidenta na bancada do JN e a Veja para soltarem antecipadamente a publicação com o LULA e a DILMA sabiam de tudo. Por um milésimo não perdemos a eleição com a anuência da área de Comunicação da Dilma.

  15. Jony disse:

    Se a militância na internet ajudou muito a reeleição de Dilma, está na hora de ouvi-la.Ou não terá mais tanta ajuda.

  16. cinthia disse:

    Miguel, não sei se falo bobagem, mas uma alternativa à regulação, caso ela seja mesmo ‘engavetada’, não seria a criação de um novo canal ou, sei lá, investimento na tv brasil? Além da criação de um jornal de massas? Bons jornalistas para fazerem um belo trabalho temos aos montes. 😉
    Sabemos o quanto a presidenta gosta do seu blog, então, bora sugerir alternativas! rs!

  17. C.Paoliello disse:

    Antes mesmo da regulamentação da (pseudo)mídia comercial, precisamos, com urgência, de uma lei que PROIBA a publicidade governamental nos 3 níveis de governo, exceto nos casos de editais cuja publicidade seja obrigatória. Propaganda governamental na mídia e na pseudomídia é um desperdício de dinheiro público.

  18. Onda Vermelha disse:

    Pelo fim da Bolsa-PIG! Não! E não me digam que isso é censura, não! Isso é justamente o que esse oligopólio midiático quer que a gente acredite! E não vai adiantar tentar “interditar” esse debate! Exigir uma mídia democrática e plural é fazer valer os artigos da Constituição de 1988 que ainda carecem de regulamentação e que determinam que NÃO deve haver monopólio no setor de comunicação. E é, exatamente, isso que as cinco famílias detentoras de grandes redes de concessão público mancomunadas com políticos de famílias tradicionais(Sarney, Renan, Henrique Eduardo Alves, etc, etc, etc) do Congresso Nacional querem impedir. Chegou a hora de a sociedade civil enfrentar esse debate de cabeça erguida e sem maniqueísmos! Para se ter uma ideia no final do segundo turno, no Jornal da Band, o jornalista Fábio Panuzio já vociferou dizendo que ele mesmo havia questionado a Presidente Dilma, a quatro anos atrás, e que ela havia lhe garantido que não “censuraria a mídia”. Ou seja, já começaram distorcer dizendo que a Regulação Econômica da Mídia, proposta por Dilma para o segundo mandato, é “censura”. Portanto, meus caros, preparem-se para mais essa “guerra” que teremos pela frente: democratização da mídia! Essa é verdadeira batalha que teremos que travar contra o PIG! “A história é carro alegre. Cheio de um povo contente. Que atropela indiferente. Todo aquele que a negue”. (Canción por unidad latinoamericana – Canción por unidad latinoamericana Pablo Milanés – Versão de Chico Buarque/1978).

  19. Leni disse:

    No que me diz respeito, se não mudarem rapidamente não vão contar comigo para a próxima eleição. Ou muda o modo de governar ou mudarei eu nas minhas escolhas.

  20. andre disse:

    Senador chega ao limite do ridículo e convida William Waack (PIG) para discursar no Senado
    Seria normal senador da Comissão de Relações Exteriores (CRE) falar a jornalistas, com a autoridade e conhecimento que deveria ter sobre o assunto.

    O duro é o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) pagar o mico de convidar para audiência pública no Senado o jornalista William Waack, da TV Globo, para “avaliar o legado da política externa brasileira no governo Dilma”.

    Pois foi esse vexame que aconteceu na sessão de 5a. feira da referida Comissão.

    Se o jornalista fosse convocado para prestar esclarecimentos sobre os telegramas confidenciais vazados pelo Wikileaks, onde Waack frequentava a embaixada estadunidense para fornecer informações, ainda faria sentido.

    Agora, chamar para dar palpites no Senado sobre como o Itamaraty deveria atuar, já beira o ridículo.

    Ainda que Ferraço quisesse usar seu posto para espezinhar o governo Dilma, que chamasse pelo menos diplomatas de carreira, ex-chanceleres, servidores da ONU ou pelo menos pesquisadores renomados de Universidades.

    Mesmo como jornalista, Waack é extremamente parcial, pois idolatra os EUA e Israel, sem querer enxergar a posição dos outros lados, ignorando as diferentes gamas de interesse, e sobretudo indo contra os interesses do Brasil quando conflitam com os dos EUA.

    Só falta agora o senador Ferraço ser “convidado em retribuição” para entrevistas nos canais da Globo.

  21. Luís Eufrásio disse:

    A Presidenta Dilma está BEM assessorada por tucanos. Isto que dizer “dar carta branca aos auxiliares sem cobrar, nem fiscalizar”. É falta de FISCALIZAÇÃO por parte do Chefe (DILMA)!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *